SWOT Pessoal: o remédio contra crise

SWOT
19 de julho de 2015
Última modificação: 19 de julho de 2015

Autor: Virgilio F. M. dos Santos
Categorias: Blog

Qual a origem da Matriz SWOT?

Há certa controvérsia, pois tanto Albert Humphrey da Stanford University como George Albert Smith Jr e C Roland Christiensen da Harvard University são mencionados como autores. E quando começou a ser aplicada? Foi na década de 50 que Kenneth Andrews, também de Harvard, começou a utilizar a análise SWOT no modelo que utilizamos hoje, por meio do preenchimento de uma matriz. E para que podemos utilizá-la? Para elaborarmos um diagnóstico estratégico sobre como estamos (pontos fortes e fracos) e para onde iremos (oportunidades e ameaças).

Gostaríamos de convidá-lo a elaborar um SWOT pessoal. Quais sãos os seus pontos fortes e fracos? E quais são as oportunidades e ameaças que você enxerga? Num ano de crise como 2015, elaborar uma análise SWOT irá ajuda-lo na elaboração de um plano que aumentará muito suas chances de sucesso. E como fazer isto? Vamos lá.

 A primeira coisa para definirmos uma boa estratégia é determinarmos o objetivo ou meta. Qual nosso objetivo ou meta? Depois, fazemos a análise SWOT preenchendo a Matriz. Em seguida, identificamos as forças e os principais indicadores para medirmos o sucesso de nossa estratégia, ou seja, quais KPIs nos dirão se alcançamos nossa meta ou objetivo. Somente depois destas 3 ações nós elaboraremos o plano de ação para batermos a meta. Agora, vamos focar “no como” preencher a Matriz SWOT.

Quais são os principais passos da Matriz SWOT?

Análise SWOTAspectos Positivos – Itens que nos ajudam a alcançarmos nosso objetivoAspectos Negativos – Riscos de não alcançarmos nosso objetivo
Fatos internosFortalezas: coisas que são boas agora. Utilize-as em suas ações, produtos e serviços para garantir o sucessoFraquezas: coisas que são ruins agora. Conserte-as, modifique-as ou as elimine
Fatos externosOportunidades: coisas que serão boas no futuro. Priorize, capture utilize-as em suas ações, produtos e serviçosAmeaças: coisas que são ruins para o futuro. Coloque no plano como você irá neutralizá-las

Passo 0: defina seu objetivo. O que queremos realizar? Depois, defina seus KPIs que medirão seu objetivo. Como saberemos que a mudança é uma melhoria?

Passo 1: colete as informações. Liste suas fortalezas atuais. Depois, liste suas fraquezas. Seja sincero. Evite a falsa modéstia ou o excesso de confiança. Para coletar os dados você pode conduzir entrevistas individuais ou fazer um brainstorming em grupo. Eu gosto de utilizar um pouco de cada. Para ajuda-lo, elabore um questionário antes de conduzir a entrevista individual ou em grupo. No SWOT pessoal a dica é elaborar algumas questões sobre sua atividade profissional.

Passo 2: liste todas as oportunidades que existem no futuro. Oportunidades são fortalezas em potencial. Se você aproveita as oportunidades aqui listadas, consegue criar uma nova fortaleza no futuro. Depois preencher com as fortalezas, faça o mesmo para as ameaças. Lembre-se que as ameaças podem ser suas fraquezas futuras.

Passo 3: revise a sua Matriz SWOT e elabore um plano de ação para alcançar suas metas e objetivos que leve em conta todas as quatro perspectivas.

Como mapear as suas forças?

  • Quais vantagens você tem que outros não tenham (por exemplo, habilidades, certificações, educação ou conexões)?
  • O que você faz melhor do que ninguém?
  • Quais recursos pessoais você pode acessar?
  • O que as outras pessoas (e seu chefe, em particular) vêem como seus pontos fortes?
  • Quais das suas conquistas você está mais orgulhoso?
  • Quais valores você acredita que outros não exibem?
  • Você é parte de uma rede em que ninguém mais está envolvido? Em caso afirmativo, quais conexões você possui com pessoas influentes?

Considere isso a partir de sua própria perspectiva, e do ponto de vista das pessoas ao seu redor. E não seja modesto ou tímido – seja o mais objetivo possível. Conhecer e usar seus pontos fortes pode torná-lo mais feliz e mais satisfeito no trabalho.

Como mapear as suas fraquezas?

  • Quais tarefas você geralmente evita porque você não se sente confiante fazendo?
  • O que as pessoas ao seu redor verão como suas fraquezas?
  • Você está completamente confiante em sua educação e treinamento de habilidades? Caso contrário, onde você está mais fraco?
  • Quais são seus hábitos de trabalho negativos (por exemplo, você está atrasado, você está desorganizado, tem um temperamento curto ou é pobre em lidar com o estresse)?
  • Você tem traços de personalidade que o impedem no seu campo? Por exemplo, se você tiver que realizar reuniões regularmente, o medo de falar em público seria uma grande fraqueza.

Novamente, considere isso de uma perspectiva pessoal/interna e uma perspectiva externa. As outras pessoas veem deficiências que você não vê? Os colegas de trabalho sempre superam você em áreas-chave? Seja realista – é melhor enfrentar todas as verdades desagradáveis o mais rápido possível.

Como mapear as suas oportunidades?

  • Qual a nova tecnologia que pode ajudá-lo? Ou você pode obter ajuda de outros ou de pessoas por meio da Internet?
  • A sua indústria está crescendo? Em caso afirmativo, como você pode aproveitar o mercado atual?
  • Você tem uma rede de contatos estratégicos para ajudá-lo ou oferecer bons conselhos?
  • Quais tendências (gerenciamento ou não) você vê em sua empresa, e como você pode aproveitar?
  • Algum de seus concorrentes não faz algo importante? Em caso afirmativo, você pode aproveitar seus erros?
  • Existe uma necessidade em sua empresa ou indústria de que ninguém está preenchendo?
  • Os seus clientes ou vendedores reclamam de alguma coisa na sua empresa? Em caso afirmativo, você poderia criar uma oportunidade oferecendo uma solução?

Você pode encontrar oportunidades úteis no seguinte:

Eventos de rede, aulas educativas ou conferências.

  • Um colega em uma licença prolongada. Você poderia assumir alguns dos projetos desta pessoa para ganhar experiência?
  • Um novo papel ou projeto que o obriga a aprender novas habilidades, como falar em público ou relações internacionais.
  • Uma expansão ou aquisição da empresa. Você possui habilidades específicas (como uma segunda língua) que poderiam ajudar com o processo?

Além disso, importante, veja seus pontos fortes e pergunte a si mesmo se estes abrem oportunidades – e olhem suas fraquezas e se perguntam se você pode abrir oportunidades, eliminando essas fraquezas.

Como mapear as suas ameaças?

  • Quais os obstáculos que você enfrenta atualmente no trabalho?
  • Algum de seus colegas está competindo com você para projetos ou papéis?
  • O seu trabalho (ou a demanda pelas coisas que você faz) está mudando?
  • A mudança de tecnologia ameaça sua posição?
  • Algum de seus pontos fracos pode levar a ameaças?

Realizar essa análise geralmente fornecerá informações importantes – pode apontar o que precisa ser feito e colocar os problemas em perspectiva.

Quer mais ajuda para sua SWOT pessoal?

Se você tiver dificuldade em definir quais são as oportunidades pessoais para você, sugiro o uso de uma metodologia chamada Effectuation. Esta metodologia nos diz que suas oportunidades virão do que você sabe fazer, das pessoas que você conhece e dos ativos que você possui. É muito comum as pessoas lerem em alguns jornais ou sites que determinado setor da economia está bombando e listarem-no como oportunidade.

Não recomendo, pois se você não possuir contatos neste setor, não saber como este funciona e não possuir os ativos que este valoriza, o risco de fracasso será muito grande. Por isto, quando for listar suas oportunidades pense em quem você conhece e o que eles precisam. Depois, leia suas fortalezas e tente conectá-las ao atendimento das necessidades dos seus conhecidos. Isto dá muito certo.

Lembro que em 2006, minhas fortalezas eram tempo, capacidade de aprendizado, paixão por matemática, por ensinar e análise de dados. Aí, pesquisei junto aos meus conhecidos quais eram suas necessidades. Descobri que um de meus amigos precisava indicar um aluno para o núcleo de análise de dados e melhoria de processos de minha universidade. Como requisitos da vaga, o cara tinha de ser focado, ter vontade aprender e estar disposto a ganhar um salário abaixo do mercado durante 2 a 3 anos.

Entrei de cabeça. Fiz meu Green Belt, Black Belt e Master Black Belt no Núcleo. Conduzi, nestes 9 anos, mais de 100 projetos de melhoria e treinei mais de 1000 profissionais na área. Pude aproveitar todas as minhas fortalezas nesta simples oportunidade que meu amigo me indicou. Mão a obra! Faça sua SWOT e mergulhe no seu plano! Compensa.

Quer um exemplo SWOT pessoal?

Como seria uma avaliação SWOT pessoal? Analise esta análise SWOT para Marco, um gerente de publicidade.

Quais as Forças do Marco?

  • Sou muito criativo. Muitas vezes, impressiono os clientes com uma nova perspectiva em suas marcas.
  • Eu me comunico bem com meus clientes e equipe.
  • Tenho a capacidade de fazer perguntas-chave para encontrar apenas o certo ângulo de marketing.
  • Estou completamente comprometida com o sucesso da marca de um cliente.

Quais as Fraquezas do Marco?

  • Tenho uma necessidade forte e compulsiva de fazer coisas rapidamente e removê-las da minha lista de “fazer”, e às vezes a qualidade do meu trabalho sofre como resultado.
  • Essa mesma necessidade de fazer as coisas também me causa estresse quando tenho muitas tarefas.
  • Eu fico nervoso ao apresentar ideias aos clientes, e esse medo de falar em público muitas vezes tira a paixão de minhas apresentações.

Quais as Oportunidades do Marco?

  • Um dos nossos principais concorrentes desenvolveu uma reputação de tratar seus clientes menores com dificuldade.
  • Estou participando de uma importante conferência de marketing no próximo mês. Isso permitirá a criação de redes estratégicas, além de oferecer excelentes seminários de treinamento.
  • Nosso diretor de arte passará em licença de maternidade em breve. Cobrir seus deveres enquanto ela está fora seria uma ótima oportunidade de desenvolvimento de carreira para mim.

Quais as Ameaças do Marco?

  • Simon, um dos meus colegas, é um orador muito mais forte do que eu, e ele está competindo comigo para o cargo de diretor de arte.
  • Devido à escassez recente de pessoal, muitas vezes estou com excesso de trabalho, e isso afeta negativamente a minha criatividade.
  • O clima econômico atual resultou em um crescimento lento para o setor de marketing. Muitas empresas demitiram membros da equipe e nossa empresa está considerando novos cortes.

O que Marco fez com a análise?

Como resultado da realização desta análise, Marco dá um passo ousado de se aproximar de seu colega Simon sobre a licença de maternidade do diretor artístico. Marco propõe que ele e Simon cubram os deveres do trabalho, trabalhando juntos e cada um usando seus pontos fortes. Para sua surpresa, Simon gosta da ideia. Ele sabe que ele apresenta muito bem, mas ele admite que ele geralmente está impressionado com as ideias criativas de Marco, que ele sente são muito melhores do que a maioria dele.

Ao trabalhar em equipe, eles têm a chance de fazer com que seus clientes menores se sintam ainda melhor com o serviço que estão recebendo. Isso aproveita a fraqueza de seus competidores nesta área.

Quer aprender mais ainda?

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × um =