Os 15 principais sistemas de software ERP

ERP
26 de agosto de 2018
Última modificação: 22 de julho de 2021

Autor: Virgilio F. M. dos Santos
Categorias: Blog, Melhoria de Processos

O ERP é um acrônimo para Enterprise Resource Planning, que envolve sistemas e aplicativos usados ​​por empresas e organizações para gerenciar atividades e operações do dia-a-dia. Essas atividades incluem contabilidade, vendas e marketing, compras, manufatura, gerenciamento de projetos e outros. O ERP conecta e une os variados processos de negócios em uma organização para que ele funcione sem problemas, seja eficiente e produtivo, tudo isso com o resultado final de aumentar os negócios e torná-los lucrativos.

Independentemente do tamanho, tipo e nicho, uma empresa tem várias áreas críticas que precisam ser bem gerenciadas. O software ERP aplica soluções integradas para otimizar, automatizar e vincular os diferentes departamentos e divisões de uma organização, como RH, TI, finanças, vendas e atendimento ao cliente. Um sistema ERP serve como o hub cuja rede de soluções bombeia nutrientes vitais para todas as áreas e funções da organização para mantê-los em sintonia e em boas condições de funcionamento.

O software ERP é geralmente classificado como um aplicativo corporativo projetado para atender às funções mais complexas e pesadas das grandes empresas. Muitas vezes, as grandes corporações têm seus próprios departamentos de TI ou equipes dedicadas que utilizam sistemas ERP para analisar grandes volumes de dados e atender às necessidades de vários departamentos. No entanto, os aplicativos de ERP para pequenas empresas foram criados para atender aos requisitos de gerenciamento de negócios leves de startups e empresas em crescimento. Esse tipo de solução de ERP geralmente é personalizado para atender a operações de negócios menores e atender a uma indústria de negócios específica.

Benefícios do Software ERP

Os 15 principais sistemas de software ERP incluídos neste artigo fornecem mais ou menos os mesmos benefícios. Eles diferem apenas no número de aplicativos ou conjuntos de ferramentas oferecidos. Como o software de ERP abrange todo o espectro de atividades e une todos os processos em toda a organização, há uma infinidade de benefícios que podem ser obtidos com sua implementação. É um eufemismo dizer que há tantas vantagens que um sistema ERP pode oferecer.  Aqui estão apenas alguns deles.

  • Melhore a qualidade e a acessibilidade dos dados . Um banco de dados unificado é o recurso de ERP predominante que conecta os vários níveis e departamentos de uma organização. Com uma única fonte de dados que é coletada, consolidada, organizada e analisada automaticamente (em grande parte sem intervenção humana), você obtém informações precisas e confiáveis ​​para orientar decisões. Os sistemas ERP permitem que você controle e defina permissões de usuário para que apenas as pessoas certas possam acessar os dados certos sempre que precisarem. Com a maioria dos softwares de ERP em nuvem hospedados e com compatibilidade para vários dispositivos, seus funcionários podem acessar os dados remotamente enquanto estão em trânsito.
  • Melhore os relatórios e o planejamento. Estes são um resultado direto de ter uma única fonte de informação. Você pode gerar rapidamente qualquer tipo de relatório – financeiro, de vendas, operacional, estoque, suprimento, administrativo, etc. Da mesma forma, os recursos analíticos do ERP oferecem suporte a planejamento corporativo fornecendo informações detalhadas e métricas úteis sobre o desempenho do negócio e status operacional.
  • Melhore a colaboração. Outro resultado de dados prontamente acessíveis e informações sobre a empresa é uma melhor colaboração. Uma plataforma de ERP simplifica o processo de colaboração entre equipes e funcionários, fornecendo acesso sob demanda aos dados nas unidades da organização.
  • Melhore a visibilidade. A estrutura funcional unificada e centralizada dos aplicativos de ERP fornece transparência e visibilidade aos seus negócios. Um exemplo é monitorar o status de seus níveis de estoque, mesmo em uma base diária, permitindo que você saiba os estoques atuais e recebidos, para que você possa gerenciar com precisão seu capital de giro.
  • Melhore o gerenciamento da cadeia de suprimentos. Uma plataforma de ERP pode impulsionar sua cadeia de suprimentos, tornando-a mais responsiva por meio de melhor previsão de demanda, gerenciamento aprimorado de estoque, aquisição eficiente, entre outros. Uma cadeia de suprimentos bem gerenciada abre oportunidades para inovações de fabricação e ajuda a reduzir custos.
  • Melhore a satisfação do cliente. Longe do que a maioria das pessoas pensa, o ERP não é um software super, mas uma coleção de aplicativos para gerenciar várias áreas funcionais, como CRM, RH, contabilidade financeira, e-commerce e outros. Todos estes são colocados sob o guarda-chuva do ERP para fornecer aos seus clientes a melhor experiência e maior satisfação ao lidar com seus negócios, produtos e serviços.

DICA:  Este material irá auxiliá-lo a determinar o que seus clientes desejam e esperam do seus produtos e/ou serviços.

O manual também contém planilhas para ajudá-lo a definir e segmentar seus clientes, ouvir seus comentários, analisar o que ouviu e criar um plano baseado nesta análise.

Voz

  • Reduza o tempo e o esforço. O software ERP automatiza tarefas e processos, reduzindo assim o tempo, o esforço e os recursos gastos em atividades manuais diárias e repetitivas. Isso libera o tempo do funcionário para se concentrar em outras tarefas de melhoria de receita. Além disso, o ERP promove a adoção das melhores práticas do setor no nível da empresa para aumentar ainda mais a produtividade.
  • Reduza custos. Uma organização com unidades que funcionam tranquilamente e que trabalham de maneira ideal juntas redunda para reduzir custos e melhorar a eficiência. O software ERP é uma plataforma unificada de aplicativos e ferramentas que pode reduzir drasticamente as despesas relacionadas a TI, como administração, suporte, necessidades de infraestrutura, licenciamento de aplicativos e requisitos de treinamento, pois os usuários precisam aprender apenas um sistema em vez de vários aplicativos separados. Adquirir um pacote de ERP exige gastos orçamentários consideráveis, mas, a longo prazo, você descobrirá que sua economia geral de custos superará seu investimento.
  • Facilite a conformidade regulamentar. Os ERPs facilitam os processos de conformidade regulatória, combinando dados seguros e validados com relatórios internos. O software ERP auxilia na produção de informações exigidas pelos órgãos reguladores federais, estaduais e locais.
  • Facilite a unificação de dados. A força vital das empresas modernas são os dados, e o software ERP é projetado para manipular, processar, analisar, gerenciar e unificar dados entre unidades funcionais e vários sistemas em uma organização. Um aspecto importante para o tratamento de dados é ter um repositório central de informações que um ERP facilita, permitindo que você controle e determine quem pode ver, editar e compartilhar dados para garantir sua integridade, precisão e consistência.
  • Facilitar negócios padronizados e simplificados . A maioria dos sistemas ERP é construída em torno de processos de negócios comprovados e das melhores práticas do setor, que ajudam a fornecer resultados efetivos e consistentes. Como o software de ERP automatiza a maioria das atividades de negócios, ele ajuda a eliminar erros, facilita o planejamento e a geração de relatórios e reforça a sinergia de processos entre os departamentos.

Aproveite para conhecer a Assinatura FM2S. Por um valor mensal, você tem acesso a todos os cursos da Plataforma EAD por 1 ano. Não perca tempo e confira!

Tendências de ERP

A tecnologia e as mídias sociais têm impactado o crescimento, o desenvolvimento e a adoção do software ERP nos últimos dois anos, e provavelmente continuarão no curto prazo. Nós analisamos algumas dessas tendências:

  1. ERP da nuvem. As plataformas de ERP hospedadas em nuvem introduziram soluções mais baratas, mais rápidas e mais poderosas para a suíte de ERP, tornando-a acessível não apenas para usuários corporativos, mas também para pequenas empresas em crescimento. A relutância inicial dos usuários de ERP em alavancar a tecnologia de nuvem para suas necessidades de dados e computação foi lenta mas constantemente superada pelas muitas vantagens da nuvem, incluindo a redução dos custos de implementação e manutenção.
  2. ERP móvel. Com mais clientes fazendo compras por meio de dispositivos móveis, isso aumentou a necessidade das equipes de vendas e da equipe de atendimento ao cliente de ter acesso em tempo real às informações dos clientes onde quer que estejam. As empresas buscarão soluções de ERP mais móveis para relatórios instantâneos, dados e insights, bem como para realizar processos de negócios essenciais em trânsito.
  3. ERP Social. A ascensão das mídias sociais como um canal vital para o envolvimento do cliente adicionou uma funcionalidade importante ao software ERP moderno. Pacotes de mídia social estão sendo adicionados aos sistemas ERP para monitorar, rastrear e processar dados de interação social. A integração das mídias sociais com o ERP expandiu ainda mais os recursos de plataformas de ERP já abrangentes.
  4. ERP modular. As empresas variam, e nem todos os usuários de ERP querem um conjunto de ERP com centenas de aplicativos, alguns dos quais podem não ser realmente utilizados. O ERP modular tem sido atraente para usuários não empresariais, pois permite que eles selecionem e adquiram apenas determinados módulos ou aplicativos de recursos para atender aos requisitos de seus negócios. Além disso, diminui o custo de aquisição em comparação com a obtenção de um pacote completo.
  5. ERP pelos números

    Os fatos e números a seguir são baseados no abrangente estudo de 2016 sobre sistemas ERP e software corporativo realizado pela Panorama Consulting Solutions. Aqui estão algumas das conclusões mais importantes em seu relatório.

    • 81% das organizações estão no processo de implementação do software ERP ou concluíram a implementação. 14% das organizações estão no processo de seleção de software. 5% estão no processo de atualização de software.
    • A maioria das organizações não possui conhecimento interno para alcançar o sucesso do ERP e precisa de especialistas externos para ajudá-los a obter o máximo de benefícios e o ROI em potencial.
    • 35% relataram custos de implementação de 1-3% da receita anual de sua organização, enquanto 20% relataram custos de implementação de 3-5% de sua receita anual.
    • Em média, o projeto ERP representa 6,5% da receita anual das organizações, o que representa um aumento em relação aos 5,9% de 2015.
    • Na área de resultados de implementação do ERP, 57% relataram sucesso, 36% não sabiam e 7% relataram falha.
    • Os resultados da implementação do ERP eram muitas vezes obscurecidos por confusão e neutralidade que indicavam que as organizações não dedicavam tempo suficiente à seleção do software, justificando o caso de negócios, medindo a realização dos benefícios ou auditando a pós-implementação.
    • Maioria ou 56% das organizações selecionaram software no local entre suas opções de implantação, enquanto 27% escolheram nuvem e 17% optaram pelo SaaS.
    • Houve um salto significativo no uso do ERP em nuvem de 11% em 2015 para 27% em 2016, o que foi em grande parte causado por mais fornecedores que oferecem plataformas em nuvem.

E os ERPs?

Aproveite para dar um gás na sua carreira. Confira nossa certificação Lean Seis Simga.

Deixe seu comentário

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + 12 =