Hard Skills: o que são? Qual a sua importância?

18 de abril de 2022
Última modificação: 18 de abril de 2022

Autor: Paula Louzada
Categorias: Carreira

Um dos termos mais utilizados nas entrevistas de emprego são os Hard Skills. Essas habilidades se tornam cada vez mais importantes com a automatização de processos e especialização de tarefas envolvendo o mercado digital. Com uma dinâmica específica de avaliação e um valor agregado gigantesco, entenda os detalhes do que é uma Hard Skill e o que ela significa na sua carreira.

O que são Hard Skills

Hard Skills é um termo que faz referência a atividades práticas, técnicas e que normalmente envolvem uma ferramenta. São chamadas Hard – “duro” no inglês, mas também “inflexível” – por serem habilidades que lidam com conteúdo mais estático. As Hard Skills são voltadas a execução e muitas vezes associadas a algum “entregável”, normalmente um produto.

Qual a importância da Hard Skills?

Uma vez que lida com entregas e seus resultados são representados em termos facilmente quantificáveis, as Hard Skills muitas vezes se relacionam diretamente com o valor entregue por empresas. As Hard Skills evoluem com muita rapidez, fazendo com que um profissional atualizado nelas entregue em alta qualidade. O desenvolvimento de diversas tecnologias e técnicas estão associados com fluência nesse perfil de habilidades.

Qual a diferença entre Hard Skill e as Soft Skill

As Hard Skills se diferem das Soft Skills por não envolverem lidar com outras pessoas. Elas podem ser consideradas habilidades técnicas, desenvolvidas individualmente, ao contrário das Soft Skills. Outra diferença marcante é a capacidade de serem avaliadas por meio de testes técnicos e certificados. Isso torna mais fácil separar bons profissionais de quem apenas diz saber utilizar o produto.

Hard Skills em processos seletivos

Em processos seletivos as Hard Skill’s costumam ser diferenciais competitivos para cargos de Júnior, Pleno e Sênior, e pré-requisitos para cargos de gestão. Podem também ser a diferença entre a entrada de estagiários e Trainees nos processos seletivos. Caso o profissional esteja em transição de carreira, também é importante analisar quais são as Hard Skills avaliadas nos cargos. Para isso, esteja atento a necessidade de certificações e aos testes de competência que visam avaliar seu domínio.

Certificações

Diversas empresas oferecem certificações para o desempenho de Hard Skills. Como são habilidades técnicas, é importante observar que seus certificados têm maior validade do que certificados de Soft Skills. Um certificado nada mais é do que uma instituição de renome atestando o valor do profissional para o mercado de trabalho.

Testes de Competência

Para garantir que o certificado corresponde a habilidade, diversas entrevistas de emprego ou promoção contam com testes de competência. Nestes testes é esperado que o candidato demonstre fluência com o método ou ferramenta. Por isso, ao buscar se qualificar em uma Hard Skill, busque instituições com metodologias práticas de ensino.

Hard Skills: exemplos

Separamos alguns exemplos de Hard Skills altamente pedidas pelo mercado de trabalho e com potencial de alavancarem a sua carreira. Confira os detalhes e o que costuma ser solicitado em testes de competência ao concorrer a certos cargos.

Pacote Office

Embora seja um must para muitas empresas, possuir Hard Skill em Pacote Office é diferente de saber abrir uma planilha ou escrever no Word. Normalmente se avaliam a criação de tabelas dinâmicas, fórmulas avançadas como PROCV e uso de condições SE encadenadas. Além disso, o uso de apresentações em profundidade do Power Point também demonstra essa fluência.

Visualização de Dados

Programas de visualização de dados integrados se tornam cada vez mais significativos para empresas que usam o Cloud Computing. Aqui, é necessário demonstrar a criação de dashboards em Power BI ou Google Data Studio, além da fluência em linguagem de programação SQL.

Linguagens de Programação

Para automatizar tarefas, utilizar soluções de Inteligência Artificial ou aprendizagem de máquina, é importantíssimo dominar certas linguagens de programação. Python e R acabam sendo as linguagens mais solicitadas por empresas e o domínio dessas funções são o diferencial de empresas modernas.

Metodologias Lean

Embora envolvam menos tecnologia, as metodologias de Lean e Seis Sigma também entram no escopo de Hard Skill. Uma vez que usam gráficos, diagramas e técnicas consagradas pela pesquisa e mercado, possuem pouca variação ao longo do tempo. A adequação as normas ISO e a gestão de qualidade entram na mesma definição.

Hard Skills: como desenvolver em equipes?

O desenvolvimento de Hard Skill em equipes e times pode acontecer de duas formas: por meio do ensino formal patrocinado pelas empresas ou através de mentorias internas e programas indoor.

Uma vez que a educação dessas habilidades não é simples, envolvendo uso de equipamento alinhado a pedagogia ideal, nem toda empresa consegue dedicar uma equipe para qualificação de seus quadros. Diferente do que se pensa, nem todos sabem ensinar. Por isso, o ensino formal, muitas vezes feitas por empresas terceirias especializadas em capacitar para hard skills, acaba sendo escolhido por grandes empresas.

Já outras tendem a reciclar as habilidades de certos colaboradores através de programas internos de treinamento entre si. Essas habilidades são por vezes passados de gestor para colaboradores ou através de programas internos de mentoria. Embora barateiem custos, essas alternativas tendem a reciclar também os vieses dos profissionais.

Hard Skill: porque desenvolver nos colaboradores?

O desenvolvimento de Hard Skill para colaboradores é um assunto de Negócios para Negócios – o B2B. Desta forma, empresas que entendem todas as vantagens de ter uma equipe mais capacitada em Hard Skills tendem a apresentar melhores resultados de gestão. Além disso, outros ganhos aparecem como chave para a marca que investe no treinamento de seus funcionários.

Ganho de capital social

Existem muitas formas de avaliar o capital da empresa, e um deles é o capital social. Medido como aquilo entregue pelos profissionais de uma empresa, ele aumenta exponencialmente a medida que seus funcionários se tornam mais capacitados. Uma vez que um profissional que domine hard skills é mais caro no mercado, seu valor agregado aumenta, assim como suas entregas.

Motivação da equipe

Além disso, há o fator psicológico de se ganhar uma capacitação. Funcionários que percebem um investimento da empresa em suas carreiras tendem a reagir com maior entusiasmo e aumentar sua participação. Logo, cursos e treinamentos podem ser vistos como outra forma de bonificação concedida pela marca a funcionários que se destaquem.

Aumento de produtividade

Com mais conhecimento técnico, os colaboradores são capazes de gerar melhores resultados e maior produção. Também se tornam mais críticos a forma como determinadas atividades são desenvolvidas, ajudando a reduzir desperdícios. Com isso, o valor investido em um profissional para seu desenvolvimento “se paga” com aumento de produtividade para a empresa.

Hard Skills podem – e devem – ser dominadas

As Hard Skills são as habilidades que marcam a capacidade e a eficiência de um funcionário para uma função. Diferente das Soft Skills, elas possuem uma forma clássica de avaliação, e apresentam alto retorno quando aplicadas pelos funcionários. Marcas que as promovem em seus quadros de colaboradores veem o retorno em pouco, se tornando cada vez mais hard’s no mercado.

 

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.