O que é e como aplicar planejamento estratégico?

planejamento estratégico
23 de abril de 2018
Última modificação: 23 de abril de 2018

Autor: Virgilio Marques Dos Santos
Categorias: Blog

Planejamento Estratégico: Introdução

Desde muito tempo o planejamento estratégico é utilizado. Por exemplo nas guerras o planejamento estratégico ajudava os povos antigos a vencer as batalhas. Os soldados eram preparados de forma a saber o que deveria ser feito, por que deveria ser feito e como, bem similar a um plano de ação do 5W2H. E da mesma forma essa lógica se estendeu para as empresas. Nesta postagem você confere o que a importância planejamento estratégico além de um passo a passo de como executá-lo.

Em nossa vida somos condicionados a resolver problemas urgentes a medida em que eles aparecem. Quantas vezes você já não deixou de lado uma tarefa para resolver algo de imediato, como o problema de um cliente ou até mesmo um problema pontual na sua empresa? Acontece que muitas vezes não nos questionamos a respeito da posição da empresa mediante um período, por exemplo, daqui a cinco anos e para isso existe o planejamento estratégico.

O que é planejamento estratégico?

O planejamento estratégico consiste em  estabelecer acordo em relação a resultados pretendidos e avaliar e ajustar a direção da organização.

É um esforço disciplinado que produz decisões e ações fundamentais que moldam e orientam o que é uma organização, a quem ela serve, o que faz e por que faz, com foco no futuro. O planejamento estratégico efetivo articula não apenas onde uma organização está indo e as ações necessárias para progredir, mas também como ela saberá se é bem-sucedida.

O que é um plano estratégico?

Um plano estratégico é um documento usado para comunicar à organização os objetivos da organização, as ações necessárias para atingir esses objetivos e todos os outros elementos críticos desenvolvidos durante o exercício de planejamento.

O que é gestão estratégica?

A gestão estratégica é a coleção abrangente de atividades e processos contínuos que as organizações usam para coordenar e alinhar sistematicamente recursos e ações com missão, visão e estratégia em toda a organização. As atividades de gerenciamento estratégico transformam o plano estático em um sistema que fornece feedback de desempenho estratégico para a tomada de decisões e permite que o plano evolua e cresça à medida que os requisitos e outras circunstâncias mudam. A Execução de Estratégia é basicamente sinônimo de Gerenciamento de Estratégia e equivale à implementação sistemática de uma estratégia.

Importância do Planejamento Estratégico

O planejamento estratégico define um plano a ser seguido por um período de tempo para que a empresa alcance um determinado objetivo ou posição no mercado. Além disso ele contribui para a gestão de recursos ao longo deste período, colaborando para identificar oportunidades de melhoria.

Uma questão bastante levantada é que os direcionamentos podem mudar a depender de vários cenários como a política, economia, saúde, tributos e muitos outros, porém o planejamento estratégico age no sentido de garantir que os esforços em prol do objetivo não seja em vão.

Existem uma série de condições indispensáveis do planejamento estratégico para que o mesmo cumpra o seu papel com êxito:

Direcionamento de propósito

O propósito se relaciona com os objetivos de uma empresa. O planejamento estratégico proporciona uma análise do cenário atual e do propósito da empresa em um cenário futuro, determinando algumas metas para se chegar lá. Desta forma, o propósito é uma maneira de universalizar de maneira simples o direcionamento da organização mediante seus funcionários, alinhando todos os envolvidos.

Facilidade de entendimento da estratégia

Para que seja possível alcançar essa visão futura da empresa, é necessário que o objetivo seja simples e claro de forma que todos possam compreendê-lo. Assim, você aumenta o engajamento dos funcionários, deixando-os mais motivados.

Detalhar a execução da estratégia

Detalhar a execução consiste em transforma em ações os propósitos da empresa. Esse detalhamento envolve a distribuição do objetivo em metas menores, iniciativas, controle de indicadores, parcerias, enfim. Basicamente transformar as ações do dia a dia em função do seu objetivo.

Governança sob a execução da estratégia

Consiste na criação de políticas que vão garantir que todos os envolvidos possam agir em função do interesse coletivo da empresa. Estabelece processos e responsabilidades, fornecendo mais controle sobre a execução do plano.

Na certificação Lean Six Sigma Black Belt FM2S, abordamos como a alta gestão influencia o planejamento estratégico de uma organização, além de como conduzir projetos de altíssima complexidade. Não perca tempo e de um upgrade na sua carreira.

Se você não sabe por onde começar, que tal conferir o nosso curso White Belt gratuitamente?

Quais são os passos no planejamento estratégico e gestão?

Existem muitas estruturas e metodologias diferentes para planejamento e gerenciamento estratégico. Embora não existam regras absolutas sobre o framework correto, a maioria segue um padrão similar e possui atributos comuns. Muitas estruturas passam por algumas variações de algumas fases básicas:

  1. análise ou avaliação, onde é desenvolvida uma compreensão dos ambientes internos e externos atuais;
  2. formulação de estratégias, onde estratégia de alto nível é desenvolvida e um plano estratégico básico é organizado. documentado
  3. execução da estratégia, onde o plano de alto nível é traduzido em mais planejamento operacional e itens de ação, e
  4. fase de avaliação ou sustentação/gerenciamento, onde aprimoramento e avaliação contínuos de desempenho, cultura, comunicações, relatórios de dados e outros gerenciamentos estratégicos problemas ocorre.

Pensamento Estratégico vs. Planejamento Estratégico?

Recentemente, um cliente fez uma pergunta muito simples, mas extremamente complexa: “Qual é a diferença entre ‘pensamento estratégico’ e ‘planejamento estratégico’?” Grande pergunta! Uma rápida pesquisa no Google revela que os acadêmicos ponderaram e debateram essa questão desde o início dos anos 90.

Embora essas discussões acadêmicas sejam intelectualmente estimulantes, ficamos sem uma explicação simples e prática para diferenciar as duas. Sugerimos que “planejamento estratégico/gestão” e “pensamento estratégico” existam em um relacionamento simbiótico. Os dois não só trabalham juntos … mas eles exigem um ao outro.

O planejamento estratégico, sem pensamento estratégico, entrará em um processo lento e sem vida de estabelecer metas e medir objetivos. O pensamento estratégico sem planejamento/gestão estratégica irá canibalizar-se em busca de estrutura e processo. O pensamento estratégico informa o planejamento/gerenciamento estratégico. Planejamento/gestão estratégica dá voz, ação e estrutura ao pensamento estratégico.

Ao trabalhar com nossos clientes, descobrimos que a maioria tem um entendimento e uma apreciação relativamente forte do valor do planejamento/gerenciamento estratégico. Da mesma forma, descobrimos que muitos estão famintos por uma cultura organizacional melhor treinada e mais engajada em pensar estrategicamente.

Então, em nossa tentativa de permanecermos práticos e engajados no “mundo real” dos negócios de nossos clientes, ressaltamos que, em sua essência, “Pensamento Estratégico” é uma forma de ver desafios e oportunidades de uma variedade de perspectivas e altitudes, a fim de oferecer as melhores soluções e direções. É o hábito de visualizar futuros alternativos para a organização e seu impacto sobre os outros. Não é apenas uma maneira de pensar o que poderia ser, mas também uma maneira de ver o que deveria ser.

Como colocar o Planejamento Estratégico em prática?

Dito isso, treinar e cultivar uma cultura organizacional para pensar estrategicamente é uma ferramenta vital em todo o processo de planejamento estratégico. Durante a fase de formação de estratégia de alto nível, os líderes que pensam estrategicamente irão conduzir o alinhamento em torno da análise das oportunidades a partir da perspectiva e compreensão mais ampla possível.

Durante a fase operacional e de implementação, uma organização de pensamento estratégico assegurará que a direção estratégica de nível mais alto atinja as decisões do dia-a-dia em todos os níveis. Executivos de nível executivo, gerentes intermediários e funcionários da linha de frente recebem a liberdade de pensar em soluções e trade-offs, para garantir que cada decisão seja mais bem alinhada com a direção estratégica geral.

Finalmente, durante a importantíssima fase de avaliação e controle, o pensamento estratégico garante que uma organização esteja medindo os fatores que melhor conduzem ao sucesso da missão geral.

O pensamento estratégico é mais do que apenas “pensar fora da caixa”. . . é também saber qual caixa pensar fora!

Planejamento Estratégico: passo a passo

Desenvolver um plano estratégico pode parecer um processo avassalador, mas, se você o desmembrar, será fácil resolvê-lo. Aqui está nossa abordagem de cinco etapas:

Passo 1: Determine onde você está.

Isso é mais difícil do que parece. Algumas pessoas se veem como querem se ver, não como elas realmente aparecem para os outros. Muitas pequenas empresas ficam presas nessa mesma armadilha.

Para obter uma imagem precisa de onde sua empresa está, conduza auditorias externas e internas para obter uma compreensão clara do mercado, do ambiente competitivo e das competências de sua organização (suas competências reais – não percebidas).

Passo 2: Identifique o que é importante.

Concentre-se em onde você quer levar sua organização ao longo do tempo. Isso define a direção da empresa em longo prazo e define claramente a missão (mercados, clientes, produtos etc.) e a visão (conceituação do futuro ou futuro da sua organização).

A partir dessa análise, você pode determinar os problemas prioritários – os problemas tão significativos para o bem-estar geral da empresa que exigem a atenção total e imediata de toda a equipe de gerenciamento. O plano estratégico deve se concentrar nessas questões.

Passo 3: Defina o que você deve alcançar.

Defina os objetivos esperados que indicam claramente o que sua organização deve alcançar para abordar os problemas prioritários.

Passo 4: Determine quem é responsável.

É assim que você vai chegar onde quer ir. As estratégias, planos de ação e orçamentos são todas as etapas do processo que efetivamente comunicam como você alocará tempo, capital humano e dinheiro para abordar as questões prioritárias e alcançar os objetivos definidos.

Passo 5: Revise.

Reveja. Reveja. Não acabou. Isso nunca acaba. Para garantir que o plano tenha o desempenho planejado, você deve realizar análises formais regulares do processo e refiná-las conforme necessário. Sugerimos pelo menos uma vez por trimestre.

Um plano estratégico é uma coisa maravilhosa. Pode ajudá-lo a levar sua pequena empresa a lugares que você nunca imaginou ser possível. Se você ainda não fez isso, reserve um plano estratégico agora. Isso ajudará a manter sua pequena empresa no caminho certo e você se concentrará no futuro.

Benefícios do Planejamento Estratégico

O processo de planejamento estratégico pode levar algum tempo, mas é benéfico para todos os envolvidos. Como proprietário de uma pequena empresa, você terá uma ideia melhor das metas e objetivos que deseja alcançar e um caminho para fazer isso. Para seus funcionários, o processo pode promover um aumento na produtividade – contribuindo para o sucesso dos negócios.

Comunicando seu plano estratégico

O processo de planejamento estratégico deve envolver seus funcionários. Seus funcionários estão envolvidos nas operações do dia-a-dia e podem fornecer uma visão única da empresa. Os funcionários podem compartilhar com você o que eles pensam e não estão trabalhando com a empresa hoje, o que pode informar seu planejamento para o futuro.

Além de seus funcionários, é benéfico entrar em contato com pessoas de fora da sua empresa para obter suas opiniões. Como seus funcionários, os fornecedores têm uma perspectiva única do seu setor. Converse com eles sobre os negócios e pense sobre como eles acham que o cenário dos negócios pode mudar no futuro.

Aumentar a produtividade

Envolver seus funcionários no processo de planejamento estratégico também significa que eles recebem um senso de responsabilidade que pode aumentar a produtividade. Se eles contribuíram no processo ou foram informados das metas e objetivos da empresa após a criação do plano estratégico, é mais provável que desejem ajudá-lo a atingir essas metas.

Identificação de pontos fortes e fracos

Como parte do processo de planejamento estratégico, você examinará e analisará toda a sua empresa. Você verá o que sua empresa faz bem e as áreas em que ela ainda precisa melhorar. Ao identificar os pontos fortes e fracos atuais de sua empresa, o processo oferece a você e seus funcionários a oportunidade de melhorar no futuro e se tornar um negócio durável, minimizando os riscos.

Aproveite para conferir a Formação em Carreira e Liderança FM2S.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *