Como ser proativo no trabalho pode ajudar sua carreira?

proativo-fm2s-blog-2020
02 de agosto de 2019
Última modificação: 02 de agosto de 2019

Autor: Paula Louzada
Categorias: Blog, Carreira

Proatividade, ou pró atividade, é uma competência ligada ao esforço e antecipação de uma pessoa a respeito de algum assunto, cenário ou atividade. A palavra proativo é vista como um traço de personalidade de alguém que está pronto e disposto a assumir a frente em atividades ou arriscar a qualquer momento. Contudo, há uma diferença entre ser proativo e acumulador de responsabilidades. Entenda neste artigo a importância da produtividade e as principais atitudes para atingir essa competência.

O que é ser proativo? 

Ser proativo é agir constantemente, antecipando atitudes como: resolver problemas, imaginar e propor mudanças e prever necessidades futuras. Tanto na vida pessoal, quanto no ambiente de trabalho. Essa é uma característica presente em algumas pessoas que é muito exigida e recompensada no mercado de trabalho. 

Um indivíduo com essa competência, baseará sua visão e atitudes na resolução e modificação, responsável, das situações e cenários que o cercam. Isso gera benefícios, não só para a pessoa, mas também para sua equipe e organização. 

A proatividade é essencial, e bem vista, em um processo seletivo, por exemplo. Neste momento, é necessário que o candidato apresente uma postura proativa para que os avaliadores vejam um exemplo de como ele desempenha tarefas e toma decisões. 

Reatividade vs Proatividade

Algumas pessoas assumem que atitudes proativas estão ligadas ao interesse de ultrapassar os demais, se fazer maior e mais interessante e buscar uma promoção. Na verdade, o proativo age na intenção de buscar novas ideias e ferramentas para a equipe e empresa, para facilitar seu cotidiano e de seus colegas. E é justamente essa antecipação e busca que o difere de alguém reativo

Um indivíduo reativo aguarda as mudanças do cenário, esperando as coisas acontecerem para só depois mudar sua postura  e tomar uma atitude para reverter a situação. Em alguns casos há omissão, em outros, a estrutura e burocracia organizacional, por exemplo, o impede de agir de outra forma.

Em ambos os casos, é importante que o indivíduo reporte sua visão aos seus supervisores, elencando pontos positivos e de melhoria, sugerindo soluções, etc. Ao mesmo passo que busca melhor se conhecer e estabelecer se agir na reatividade é o que deseja, ou pretende desenvolver a proatividade.

Como desenvolver a proatividade?

A proatividade é uma habilidade profissional como muitas outras e, portanto, todas as pessoas podem desenvolvê-la e aprimorá-la Além disso, vale dizer que a proatividade impacta positivamente na produtividade, tanto do indivíduo quanto do time. Contudo, é necessário lembrar que ser alguém “multitarefa” não significa ser proativo. Na verdade, isso pode comprometer a concentração e execução das tarefas. 

Com isso em mente, separamos alguns pontos de atenção para facilitar o seu desenvolvimento. Confira:

Planejamento

Comece pelo planejamento, afinal, criar e executar ações de forma planejada evita desvios e surpresas ao longo do processo. Além disso, o tempo que você gastaria corrigindo esses desvios, pode ser usado para se dedicar a coisas novas ou participar de projetos paralelos. Em ambos os casos, sua criatividade é estimulada e o engajamento proveniente disso modela sua mente para repetir essa postura futuramente, o que facilita se manter proativo.

Portanto, esteja sempre buscando formas de otimizar o tempo e melhorar os processos.

Antecipação

Desenvolver a antecipação é diferente de criar um senso de urgência. Uma pessoa proativa, por exemplo, se previne dos possíveis problemas que podem surgir em sua rotina. Isso começa no planejamento e continua em todas as demais condutas. 

Com a antecipação você consegue determinar desvios, e se torna capaz de solucioná-los sem comprometer o todo.

Participação

Participar é mais uma etapa de continuidade do planejamento. Para fazer parte de algo é necessário envolvimento, algo que no trabalho é essencial. 

Envolva-se com a cultura da empresa e seus projetos, assim você será capaz de identificar, antecipar e propor visões de oportunidades e riscos a sua equipe. Tomar a iniciativa é o primeiro passo da participação ativa nos processos cotidianos.

Empenho e Comprometimento

Saia da zona de conforto e evite distrações que te colocam num cenário de procrastinação. Manter-se estático o torna reativo e não proativo. Comece a se comprometer com resultados, trabalhe nos pontos que nublam sua tomada de decisões. Ou seja, essa é uma competência que anda de mãos dadas com planejamento e antecipação. 

Como se manter proativo?

Como acontece com qualquer outra habilidade, a proatividade pode ser desenvolvida e aprimorada para que se mantenha constante. Tudo que você precisa é comprometimento. E pensando nisso,  listamos aqui algumas outras atitudes que podem te auxiliar. Veja:

  • Esteja focado na solução: Foque no que você pode controlar com o resultado final. A maneira mais eficaz de lidar com um problema é se concentrar em encontrar uma solução. Sua equipe aprenderá a abordar problemas e soluções de maneira eficaz se você der o exemplo;
  • Seja responsável: Defina sua meta e, em seguida, trabalhe de trás para frente a partir dessa meta para estabelecer métricas para rastreá-la e avaliá-la. É importante ter um objetivo claramente definido que seja quantificável para que você possa determinar se realmente chegou ou não;
  • Use metas “SMART”: S: Específico (escolha algo específico em vez de usar uma categoria ampla). M: Mensurável (escolha algo que você possa quantificar). A: Atingível (você deve realmente ser capaz de alcançar e isso pode exigir apenas as etapas corretas). R: Realista (seja honesto). T: Tempo limitado (dê a cada meta um prazo para criar um senso de urgência);
  • Mantenha consistência: Seja consistente no que faz. E mesmo que os passos pareçam pequenos no momento, fazer as coisas certas todos os dias o levará mais longe no caminho do sucesso;
  • Invista na sua capacidade de tomar decisões: Estude seu comportamento, os fatos que o levaram a tomar decisões anteriores e o que poderia ser melhorado em seu processo de tomada de decisões;
  • Tenha auto-consciência: Entenda quais habilidades você pode colocar em prática para ajudá-lo a desenvolver um projeto. Além disso, não se esqueça de identificar os pontos que você precisa melhorar.

Como desenvolver uma equipe proativa?

A proatividade é algo presente no indivíduo, e que pode ser minada caso o ambiente ou pessoas ao redor não estejam estimuladas ou no mesmo ritmo. Por isso é importante manter sua equipe, seja você gestor ou não, engajada e estimulada

Assuma uma postura de inspiração, converse com as pessoas para que se comprometam com as tarefas e entenda o que as impede de se dedicarem mais. Compreender quais são os melhores estímulos para cada colaborador e suas reais expectativas na função podem te auxiliar nisso. Inspirar os demais profissionais que o cercam pode te tornar um ponto focal, um líder.

Pensando nisso, separamos algumas técnicas que podem auxiliá-lo nessa empreitada. Confira:

  • Planeje e compreenda as tarefas:

Para que a frustração, de executar uma tarefa de forma errada ou de um retrabalho, seja evitada, é importante criar um planejamento baseado em metas e objetivos que sejam tangíveis a equipe. Isso os norteará e distribuirá responsabilidades e prioridades, dando chance de cada um executar sua função da melhor maneira e baseada em suas habilidades; 

  • Inspire os demais:

Um gestor pode assumir uma postura inspiradora e estimular a troca de experiências entre a equipe. Ofereça, nessa troca de experiências, perspectivas sobre comportamentos proativos e que auxiliarão o todo, através de atitudes individuais, por exemplo;

  • Estimule o autoconhecimento:

Para que a proatividade seja alcançável é importante conhecer quais seus pontos positivos e negativos. Esse é um processo 90% individual e 10% vem do estímulo de lideranças, e não há necessidade de compartilhamento dos “resultados”. Faça um exercício de autoavaliação com a equipe. Utilize, por exemplo a análise SWOT;

Precisa de ajuda nisso? Então CLIQUE AQUI e conheça nosso conteúdo exclusivo onde disponibilizamos as planilhas de SWOT e Business Model Canvas.

  • Analise os perfis da equipe:

A união de pessoas em um projeto, processo ou departamento deve considerar o perfil e background desses indivíduos. Existem profissionais mais e menos propensos a proatividade, portanto, estimule a  execução de tarefas multidisciplinares após entender o perfil de cada um. Identificar essa diversidade de ideias e posturas faz com que a equipe trabalhe de maneira harmônica e com foco no todo.

Continue aprendendo

Está em busca de mais conteúdos de qualidade para aprimorar sua carreira? Então torne-se um Assinante FM2S e, durante um ano, tenha acesso a cursos certificados, materiais de apoio exclusivos, mentoria e conteúdo novo todo mês! Tudo isso para acelerar sua evolução profissional. Clique no banner abaixo e saiba mais:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *