Salários Black Belt: pesquisa e reflexões

salário black belt
04 de janeiro de 2016
Última modificação: 12 de agosto de 2021

Autor: Virgilio F. M. dos Santos
Categorias: Blog

Quais os salários black belt?

Hoje, vamos falar sobre os salários dos especialistas Lean Six Sigma. E, como bons Master Black Belts, vamos falar com dados e fatos, duas coisas importantes para começar a acreditar numa notícia veiculada via internet.

Para responder esta pesquisa, a primeira coisa que fizemos foi uma pesquisa no Google e compilamos os resultados que apareceram. A primeira vista, encontramos várias pessoas de empresas que vendiam cursos e treinamentos falando que certificações aumentavam em 30% o salário das pessoas. Para mim, ler uma notícia como esta, me deixa desconfiado. É um cara legislando em causa própria. Por isto, continue buscando.

Após algumas visitas, o site que mais me interessou foi o Glassdoor. Neste site, consegui buscar quais eram os salários das pessoas que estavam realmente empregadas nas funções de Six Sigma. Na tabela 1, estão os salários para os principais cargos.

Tabela 1: Salários

salários black belt

Pela tabela 1, é possível verificar a grande variação que há nos salários dos profissionais black belts, mas nota-se que a média salarial é alta, em relação a média de engenheiros de produção, por exemplo. Outra análise é a baixa quantidade de black belts e green belts reportados no site. Quando procuramos por  Gerente de Projetos, mais de 630 profissionais informaram seus salários, mas no caso dos black belts, apenas 8.

Qual será a causa para esta disparidade? Há duas hipóteses: há menos cargos black belts do que gerentes projetos ou, os black belts são mais tímidos e não informam seus salários em sites de compartilhamento. Fico com a primeira.

Salários Black Belt nos EUA

Para fins comparativos, o site da ASQ falava que o Black Belt nos EUA, ganhava em média 80 mil dólares ao ano. Se considerarmos o dólar atual, a situação aqui no Brasil é menos favorável do que lá fora, mas se olharmos poder de compra, vemos uma situação melhor.

Parece, olhando os parcos dados coletados, que a certificação vale a pena. Com ela, o profissional consegue aumentar seus salários e suas chances de promoção. Porém, para que isto se torne realidade, ele precisa se destacar. Fazer apenas a certificação e não desdobrar o conhecimento em resultados, não trará, na maioria dos casos, uma sustentação para sua ascensão. Um amigo meu, costumava falar, cuidado com os jabutis na árvore. Jabuti não sobe em árvore e por isto, ele tem muito medo de cair da posição que está. Se ele cair, não consegue subir novamente. Certificar-se é o início da caminhada, que deve ser pavimentado com os resultados de seus projetos, de preferência, projetos sólidos.

Assim, arrematamos este post desejando a todos um 2016 cheio de energia e disciplina, para corrermos atrás de nossos projetos.

Se interessou pelo assunto? Leia mais:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *