Habilidades profissionais: o que são e quais as mais exigidas?

Habilidades profissionais
26 de outubro de 2020
Última modificação: 20 de julho de 2022

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Carreira

O que difere um candidato do outro durante um processo seletivo? Confira neste artigo as principais habilidades exigidas pelo mercado. Além disso, aproveite para entender melhor o que são habilidades profissionais, seus diferentes tipos e características. Para então se destacar no mercado.

O que são habilidades profissionais?

Habilidades profissionais são aquelas necessárias para que as atividades do trabalho sejam feitas da melhor forma. Elas podem ser melhoradas ao longo da vida profissional de uma pessoa. No entanto, há casos em que a pessoa nasce ou desenvolve habilidades ao longo da juventude. Nesses casos, é comum que uma pessoa se destaque. Por exemplo, avance de forma mais rápida na hierarquia da empresa.

Mas, em geral, qualquer pessoa pode desenvolver e aprimorar suas habilidades profissionais. Isso pode ser acelerado  com estudos e prática.

As diferentes classificações de habilidades

Como já dito, nós podemos desenvolver e aprimorar habilidades. Contudo, há diferentes tipos. Portanto, trouxemos as classificações neste artigo. Confira a seguir:

  • Sociais: diz respeito à capacidade e eficiência em se relacionar com outras pessoas. Tanto de forma física, quanto emocional;
  • Profissionais: são usadas no ambiente de trabalho. Elas nos ajudam a fazer funções de maneira mais assertiva e útil;
  • Cognitivas: envolve todos os aspectos de aprendizagem. Ou seja, compreender e assimilar informações;
  • Motoras: Aborda a aptidão de um indivíduo para fazer movimentos precisos;

Para que servem as habilidades profissionais?

A excelência operacional de uma empresa é fruto do planejamento e execução assertivos.  Portanto, é preciso que o capital humano e os recursos financeiros estejam de acordo com a cultura organizacional e realidades da empresa. Neste caso, as habilidades profissionais estão ligadas ao capital humano. Por meio delas que cada funcionário pode criar sua carreira dentro da empresa. 

No entanto,  melhorar habilidades profissionais não deve ser apenas uma responsabilidade dos funcionários. As empresas devem promover ambientes de aprendizado. Além disso, incentivar a busca por conhecimento. Seja por programas internos de treinamento, ou mesmo auxílios financeiros para cursos e certificações.

Em resumo, habilidades profissionais servem para criar uma maior garantia de sucesso nos resultados de uma empresa. Podendo ser específicas a um departamento, função ou processo.

Habilidades técnicas vs Habilidades comportamentais

Habilidades Técnicas: envolvem toda capacidade e domínio de uma pessoa quanto a métodos e procedimentos. Elas estão mais ligadas aos aspectos operacionais. Portanto, podem ser de forma mais fácil ensinadas e desenvolvidas. Cursos de capacitação técnica, por exemplo, trazem de forma prática como cada pessoa pode conhecer, aprender, desempenhar e aprimorar tais habilidades;

Habilidades Comportamentais: diz respeito à conduta da pessoa. Sendo então a forma como ela se relaciona, se porta e administra suas ações. Seu aprendizado e melhoria precisa de mais tempo e comprometimento. Isso porque elas estão conectadas de forma direta a fatores psicossociais. Em um ambiente de empresas, por exemplo, a capacidade de se trabalhar em equipe, liderar ou lidar com problemas são situações que habilidades comportamentais são precisas.

11 Habilidades profissionais mais exigidas no mercado

Hoje, ao abrir um processo seletivo, ou contratar um profissional  de forma pontual, os recrutadores querem que os candidatos tenham certas habilidades profissionais

A quantidade tende a variar seguindo tendências do mercado. No momento, há onze habilidades em destaque. Dentro delas há cinco que, segundo pesquisas de Julho de 2019 da Robert Half, são as mais valorizadas pelos recrutadores. São elas: Comunicação, Trabalho em Equipe, Intraempreendedorismo, Resiliência e Comprometimento. As cinco estão ligadas à categoria de habilidades comportamentais. Elas são valorizadas pois ensinar as mesmas é algo bem difícil e portanto leva tempo.

Em seguida, confira as 11 habilidades profissionais mais exigidas e suas características:

Comunicação

Comunicar-se de forma eficiente é essencial. Tanto no dia a dia quanto no ambiente empresarial. Saber assimilar informações e comunicar elas de forma clara, sem ruídos e meias palavras. A comunicação é uma das habilidades mais importantes para profissionais que querem a liderança. Portanto, trabalhe a forma como expõe questões técnicas para pessoas que não dominam o assunto de fato. Desenvolva uma percepção do interlocutor e trabalhe ao redor disso.

Resiliência

Ela é uma habilidade comportamental.  A mesma tem seus pilares na maturidade emocional do indivíduo. Trabalhe pontos como paciência, respeito e auto motivação. Além disso,  entenda como você responde a situações totalmente adversas. Um profissional resiliênte é aquele que conhece a si mesmo e  não deixa que fatores externos afetem sua produtividade, atenção e tomada de decisões.

Trabalho em Equipe

Desenvolva seu espírito de colaboração. Resultados são obtidos pelo time e para o time, tenha isso em mente. O aprendizado dessa habilidade pode vir de todos os lados. Tanto da família quanto no departamento de trabalho. O mais importante é saber que competitividade entre semelhantes não agrega em nada ao produto final.

Confira nosso E-book exclusivo de Trabalho em Equipe

e-Book: Trabalhe em Equipe

 

Proatividade e Comprometimento

Antecipe demandas, preveja anseios e busque ferramentas. Hoje, não se trata mais de apenas cumprir sua função e se manter numa rotina. Os recrutadores buscam pessoas que conseguem ser criativos e fazer diferentes tarefas com comprometimento e vontade. O profissional comprometido é aquele que entende a realidade da empresa, as necessidades que ela tem e o real impacto do seu trabalho.

Liderança

Em geral, a liderança é uma habilidade que se obtém ao longo do tempo. Não tem nada a ver com “mandar nas pessoas”. Mas sim assumir um papel de coordenador e instrutor. Conheça sua equipe e as atividades a serem feitas. Dessa forma, conseguirá atribuir tarefas, prazos e evidenciar prioridades de forma que resultados assertivos sejam obtidos. Além disso, líderes devem olhar para fora e buscar técnicas e conhecimentos que ajudem sua empresa a se manter competitiva e pertinente.

Gestão do Tempo

O profissional que consegue gerenciar seu tempo tem maior garantia de assegurar a qualidade e produtividade de suas atividades. Hoje, as empresas de todos os setores e portes já entendem que um quadro de funcionários “enxuto” e que fazem suas atividades dentro do prazo mantendo o nível de performance, é a melhor forma de estruturar seus processos e garantir a sobrevivência do negócio. Portanto, os profissionais que têm uma autonomia para controlar seu tempo se destacam. Mas entenda, atuar em alta performance e com prazos curtos não é o foco aqui. Essa habilidade diz respeito ao autogerenciamento racional e saudável do tempo. Portanto, nada de acumular tarefas e funções para entregar tudo o mais rápido possível.

Inteligência Emocional

Conheça a si mesmo, saiba quais situações geram estresse ou atrapalham sua visão na hora de agir de forma correta. Essa habilidade está  ligada à resiliência. No entanto, tem um aspecto ainda mais intimista. Um profissional que controla e tem percepções concretas sobre suas emoções consegue pautar sua conduta em torno disso. Dessa forma, relacionamentos se tornam mais fáceis. Então, ter empatia e mostrar-se aberto a ajudar colegas pode fazer com que você seja visto como um profissional confiável, estável e humano. Isso, com certeza, o faz ganhar pontos na hora de solicitar uma promoção ou assumir uma posição de liderança.

Capacidade Analítica

Atuar com uma visão analítica das coisas ajuda qualquer profissional.  Desenvolver e aprimorar essa habilidade faz com que a pessoa se adapte melhor a situações de urgência ou problemáticas. Além disso, ajudar na resolução dessas situações. Abordar problemas e resolver eles de forma assertiva, com certeza destaca o profissional. Portanto, use todos os dados e variáveis para encontrar e resolver cenários que possam minar o bem estar da organização.

Intraempreendedorismo

Uma habilidade profissional que ganhou popularidade recentemente. Em processos de grandes corporações, ou aqueles que buscam profissionais ímpares para seguir um plano de carreira, como os processos Trainee, por exemplo, a exigência de indivíduos que possuem essa habilidade é enorme. A ideia por trás da palavra intraempreendedorismo, é a capacidade de agir como se a organização fosse algo de total responsabilidade da pessoa. Ou seja, o verdadeiro “senso de dono”.

Visão no Cliente

Ouvir a voz do consumidor, descobrir seus desejos e necessidades, é algo que demanda tempo e investimento. Algumas pessoas possuem essa habilidade de forma inata. Portanto, acabam por tratar clientes como amigos, o que facilita manter o interesse e comprometimento dessa tarefa. Aprimore essa habilidade, trabalhando a paciência, o relacionamento, comunicação e empatia.

Flexibilidade

Saber trabalhar dentro da realidade da sua organização é essencial. Recursos e tempo são escassos, mas o cumprimento do projeto é necessário. Saiba distribuir sua atenção, alocar os recursos e tempo da melhor forma, e controle isso através da sua produtividade. Mas lembre-se, ser flexível não significa se comprometer com tudo e permanecer insistente.

Gostou do conteúdo? Então torne-se um Assinante FM2S e tenha acesso às principais certificações, metodologias e ferramentas para aprimorar suas habilidades profissionais e alavancar sua carreira. Clique no banner abaixo e confira:

 

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.