Motivação: A chave para conseguir bons resultados
Motivação dos funcionários

19/05/2021

Última atualização: 14/11/2023

Motivação: o que é, como funciona e como ter?

A Motivação é um conceito fundamental para entendermos o que nos impulsiona a agir e alcançar nossos objetivos. Ela é a força que nos move em direção a uma meta, seja ela pessoal ou profissional. A Motivação é um processo complexo que envolve fatores internos e externos, e pode ser influenciada por diversos fatores, como personalidade, valores, crenças, ambiente, recompensas e punições. 

Este artigo explora a natureza da Motivação, os diferentes tipos de motivação e como ela pode afetar nossas vidas. Além disso, discutiremos estratégias para desenvolver e manter a motivação.

O que é Motivação?

Na psicologia, a Motivação é a força propulsora (desejo) por trás de todas as ações de um organismo. Ou seja, um processo psicológico responsável pela intensidade, direção e persistência dos esforços de uma pessoa para o alcance de determinada meta.

Há três elementos básicos para sustentar a Motivação:

  • persistência; 
  • intensidade e 
  • direção. 

Sendo assim, podemos afirmar que a Motivação é o que direciona o comportamento humano em direção a um objetivo específico e a ausência de algum desses elementos básicos podem abalar essa Motivação.

Dessa forma, concluímos que pessoas motivadas tendem a se manter na realização da tarefa até que seus objetivos sejam atingidos em relação às outras pessoas. Mas apenas uma alta intensidade não levará a resultados favoráveis de desempenho profissional, a menos que seja canalizada em uma direção favorável à organização.

apostila design thinking

Como funciona a Motivação?

A motivação é um processo interno que envolve uma combinação de fatores psicológicos, biológicos e sociais que influenciam o comportamento humano. Ela é o que impulsiona as pessoas a agirem e a buscarem metas e objetivos. A motivação pode ser influenciada por fatores externos, como incentivos, recompensas e pressões sociais, mas também é impulsionada por forças internas, como valores pessoais, crenças e emoções.

Existem várias teorias sobre como a motivação funciona, mas algumas das mais populares incluem a teoria da autodeterminação, a teoria da expectativa e a teoria da hierarquia das necessidades de Maslow.

Quais são os diferentes tipos de motivação?

O tipo de motivação mais fácil de se analisar, ao menos superficialmente, é aquele baseado em necessidades fisiológicas óbvias. Porém, neste artigo não iremos falar sobre este modelo e sim sobre como motivar o seu time.

Dessa forma, é correto afirmar que existem dois tipos principais - extrínseca e intrínseca.

Motivação Extrínseca

Este tipo de motivação é utilizado quando você usa fatores externos para encorajar sua equipe a fazer o que você quer. Como exemplo de motivações externas, há os aumentos salariais, folgas, verificações de bônus e a ameaça de perda do emprego, sendo alguns positivos, outros negativos.

Motivação Intrínseca

Neste caso, a motivação é interna, ou seja, consiste em ter um desejo pessoal de superar um desafio, de produzir um trabalho de alta qualidade ou de interagir com membros da equipe de quem você gosta e confia. Pessoas intrinsecamente motivadas obtêm grande satisfação e prazer com o que fazem.

Como fazer para me motivar?

Existem várias maneiras de se motivar, algumas dicas incluem:

  1. Defina metas claras e alcançáveis: ter objetivos claros e definidos pode ajudar a manter o foco e a motivação.
  2. Faça uma lista de tarefas: criar uma lista de tarefas e marcar as que já foram concluídas pode ser uma forma de visualizar o progresso e sentir-se realizado.
  3. Encontre uma razão maior: encontrar um propósito ou significado maior para o que você está fazendo pode ajudar a motivar.
  4. Faça pausas e descanse: é importante dar tempo a si mesmo para descansar e recarregar as baterias para evitar o burnout e a falta de motivação.
  5. Faça algo de que goste: encontre algo que você goste e faça isso regularmente, isso pode ajudar a melhorar o seu humor e aumentar a motivação.
  6. Cerque-se de boas influências: rodear-se de pessoas positivas e inspiradoras pode ajudar a manter a motivação.

Motivação no local de trabalho

Você não pode controlar diretamente o interesse de uma pessoa em seu trabalho. É claro que um indivíduo tem alguma responsabilidade por se motivar, mas você pode encorajar esse processo criando um ambiente que o ajude a se tornar mais intrinsecamente motivado. Indivíduos, equipes e até organizações inteiras podem colher as recompensas.

Pessoas motivadas são altamente adaptáveis, especialmente quando se trata de mudanças, e têm uma atitude positiva no trabalho. Eles ajudam a difundir a boa reputação de uma organização, reduzir as taxas de absenteísmo e melhorar o desempenho e o lucro. Eles também trabalham duro para atingir seus objetivos e trabalham com um senso de urgência maior do que pessoas desmotivadas.

Qual é o papel do ambiente na Motivação das pessoas?

Acesso a recursos

Um ambiente que oferece recursos adequados, como equipamentos, materiais e suporte, pode aumentar a motivação das pessoas. Isso pode incluir recursos financeiros, tecnológicos e de pessoal.

Cultura organizacional

A cultura de uma organização pode influenciar a motivação dos funcionários. Um ambiente de trabalho positivo, com uma cultura que valoriza a colaboração, a inovação e o desenvolvimento pessoal, pode aumentar a motivação dos funcionários.

Estilo de liderança

Os líderes podem desempenhar um papel importante na motivação dos funcionários. Um líder que fornece feedback positivo, reconhecimento e oportunidades de crescimento pode aumentar a motivação dos funcionários.

Influências sociais

As pessoas são influenciadas pelo ambiente social em que estão inseridas. O apoio e a influência dos amigos, familiares e colegas de trabalho podem afetar a motivação das pessoas.

Oportunidades de aprendizado e crescimento

O ambiente pode oferecer oportunidades de aprendizado e crescimento que podem aumentar a motivação das pessoas. Isso pode incluir treinamento e desenvolvimento, programas de mentoria e oportunidades de trabalho desafiadoras.

Motivação na gestão

A Motivação na gestão é um fator fundamental para o sucesso de qualquer organização, quando líderes são capazes de motivar suas equipes, os colaboradores tendem a ser mais produtivos. Como gerente, você pode usar as etapas e estratégias a seguir para criar um ambiente motivador para sua equipe.

Etapa 1: Compreenda as necessidades da equipe

Antes de qualquer ação, é essencial entender as necessidades, expectativas e aspirações dos membros da equipe. Assim como questionamos "Qual é o papel do ambiente na Motivação das pessoas?", pergunte a cada membro o que os motiva, quais são suas metas pessoais e como eles enxergam o ambiente de trabalho ideal.

O psicólogo Fredrick Herzberg disse que você pode motivar sua equipe eliminando elementos de insatisfação no trabalho, criando condições para a satisfação dentro dele. Por isso, ao compreender o que sua equipe precisa, você tem a oportunidade de eliminar a insatisfação e saberá o que precisa para motivá-los.

Etapa 2: Estabeleça objetivos claros e desafiadores

Defina metas e objetivos claros para a sua equipe. Sem metas e objetivos, sua equipe não sabe que caminho tomar e onde pretendem chegar, certifique-se então de criar metas que sejam desafiadoras, mas alcançáveis, de forma que estimulem o esforço e o foco. Os membros da equipe precisam entender como seu trabalho contribui para atingir essas metas.

Etapa 3: Fomente um espírito de colaboração

Promova um ambiente de trabalho colaborativo e de apoio, onde os membros da equipe se sintam valorizados e apoiados uns pelos outros. Incentive a troca de ideias e a resolução conjunta de problemas, criando um senso de unidade.

Existem diversas formas de se melhorar a colaboração no ambiente do trabalho. Você já deve ter falado do famoso brainstorming, né? Quanto todos os membros da equipe podem opinar, dar ideias e contribuir com as soluções e o andamento de projetos e atividades, se sentem motivados a continuar se empenhando.

Outra ótima forma de permitir que o espírito de colaboração faça parte dos seus times é o Design Thinking, que é uma abordagem que incentiva a colaboração e o pensamento criativo para solucionar problemas complexos. Ele envolve equipes multidisciplinares trabalhando juntas para identificar, prototipar e testar soluções inovadoras.

Etapa 4: Reconhecimento e Recompensas

Assim como mencionamos "recompensas" no texto de exemplo, estabeleça um sistema de reconhecimento e recompensas que valorize o esforço e as conquistas dos membros da equipe. Isso pode incluir elogios públicos, promoções, bônus financeiros ou outras recompensas tangíveis e intangíveis.

Como líder, se atente aos esforços de sua equipe, pois assim você será capaz de recompensá-los por atingir suas metas, por ser proativo com ideias e sugestões, por usar a camisa da empresa com orgulho.

Desde simples elogios até bônus/prêmios e promoções na carreira, todos tem seu valor. Comece reconhecendo seus méritos através de elogios e feedbacks positivos e conforme isso reflita em mais Motivação, recompense-os de acordo. Afinal, se seu colaborador só cresce, nada mais justo do que premiá-lo com um bônus ou uma promoção a altura dele.

Etapa 5: Fornecimento de Feedback Construtivo

Crie um ambiente onde o feedback seja constante e construtivo. Os membros da equipe precisam saber como estão se saindo e ter a oportunidade de melhorar com base nas orientações recebidas.

É muito comum estarem inseguros com seus feitos, se estão tendo ou não um bom desempenho. A falta do feedback pode não só causar insegurança e ansiedade, mas também reduzir toda a Motivação de um colaborador excepcional.

O feedback construtivo não é apenas uma ferramenta para melhorar o desempenho de um colaborador, mas também uma ferramenta essencial para Motivação de toda a equipe.

Etapa 6: Crie um Ambiente Físico Agradável

O escritório é a segunda casa para muitos colaboradores, é lá onde ele irá realizar todas suas atividades, por isso, preste atenção ao ambiente físico de trabalho. 

Um espaço limpo, organizado e agradável, com iluminação adequada e áreas de descanso, pode melhorar o bem-estar dos funcionários e, consequentemente, a motivação.

Etapa 7: Desenvolvimento Profissional

As fontes de satisfação no trabalho incluem oportunidades claras de avanço/promoção, um maior senso de responsabilidade, programas de treinamento e desenvolvimento contínuos ou simplesmente um sentimento de trabalhar com propósito. 

Então ofereça oportunidades de aprendizado e desenvolvimento. Investir no crescimento profissional dos membros da equipe mostra que você se preocupa com o progresso deles e incentiva a motivação intrínseca, este é o poder de se cuidar do capital humano.

Etapa 8: Flexibilidade e Autonomia

Permita um certo grau de flexibilidade e autonomia no trabalho. Isso permite que os membros da equipe tenham controle sobre suas tarefas e tomem decisões, promovendo a motivação intrínseca.

Quais são as teorias de Motivação?

Vamos explorar as teorias com mais detalhes:

A Teoria dos Três Fatores de Sirota

Essa teoria argumenta que existem três fatores cruciais que motivam seu pessoal. Estes são Equidade/Justiça, Realização e Camaradagem. Você pode ajudar a garantir que os membros de sua equipe permaneçam motivados e positivos incorporando cada um desses fatores em seu trabalho.

A Teoria da Necessidade de Realização de McClelland

McClelland acreditava que todos nós temos três motivadores diferentes, a necessidade de Conquista, Afiliação e Poder, com um deles sendo dominante. Se você estruturar seus motivadores e estilo de liderança em torno do condutor dominante de um membro da equipe, seus esforços deverão produzir bons resultados.

A Teoria da Hierarquia de Necessidades de Maslow

Esta teoria identifica cinco necessidades que todos nós temos, da mais básica à mais complexa. Estes são fisiológicos (corporais, segurança e amor) e de pertencimento (auto-estima e autorrealização).

A hierarquia de Maslow é geralmente apresentada em uma pirâmide, no qual você coloca as necessidades básicas na parte inferior, porque você precisa atendê-las antes de poder lidar com qualquer uma das mais complexas. De acordo com essa abordagem, você pode motivar sua equipe abordando todos os níveis.

A Teoria do Progresso de Amabile e Kramer

A teoria do progresso destaca como progredir e alcançar pequenas "vitórias" pode ser motivador. Dessa forma, Amabile e Kramer sugerem seis coisas que você pode fornecer: metas e objetivos claros, autonomia, recursos, tempo, suporte e a capacidade de aprender com o fracasso - que dão às pessoas a melhor chance de fazer um progresso reconhecível e significativo no trabalho.

Teoria da Expectativa

Desenvolvida por Victor Vroom, essa teoria se concentra nas expectativas das pessoas em relação ao desempenho e às recompensas.

Ela argumenta que as pessoas escolhem ações com base em suas crenças sobre a probabilidade de alcançar resultados desejados.

Você pode usar a Teoria da Expectativa  para criar um ambiente de trabalho forte e motivador, onde o alto desempenho é padrão. Ela esclarece a relação entre esforço e resultado, e você pode usá-la para adaptar recompensas motivacionais às preferências dos indivíduos.

Efeito de Pigmalião

No efeito de Pigmalião, suas expectativas podem afetar o desempenho dos membros de sua equipe. Por exemplo, quando você duvida que alguém terá sucesso, você pode fazê-lo se sentir desvalorizado e minar sua autoconfiança. Assim, o efeito Pigmalião é útil porque reforça a ideia de que você pode incentivar as pessoas a ter um melhor desempenho no trabalho tendo e comunicando grandes expectativas em relação a elas.

Teoria da Fixação de Objetivos

Esta abordagem enfatiza a importância de definir metas específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e com prazo (conhecidas como metas SMART). A definição de metas desafiadoras pode motivar as pessoas a trabalhar em direção a essas metas.

Teoria da Equidade

Segundo esta teoria, proposta por J. Stacy Adams, as pessoas são motivadas pela percepção de justiça e equidade em comparação com os outros. Se alguém acredita que está sendo tratado de maneira injusta em relação a seus colegas, pode ser motivado a corrigir essa desigualdade.

Como a falta de motivação pode afetar minha vida?

Falta de produtividade

A falta de motivação pode levar a uma diminuição na produtividade, pois as pessoas podem ter dificuldade em se concentrar e em realizar suas tarefas com eficiência.

Procrastinação

A falta de motivação pode levar as pessoas a adiar tarefas importantes, o que pode levar a um aumento do estresse e da ansiedade, bem como a uma redução da qualidade do trabalho.

Baixa autoestima

A falta de motivação pode afetar a autoestima das pessoas, levando a sentimentos de inutilidade e desesperança.

Perda de autoconfiança

Assim como para autoestima, a falta de motivação no trabalho pode minar a autoconfiança das pessoas, prejudicando sua autoimagem, autoeficácia e autoavaliação. 

Isso ocorre devido à sensação de ineficácia, baixa realização e autocrítica resultantes da falta de motivação, que impactam negativamente a confiança em suas próprias habilidades e competências.

Perda de interesse em atividades

A falta de motivação pode levar à perda de interesse em atividades que antes eram prazerosas, como hobbies, atividades sociais e relacionamentos pessoais.

Problemas de saúde mental

A falta de motivação pode ser um sintoma de problemas de saúde mental, como depressão e ansiedade. Se a falta de motivação persistir por um longo período de tempo, pode ser útil procurar ajuda profissional.

Leia Mais:

Paulo Oliveira

Paulo Oliveira

Grad. em Engenharia de Produção na Universidade Federal de São Carlos. Na FM2S, atua na área de marketing com criação conteúdo e parcerias.