Ciclo Emocional da Mudança: Aprenda a utilizar essa ferramenta a seu favor

05 de janeiro de 2021
Última modificação: 05 de janeiro de 2021

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Blog, Carreira, Liderança

Ao longo da vida todos experimentamos mudanças, sejam elas profissionais ou pessoais. Muito provavelmente, durante essas mudanças, você experienciou momentos de altos e baixos. Em meados de 1970, os pesquisadores Don Kelley e Daryl Conner notaram um certo padrão e previsibilidade nessas experiências de mudanças. Seus estudos resultaram no Ciclo Emocional da Mudança, uma ferramenta capaz de nos apresentar essa previsibilidade e nos preparar para lidar com elas. Confira nesse artigo mais sobre essa ferramenta e entenda como aplicá-la nesse ano que se inicia.

O que é o Ciclo Emocional da Mudança?

Para que haja desenvolvimento são necessárias mudanças. Tanto o aspecto pessoal quanto o profissional exigem que nós, como indivíduos, experienciemos situações de adversidade, transformação e crescimento. Há casos em que as mudanças ocorrem de imediato e de forma significativa, contudo, há momentos em que elas demandam um maior tempo e sua migração de um cenário A para um cenário B não infere um grande impacto.

Em ambos os casos, é preciso estar preparado para tais mudanças. Assim, somos capazes de nos planejarmos para as possíveis variações ou desvios que enfrentaremos. 

Foi sob essa premissa que dois pesquisadores desenvolveram uma ferramenta de preparo e previsibilidade emocional. Don Kelley e Daryl Conner elaboraram o modelo do Ciclo Emocional da Mudança, em meados da década de 70. A apresentação do modelo foi descrita no “1979 Annual Handbook for Group Facilitators” (Manual Anual para Facilitadores de Grupos de 1979). 

Kelley e Conner avaliaram diversos indivíduos e, ao longo do tempo de pesquisa, constataram traços emocionais comumente experienciados por todos. Esses traços dizem respeito a como um indivíduo se coloca frente uma mudança esperada ou inesperada. Hoje também conhecido como “O Ciclo de Kelley and Conner”, a ferramenta é amplamente utilizada para o preparo de profissionais que planejam uma nova direção em sua carreira. Seja a entrada em uma empresa e participação em um processo seletivo específico, até a transição interna em uma organização ou troca de organização.

Conheça nosso curso Preparatório para Processos Seletivos. Neste curso abordamos dicas e caminhos chave para se destacar nesse importante momento profissional. Confira clicando no banner abaixo:

Como aplicar o Ciclo Emocional da Mudança?

Bem, comentamos sobre os fatores comuns a maioria dos indivíduos, mas que fatores são esses?

Em suma, o Ciclo Emocional da Mudança avalia o desenvolvimento emocional do indivíduo através dos 5 estágios emocionais da mudança. Portanto, os fatores são: O otimismo desinformado ou injustificado; o pessimismo informado ou justificado; o realismo esperançoso; o otimismo informado ou fundamentado e a conclusão.

O ciclo visa interpretar e descrever suas respostas emocionais, ou seja, até que ponto você reage emocionalmente a algo, fundamentando-se no quanto isso o afeta pessoalmente. Isso muito provavelmente se altera conforme você experimenta e atravessa uma mudança.

Essa flutuação, ou curva, no ciclo aumenta ao atravessar um estágio de pessimismo e é reduzido conforme você assimila maior confiança ao seu projeto e postura.

Você pode estar familiarizado com outros modelos de mudança, como a Curva de Mudança, o que explica o impacto emocional da mudança involuntária. Se você comparar os modelos, verá que a diferença mais óbvia é que a Curva de Mudança mostra uma primeira reação de choque, porque a mudança foi inesperada. Em contraste, o ciclo de Kelley e Conner mostra que, ao fazer uma mudança planejada, você inicialmente se sentirá otimista.

Os 5 estágios emocionais da mudança

Os 5 estágios emocionais descritos pelo Ciclo Emocional de Mudança, podem ser utilizados para que você antecipe suas respostas emocionais depois de realizar uma mudança. 

Listamos abaixo, em maior detalhe, cada estágio e a forma que você pode melhor abordá-los. Confira:

Otimismo desinformado:

O primeiro estágio o coloca em uma posição de ânimo para começar, contudo, seus níveis de resposta emocional serão baixos. Afinal, nesse cenário você está com o foco no fazer, e não no pensar.

Isso o coloca em uma posição sensível, pois você pode não estar completamente ciente das implicações e dificuldades que enfrentará ao longo da trajetória.

Faça uma lista dos benefícios que espera alcançar. Essa é uma dica para que você comece a tomar conta da situação e que irá te motivar ao longo do percurso.

Pessimismo informado:

Conforme a mudança progride e seu novo cenário avança você pode experienciar algumas emoções negativas, em relação a escolha, postura, projeto, etc. Isso é ainda mais perceptível se problemas surgirem ao longo do processo.

Nesse estágio é comum ficar frustrado e decepcionado com novos desafios. A ansiedade e o questionamento da própria capacidade também podem ser fatores que o fazem querer desistir.

Organizacionalmente, esse estágio pode ser percebido de duas formas:

Publicamente: Onde você “dá baixa” ou faz “check-out” publicamente através de críticas ou objeções ao projeto.

Particular: Nesse caso, você perde o interesse e passa a reduzir seu envolvimento. Essa forma é menos percebida, pois pode permear apenas no subconsciente.

A dica aqui é se policiar, se você percebe que está procrastinando ou se sentindo negativo à mudança, você pode estar fazendo seu check-out. Portanto, reveja seus objetivos e assegure-se que são alcançáveis. Do contrário, busque alinhá-los ao novo cenário e seu novo entendimento da situação. Manter uma gestão de rotina também o ajuda nesse estágio.

Aproveite e conheça nosso curso de Gestão da Rotina. Nele discutimos as principais ferramentas e táticas para se manter alinhado aos cronogramas e expectativas, sem pressionar ou comprometer seu desempenho.

Realismo esperançoso:

Assim que suas principais dúvidas forem encaradas e superadas, seu pessimismo deve começar a diminuir. Apesar de ainda se sentir ansioso, é muito mais provável que a resolução dos problemas, antes difíceis, se torne mais dinâmica e fácil. Isso se dá pelo fator familiarização com a situação.

Use planos de ação ou técnicas e ferramentas de gerenciamento de projetos, isso o ajudará a se manter  em dia com as tarefas enquanto desenvolve hábitos que apoiam a mudança experienciada.

Otimismo informado:

O estágio de otimismo informado, ou justificado, é o momento de se sentir confiante com a visão de que fez a melhor escolha. Nesse estágio você perceberá a mudança com maior familiaridade e experiência, sentindo-se menos ansioso e melhor munido para resolver os problemas. 

Use esse novo momento para apoiar e motivar pessoas, principalmente aquelas que se encontram em estágios anteriores e que você, agora, já tem mais experiência de como lidar.

Se você é um gestor ou gerente, ofereça ajuda a sua equipe ou uma pessoa do departamento, seja o mentor de alguém ou se coloque acessível para compartilhar sua visão e ideias sobre o novo cenário.

Conclusão:

Ao fim da mudança ou experiência, você provavelmente se sentirá mais satisfeito e capaz de atingir o objetivo. Seus níveis de resposta emocional terão diminuído, afinal, você trabalhou os problemas e, ativamente, realizou uma mudança.

Comemore e compartilhe seu sucesso agradecendo aqueles que participaram e te ajudaram. Lembre-se de que, antes de prosseguir, é preciso refletir sobre o que deu certo, o que foi proveitoso e o que você aprendeu. Essa “revisão do projeto” o capacita a abordar projetos semelhantes no futuro e aumentar sua autoconfiança.

Gostou desse conteúdo? Então conheça a Assinatura FM2S, com ela você tem acesso a 100% do nosso acervo de materiais de estudo e apoio. Além disso, a Assinatura lhe permite traçar seu próprio plano de aprendizado, ou se preferir, pode optar pelos planos de desenvolvimento com conteúdo especialmente criado para acelerar sua ascensão profissional. 

Clique no banner e conheça. Assinatura FM2S, a melhor escolha para praticar mudanças!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *