Analista de Qualidade: qual o segredo para ter sucesso?

Analista de qualidade
24 de outubro de 2020
Última modificação: 30 de julho de 2021

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Carreira

O que faz um Analista de Qualidade?

O Analista de Qualidade é o profissional que tem como objetivo lidar com métodos de coleta e análise avançada de dados em diversos setores e assim, garantir a conformidade entre as normas regulamentadoras, como por exemplo a Norma ISO. Além disso deve atuar no equilíbrio entre a visão estratégica e foco, traduzindo a estratégia em ações que irão conferir excelência aos processos, produtos e/ou serviços, prezando pela padronização de métodos funcionais.

Confira também:

Qual é o salário base?

No cargo de Analista de Qualidade os salários variam entre R$ 2.200,00, para os cargos iniciais nesta carreira, chegando a R$ 6.000,00, onde a média salarial para um Analista de Qualidade no Brasil é de R$ 4.100,00.

Salários Analista de Qualidade

Figura 1. Salários de Analistas de Qualidade

É possível reparar, na figura 1, que os salários para um analista de qualidade, a depender de sua experiência, podem chegar em uma média de até 8 mil. Por consequência, representa praticamente o dobro do salário que ele teria no caso de um cargo inicial.

Quem é o Analista de Qualidade?

Analista e qualidade é o profissional que prepara e implementa modelos e ferramentas de inspeção e controle de qualidade. Portanto, seu foco se dirige para a consolidação de políticas e técnicas de melhoria contínua através do mapeamento de processos, instruções de trabalho (Its) e análise de concordâncias.

Dessa maneira, o Analista de Qualidade é responsável por exercer auditorias internas e externas, não apenas elaborando normas e procedimentos, mas também identificando não conformidades nos processos às normas já existentes, como por exemplo a Norma ISO. Pra você que quer aprender mais sobre as normas ISO, confira o curso de Introdução às Normas ISO disponível na Assinatura FM2S.

Esse profissional deve ter um completo domínio (teoria e aplicação) das principais Ferramentas da Qualidade. São sete técnicas de análise de processos e indicadores que nos ajudam a melhorar a qualidade nas empresas e a gerar melhorias em processos.

Formação Acadêmica

Acima de tudo, as empresas procuram por profissionais que dominem desde procedimentos simples até mesmo os mais complexos. Além disso, esses profissionais devem ser capazes de adequar esses procedimentos à infraestrutura e realidade do negócio. Portanto, os cursos mais usuais da ocupação de Analista de qualidade são:

  • Engenharia de Produção: a engenharia de produção é um ramo da engenharia mais comum entre os profissionais de qualidade. Dessa maneira, os engenheiros são capazes de atuar no planejamento, garantia e controle, além da identificação de critérios, metas e instrumentos que permitam avaliar a qualidade do sistema produtivo.
  • Administração/ Administração de Empresas: por outro lado, na administração, a busca da qualidade implica reavaliar processos, criar ferramentas de controle de matéria-prima, racionalizar métodos de produção, capacitar os colaboradores e valorizar métodos eficientes de acompanhamento a níveis gerenciais.
  • Farmácia e Bioquímica: em terceiro lugar, curso mais comum entre os analistas de qualidade é o de Farmácia e Bioquímica, onde estes possuem os mais rigorosos padrões de qualidade do mercado devido à manipulação de químicos e outros insumos. O próprio tratamento de água também está incluso nos serviços prestados por estes profissionais.

Trajetória Profissional

Assim, para você que deseja se tornar um Analista de Qualidade, trouxemos aqui as trajetórias profissionais mais comuns pelas quais a maioria dos ocupantes deste cargo passaram.

Pré-ocupações

Em primeiro lugar, a profissão mais comum de um profissional que mais tarde virá a assumir o cargo de Analista de Qualidade é a de Inspetor de Qualidade. Consiste em uma atividade como medir, examinar, testar ou medir uma ou mais características de um produto e comparar os resultados com os requisitos especificados. A finalidade de uma inspeção é de estabelecer se a conformidade é alcançada para cada característica.

  • Técnico em Qualidade

Por outro lado, o técnico em qualidade tem o papel de elaborar procedimentos no âmbito organizacional e de disseminar práticas necessárias para o bom desenvolvimento desses processos. Assim, ele elabora manuais, procedimentos, diagnósticos e relatórios dos processos de qualidade das empresas. Além disso, registra o controle da qualidade em formulários específicos e de acordo com as normas e os padrões preestabelecidos.

A título de curiosidade, trouxemos também uma análise gráfica por cidade do salário médio dos técnicos em qualidade.

Salário médio dos Técnicos de Qualidade por cidade

Figura 2. Salário médio dos Técnicos de Qualidade por cidade

Depois de iniciada a carreira em uma dessas ocupações, o próximo nível é exatamente a ocupação como analista de qualidade. Dessa forma, vamos conferir quais são as próximas ocupações mais comuns na carreira de um analista de qualidade:

Pós-ocupações

  • Coordenador de qualidade: este profissional é o responsável por coordenar e executar os programas de auditoria interna e, portanto levanta e analisa os procedimentos existentes em todas as áreas da empresa. É um dos grandes responsáveis por implantar um Sistema de Gestão da Qualidade, como também da manutenção da certificação ISO.
  • Supervisor de qualidade: encarregado por supervisionar as atividades de inspeção e controle de qualidade de produtos de matérias-primas. Além disso ele elabora indicadores e acompanha a implementação de ações de manutenção (correção e prevenção) nos processos internos.
  • Analista de processos: seu objetivo é aprimorar o ambiente interno para que a imagem externa da empresa exponha uma empresa bem sucedida. Analistas de processo tem como tarefa diária o mapeamento e otimização de processos, a compreensão do ambiente interno e externo, da sua organização.

Qual a relação do analista de qualidade e o Lean Seis Sigma?

Um dos caminhos mais conhecidos utilizados para ser um analista de qualidade, tanto por aqueles que possuem, mas principalmente pelos que não possuem graduação ou técnico na área é fazer os cursos de Green Belt ou Black Belt Lean Seis Sigma.

Em primeiro lugar, Green Belt, é a certificação mais conhecida do Lean Six Sigma. Nela, são abordados conceitos fundamentais para otimização de processos, qualidade e resultados nas empresas, além disso, ao certificar-se Green Belt, o colaborador torna-se a referência em solução de problemas na organização, passando a ser reconhecido pela Excelência. A certificação Green Belt está disponível na Assinatura FM2S!

Por outro lado, o Black Belt é a certificação mais elevada da metodologia Lean Six Sigma. Assim, essa certificação capacita o profissional para coordenar projetos de melhoria em qualidade a fim de impactar os indicadores da organização. Este curso também está disponível na Assinatura FM2S.

Além disso, com a Assinatura, você também tem acesso aos seguintes benefícios:  grupos de networking para assinantes, conteúdo prático, mentoria online, professores com ampla bagagem teórica e prática, materiais e cursos exclusivos, webinars e outros eventos. Não perca tempo e embarque já nessa transformação profissional.

Não sabe por onde começar? Aproveite e confira os cursos gratuitos da FM2S!

Cursos:

Conteúdos:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *