Power BI: conheça a ferramenta mais usada no mercado

Power BI
15 de setembro de 2021
Última modificação: 22 de setembro de 2021

Autor: Victor Gabry
Categorias: Análise de dados

Power BI parece uma nova variante de coach quântico: um nome bonito que usam para promover algum novo jeito de ficar rico. Não é bem assim: o programa da Microsoft pode até ser prepotente no nome, mas entrega o que promete. E aqui você vai ver onde ele se relaciona com a sua profissão.

Não dá para estar na internet e não ouvir falar na Análise de Dados. Esse e suas variações (engenheiro de dados, cientista de dados) são os termos mais sexys do mercado hoje. Cada vez mais aprendemos como e de onde extrair mais e mais dados. E como sempre, temos que começar por algum ponto.

A análise/ciência/engenharia de dados é o trabalho de juntar, limpar, organizar e ler grandes conjuntos de dados. Diferentes sites e correntes podem acrescentar uma ou outra etapa, mas na essência é isso que você vai ver. Cada uma dessas etapas vai puxar um conjunto de habilidades diferentes, e é nesse ponto que o Power BI entra.

O que é Power BI?

O Power BI é um software de análise de dados que facilita o juntar, limpar, organizar e, sobretudo, visualizar os seus dados, permitindo que você tome decisões estratégicas nos momentos certos. Mais um dos programas da Microsoft, possui integração com Excel, PowerPoint e uma dúzia de outros bancos de dados e softwares de gerenciamento de dados.

À rigor o Power BI pode fazer tudo isso, mas ressaltamos que sua principal vantagem é facilitar tudo isso. O Power BI, abreviação de Power Business Intelligence foi pensado para que, numa mesma interface, você pudesse conectar os dados e pensar visualizações interativas.

Isso acontece porque o Business Intelligence, ou Inteligência de Negócios tem ganhado popularidade à medida que promove ganhos quantitativos pela simples otimização de recursos ou processos.

Business Intelligent na prática

Digamos que você tenha uma construtora. Para entregar a obra no menor tempo possível, você quer otimizar as pausas para almoço. É interessante manter um inventário de todos os itens também, tanto os funcionando quanto os em estoque. Talvez um calendário com a chegada dos próximos materiais, e um cronograma em porcentagem do avanço da obra.

O Business Intelligence é o uso adequado de dados para tomar decisões assertivas nos seus negócios. Você pode observar que muitos dos colaboradores estão acumulando horas extras e que o carregamento de cimento para bater a laje está atrasado. Ao mesmo tempo, notou ao circular pelo canteiro que o moral tá meio baixo e os funcionários estão desanimados.

Porque então não juntar o útil ao agradável e liberar todos enquanto espera o carregamento chegar? Assim você economiza em horas que seriam gastas esperando e papeando no canteiro de obras. Essa informação, no entanto, só estava disponível porque todos os dados estavam ao seu alcance de uma maneira limpa e ágil.

E-book Power BI

E o Power BI nessa história toda?

O Power BI, pela sua fácil integração, vai estar conectado ao banco de dados do ponto dos seus funcionários. Não só isso, você terá, no mesmo dashboard, o desenvolvimento da obra até o atual momento. Pode inclusive configurar um alarme para quando você atingir a meta. Por fim, porque não a previsão do tempo, para saber se vai ser melhor esperar mais um dia para bater a laje ou se encomenda alguma proteção?

Uma das principais vantagens do programa será encontrar todas as informações no mesmo lugar. A outra é a facilidade de observá-las. Esperamos que você nunca tenha o desprazer de procurar alguma coisa em centenas de milhares de linhas de Excel. Ali em cima eu te disse quais materiais atrasaram na entrega. Se preferir ligar para cada um dos fornecedores, fique à vontade.

Essa interface intuitiva do Power BI facilita que você veja seus dados em ação. O programa contém diversos gráficos embutidos, e você ainda tem acesso a toda uma coleção de visualizações que a comunidade de programadores cria diariamente. Com isso não precisa ser designer para contar uma história convincente e com alto poder de tomada de decisão com dados.

A linha de produção de dados

Algumas instituições pensam a análise de dados em cinco partes: a captura, a preparação, o processo, a análise e a comunicação. Cada uma das etapas envolve competências diferentes, com suas respectivas ferramentas.

Você vai ver muita discussão em torno de R e Python, linguagens de programação, para diferentes momentos. Além delas, se destaca bastante no mercado o SQL. Porém, dados soltos não ajudam se não contarem uma boa história, e é aqui que o Power BI entra.

O Power BI é uma ferramenta de comunicação de informações presentes em dados. Possui também dentro dele certas funções de captura, preparo, processo e análise, mas o seu foco é esse, e é por isso que é uma ferramenta para profissionais de longa carreira e novatos no ramo.

O que é necessário saber sobre o Power BI

Alguns detalhes que são importantes chamar atenção para você que fica curioso e quer usar o Power BI na sua organização. Pense nisso como um dicionário, e volte sempre que bater a dúvida ao encontrar um desses termos.

Primeiro, nós temos o Dashboard. Um dashboard nada mais é do que um espaço para dispor as suas informações. Nele você encontrará KPIs, métricas e dados dispostos de maneira legível. Alguns programas, como o RD Station, para o marketing, geram dashboards automáticos – mais um serviço que você pode dispensar quando se tornar proficiente com o Power BI.

Então, nós temos a linguagem de programação do Power BI. Quando eu disse que o Power BI também faz o preparo dos dados, era a isso que estava me referindo. Isso acontece porque dentro do Power BI você vai encontrar uma seção para editar, fundir e limpar dados em tabelas, e a essa seção chamamos Power Query. Imagine o Power Query como uma embaixada, e a língua que é falada lá é o DAX.

O DAX é a língua que você precisa falar para conseguir realizar operações mais complexas. Imagine uma embaixada: você quer um visto para visitar a Disney, e o passo a passo é bem simples. Mas se você estiver em uma missão diplomática e precisa falar com um conhecido do Departamento de Assuntos Comerciais, vai precisar do inglês afiado. Assim funciona o DAX para o Power BI.

Mais Power ainda: como se capacitar?

Você não é mais um leigo sobre o Power BI. O que, convenhamos, já é uma grande vantagem, mas não o suficiente. Para aprender mesmo como configurar o software e fazê-lo trabalhar para você, só tem um jeito: prática e orientação.

Existem alguns cursos sobre o assunto. A própria Microsoft faz treinamentos e emite certificados de profissionais competentes no uso de suas ferramentas. Temos só alguns detalhes sobre esses cursos.

Em sua maioria os estudos de caso e exercícios são em inglês e sobre empresas estrangeiras. E todo brasileiro bem sabe a diferença entre o mercado internacional e o nosso. Além do impeditivo da língua, existe toda uma série de vocabulários e expressões próprias do meio que variam de país para país.

É possível ter acesso a casos nacionais com linguagem acessível no curso da FM2S, por exemplo. Com o curso introdutório você tem o primeiro contato com o programa, e com o curso de Power BI 2 você se aprofunda nas linguagens DAX e na integração com fontes de dados.

O caminho é recomendado para você remover uma dificuldade por vez. Primeiro, contato com o programa. Depois, familiaridade com a linguagem. Então, dominando a técnica, experimentar fora das nossas fronteiras. O campo da tecnologia não deixa ficar para trás, mas o começo não precisa ser difícil.

Leia mais:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *