PDSA: Segurança Pública em Análise

Segurança pública
11 de julho de 2015
Última modificação: 11 de julho de 2015

Autor: Virgilio F. M. dos Santos
Categorias: Blog

Como aplicar o PDSA para melhorar a segurança pública?

Segurança pública: no artigo de hoje nós vamos analisar os dados de segurança pública do Estado de São Paulo. E para analisar dados, nada melhor do que um ótimo PDSA para nos ajudar. Vamos para o terceiro PDSA que a FM2S disponibiliza. É no Green Belt e no Black Belt que você construirá todas suas ferramentas para melhoria.


Objetivo: entender como está a evolução da segurança pública no Estado de São Paulo de janeiro de 2013 até maio de 2015.

Questões

Predições

Como será que está a evolução dos homicídios dolosos no Estado? Estável. Não houveram mais rebeliões generalizadas, mas não houve um decréscimo grande.
E as tentativas de homicídio? Reduziram bastante.
E os homicídios culposos causados por acidente de trânsito? Com o aumento no número de veículos, não há como este indicador ter se reduzido, mesmo com os investimentos em segurança e conscientização.
E os roubos? Reduziram-se. A reforma administrativa na polícia reduziu estes indicadores.

Segurança Pública

Plano de Coleta de Dados

Para responder a estas questões iremos coletar os dados de segurança disponíveis no site da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. Lá, estão todos os dados disponíveis dos principais tipos de delitos de janeiro de 2013 até maio de 2015.

Para analisar a evolução dos crimes iremos utilizar gráficos de tendência e gráficos de controle.

Como estruturar o Do do PDSA de Segurança Pública?

Dados coletados sem encontrarmos problemas.

Como estruturar o Study do PDSA de Segurança Pública?

Segurança pública

Figura 1: evolução dos homicídios dolosos no Estado.

Pela figura 1 é possível identificar uma leve tendência de queda no número de homicídios nos últimos meses, mas nada significativo ainda. Os dados estão sob Controle Estatístico de processo. Analisaram-se os dados por meio de outro gráfico de controle, o x-barra com um subgrupo de tamanho 3 (fig. 2). Neste a queda do último trimestre mostrou-se bem acentuada. Isto nos enche de esperança que finalmente este crime terrível está reduzindo-se.

Segurança pública

Figura 2: x-barra para homicídios dolosos.

Segurança pública

Figura 3: evolução das tentativas de homicídio.

Na figura 3 podemos observar a evolução do crime de tentativa de homicídio. Neste está claro a redução do indicador nos últimos 4 meses. Percebe-se que houve uma mudança no patamar de patamar, conforme a figura 4 mostra.

Segurança pública

Figura 4: mudança no número de tentativas de homicídios.

Percebe-se que a média sai de 474 para 357, mostrando uma bela redução. Agora, só nos resta aguardar para ver se este novo patamar se mantem.

Segurança pública

Figura 5: evolução dos homicídios por acidente.

Quando olhamos para os homicídios (dolosos e culposos) por acidente, o número permanece sob Controle Estatístico. Neste caso não é possível afirmarmos que alguma coisa melhorou de 2013 para cá, por isto, nossa predição mostrou-se correta. Apesar dos esforços e campanhas, todo ano já sabemos que mais de 4 mil vidas serão perdidas nas estradas paulistas, ou seja, 8,8 pessoas a cada 100 mil habitantes.

crime_6

Figura 6: evolução no número de roubos.

Quando olhamos para o número de roubos (fig. 6), podemos perceber que o negócio está feio. Apesar da estabilidade em alguns tipos de roubos (banco e carga) e da redução no número de roubos de veículos (fig. 7), o número de roubos classificados como outros aumentou. Este aumento fica mais claro quando olhamos para o gráfico da figura 8.

crime_7

Figura 7: evolução no número de roubos de veículos.

crime_8

Figura 8: evolução nos roubos classificados como outros.

Pela figura 7 é possível enxergar um pulo no patamar deste tipo de crime ocorrido em janeiro de 2014. O indicador salta de 21 mil de média mensal para 26 mil, um aumento considerável.

Como estruturar a conclusão do PDSA de Segurança Pública?

Pode-se concluir que houve redução em:

  • Homicídios dolosos;
  • Roubo de veículos;
  • Tentativa de homicídio;

E houve aumento em:

  • Roubo – outros;

E permaneceram estáveis:

  • Homicídios dolosos e culposos por acidentes de trânsito.

Como estruturar o Act do PDSA de Segurança Pública?

Após aprendermos como estão os índices de segurança pública no Estado de São Paulo, podemos acompanhar os índices em algumas cidades específicas. A análise por cidade irá nos fornecer informações mais estratificadas sobre os problemas. Por meio desta análise é possível auxiliar os prefeitos, comandantes e secretários de segurança pública dos municípios o que eles devem atacar.

Uma análise interessante seria procurar as cidades que mais melhoraram os indicadores nos últimos anos e torna-las benchmark de segurança. Depois, poderíamos avaliar quais as piores cidades e promovermos um intercâmbio de melhores práticas e disseminação de mudanças. Com isto conseguiríamos revolucionar o modelo da segurança no Estado e no Brasil. E aí? Vamos fazer estes exercícios? Ano que vem tem eleições e eu gostaria muito que meu candidato pensasse desta maneira. Não importa o partido, se um município for benchmark, deveríamos copiá-lo. Gestão na prática galera.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *