Qual é a diferença entre Lean e Six Sigma?

Lean Six Sigma
12 de janeiro de 2018
Última modificação: 12 de janeiro de 2018

Autor: Virgilio Marques Dos Santos
Categorias: Blog

Qual é a diferença entre Lean e Six Sigma?

Atualmenta existe muita discussão em torno da execução do Lean. Mas algumas pessoas falam de Lean, algumas falam de Six Sigma e algumas usam uma combinação dos dois. Afinal, qual é a diferença entre os dois? Como você sabe o que é certo para sua organização?

Essencialmente, os sistemas Six Sigma e Lean têm o mesmo objetivo. Ambos buscam eliminar o desperdício e criar o sistema mais eficiente possível, mas adotam abordagens diferentes para alcançar esse objetivo. Em termos mais simples, a principal diferença entre Lean e Six Sigma é que eles identificam a causa raiz dos resíduos de maneira diferente.

Os profissionais enxutos acreditam que o desperdício provém de etapas desnecessárias no processo de produção que não agregam valor ao produto acabado, enquanto os defensores do Six Sigma afirmam que o desperdício resulta de variação no processo.

Obviamente, existe uma verdade nessas duas avaliações, e é por isso que as metodologias Lean e Six Sigma tiveram tanto sucesso em melhorar o desempenho geral dos negócios em uma variedade de campos. De fato, essas duas disciplinas provaram ser especialmente bem-sucedidas ao trabalhar em conjunto – daí a criação do Lean Six Sigma.

O Lean Six Sigma é uma metodologia que combina a velocidade do processo com a qualidade. Para se tornar uma organização verdadeiramente mais eficiente e eficaz em termos de operações e processos de negócios, deve-se unir as duas metodologias, pois uma sem a outra resulta em destruição do processo.

Quer mais opções para conhecer Lean e Six Sigma?

O que é o Lean?

Lean, em si, concentra-se na velocidade. Ele enfatiza a redução da quantidade de tempo entre atividades, eventos e ciclos. Dessa forma, quanto menor o tempo de um ciclo, mais ciclos pode-se completar em uma determinada quantidade de tempo. Além disso, Lean também identifica as áreas onde desperdícios de processo e gargalos podem ser eliminados. Existem 8 tipos de desperdícios que podem ser removidos dos processos de negócios para reduzir os custos e o tempo:

  • Espera – seja pela próxima atividade, etapa do processo ou informações, o tempo de espera pode chegar a 90% ou mais do ciclo de processamento;
  • A superprodução de produtos ou serviços antes da necessidade pode resultar em vencimento do produto ou excesso de estoque;
  • Retrabalho de defeitos e erros;
  • Movimento – movimento excessivo: transferência de pessoas, suprimentos, materiais e documentos;
  • Processamento excessivo de informações, dados e testes;
  • Inventário – manter quantidade excessiva de suprimentos que poderiam expirar;
  • Intelecto – não usar os talentos e o conhecimento da organização;
  • Transporte desnecessário de equipamentos, pessoas, etc.

Embora Lean promova processos de negócios rápidos, o problema dele decorrente é a falta de qualidade. Não importa quantos formulários são preenchidos ou chamadas feitas, se os dados e as informações capturadas não forem compatíveis. Simplesmente completar atividades rapidamente, sem marcas de seleção, promove um ambiente propenso a erros e muitas vezes requer retrabalho. É aqui que Six Sigma se torna essencial para o gerenciamento de processos de negócios.

O que é o Six Sigma?

A metodologia Six Sigma é uma ferramenta de qualidade que enfatiza a redução do número de erros em um processo. Portanto, ele se concentra na identificação de variação nos tipos de entradas de dados e examina a Análise de Causa Raiz para determinar a origem dos erros. Afinal, qual é a vantagem em se concluir um processo rapidamente se a informação for inserida incorretamente?

Como aproveitar o melhor dos dois mundos?

Para garantir o sucesso do processo e da organização, é necessária uma combinação de Lean e Six Sigma. Juntos, trabalham por meio do mapeamento de processos para modelar e automatizar os fluxos de trabalho de maior eficiência e qualidade possível, maximizando a produtividade da empresa, eliminando o desperdício e reduzindo os custos. Dispor de uma abordagem Lean Six Sigma para seus processos de negócios é essencial para que qualquer empresa obtenha excelência operacional.

Você também ouvirá de certas pessoas que o software não é necessário para a execução do Lean Six Sigma. Certamente, se seu interesse for receber apenas uma fração dos possíveis resultados. Mas, por que passar somente pelo processo de reduzir suas tarefas manuais? Pois se você automatizar suas tarefas com uma abordagem Lean Six Sigma, é provável que receba um retorno exponencialmente maior em seus esforços.

Sua empresa está implementando lean e six sigma pensando em operações? Você já considerou uma solução de automação de processo para ajudar com suas Iniciativas Lean Six Sigma?

Otimize seu negócio com Lean Six Sigma

As empresas que implementam o Lean Six Sigma costumam ter consciência das equipes, buscando projetos de diferentes âmbitos, com o objetivo de melhorar a estrutura dos processos e alcançar os resultados.

A realidade é que, quanto mais amplo o seu kit de ferramentas, melhor preparado você estará para abordar os complexos problemas que as empresas enfrentam no mercado competitivo de hoje.

A boa notícia é que você pode obter treinamento abrangente em Lean e Six Sigma de uma única fonte com os cursos e programas de certificados oferecidos pela FM2S.

Além disso, a FM2S oferece exames de certificação Six Sigma e Lean Six Sigma 100% on-line. Cada um dos cursos de certificação prepara os alunos para o exame de certificação correspondente. Os estudantes podem se inscrever nos cursos Six Sigma Green Belt ou Lean Six Sigma Black Belt.

Quando você se inscreve no Treinamento Lean Six Sigma liderado por especialistas da FM2S, você tem a oportunidade de:

  • Ver aulas a qualquer momento e em qualquer lugar via streaming de vídeo;
  • Comunicar-se com instrutores e colegas de classe por meio de fóruns de mensagens on-line, salas de bate-papo ao vivo, e-mail, quadros virtuais e voice over IP (VOIP) de dois sentidos;
  • Completar seus cursos e testes e fazer exames de certificação 100% on-line, em qualquer curso que lhe convenha;
  • Participar de sessões interativas semanais ao vivo com notáveis ​​especialistas em Lean Six Sigma que possuem ampla experiência em campo;
  • Receber um certificado ao término do programa;
  • Sendo a plataforma de e-learning flexível e baseada em vídeo da FM2S, você pode adquirir habilidades Lean e Six Sigma essenciais, no que lhe convier, para melhorar a posição da sua empresa – e a sua própria – no mundo dos negócios.

O que podemos concluir sobre a diferença?

Embora estejamos comparando Lean vs Six Sigma e, apesar das diferenças, todas elas foram projetadas para aumentar a vantagem competitiva de uma empresa. Aqueles com conhecimento em Lean, Six Sigma e Lean Six Sigma estão em posição de assumir um papel de liderança na implementação das mudanças necessárias. Eles simplesmente assumem diferentes abordagens para essa realização.

Lean concentra-se na análise do fluxo de trabalho para reduzir o tempo de ciclo e eliminar o desperdício, para tanto, esforça-se em maximizar o valor para o cliente enquanto usa alguns recursos possíveis. Já o Six Sigma se esforça para obter resultados quase perfeitos que irão reduzir os custos e alcançar níveis mais altos de satisfação do cliente.

Para resumir a principal diferença entre Lean vs Six Sigma, basta observar as maneiras de aprimorar o fluxo, enquanto o Six Sigma se concentra em obter resultados consistentes. Uma semelhança entre Lean vs Six Sigma é que ambos demonstraram que é possível melhorar drasticamente a qualidade de seus produtos e a experiência do cliente  através da melhora dos processos. E, como observa este artigo, quando a maioria das empresas se propõe a melhorar os processos ineficientes, sente-se que deve escolher apenas um método no futuro.

Em última análise, o problema pode não ser a dúvida da escolha entre Lean vs Six Sigma, mas como você pode levar os elementos de que você gosta de cada um e aplicá-los para resolver problemas em seu próprio negócio.

Muitas vezes ouvimos sobre as transformações emocionantes que as empresas viram usando com Lean ou Six Sigma. No entanto, a realidade é que a maioria das empresas que adotam qualquer uma falhará. 60 por cento de todos os projetos do Seis Sigma falham e 40-60 por cento dos projetos lean não conseguem alcançar os resultados desejados. Por que isso acontece?

Sempre que um novo projeto Lean ou Six Sigma é iniciado, ocorre uma onda de impulso e emoção. Mas a maioria das empresas simplesmente não tem a capacidade de sustentar as mudanças feitas ao longo do tempo e, muitas vezes, retornam aos antigos processos ineficientes de quando começaram.

Deixe seu comentário

3 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 + dezessete =