Qual a importância de criar uma cultura de experimentação?

cultura de experimentação
31 de outubro de 2019
Última modificação: 31 de outubro de 2019

Autor: Paula Louzada
Categorias: Blog, Liderança, Melhoria de Processos

Qual a importância de criar uma cultura de experimentação?

No mundo dos negócios de hoje, executivos e gerentes precisam empregar planos e ideias mais inovadoras que atrairão mais atenção, atrairão mais clientes e aumentarão os lucros. O mundo corporativo está mudando e muitas empresas estão implementando novas ideias de publicidade, estratégias de atendimento ao cliente e inovações tecnológicas. A adoção de uma cultura de experimentação pode realmente beneficiar um negócio.

Se sua organização cria um novo aplicativo móvel que oferece vantagens aos seus clientes ou à sua empresa, possui uma forte presença nas mídias sociais para ajudar os consumidores, empregar as técnicas mais recentes e uma cultura de experimentação pode colocar sua empresa no mapa. Mas o que é uma cultura de experimentação e como você deve defini-la em seu local de trabalho?

O que é uma cultura de experimentação?

Essencialmente, uma cultura de experimentação envolve a implementação de novas ideias ou soluções em toda a organização, sem restringir essas coisas apenas a determinados departamentos. A experimentação precisa ser adotada em toda a empresa e os gerentes e os executivos devem ter uma mentalidade em que buscam opiniões ou ideias de outras pessoas.

Os gerentes não podem pensar que sabem tudo quando se trata de administrar seus negócios. Uma cultura de experimentação está centrada na inovação. No entanto, para inovar em qualquer setor, é vital experimentar novas ideias.

Falha e experimentação ajudam a aprender e inovar

Realizar muitos experimentos significa que algumas ideias florescem, enquanto outras falham. O fracasso é um aspecto imperativo de uma cultura de experimentação. Sem experimentar e falhar em alguns projetos, você nunca será capaz de alcançar essa ótima ideia que ajuda sua organização a decolar e se tornar verdadeiramente competitiva em um mercado movimentado.

Isso é especialmente verdade quando se olha para a gigante Amazon. Esta empresa é conhecida por experimentar no mercado de dispositivos móveis e telefones. Como tal, a Amazon falhou algumas vezes ao experimentar, como ao criar o celular Amazon Fire. Os usuários não ficaram satisfeitos com este dispositivo e ele recebeu apenas uma classificação 2.6 na Amazon. Isso levou o estoque da Amazon a cair um pouco. No entanto, esta empresa está avançando e continuando a inovar. Se eles permanecessem estagnados, nunca haveria um Amazon Prime ou um Kindle desenvolvido.

Acima de tudo, os líderes empresariais precisam evitar ter medo de falhar para implementar com sucesso uma cultura de experimentação. É importante que os líderes aprendam com seus erros. Cometer erros ou implementar uma nova ideia que acabe falhando pode causar decepções, mas também permite que você procure informações de seus clientes e saiba por que um produto pode ter falhado.

Por que mudanças e inovações são necessárias para o sucesso?

Empregar mudanças rápidas e eficientes, juntamente com ideias inovadoras, pode ajudar uma empresa a sobreviver e prosperar nos mercados em constante avanço de hoje, de acordo com o The Wall Street Journal.

A taxa em que esses avanços ocorrem é espantosa, à medida que novos dispositivos tecnológicos, dispositivos de comunicação e até modelos de negócios estão surgindo todos os dias. Sem adotar uma cultura de experimentação, é provável que as empresas caiam no caminho e podem até fechar.

“A menos que as empresas aprendam a desafiar suas formas atuais de pensar, elas não serão capazes de sobreviver”, explicou Jerry Wind, Lauder Professor e professor de marketing da Wharton School da Universidade da Pensilvânia.

Hoje, os consumidores estão se tornando mais experientes ao comprar produtos ou serviços e estão analisando as revisões, enquanto novos avanços tecnológicos estão mudando a maneira como as empresas fazem negócios. Isso tudo leva a mais organizações reestruturando a maneira como conduzem os negócios.

A experimentação também força as pessoas a medir seus resultados e o sucesso de suas propostas. Isso gera uma cultura mais inovadora em uma empresa e ajuda os líderes a tomar melhores decisões para sua organização. Essencialmente, fazer mudanças rápidas e trazer novas ideias ajudará sua empresa a sobreviver e a ter sucesso em um mercado competitivo.

Como a General Electric está adotando uma cultura de experimentação

A General Electric (GE) é outra corporação gigante que espalhou uma cultura de experimentação por seus diversos ramos. Nos primeiros dias, a GE era apenas uma empresa de manufatura. Hoje, no entanto, ela se transformou em uma empresa industrial digital que atende os setores de energia, saúde, software, análise, ferroviário e aviação.

A GE tem inovado com novas plataformas de marketing e campanhas de mídia social. Chegou a adicionar uma série de podcasts de ficção científica sobre especialistas que estão tentando descobrir o significado de uma mensagem que receberam do espaço sideral.

Muitas ideias inovadoras diferentes ajudaram a promover a GE e permitem continuamente que a corporação tenha sucesso em vários mercados competitivos. Abaixo, descrevemos como você pode implementar o mesmo tipo de sucesso que a GE e a Amazon incorporando uma cultura de experimentação em sua organização.

Qual a estrutura necessária para colocar em prática uma cultura de experimentação?

Há uma estrutura específica que as empresas devem incorporar ao tentar adotar a cultura da experimentação na cultura da empresa. Primeiro, os líderes empresariais podem realizar pequenos testes e monitorar os resultados de seus experimentos. À medida que mais resultados chegam, isso fornece uma nova via para obter uma maior compreensão da experimentação. Esse insight pode ser usado para desenvolver testes maiores e mais impressionantes para ver o que pode reduzir custos e aumentar a produtividade e os lucros.

Essencialmente, a estrutura usada é semelhante à pesquisa científica em que sua equipe de negócios cria um procedimento de teste definindo uma hipótese, implementando mudanças e fazendo observações. Cada teste inclui medições relacionadas às alterações específicas e análise desses resultados. Isso permite que as empresas aprendam o que funciona e o que não funciona em termos de melhoria da produtividade, aumento de lucro ou qualquer outra métrica importante que sua empresa se propõe a aprimorar.

Métrica – Hipótese – Teste

Essencialmente, você pode criar uma planilha na qual determina a métrica relevante e estabelece a meta de sua experiência. Certifique-se de que todos na sua equipe entendam o objetivo do projeto e de que ele seja muito específico, em vez de geral.

Você precisará descobrir como definir os principais indicadores de desempenho (KPIs) para medir com precisão o sucesso de sua experiência. Você precisa incorporar os dados atuais que serão comparados no final do teste em sua estrutura também.

Posteriormente, você terá que definir uma hipótese na qual considere se uma ação no seu local de negócios levará ao objetivo ou ao resultado que você deseja alcançar. Você precisará decidir sobre o tipo de experimento que deseja utilizar para testar sua hipótese.

Depois de escolher um teste, você poderá começar a reunir os resultados e priorizar os KPIs mais relevantes para sua experiência. Você também precisará avaliar sua base de clientes e o público-alvo específico que está tentando segmentar com sua experiência. É recomendável que você continue o experimento por cerca de três meses e se concentre em dois a três KPIs por toda parte.

Por fim, os resultados e as análises que você obtém ajudarão a criar uma estratégia mais abrangente para atingir seu objetivo. Isso ajudará você a aprender como atingir seus objetivos para sua empresa e, em seguida, determinar os próximos passos no crescimento de seus negócios.

Etapas chave para incorporar uma cultura de experimentação

1. Todo mundo tem uma voz

O primeiro passo para implementar uma cultura de experimentação é garantir que as ideias de todos em uma organização sejam ouvidas. Independentemente da posição e liderança, ouvir e ouvir as ideias de todos os funcionários o ajudarão a espalhar uma cultura de experimentação, de acordo com a Forbes.

2. Teste e Métricas A/B

O próximo passo que uma empresa precisa executar é testar várias ideias, incluindo argumentos opostos usando um teste A/B. Testar e experimentar revelará resultados que mostram se uma ideia é um sucesso ou um erro. Além disso, analisar as métricas de desempenho mostrará se a sua ideia será bem-sucedida entre o público-alvo alvo.

Um dos aspectos mais vitais da experimentação envolve definir e medir métricas. Isso o ajudará a medir o sucesso ou o fracasso de uma nova ideia ou inovação. Durante a parte de teste, você precisará medir o retorno do investimento. Você desejará entender os desafios que poderá enfrentar antes de expandir o escopo de sua inovação.

3. Incentivar novas iniciativas

Incentive todos os gerentes e funcionários de nível inferior a criar novas iniciativas e experimentar, independentemente de um novo projeto ter êxito ou falhar. Essa forma de encorajamento ajudará mais funcionários a se sentirem à vontade com a falha de uma ideia em potencial e permitirá que eles continuem inovando. Os trabalhadores não sentirão mais que precisam ter sucesso com todas as novas ideias.

Por fim, o reconhecimento do esforço de sua equipe ajudará bastante a criar e promover um ambiente experimental positivo. Seguir essas etapas ajudará você a acompanhar o ritmo acelerado das mudanças em qualquer setor.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + três =