Gestão de Projetos: O que é? quais modelos existem?

o que é gestão de projetos
20 de dezembro de 2016
Última modificação: 26 de julho de 2021

Autor: Paulo Oliveira
Categorias: Gestão de Projetos

Você possui uma boa gestão de projetos em sua empresa? Sempre estamos com diversos projetos dentro de nossa organização, ou até mesmo na vida pessoal. Porém gerenciar projetos não é uma tarefa fácil. Visto isso, neste artigo explicaremos o conceito e a melhor forma de gerir projeto, através dos seguintes tópicos:

  • O que é gestão de projetos?
  • Mas antes, o que é um projeto?
  • Quando você usa a gestão de projetos?
  • Por que usamos a gestão de projetos?
  • Quem usa a gestão de projetos?
  • Como as técnicas de gestão de projetos podem me ajudar?
  • Quais as metodologias de gestão de projetos?
  • Como posso saber mais sobre o que é gestão de projetos?

O que é gestão de projetos?

Recentemente, lançamos um curso completo de gerenciamento (ou gestão) de projetos. Esse curso é muito importante para boa parte dos profissionais nas pequenas, médias e grandes empresas. Entretanto, muita gente ainda nos pergunta: afinal, o que é gestão de projetos?

Pois bem! Gestão de projetos pode ser definida rapidamente como: a aplicação de técnicas, conhecimentos e habilidades para que um projeto seja bem sucedido. Dentro dessa definição, definição, vale a pena também definirmos projetos: projetos são uma série de atividades temporárias, realizadas em grupo, que tem visam um resultado único, seja ele um produto, serviço, empreendimento, etc.

Mas antes, o que é um projeto?

Um projeto é temporário na medida em que possui um início e término definidos, e, portanto, um escopo e recursos definidos.

E um projeto é único porque não é uma operação de rotina, mas um conjunto específico de operações projetadas para atingir um objetivo singular. Assim, uma equipe de projeto geralmente inclui pessoas que geralmente não trabalham juntas – às vezes de diferentes organizações e em várias geografias.

O desenvolvimento de software para um processo comercial melhorado, a construção de um edifício ou ponte, o esforço de socorro após um desastre natural, a expansão das vendas para um novo mercado geográfico – todos são projetos.

E todos devem ser habilidosamente gerenciados para entregar os resultados, o aprendizado e a integração no tempo, no orçamento, que as organizações precisam. O gerenciamento de projetos, então, é a aplicação de conhecimento, habilidades, ferramentas e técnicas para projetar atividades para atender aos requisitos do projeto.

Exemplo de projetos

Nesse âmbito, todo o esforço que uma organização faz coletivamente para produzir algo novo e único, é um projeto. Por exemplo, a empresa que realiza uma série de atividades para lançar um produto novo no mercado, está realizando um projeto. Uma construtora, que trabalha para construir um prédio, também está realizando um projeto. Um arquiteto, que coordena uma obra realiza um projeto da mesma forma. Um funcionário em uma empresa, que coordena pessoas e estuda maneiras de reduzir o refugo em uma empresa, também está realizando um projeto.

Quando você usa a gestão de projetos?

Os projetos são separados das atividades comerciais, exigindo que as pessoas se juntem temporariamente para se concentrar em objetivos específicos do projeto. Como resultado, o trabalho em equipe efetivo é fundamental para projetos bem-sucedidos.

O gerenciamento de projetos está preocupado com o gerenciamento de pacotes discretos de trabalho para alcançar objetivos específicos. A forma como o trabalho é gerenciado depende de uma grande variedade de fatores.

A escala, o significado e a complexidade do trabalho são fatores óbvios: a criação de um pequeno escritório e a organização das Olimpíadas compartilham muitos princípios básicos, mas oferecem desafios gerenciais muito diferentes.

Objetivos de um projeto

Os objetivos podem ser expressos em termos de:

  • Saídas (como um novo edifício);
  • Resultados (como o pessoal sendo deslocado de vários locais para a nova sede);
  • Benefícios (como custos reduzidos de viagens e gerenciamento de instalações);
  • Objetivos estratégicos (como duplicar o preço da ação da organização em três anos).

Por que usamos a gestão de projetos?

A gestão de projetos é essencialmente destinada a produzir um produto final que afetará algumas mudanças em benefício da organização que iniciou o projeto. É a iniciação, planejamento e controle de uma variedade de tarefas necessárias para entregar este produto final. Os projetos que exigem gerenciamento formal são aqueles que:

  • Produzir algo novo ou alterado, tangível ou intangível;
  • Tenha um período de tempo finito: um começo e fim definitivo;
  • São susceptíveis de serem complexas em termos de trabalho ou grupos envolvidos;
  • Requer a gestão da mudança;
  • Exigem a gestão dos riscos.

O investimento na gestão efetiva de projetos terá uma série de benefícios, tais como:

  • Proporcionando uma maior probabilidade de alcançar o resultado desejado;
  • Garantindo o uso eficiente e de melhor valor dos recursos;
  • Satisfazendo as diferentes necessidades das partes interessadas do projeto.

Quem usa a gestão de projetos?

Os projetos aparecem em quase todas as indústrias e empresas, por exemplo:

  • Transporte e infraestrutura
  • TI
  • Fabricação de produtos
  • Construção e construção
  • Mudanças regulamentares em finanças e direito

Como as técnicas de gestão de projetos podem me ajudar?

Hora, se você já alguma vez realizou uma atividade que se enquadra na nossa definição de projetos, você pode se beneficiar bastante aprendendo as técnicas de gestão de projetos. Essas técnicas visam um melhor controle e planejamento do que pode acontecer, aumentando as chances de sucesso do projeto.

Divisões da Gestão de Projetos

Tradicionalmente, elas estão divididas em várias áreas de conhecimento, todas necessárias na condução de projetos. São elas:

  • Gerenciamento do escopo do projeto: o que vamos e o que não vamos fazer. É sempre importante definir estas questões antes de começar;
  • Gerenciamento do tempo do projeto: para fazer o que queremos, como vamos dividir as atividades no tempo, como vamos gerenciar tudo para não acontecerem atrasos;
  • Gerenciamento dos custos do projeto: o que precisamos programar para não sair do orçamento? Como vamos definir este orçamento?
  • Gerenciamento dos riscos do projeto: o que pode dar de errado e como mitigar estes riscos?
  • Gerenciamento da qualidade do projeto: como fazer com que tudo saia direitinho?
  • Gerenciamento dos recursos humanos do projeto: como ter as pessoas certas e deixá-las motivadas para a execução do projeto?
  • Gerenciamento das aquisições do projeto: o que preciso comprar para realizar o projeto com qualidade? quando comprar?
  • Gerenciamento da comunicação do projeto: quem vai falar com quem e quando? Como vamos manter a coerência da comunicação e evitar mal entendidos?
  • Gerenciamento das partes interessadas no projeto: quem vai se beneficiar do projeto? Como cada um pode ajudar?

Obviamente, cada parte citada acima é um grande universo de conhecimento. Todas elas possuem várias ferramentas e boas práticas para serem realizadas de maneira eficiente e eficaz. Em nosso curso, durante 36 horas, explicamos cada uma delas. Entretanto, se você se interessou, pode começar de maneira mais simples…

Quais as metodologias de gestão de projetos?

Existem várias metodologias que os gerentes de projetos podem empregar para gerenciar projetos. As diferentes metodologias de PM incluem:

  • Agile: uma metodologia utilizada para velocidade e flexibilidade, que apresenta ciclos de entrega curtos.
  • Critical Chain Project Management (CCPM): uma abordagem que se concentra no uso de recursos, e não nas linhas de tempo.
  • Método do Caminho Crítico (CPM): uma técnica PM passo a passo.
  • PRINCE2: Originado e ainda amplamente utilizado pelo governo U.K para gerenciar projetos, essa abordagem também foi adotada pelo setor privado internacionalmente.
  • Cachoeira: um estilo de gerenciamento de natureza sequencial.

Existem também outras metodologias, algumas das quais são usadas quase que exclusivamente para certos tipos de projetos. Por exemplo, o Rapid Application Development (RAD) é mais utilizado no desenvolvimento de software para incentivar o rápido desenvolvimento de aplicativos, mantendo a alta qualidade. Existem também metodologias que trazem os valores específicos da vanguarda. Por exemplo, a metodologia PRiSM se concentra na sustentabilidade e integra essa ideia nas fases do projeto para reduzir os efeitos ambientais e sociais negativos. Outras abordagens incluem: desenvolvimento de aplicações conjuntas (JAD); O modelo da fonte; O modelo em espiral; Construir e consertar; E sincronize-e-estabilize.

Como posso saber mais sobre o que é gestão de projetos?

Em nosso site temos vários materiais para você saber o que é gestão de projetos e já começar a aplicá-la na sua vida. Podemos sugerir essa linha para você seguir:

  1. Entre em nossa plataforma e cadastre-se em nosso curso gratuito de gestão de projetos. Lá, rapidamente você irá aprender mais sobre cada uma das áreas de conhecimento.
  2. Comece a tentar aplicar algumas ferramentas simples no seu dia a dia. Uma boa sugestão é a árvore EAP. Em nosso material de apoio, temos um e-book sobre como utilizá-la.
  3. Considere fazer nosso curso de gestão de projetos para aprender todas as outras ferramentas. Certamente o investimento em conhecimento específico vai alavancar a sua carreira.

E book eap

Leia mais

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × cinco =