Como dar um upgrade na carreira de engenheiro mecânico
Carreira

29 de junho de 2022

Última atualização: 25 de maio de 2023

Como dar um upgrade na carreira de engenheiro mecânico

Sejam elas notáveis ou sutis, as contribuições da engenharia mecânica estão por todos os lados. Desde a chaleira elétrica que você usa todas as manhãs para ferver água, até os automóveis e aviões que nos permitem viajar grandes distâncias, a engenharia mecânica está entrelaçada em nosso dia a dia de maneiras que nem sempre percebemos. Mas, o que realmente significa ser um engenheiro mecânico? Neste post, vamos mergulhar profundamente no universo fascinante da engenharia mecânica.

Como se destacar? É essencial listar os fatores que podem ou não contribuir para o seu crescimento e traçar objetivos. Por isso, quem faz gestão de carreira tem mais controle durante a jornada profissional. Neste material, encontre dicas sobre como acelerar esse processo, investindo em qualificação profissional.

Apostila Como acelerar sua carreira profissional Gratuita

O que é um engenheiro mecânico?

Um engenheiro mecânico é um profissional que projeta, analisa, fabrica e mantém sistemas mecânicos. Eles usam os princípios da física e da matemática para desenvolver soluções econômicas e eficientes que atendem a uma necessidade específica.

Esses profissionais têm um conhecimento profundo dos mecanismos e funções das máquinas, bem como das propriedades dos materiais usados para construí-las. Eles são treinados para entender e aplicar as leis da termodinâmica e da mecânica dos fluidos, além de estarem familiarizados com ferramentas de desenho assistido por computador (CAD) e modelagem computacional para desenho e simulação de sistemas mecânicos.

Engenheiros mecânicos podem trabalhar em uma variedade de indústrias, incluindo automotiva, aeroespacial, energia, manufatura, e muito mais. Eles podem se concentrar em projetar novos produtos, otimizar processos de manufatura, realizar pesquisas para desenvolver novas tecnologias, ou garantir a manutenção efetiva de equipamentos e infraestruturas.

Além disso, os engenheiros mecânicos também desempenham um papel crucial na solução de problemas globais, como a busca por fontes de energia renováveis e mais eficientes, o desenvolvimento de tecnologias de transporte mais limpas e a concepção de novas tecnologias médicas.

A engenharia mecânica é um campo diversificado e em constante evolução, oferecendo aos profissionais a oportunidade de fazer contribuições significativas em muitas áreas da vida cotidiana e da sociedade como um todo.

O que faz um engenheiro de mecânica?

Um engenheiro mecânico desempenha uma variedade de funções, desde a concepção e design de máquinas até a supervisão de sua produção, instalação e manutenção. Sua atuação pode abranger setores tão diversos como automotivo, aeroespacial, energia, petróleo e gás, robótica, dentre outros.

Aqui estão algumas das principais responsabilidades de um engenheiro mecânico:

  • Projeto e Desenvolvimento: Os engenheiros mecânicos usam princípios de física e materiais para projetar novos produtos ou melhorar os existentes. Eles podem criar protótipos, realizar testes e fazer ajustes para otimizar o desempenho do produto;
  • Análise e Testes: Os engenheiros mecânicos realizam análises e testes para verificar se um produto atende às especificações de design, regulamentos de segurança e diretrizes de qualidade. Eles usam ferramentas de simulação computacional e testes de laboratório para prever e avaliar o desempenho do produto em várias condições;
  • Fabricação: Eles supervisionam a fabricação de produtos, assegurando que os processos de produção sejam eficientes e que os produtos sejam fabricados corretamente. Isso pode envolver a escolha dos materiais adequados, a definição dos métodos de fabricação e a colaboração com a equipe de produção para resolver problemas;
  • Manutenção: Os engenheiros mecânicos também são responsáveis pela manutenção e reparação de máquinas e equipamentos. Isso envolve a identificação de problemas, a determinação de soluções e a implementação de reparos;
  • Pesquisa: Muitos engenheiros mecânicos contribuem para o avanço do campo através de pesquisas. Eles podem explorar novos materiais, tecnologias ou métodos de design, com o objetivo de melhorar a eficiência, a sustentabilidade ou a funcionalidade dos produtos mecânicos.

É importante lembrar que o papel exato de um engenheiro mecânico pode variar dependendo da indústria, do tipo de empresa e do projeto específico em que estão trabalhando. Além disso, com o avanço da tecnologia, os engenheiros mecânicos estão se adaptando e incorporando novas competências, como programação e aprendizado de máquina, para melhorar ainda mais a eficácia e eficiência de suas soluções.

Quais são as perspectivas de emprego para os engenheiros mecânicos?

As perspectivas de emprego para engenheiros mecânicos são geralmente boas, mas isso pode variar dependendo do país, da região e da economia em geral. A engenharia mecânica é uma das disciplinas de engenharia mais amplas e versáteis, o que significa que os profissionais deste campo podem encontrar oportunidades de emprego em uma grande variedade de setores.

Aqui estão algumas áreas em que os engenheiros mecânicos podem encontrar oportunidades de trabalho:

  • Indústria Automotiva: Engenheiros mecânicos são essenciais na concepção, fabricação e manutenção de veículos;
  • Engenharia Aeroespacial: Nesta indústria, os engenheiros mecânicos podem trabalhar no design e construção de aeronaves e naves espaciais;
  • Energia: Os engenheiros mecânicos podem encontrar oportunidades em indústrias de energia tradicionais, bem como em empresas de energia renovável, onde podem trabalhar em áreas como eficiência energética ou desenvolvimento de novas tecnologias de energia limpa;
  • Manufatura: Os engenheiros mecânicos desempenham um papel fundamental na otimização dos processos de fabricação e na resolução de problemas de produção;
  • Construção: Engenheiros mecânicos podem se especializar em sistemas de aquecimento e refrigeração, bem como em outros sistemas mecânicos utilizados em edifícios;
  • Tecnologia: À medida que a tecnologia avança, há uma demanda crescente por engenheiros mecânicos em áreas como robótica, semicondutores e tecnologia da informação.

Além disso, com um diploma em engenharia mecânica, muitos profissionais optam por seguir carreiras em áreas relacionadas, como gestão de projetos, consultoria técnica, vendas técnicas, ensino ou pesquisa.

Embora as perspectivas de emprego para engenheiros mecânicos sejam geralmente positivas, é importante que os profissionais mantenham suas habilidades atualizadas e continuem aprendendo à medida que novas tecnologias e métodos emergem no campo. Conhecimentos em áreas como modelagem e simulação computacional, inteligência artificial, aprendizado de máquina e ciência de dados estão se tornando cada vez mais valiosos no campo da engenharia mecânica.

Consultoria Técnica

O engenheiro mecânico que presta consultorias técnicas consegue atuar em diferentes áreas da empresa, como vendas e compras, analisando os processos de cada produção de cada peça ou equipamento, mas sem colocar a mão na massa. O profissional apenas indica e produz relatórios do que poderia ser melhorado. Geralmente, as consultorias técnicas são acionadas quando há algum problema na empresa que as equipes de profissionais internos não souberam como identificar ou resolver, ou até mesmo para buscar novos caminhos para o crescimento da produção a baixo custo.

Manutenção

O engenheiro mecânico que atua na área de manutenções, trabalha no chão de fábrica das empresas, supervisionando maquinários. Quando atuante dessa área, o profissional pode também gerenciar equipes, treinar estagiários e orientar técnicos que lidam diretamente com o maquinário.

Gerência

Quando um engenheiro mecânico atua na gerência de algum setor de uma empresa, suas atribuições podem ser divididas em processos administrativos e, também, na chefia da equipe industrial. É esse profissional que assume diretamente os erros cometidos pelo seu setor. Por isso, é muito importante que exista um bom planejamento para a gestão de riscos e de equipe, para que tudo possa ser resolvido e solucionado com agilidade, eficiência e rapidez. Dentre os processos administrativos que podem ser assumidos pelo engenheiro mecânico gestor, estão a prestação de contas de matéria prima, os custos da produção e, às vezes, a decisão de contratação ou demissão de algum membro. 

Salário

Assim como em outras profissões, o salário médio de um engenheiro mecânico irá depender de suas atribuições e responsabilidades. Além disso, deve-se considerar também se o profissional presta serviços a uma grande, média ou pequena empresa e ainda a qual setor produtivo está direcionado. De modo geral, a remuneração para um engenheiro mecânico não especializado gira em torno de R$ 6 mil a R$ 9 mil, considerando grandes e pequenas empresas juntas. Mas, se olharmos para os cargos de maior senioridade - ou seja, com maior tempo de casa -, de uma grande empresa com regime de contratação CLT, o salário de um engenheiro mecânico pode ultrapassar os R$16 mil. Ainda assim, mesmo para quem está começando a carreira na engenharia mecânica, as perspectivas são bastante positivas. Para um cargo de iniciante, por exemplo, a média salarial fixa em R$ 5.200.

Em que áreas um engenheiro mecânico pode se especializar

Se os salários apresentados foram atraentes, mas ainda não se enquadram em seus objetivos profissionais, lembre-se que quanto maior a especialização em uma área, maiores são as suas chances de aumentar a sua remuneração. Por isso, cursos de pós-graduação, especializações e gestão podem te ajudar a dar um bom upgrade na sua carreira como engenheiro mecânico. Confira abaixo algumas das especializações da área.

Engenheiro Automotivo

O engenheiro mecânico automotivo é o profissional responsável por projetar, desenvolver e melhorar carros. Este engenheiro, geralmente, trabalha junto ou muito próximo às linhas de produção automotiva para acompanhar cada processo. Quando atua em grandes montadoras, seu papel é desenvolver automóveis cada vez mais baratos e sustentáveis, alcançando a maior faixa de público possível. Já quando atua em empresas como a Tesla, seu papel passa a ser desenvolver carros cada vez mais luxuosos e inteligentes. E se há demanda por carros inteligentes, também há a necessidade de estar afinado com as mais recentes tecnologias. Hoje, a indústria automotiva avançada produz cada vez mais carros elétricos e de condução autônoma - que já veio a ser estudado pela Uber. Também é função do engenheiro mecânico automotivo pensar e desenvolver veículos adaptados para pessoas com necessidades especiais. O salário de um engenheiro mecânico gira entre R$8.500 e R$17.000.

Engenheiro Aeroespacial

O engenheiro mecânico aeroespacial é responsável por projetar aeronaves - como helicópteros e aviões -, naves espaciais e, também, equipamento bélico, como os mísseis. Em geral, este engenheiro trabalha em conjunto com engenheiros de outra área, como engenheiros químicos e engenheiros de materiais, para testar e adaptar projetos existentes. Além disso, essa equipe multidisciplinar na engenharia espacial auxilia na estruturação de uma Análise Swot mais bem elaborada, evitando riscos à saúde e à vida dos profissionais. O salário é um dos maiores dentre a categoria das engenharias. A remuneração de um engenheiro mecânico aeroespacial pode ficar entre R$ 7.500 e R$ 19.500.

Engenheiro Naval

O engenheiro mecânico naval pode atuar projetando, desenvolvendo ou na manutenção de motores de navios. Apesar de parecer simples, a formação do profissional é imprescindível para evitar erros graves, como que haja outro “Titanic”, ou até mesmo mais uma interrupção do Canal de Suez, que atrasou entregas em diversos locais pelo mundo. A área oferece formação para lidar com o maquinário de todos os tipos de embarcação, de navios cargueiros, a navios de guerra e cruzeiros. O salário de um engenheiro mecânico naval pode variar entre R$ 7 mil e R$ 18 mil.

Engenheiro Biomédico

O engenheiro mecânico biomédico se preocupa em desenvolver instrumentos de suma importância para a qualidade de vida das pessoas, como membros artificiais, cadeiras de rodas e aparelhos auditivos. O objetivo principal dessa especialização é desenvolver aparelhos que ofereçam maior conforto, maior eficiência, com maior durabilidade e a custos mais baixos. O salário de um engenheiro mecânico biomédico é o que possui a maior variação, dependendo do estado em que o engenheiro trabalhar. A remuneração desse profissional pode ficar entre R$ 1.500 e R$ 14.600.

Quais as soft skills que um engenheiro mecânico precisa ter

Além das habilidades e formações técnicas, um bom engenheiro mecânico precisa estar sempre atento às suas soft skills. Saber identificar suas soft skills e desenvolvê-las, pode ajudar a te destacar como profissional único ou essencial no segmento que você escolheu seguir. Confira abaixo algumas soft skills essenciais para um engenheiro mecânico.

Ter planejamento estratégico

Saber fazer um bom planejamento estratégico é tão importante quanto ter a sua certificação no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). Além de fazer planejamentos a longo prazo, gerindo projetos de novos equipamentos para uma empresa, o engenheiro mecânico também precisa ser ágil e organizado para pensar em planos de curto e médio prazo. É essa organização do planejamento que vai permitir que o profissional encontre soluções rápidas e eficientes para os mais diversos problemas do dia a dia da profissão, que podem envolver a segurança e a saúde de diversas pessoas em um determinado contexto.

Ser um bom analista

Se existem problemas imediatos que exigem um planejamento de curto prazo, também existirá riscos na profissão de engenheiro mecânico. Ser um bom analista é saber também como correr riscos de maneira mais segura. O olhar crítico, quando bem desenvolvido, implica diretamente na capacidade de análise de projetos e na elaboração e interpretação de gráficos para resultados mais precisos, com processos de produção mais econômicos.

Leia mais:

Bruna Rezende

Bruna Rezende

Formada em Jornalismo pela Universidade Federal Fluminense, desenvolveu pesquisa nas áreas de Comunicação e Saúde e Comunicação Imersiva. Também atua com redação e gestão de conteúdo