O que é armazenagem logística? Como gerenciá-la?
Melhoria de Processos

24/03/2019

Última atualização: 29/05/2023

O que é armazenagem logística? Como gerenciá-la?

O mundo da logística é vasto e complexo, e um dos seus componentes mais vitais é a armazenagem. A armazenagem logística é o coração pulsante da cadeia de suprimentos que mantém as operações do dia a dia funcionando sem problemas.

A armazenagem logística é a atividade que envolve o armazenamento de mercadorias, produtos e materiais que serão transportados para outra localização. Essa atividade não é apenas sobre espaço físico - é também sobre gestão eficiente dos recursos, garantindo a segurança dos produtos, reduzindo custos e melhorando a eficiência operacional.

Saiba as funções que um profissional da área de logística pode exercer, quais são os principais tipos de logística e por que essa é uma área tão importante para as empresas.

Apostila Introdução à Lgoística Gratuita

O que é armazenagem?

Armazenagem é um termo usado na logística para se referir à ação de guardar e preservar mercadorias enquanto elas aguardam transporte ou venda. Esse processo envolve uma série de atividades que vão muito além do simples depósito de produtos em um lugar.

Os itens armazenados podem ser uma variedade de bens, incluindo matérias-primas, peças de produção, produtos acabados, mercadorias para exportação e até mesmo itens de grande porte, como automóveis e maquinário pesado.

A armazenagem ocorre em instalações designadas chamadas armazéns. Estes podem variar em tamanho e complexidade, desde pequenas salas de armazenamento em uma empresa até enormes instalações de distribuição que cobrem dezenas de milhares de metros quadrados.

O principal objetivo da armazenagem é garantir que os produtos estejam disponíveis quando necessário, quer sejam necessários para a produção, distribuição ou venda. Uma boa gestão de armazenagem envolve um equilíbrio cuidadoso entre garantir que haja estoque suficiente para atender à demanda, sem manter tanto estoque a ponto de incorrer em custos desnecessários.

As atividades de armazenagem também podem incluir:

  • Controle de Inventário: Monitoramento constante dos níveis de estoque para garantir que não haja falta nem excesso de produtos;
  • Picking e Packing: Processo de coletar e embalar produtos para envio;
  • Recebimento e expedição: Garantir que os produtos cheguem e saiam do armazém de forma eficiente;
  • Manutenção de registros: Manter registros precisos de todas as mercadorias que entram e saem do armazém.

Em suma, a armazenagem é um elemento crucial na cadeia de suprimentos e na gestão logística, desempenhando um papel importante na manutenção do fluxo eficiente de mercadorias de e para os pontos de venda e produção.

Armazém vs. Centro de Distribuição

Embora as palavras "armazém" e "centro de distribuição" sejam frequentemente usadas de forma intercambiável, existem diferenças significativas entre os dois em termos de operações, objetivos e funcionalidades.

Armazém

Um armazém é uma instalação de armazenamento de grande escala que é usada para guardar mercadorias por um período de tempo relativamente longo. Os produtos armazenados em um armazém podem incluir tudo, desde matérias-primas até produtos acabados.

A principal função de um armazém é armazenar estoque, muitas vezes em grande volume, de forma segura e eficiente. O inventário em um armazém é geralmente estático, ou seja, as mercadorias podem permanecer no armazém por semanas, meses ou até mais, dependendo da demanda e da cadeia de suprimentos da empresa.

Centro de Distribuição

Por outro lado, um centro de distribuição é uma instalação logística onde os produtos são recebidos e depois enviados para os seus destinos finais em um curto período de tempo. Ao contrário de um armazém, a principal função de um centro de distribuição não é armazenar produtos por longos períodos, mas sim facilitar o movimento eficiente dos produtos.

Nos centros de distribuição, os produtos entram, são processados (isso pode incluir a seleção, embalagem e rotulagem de itens) e saem rapidamente. O inventário em um centro de distribuição é frequentemente dinâmico, com mercadorias sendo constantemente movidas para atender às demandas dos clientes ou das lojas.

Elementos de armazenamento

Além do atendimento de pedidos, os armazéns usam elementos específicos que ajudam os fabricantes, distribuidores e varejistas a monitorar o estoque e armazená-lo com segurança. Uma visão geral dos elementos básicos inclui:

  • Prateleiras e sistemas de rack que oferecem capacidade máxima de armazenamento e fácil acesso ao produto;
  • Um sistema de controle climático para o produto que está sendo armazenado. Isto é particularmente importante para produtos congelados ou que requerem refrigeração, incluindo certos produtos farmacêuticos ou de laboratório, e outros que se degradam se forem expostos a muito calor;
  • Software de controle de inventário que informa ao proprietário do produto - que não é necessariamente o proprietário do prédio - onde todas as unidades individuais estão no sistema todo o tempo;
  • Equipamentos que podem mover produtos do ponto A para o ponto B - empilhadeiras, porta-paletes, caixas que armazenam produtos para pedidos e correias transportadoras, por exemplo;
  • Envio de suprimentos para atendimento de pedidos;
  • Pessoas que carregam produtos em um depósito e outros (“catadores”) que preenchem pedidos em um verdadeiro centro de distribuição, além daqueles que gerenciam a instalação e a operação;
  • Segurança para proteger produtos armazenados;
  • Acesso a transporte econômico para trazer produtos ou retirá-los quando os pedidos são atendidos. Isso geralmente significa fácil acesso a estradas interestaduais, linhas ferroviárias ou aeroportos.

Quais os tipos de armazenagem?

A armazenagem, uma parte integral da cadeia de suprimentos de qualquer empresa, pode ser classificada de várias maneiras, dependendo da natureza dos produtos, da estrutura do armazém, da localização e das necessidades específicas do negócio. Aqui estão alguns tipos comuns de armazenagem:

  • Armazenagem Privada: Estes armazéns são de propriedade de fabricantes, comerciantes e distribuidores para o seu uso exclusivo. Geralmente são usados por empresas que têm um alto volume de mercadorias a serem armazenadas ao longo do ano;
  • Armazenagem Pública: Estes armazéns são operados por entidades empresariais e estão disponíveis para serem alugados ou alugados por empresas que precisam de espaço adicional de armazenagem. Este tipo de armazenagem é útil para pequenas empresas ou para aquelas que têm demandas sazonais;
  • Armazenagem por Contrato: Este é um acordo entre duas partes, onde o armazém se compromete a fornecer serviços específicos ao cliente por um período acordado. Este tipo de armazenagem é comum em indústrias que requerem serviços especializados, como o manuseio de mercadorias perigosas ou a armazenagem refrigerada;
  • Armazenagem Automatizada: Este tipo de armazenagem faz uso de tecnologia avançada, como robótica e sistemas de gestão de armazéns (WMS), para automatizar várias operações de armazenagem. A armazenagem automatizada pode aumentar a eficiência, a precisão e a velocidade das operações;
  • Armazenagem Refrigerada: Como o nome sugere, esta forma de armazenagem é usada para armazenar produtos que precisam ser mantidos a uma certa temperatura, como alimentos, produtos farmacêuticos e alguns tipos de produtos químicos;
  • Armazenagem de Cross-docking: Neste tipo de armazenagem, os produtos são coletados e redistribuídos quase imediatamente após o recebimento, minimizando ou eliminando a necessidade de armazenamento;
  • Armazenagem de Consolidation: Este tipo de armazenagem envolve a combinação de pequenas remessas de várias fontes em um único carregamento para economizar nos custos de transporte.

Cada tipo de armazenagem tem suas vantagens e desvantagens e é adequado para diferentes tipos de produtos e necessidades de negócios. As empresas devem considerar cuidadosamente suas necessidades ao escolher o tipo mais adequado de armazenagem.

O negócio de armazenagem

A armazenagem e tudo o que a acompanha faz parte de uma indústria sofisticada conhecida como gerenciamento de logística. Logística inclui compras, gerenciamento de estoque e distribuição. Ela se enquadra no âmbito da cadeia de fornecimento, que também inclui desenvolvimento de produtos, marketing, vendas e outras disciplinas relacionadas a produtos.

O que é a logística de armazenagem?

Para definir a logística de armazenagem, devemos primeiro entender o significado da logística em si. Nos termos mais simples possíveis, a logística pode ser definida como o planejamento detalhado, organização, gerenciamento e implementação de operações complexas . Em muitos setores, incluindo armazenagem, a logística também se estende ao fluxo de bens físicos e informações. A logística de depósito, portanto, abrange todos os fatores complexos e variados - organização, movimentação e gerenciamento - envolvidos no armazenamento. Isso inclui o fluxo do inventário físico, bem como o de mercadorias mais abstratas, incluindo informações e tempo.

A logística de armazenagem também pode se estender a qualquer coisa, desde o controle de pragas do armazém, ao manuseio de mercadorias danificadas, às políticas de segurança, à gestão de recursos humanos e ao retorno dos clientes. Em outras palavras, a logística do depósito envolve todas as políticas, procedimentos e ferramentas organizacionais necessárias para manter as operações do depósito funcionando sem problemas.

Quais os Desafios da Logística de Armazenagem?

Os desafios comuns de logística de armazém giram em torno da organização: em termos simples, como você pode obter controle detalhado sobre algo tão grande quanto um depósito?

Você deve ser capaz de identificar a localização exata de um item específico do inventário, o palete que transportou um item alimentar supostamente expirado ou o caminhão que enviou um item danificado durante o transporte. Esses controles são fundamentais para suavizar as operações e as receitas saudáveis ​​e, no entanto, sem ferramentas especializadas, eles são quase impossíveis de alcançar.

Os desafios do depósito são ainda mais profundos do que essas preocupações imediatas, estendendo-se ao gerenciamento de estoquesgerenciamento da cadeia de suprimentos , controles de custos , recursos humanos , gerenciamento de riscos e segurança , entre outros fatores. Então, como você pode conseguir flexibilidade suficiente para se manter competitivo, enquanto mantém ofertas adequadas para agradar os clientes, enquanto ainda exerce controles suficientes para proteger suas receitas? Estas são as questões que os armazéns enfrentam atualmente.

Como melhorar a logística de armazém

É indiscutível: os gerentes de depósito têm muito pratos para equilibrar. Felizmente, também tem ferramentas incrivelmente úteis e incrivelmente poderosas para ajudá-lo a atender às necessidades de seu depósito, às exigências de seus funcionários e às expectativas de seus clientes.

Sistemas avançados de gerenciamento de armazéns (WMS) oferecem a você uma visão em tempo real do seu depósito e o equipam - e a todos os seus funcionários - com as ferramentas necessárias para gerenciar seu armazém com eficiência, eficiência e lucratividade.

De fato, um WMS não é apenas uma maneira segura de melhorar a logística de armazenamento, mas também é uma necessidade no armazenamento de hoje. Mais do que um sistema de controle de estoque , os sistemas de gerenciamento de armazém assumem o controle de toda a logística do depósito, desde o controle e gerenciamento de estoque até o atendimento do pedido . Atualmente, muitos WMS incorporam ferramentas móveis, para que seus gerentes e funcionários de depósito possam consultar o sistema em trânsito, via smartphone.

O WMS abrangente também combina ferramentas tradicionais de gerenciamento com sistemas de controle de armazém (WCS) para criar uma sinergia de todo o armazém para melhorar sua logística geral, desde o recebimento do estoque até o envio.

Quais os Benefícios da Logística Armazenagem?

O benefício da logística de armazém controlada é simples - aumento de receita .

Pense da seguinte maneira: quando as operações do depósito funcionam sem problemas, o estoque é devidamente contabilizado, o item certo é enviado na hora certa, o estoque é reabastecido quando necessário, ocorrem menos erros de picking e todas as pessoas, processos e sistemas no lugar como deveriam, o seu armazém opera de forma mais eficiente. Há menos erros e menos problemas, e isso significa receita maximizada.

Quando você implementa um WMS sólido para controlar sua logística de armazém, você:

  • Garanta contagens de inventário precisas e em tempo real: saiba quanto estoque você tem e sua localização específica em seu depósito;
  • Diminuir retornos: uma olhada precisa no seu inventário significa enviar o item certo pela primeira vez;
  • Reabastecimento automático de estoque: não espere até que você esteja fora (ou quase fora) de estoque para pedir mais; deixe seu WMS reabastecer automaticamente o estoque quando os níveis de estoque ficarem baixos;
  • Maximize o espaço do warehouse: Alguns WMS automatizam as rotinas do warehouse (ex .: rotação e picking de estoque), o que significa que você precisará de menos espaço para os trabalhadores, o que significa maximizar o espaço do depósito para armazenar mais estoque.

Outros benefícios do WMS se estendem ao melhor planejamento de demanda, melhor visibilidade e transparência, rastreabilidade de estoque, menos erros de picking, processos otimizados, alocação eficiente de mão-de-obra e melhor atendimento ao cliente - fatores que se resumem a despesas operacionais reduzidas e mais receita.

Considerações sobre depósitos influenciam a logística do depósito

Sem dúvida, um WMS capaz pode transformar suas operações e otimizar a logística. Mas uma ferramenta de software, por mais poderosa que seja, só pode ir tão longe quanto erro humano. Nas configurações da vida real, as considerações sobre o depósito influenciam muito sua logística.

Seus gerentes de depósito e, até certo ponto, todos os funcionários envolvidos devem ser bem treinados no uso de seu equipamento e WMS. Seu transporte, a 3PL e os contratados e fornecedores relacionados devem coordenar seus esforços de logística. Quaisquer alterações em seu armazenamento - novo racking, organização atualizada, etc. - devem ser contabilizadas no sistema ou problemas serão rapidamente manifestados .

Logística de armazém não é estática . Eles mudam com suas necessidades físicas, seu inventário, seus funcionários e quaisquer outros fatores que eles governam. No final, enquanto você pode implementar ferramentas e procedimentos para ajudar a governar e controlar a logística do armazém, as operações suaves dependem da vigilância , do treinamento adequado e das políticas em evolução.

Leia Mais: 

Virgilio Marques Dos Santos

Virgilio Marques Dos Santos

Sócio-fundador da FM2S, formado em Engenharia Mecânica pela Unicamp (2006), com mestrado e doutorado na Engenharia de Processos de Fabricação na FEM/UNICAMP (2007 a 2013) e Master Black Belt pela UNICAMP (2011). Foi professor dos cursos de Black Belt, Green Belt e especialização em Gestão e Estratégia de Empresas da UNICAMP, assim como de outras universidades e cursos de pós-graduação. Atuou como gerente de processos e melhoria em empresa de bebidas e foi um dos idealizadores do Desafio Unicamp de Inovação Tecnológica.