ikigai
Gestão do tempo

27 de junho de 2022

Última atualização: 13 de outubro de 2023

Ikigai: o que é, como encontrar o seu e como usá-lo

Ikigai é uma palavra japonesa que se traduz como "o motivo para viver" ou "o propósito da vida". É a intersecção entre o que você ama fazer, o que você é bom em fazer, o que o mundo precisa e o que você pode ser pago para fazer. A ideia é encontrar um equilíbrio entre esses quatro elementos para alcançar a realização e a satisfação pessoal. Ele é frequentemente associado ao conceito de "encontrar sua paixão" e é amplamente discutido na literatura de autoajuda e no pensamento positivo.

Afinal, quando encontramos algo que nos motiva em nosso dia a dia temos mais vontade de seguir em frente.  E o que isso tem a ver com o lado profissional? Manter-se ativo é preciso para conseguir trabalhar, mas que façamos isso de forma prazerosa é preciso ter um propósito. 

O que é Ikigai?

"Ikigai" é um conceito japonês que se refere a um sentido de propósito e significado na vida. A palavra "ikigai" é composta por duas palavras japonesas: "iki" (viver) e "gai" (valor ou mérito). Essencialmente, o ikigai é aquilo que faz a vida valer a pena para uma pessoa, aquilo que a motiva a acordar de manhã e dar o seu melhor. Fazer o que gosta, sua profissão, vocação e missão podem ser a mesma coisa e buscar isso é uma forma de atingir seu propósito.

ikigai

Ikigai e a atualidade

Considerando o contexto da nossa sociedade atual, onde o imediatismo, mudanças, desejos materiais e diversas coisas superficiais se mostram as mais importantes, o Ikigai vem para quebrar essa corrente. Sempre estamos em busca de produzir, fazer o dia render mais, ser multitarefas e assim por diante, mas o que você faz pelo seu prazer no dia a dia?  Você passa horas e horas trabalhando sem estar contente pensando em poucos minutos de prazer nas horas vagas? É algo que precisamos rever, de acordo com a filosofia em questão.  

A proposta do Ikigai é romper com esse ciclo, inicial uma vida de autoconhecimento, trazendo para o seu dia a dia aquilo que lhe proporcionará prazer e felicidade.  É uma forma de mostrar que toda a jornada é importante, não apenas o destino final. Isso diz muito sobre essa filosofia.

Como descobrir o seu Ikigai?

Para descobrir o seu ikigai, é importante refletir sobre as coisas que você ama, é bom em fazer, é pago para fazer e é necessário fazer. Tente pensar nas atividades que você gosta de fazer, que você tem habilidades para fazer e que são valorizadas pelos outros. Em seguida, pergunte-se como essas coisas podem ser combinadas para criar um propósito ou missão para sua vida.

Algumas perguntas que você pode fazer a si mesmo incluem:

  • O que você gosta de fazer?
  • O que você é bom em fazer?
  • O que as pessoas estão dispostas a pagar para você fazer?
  • O que o mundo precisa que você faça?

Quando você encontrar uma intersecção entre essas quatro áreas, você terá encontrado seu ikigai.

Como fazer o ikigai

Agora, vamos entender melhor como aplicar o conceito no seu dia a dia. Há uma metodologia para aplicar o Ikigai. Na verdade, o objetivo é descobrir qual é o seu Ikigai. É claro que você pode pensar nisso apenas refletindo, mas há algo que poderá lhe ajudar a chegar em uma resposta mais assertiva e de forma rápida. Ken Mogi escreveu o livro “Ikigai, os cinco passos para encontrar seu propósito de vida e ser mais feliz” e nele o autor traz 5 passos para conseguir encontrar aquilo que lhe satisfaz. Vamos lá?

Passo 1

Bem, o passo número 1 é simples, é justamente começar com o pequeno. Estabeleça uma meta simples ao contrário de algo muito difícil ou complexo para ser alcançado.  O que, no seu cotidiano, é um escape? São os famosos pequenos prazeres da vida adulta. Qual é o seu? Pode ser algo bem simples, como comer um docinho, dançar uma música, cantar em voz alta, fazer alguns minutos de alongamento... 

Passo 2

Já é um pouco mais difícil. O objetivo é se libertar da comparação com as outras pessoas. Hoje, em um mundo cheio de exposição, isso é complexo, mas é necessário para que você volte-se para si mesmo. 

Passo 3 

Fala sobre sustentabilidade e harmonia. Isso está muito relacionado com o equilíbrio de sua vida, em diversos aspectos. Quanto mais você acumula, mais preocupações (ou contas) você tem. Lide apenas com aquilo que é necessário, ou seja, seja sustentável no seu dia a dia.  E isso não se encaixa somente em um conceito material e consumista, mas até mesmo no que diz às relações.

Passo 4

Buscar alegria nas pequenas coisas que acontecem em nossa vida. É o simples prazer de estar vivo. Um “bom dia”, uma mensagem de alguém querido, algum elogio ou até mesmo concluir uma pequena tarefa.

Passo 5

E, por último, o passo 5 traz a importância do “aqui e agora”. Ou seja, concentre-se no seu presente, não em seu passado ou futuro. Esses 5 passos irão lhe ajudar no seu dia a dia e você verá como a sua qualidade de vida será afetada por esses 5 passos que, no fundo, são relativamente simples.  E o que isso interfere na vida profissional? Se você começar a aplicar isso no seu dia a dia, verá que o seu humor melhorará muito e isso tem reflexo direto no seu trabalho. A produtividade também irá aumentar, mas de uma forma natural porque você está bem consigo mesmo. Porém, o Ikigai vai além disso no quesito profissional. Acompanhe!

Planejando a sua carreira através do Ikigai

Bem, como aplicar o Ikigai diretamente em nossa vida profissional? Como usá-lo para o planejamento da carreira?  Primeiramente, vale salientar que este método é ideal para qualquer pessoa, em qualquer estágio da vida. Para quem está começando ou terminando a faculdade, quem acabou de mudar de emprego ou está há anos na mesma empresa e assim por diante. A partir do método é possível elencar algumas perguntas para que você consiga realizar o planejamento da sua carreira com base naquilo que irá lhe proporcionar prazer.

  • O que eu gosto ou gostaria de fazer?
  • Por quais assuntos e atividades eu realmente me interesso?
  • Quais são as minhas metas profissionais?
  • Quais conhecimentos eu desejo adquirir? 
  • Quais são os horários que eu mais tenho prazer em trabalhar?

Porém, também é preciso que você tenha autoconhecimento sobre as suas limitações. Por isso, é importante se questionar: 

  • Quais os meus principais talentos?
  • O que eu sei fazer muito bem?
  • O que me destaca?
  • Qual o meu diferencial?

Cada pessoa é única, principalmente quando estamos falando de um viés profissional. Há aqueles que são mais analíticos, outros são mais operacionais, artísticos, intelectuais e assim por diante. Você precisa encontrar algo que goste e que tenha certa vocação para conseguir aplicar o Ikigai recorrentemente.  Apesar de as perguntas parecerem bem fáceis, elas exigem muita reflexão por parte de todos.  Elas também não devem ser respondidas às pressas. Pense bem antes de respondê-las. Anotar é uma boa dica para ter mais clareza sobre os seus sentimentos e reais propósitos. 

A prática leva à perfeição

Se você acha que irá conseguir aplicar os 5 passos descritos logo de primeira, saiba que não é bem assim. Você se pegará esquecendo-se de realizar os seus gatilhos diários de prazer ou não dando valor às coisas boas que acontecem em sua vida - bem como se importando muito com o que os outros irão dizer de você. Entretanto, é importante entender que isso faz parte do processo e que você deve confiar no Ikigai

Com o tempo você notará que os 5 passos estão se tornando cada vez mais fáceis de serem implementados no seu dia a dia e quando menos notar estará fazendo tudo isso de forma quase automática.

Lembre-se de trazer tudo isso para a sua vida profissional, tanto a questão de propósitos quanto os 5 passos que foram estabelecidos neste artigo.  Todo o seu dia a dia no trabalho será mais leve e prazeroso, então não deixe de testar este método para ter uma relação melhor com o seu lado profissional. E, claro, se você chegar a conclusão que deseja outros caminhos para a sua vida, corra atrás dos seus propósitos. Todo este artigo foi desenvolvido a partir de uma visão do Ikigai. O método é muito interessante e vale, sim, ser explorado para a vida pessoal e profissional. 

Leia mais:

Augusto Fontoura

Augusto Fontoura

Estudante de Engenharia de materiais na UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa), atua no setor de marketing da FM2S