Quais cursos um engenheiro precisa fazer

Quais cursos um engenheiro precisa fazer
17 de maio de 2022
Última modificação: 27 de junho de 2022

Autor: Victor Gabry
Categorias: Carreira

O curso de engenharia é um dos mais antigos e um dos que até hoje brilham os olhos de quem procura por melhores salários. Uma profissão tipicamente da área STEAM e com grande busca por empresas, os engenheiros precisam aprender uma gama de habilidades e ofícios.

Com mais de 300 mil engenheiros formados, é preciso se destacar para não entrar nas estatísticas de engenheiros que não trabalham na área. Para isso, conheça os cursos necessários para sair na frente no mercado e como selecionar o melhor para você.

Porque fazer um curso de engenharia

O curso de engenharia é buscado por um fator crucial: sem uma formação na área e um certificado pelo CREA, as chances de atuar na área e procurar pelos salários de engenheiro são muito menores. Além disso, as faculdades são ambientes de troca e de possibilidade de abertura de portas, por meio de professores ou destaque no currículo.

Entretanto, fique atento à necessidade de cursos complementares – como mencionamos, com um grande volume de engenheiros formados, o mercado se sente “saturado” de mais do mesmo.

Curso para engenheiro x Faculdade de engenharia

Quando se fala em “curso para engenheiro”, é comum se confundir com faculdade de engenharia. A faculdade de engenharia precisa ser um curso de ensino superior reconhecido pelo MEC para ter validade em território nacional. Por outro lado, um curso para engenheiro pode ser um curso livre, capaz de atender a demanda por conhecimento do profissional.

Melhores faculdades de engenharia

Antes de escolher sua faculdade de engenharia, consulte o site emec para conferir se a instituição possui certificação do MEC. Pode buscar, no campo de buscas, qualquer variação de engenharia – mecânica, agrônoma, elétrica – que mais lhe agrade. Será gerada uma tabela, onde você também pode conferir a nota do MEC.

Essa nota será importante para determinar como encontrar a melhor faculdade de engenharia para você. Não esqueça também de pesquisar a grade de matérias – embora toda engenharia lide com número, algumas irão se aprofundar mais em aspectos da matemática do que outras.

Diferentes faculdades para diferentes engenharias

Embora muitas faculdades possuam turmas comuns – como as turmas de Cálculo, uma cadeira comum na maior parte das grades curriculares – matérias específicas farão toda a diferença no seu destaque no campo da engenharia que escolher. Para isso, não esqueça de estudar a nota particular dos cursos das engenharias no portal que citamos acima, mas também da instituição como um todo.

Cursos para engenheiro

Por outro lado, só a faculdade não é o suficiente. Para se destacar no mercado, é necessário conjugar os conhecimentos adquiridos em um curso de ensino superior com habilidades que ainda não passaram por todos os trâmites para entrar na faculdade.

Essas habilidades – muito procuradas em entrevistas de emprego e no mercado – irão destacar o aluno de engenharia antenado nas necessidades do mercado dos demais. Além disso, elas também serão o diferencial na hora de efetuar promoções ou competir pelos melhores salários.

Hard Skills

As Hard Skills são muito importantes no ambiente corporativo como uma porta de entrada para empregos com maior remuneração. Elas são as habilidades “avaliáveis” por meio de certificados e o uso de tecnologias. Uma vez que dialogam diretamente com a inovação de uma empresa – já que podem inseri-la no mundo dos dados – acabam sendo o diferencial para as melhores vagas de engenheiros recém formados. Listamos algumas das principais hard skills procuradas pelo mercado hoje.

Power BI e Google DataStudio

Ambos os softwares de visualização de dados e geração de dashboards interativos são essenciais para o mundo corporativo. Aprender a operar o Power BI e o Google DataStudio te permite sair na frente ao transformar cálculos e dados em soluções visualmente atrativas.

Também se torna muito mais fácil quantificar seus resultados, e consequentemente comprovar para pares e diretores o seu valor enquanto um engenheiro qualificado.

Programação.

Além desses softwares e como competências complementares também se destacam as linguagens de programação. Entre elas nós temos Python, SQL e R, três linguagens adaptáveis, cada uma com sua particularidade.

A linguagem Python é ideal para automação de tarefas, e possui uma curva de aprendizagem menos ampla. É mais fácil se familiarizar, além de possuir uma comunidade bem ativa. Há ainda cursos gratuitos para aprender Python com emissão de certificado.

Já a linguagem R é voltada para dados e possibilita que novos códigos encontrem relações em bancos de dados e utilizando da computação em Nuvem.

Por fim, a linguagem SQL é utilizada para criar o diálogo entre diferentes bancos de dados e facilita a gestão de informação. Todos eles podem ser integrados com os softwares para visualização de dados, te transformando em um profissional incrivelmente versátil e com entrada nas principais áreas de tecnologia hoje.

Soft Skills

Entretanto, ter mil e um certificados não garante que eles sejam notados. Para isso, é necessário desenvolver as Soft Skills, o conjunto de habilidades sociais que te permite interagir com equipes de maneira mais assertiva. Com elas, é possível aumentar o seu salário e seu desempenho subindo degraus na hierarquia das empresas. Confira algumas soft skills essenciais para o trabalho do engenheiro:

Oratória

Ter uma comunicação assertiva garante duas coisas logo de cara: um melhor posicionamento da pessoa profissional e um aumento do seu networking de trabalho. Embora se acredite que uma boa oratória é dom, há muito o que se aprender para ser um bom orador. É essa skill fará você aparecer para seus pares e gestores.

Gestão do tempo

A gestão de tempo garante a agilidade de um profissional. Cada vez mais o trabalho remoto – uma das coisas mais procuradas em vagas de emprego – pede que o profissional tenha uma boa gestão de tempo e priorização de atividades. Separamos ainda algumas dicas para você desenvolver essa soft skill, com termos que farão a diferença em uma entrevista de emprego.

Gestão de Qualidade

A Gestão de Qualidade pode parecer algo específico para a engenharia química, porém as normas ISO aparecem em quase todas as áreas, e são cada vez mais procuradas por empresas de grande porte. Dentro das ferramentas de gestão de qualidade, separamos duas metodologias que unem a flexibilidade das soft skills com as certificações das hard skills: o Lean e o Seis Sigma.

Lean

O Lean é a busca por redução de desperdícios no exercício profissional – algo que um engenheiro civil, por exemplo, pode vender como argumento a um cliente. É uma metodologia criada com o intuito de aumentar a produtividade ao reduzir desperdícios de diversas formas – materiais, de tempo, de pessoal, etc. Como essa metodologia é aplicada por empresas gigantescas ao redor do mundo, ele possui certificações, como a da FM2S, de grande reconhecimento no mercado. E o melhor: é possível se certificar gratuitamente.

Seis Sigma

Procurando a melhoria contínua, você também pode ingressar em um curso de Seis Sigma. Nele, você vai aprender ferramentas e metodologias para desenvolver o trabalho do seu campo. Os profissionais com os belts – que vão do White até o Black – são vistos como inovadores, agregando valor além do trabalho produzido.

botao yellow belt

Leia mais:

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.