As tendências do Mercado de Trabalho na pandemia

Mercado de trabalho
09 de fevereiro de 2021
Última modificação: 09 de fevereiro de 2021

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Blog, Carreira

As tendências do mercado de trabalho na pandemia

Estar atento ao mercado de trabalho é crucial aos que pretendem seguir uma determinada carreira. Saber as principais competências e habilidades que se buscam num profissional hoje em dia, as novas tendências e exigências da globalização também fazem parte da compreensão do mercado de trabalho e é justamente isso que viemos abordar aqui. Neste artigo você vai conferir:

  • O que é o mercado de trabalho?
  • Setores do mercado de trabalho
  • Como está o mercado de trabalho? Análise pré e pós-COVID-19
  • Quais são as tendências de recrutamento para 2021? (Profissões em alta)
  • Jovens no mercado de trabalho

A velocidade com que o mundo caminha faz parecer impossível acompanhar as mudanças do mercado de trabalho. Os profissionais com maiores chances de se destacar hoje em dia são os que se mantém atualizados através de cursos, informações sobre vagas, competências e as principais habilidades exigidas.

Ebook como acelerar a carreira profissional com a educação a distância

Assim sendo, trouxemos neste artigo as principais mudanças no mercado de trabalho na pandemia, profissões e habilidades em alta para o ano de 2021.

O que é o mercado de trabalho?

O mercado de trabalho é o nicho o qual se refere à oferta e demanda de trabalho, em que os empregados geram a oferta e os empregadores a demanda. É um componente importante de qualquer economia e está intimamente ligado aos mercados de capital, bens e serviços.

Logo, o mercado de trabalho consiste na interface entre mão de obra e empregadores. Ele é composto por diversos profissionais com as mais variadas formações que disputam por vagas que estejam dentro dos seus requisitos profissionais.

Essa disputa fica ainda mais acirrada quando o diferencial passa a ser o nível de qualificação das mãos-de-obra, tanto para as qualificações de trabalho formal, quanto para as de informal que se diferenciam da seguinte forma:

  • Trabalho formal: é caracterizado por leis trabalhistas e contribuição à previdência social através do registro na carteira de trabalho;
  • Trabalho informal: não possui registro em carteira, bem como contribuição previdenciária. A ascensão desta modalidade nos últimos anos vem causando prejuízos à previdência social, uma vez que não há dinheiro suficiente para pagamento de aposentadorias.

Setores do mercado de trabalho

O mercado de trabalho é dividido em três setores:

  • Primário: Consiste no setor onde as relações de trabalho lidam diretamente com a matéria-prima. Por exemplo, as extrações minerais e vegetais;
  • Secundário: o setor secundário é definido como o setor que lida com as transformações da matéria-prima, ou seja, são os setores de manufatura. Entre os exemplos deste setor se destacam a construção civil e as indústrias;
  • Terciário: Já o setor terciário concentra as relações de trabalho interpessoais. Em resumo são as relações que não tem como foco principal produtos e/ou serviços. Assim, este setor engloba todas as relações comerciais e setores como a saúde e a prestação de serviços, onde é encontrada a força de trabalho intelectual.

O mercado de trabalho pós pandemia

Com a pandemia da COVID-19 muitas coisas mudaram nas tendências de consumo e serviços e com as formas de recrutamento, seleção e a gestão de times não foi diferente, pois a maioria dos brasileiros acreditam a demanda por habilidades comportamentais, como comunicação e empatia serão cada vez mais demandas no cenário pós pandemia.

No processo de retomada da economia, com o retorno das contratações as empresas vão perceber que muitas tarefas podem ser cumpridas através do home office. Além disso, o cenário de custos das grandes organizações com os trabalhadores mudou, pois houve uma grande economia em despesas como energia, água, estacionamento e vale transporte. Da mesma forma, veio à tona a discussão a respeito do home office ser ou não um benefício do trabalhador podendo ser ainda mais produtivo fora do escritório central.

Novos benefícios como o auxílio estudo e auxílio financeiro para home office passaram a fazer parte da lista de benefícios mais importantes depois da pandemia, juntamente com:

  • Plano de saúde;
  • Vale refeição;
  • Equipamentos eletrônicos (notebook, monitores, etc.);
  • Plano odontológico;
  • Assistência de previdência privada;

Quais são as tendências de recrutamento para 2021? (Profissões em alta)

A importância da cultura digital no mercado de trabalho ficou ainda mais forte em 2021. A pandemia do novo coronavírus acentuou ainda mais o uso da internet como uma alternativa praticamente à altura do modelo presencial. Assim, entre os principais destaques das novas tendências de recrutamento estão:

  • Processos Seletivos Híbridos: com o home office se mostrando uma tendência irreversível, os processos seletivos também estão sendo adaptados, com boa parte sendo executada via videoconferência.
  • Treinamentos Online: outra tendência bastante acentuada durante o ano de 2020 foram os treinamentos online, que são vistos como uma forma de manter-se atualizado e se desenvolver, principalmente aos que estão perseguindo a tão famosa “vaga dos sonhos”
  • Diversidade e inclusão: questões raciais, de gênero e sociais estão ganhando cada vez mais visibilidade e devem fazer parte da missão das empresas. Nesse quesito, trabalhar a empatia pode ser um grande passo para atingir a justiça social;
  • Habilidades Comportamentais: ser flexível, adaptar-se as diferentes ocasiões e ambientes, resiliência e proatividade são uma crescente exigência por parte dos recrutadores que foi ainda mais reforçada na pandemia do novo coronavírus.

Você sabe montar um bom currículo e a sua importância? Aproveite para conhecer o curso de como elaborar um bom currículo da FM2S! Abaixo deixamos uma vídeo-aula do curso pra você conferir.

Profissões em alta no mercado de trabalho

A crise gerada pela pandemia antecipou a chegada de algumas tendências, pois além do home office, o novo ciclo do mercado de trabalho trouxe algumas mudanças, valorizando ainda mais alguns profissionais do mercado. São esperados crescimentos nas áreas de saúde, tecnologia e comunicação. Entre as áreas em alta no mercado que devem ter aumento na busca por profissionais estão:

  • Desenvolvimento de Sistemas;
  • Tecnologia da Informação;
  • Gestão de recurso humanos;
  • Marketing Digital;
  • Logística;

Jovens e o mercado de trabalho

O maior obstáculo para os jovens no mercado de trabalho concentra-se nos recém graduados pois no geral esses profissionais possuem muito conhecimento, mas pouca prática. Esse contratempo se agrava ainda mais se pensarmos em momentos de crise.

Foi em abril de 2020 que a contratação de estagiários sofreu uma das maiores quedas da história. Porém, o setor teve uma boa retomada agora em 2021 logo, neste ano vale a pena investir em estágios.

Aos que ainda estão no início da graduação, se envolver em trabalhos voluntários, organizações acadêmicas ou mesmo desenvolver projetos pessoas pode ser uma boa alternativa. O importante é demonstrar que já entende um pouco das lógicas de mercado, o que é sinal de proatividade.

Aos pré-formandos e recém formados uma ótima opção são os programas de trainee. Em geral, as empresas que oferecem essas oportunidades são grandes em seu segmento de atuação e operam com altos níveis de excelência. Daí vem as grandes possibilidades de desenvolvimento profissional e realizações pessoais, além de já se inserir no mercado de trabalho em uma boa posição.

As particularidades do mercado de trabalho são de conhecimento fundamental àqueles que estão em busca de uma boa posição ou recolocação. Entendendo as exigências extras provocadas pela globalização e as novas tendências é o que as organizações esperam dos profissionais.

Quer se desenvolver mais? Confira os cursos FM2S:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *