Gestão de Talentos: os 7 elementos fundamentais

gestão de talentos
21 de outubro de 2016
Última modificação: 21 de outubro de 2016

Autor: Virgilio F. M. dos Santos
Categorias: Blog

O que é Gestão de Talentos?

Gestão de Talentos é o que tratamos em nosso primeiro curso sobre liderança. Por que fizemos isto? Porque por mais que este, assim como Lean Six Sigma, seja um assunto batido, acreditamos que há muito a acrescentar. Quando começamos nossa busca pelo assunto via Google, foi difícil acharmos um conteúdo embasado em boas referências, ministrado por profissionais experimentados num preço que consideramos justo e essencial para sua gestão de talentos.

Muito do que encontramos remetia a clichês e frase bonitas, cujo conteúdo passou longe da aplicação real. Outro, por sua vez, cobravam verdadeiras fortunas por um conteúdo, que sob nossa ótica, poderia ter custo bem mais reduzido. Assim, juntamos nosso time e criamos a Primeira Liderança em EAD, para que desfrute desta plataforma onde quer que esteja. Pensamos que aquele tempo que você gasta em trânsito para frequentar uma escola de gestão, poderá ser melhor gasto estudando a Gestão de Talentos e a Liderança.

 No treinamento Primeira Liderança, abordamos conceitos aplicáveis e neste post, falaremos um pouco mais sobre como implantar um sistema de Gestão de Talentos no seu trabalho. Seja você um líder, supervisor, gerente ou analista, acreditamos ser lhe muito útil dar sugestões para gerir talentos. Afinal, toda empresa é feita por gente e, quanto melhor a sua gente, melhor será a empresa e maiores serão seus resultados.

Quais os 7 Elementos na Gestão de Talentos?

Para implantar um sistema de Gestão de Talentos de classe-mundial, você precisará de 7 elementos. São componentes-chave viáveis e adaptáveis a sua realidade. Por meio de um projeto de menos de 6 meses de duração, poderá implementar todos os 7 elementos em sua empresa do seu jeito e na sua velocidade. Vamos aos 7 elementos chave:

  • Mecanismo formal de avaliação seguido por acompanhamento (coaching). Isso é fundamental para desenvolver os talentos de uma empresa. Muitas empresas ao redor do mundo captaram este conceito da GE o difundiram com êxito em sua organização.
  • A busca de um conhecimento preciso sobre os indivíduos. Esse conhecimento não vem à tona em avaliações e reuniões formais, mas continuamente. Os líderes passam a conhecer os talentos naturais do seu pessoal e aperfeiçoam coletivamente seu senso crítico por meio da verificação cruzada de variadas observações por meio de diversas lentes.
  • Feedback oportuno e construtivo oralmente e por escrito, dado ao longo do ano. É assim que se derruba a maldição da avaliação típica, um evento com insatisfatório e até mesmo inútil em muitas empresas. Raramente há surpresas nas sessões formais.
  • Conexões entre pessoas e números em cada avaliação e vinculada a causas e resultados.
  • Autoavaliação. Todos os anos, cada líder deve apresentar uma ou duas necessidades cruciais para desenvolvimento pessoal e um plano de ação associado para lidar com elas.
  • A responsabilidade dos líderes de desenvolver outros líderes. Seu desempenho nesse ponto influencia suas possibilidades de promoção e remuneração.
  • A prática dos valores da empresa. Os líderes não podem avançar se não viverem de acordo com eles.

Como aplicar Gestão de Talentos?

Este sistema de gestão de talentos pode ser chamado de humanitário por alguns, mas no fim das contas, esse é um de seus maiores pontos fortes. Nele, o desenvolvimento dos seres humanos individuais é analisado com muita atenção.

Ao contrário de outras empresas, que possuem 3 ou 4 treinamentos e escrevem artigos recomendando-os para tudo, nós pensamos diferente. Uma liderança forte é condição fundamental para que os projetos do seu time de Black Belts e Green Belts alcancem resultados brilhantes. E, ter por isto que criamos o treinamento Primeira Liderança. Em breve, lançaremos outros treinamentos completos para vocês desenvolverem suas competências como líder.

Quando assumi a gestão da minha primeira equipe, quanto coisa eu não sabia que poderia ter me ajudado. Foram anos de estudo para desenvolver este conhecimento e outros anos, para transformá-los em habilidade e ficar seguro para tomar as atitudes corretas. Quem fizer nossos treinamentos sobre liderança, estou certo de que irá cortar alguns caminhos. Espero que aproveitem e gostem.

Quais processos são parte de um sistema de gerenciamento de talentos?

Você pode incluir os seguintes sistemas quando aborda a gestão de talentos como sua estratégia de negócios global para recrutar e reter funcionários talentosos.

  • Reunião de planejamento de recrutamento
  • Desenvolvimento da descrição do trabalho
  • Escrita de publicação de emprego e recrutamento de localização para a postagem
  • Revisão de materiais de aplicação
  • Entrevista telefônica ou on-line
  • Entrevistas internas que podem envolver várias reuniões com muitos de seus funcionários atuais
  • Revisão de credencial e verificação de antecedentes
  • Fazer a oferta de trabalho para a pessoa selecionada
  • Concorrer sobre o montante da oferta
  • Dia de início do funcionário
  • Novas informações de boas vindas dos funcionários e apresentações
  • Treinamento no local de trabalho
  • Definição de metas e comentários
  • Treinamento e construção de relacionamento pelo gerente
  • Sistemas de feedback formal, como gerenciamento de desempenho ou um processo de avaliação
  • Desenvolvimento contínuo de funcionários
  • Planejamento e trajetória de carreira
  • Promoções, movimentos laterais, transferências

Término de emprego por escolha do empregado ou causada pelo empregador

Conforme afirmado, a maioria desses sistemas de trabalho está diretamente nas mãos do gerente. O RH pode fornecer suporte, treinamento e backup, mas as interações do dia-a-dia, que garantem que o sucesso do novo funcionário vem do gerente.

Desenvolver e treinar o funcionário vem de sua interação ativa e diária com o gerente.

Como o RH pode ajudar na Gestão de Talentos?

O RH pode assumir a liderança em algumas das atividades que você vê nesta lista, especialmente no recrutamento e seleção de novos funcionários, e no caso de uma rescisão do emprego. O RH também está profundamente envolvido no sistema de gerenciamento de desempenho, planejamento de carreira e, assim, liderando o desenvolvimento dos sistemas.

Mas, os gerentes são os meios para realizá-los para o reconhecimento geral do trabalho do funcionário e da manutenção contínua do dele.

Integre o gerenciamento de talentos totalmente em sua organização

A gestão de talentos é uma estratégia de negócios e você deve integrá-la totalmente em todos os processos relacionados ao funcionário da organização. Atrair e reter funcionários talentosos, em um sistema de gerenciamento de talentos, é o trabalho de todos os membros da organização, mas especialmente, de gerentes que possuem funcionários de talento.

Uma estratégia eficaz também envolve o compartilhamento de informações sobre funcionários talentosos e seus possíveis caminhos de carreira em toda a organização. Isso permite que vários departamentos identifiquem o talento disponível quando as oportunidades são feitas ou surgidas.

Uma organização que faz esse tipo de planejamento efetivo de sucessão garante que o melhor talento que você possui seja treinado e pronto para assumir a próxima posição em seu caminho de carreira. O planejamento de sucessão beneficia os funcionários e beneficia a organização. Gerentes em toda a organização estão em contato com os funcionários que você está preparando para o próximo grande papel.

Em organizações maiores, a gestão de talentos requer sistemas de informação de recursos humanos (HRIS) que acompanham os caminhos de carreira dos funcionários e gerenciem oportunidades disponíveis para funcionários talentosos.

Saiba mais sobre os sistemas de trabalho que o gerenciamento de talentos engloba e as melhores práticas na gestão de talentos.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *