Líder: conheça as 9 características dos grandes líderes

líder
21 de outubro de 2016
Última modificação: 21 de outubro de 2016

Autor: Virgilio F. M. dos Santos
Categorias: Seis Sigma

Quais os critérios para um líder?

Quais as características do comandante da empresa e embaixador de sua cultura? Enquanto estruturávamos o curso Primeira Liderança, pudemos discutir e estudar com bastante profundidade o tema e o perfil de um líder. Definir alguém como líder, sem possuir um processo de avaliação claro e rigoroso, é complicado.

É comum que todo processo de sucessão gere vários ruídos entre os candidatos, com muita discussão e frustração. Sem critério claros, os colaboradores não escolhidos, acabam duvidando do caráter técnico da escolha e se desanimam com a empresa. Não são raras as vezes em que bons funcionários são perdidos por um processo de promoção mal feito.

Líder é uma pessoa ou coisa que ocupa uma posição dominante ou superior em seu campo, e é capaz de exercer um alto grau de controle ou influência sobre os outros. Veja também a liderança.

Líder: critérios

Para atenuar os problemas na escolha de um líder, definiu-se 4 critérios para liderança. Tais critérios, devem ser utilizados na seleção e avaliação dos líderes. São eles

  • Capacidade. Qual é a capacidade das pessoas de absorver conhecimento e crescer? Elas têm uma visão tanto macro quanto micro do negócio? Para mensurar este critério você deve fazer perguntas difíceis e observar quem é capaz de ver o negócio dos dois pontos de vista. Isso indicava que elas poderiam assumir uma responsabilidade ampla.
  • Paixão e aspiração. Elas são automotivadas para vencer ou precisam de motivação de cima? Elas são apaixonadas pelo negócio e por suas carreiras? Selecionar líderes que elevavam continuamente os padrões do próprio desempenho significa que você não precisará pressioná-los para crescer. Isso o livrará deste problema e permitirá que você foque na estratégia e na visão.
  • Motivação. Eles são pessoalmente motivados e são capazes de empolgar e energizar os outros? Os líderes precisam ser capazes de ajudar as pessoas a alcançar seu potencial, de envolver as pessoas desde o início, atribuindo-lhes empowerment, observando-as e orientando-as quando elas se vissem em dificuldades, em vez de dirigi-las.
  • Trabalho em equipe. Eles são capazes de orientar e apoiar os outros em vez de se limitar a uma postura hierárquica e exigente? Mesmo na posição de CEO, um líder precisa colaborar com sócios e distribuidores para encontrar soluções para conflitos de interesse inerentes. Se impor seu ponto de vista, acabará limitando as opções. Um líder deve ser capaz de sair com terceiras opções que criassem soluções nas quais todos sairiam ganhando entre equipes, negócios, funções e parceiros.

Uma nova era exige uma abordagem diferente

À medida que os tempos mudaram, o papel também é um líder. O líder de hoje está focado em identificar e desenvolver talentos ao trabalhar para criar um ambiente saudável que permita aos indivíduos aplicar seus talentos e habilidades na busca de objetivos-chave. Criar este ambiente de trabalho eficaz exige que o líder se centre em incutir e reforçar os valores-chave, na modelagem de comportamentos adequados e na instauração de uma sensação de responsabilidade para ajudar equipes e grupos de trabalho a ter sucesso com suas tarefas.

O líder de hoje está no meio da ação, fornecendo suporte e garantindo uma direção adequada ao invés de liderar seu time no alto.

Como o líder enxerga?

Os líderes de hoje compreendem a importância de desenvolver e ganhar suporte para a visão em equipe. A visão é um estado idealizado do futuro ou um destino que fornece contexto para objetivos e atividades organizacionais, departamentais e individuais.

A visão pode se concentrar em ter sucesso em certos mercados, tornando-se visível como uma empresa líder em um mercado ou segmento de clientes, ou se esforçando para se tornar a empresa mais inovadora da indústria.

Independentemente da visão real, o líder deve criar e incutir a ideia desse destino nas mentes dos funcionários da empresa ou da equipe.

Uma visão clara e forte serve como um ponto de reunião para os funcionários. Isso ajuda pessoas e equipes priorizar investimentos e melhorias. Ele dá a todos em uma organização algo a se esforçar para suas atividades diárias.

Quais as 9 Características?

Nenhuma empresa conseguiu alcançar a excelência em gestão de talentos sem o compromisso e participação do seu comandante. Um líder que sabe desenvolver os talentos é a maior prioridade e seu maior legado. Os CEOs esclarecidos que conhecemos, possuem nove características em comum. Essas qualidades devem ser um modelo para qualquer pessoa que ambicione ser um líder, seja da empresa, seja dos Projetos Lean Six Sigma. Um Green Belt ou Black Belt tem todas as condições de almejar o sucesso, mas precisa desenvolver estas 9 características do líder.

Talento é a chave para o futuro. Estratégias vão e vem, participação e lucros sobem e descem, mas uma organização capaz de construir uma equipe autorrenovável de líderes de primeira linha está preparada para enfrentar qualquer situação no futuro.

  • Fazer a gestão de talentos ser tão rigorosa quanto as finanças.
  • Liderar pessoalmente os processos sociais que apoiam e reforçam o desenvolvimento dos talentos e atuam como exemplos para toda a organização. Eles deixam claro que o desenvolvimento da competência organizacional faz parte do trabalho de todos os líderes.
  • Dedicam boa parte do seu tempo a conhecer seus colaboradores, analisa-los e calibrá-los. Eles aproveitam todas as chances, planejadas ou espontâneas, de encontrar outros líderes de alto potencial no território deles, observá-los e lhes dar feedback.
  • Concentram-se no conteúdo do planejamento de sucessão, não apenas no processo. Eles refletem e discutem sobre as demandas da posição e a qualidades específicas das pessoas que podem estar preparadas.
  • Reconhecem a importância de cada líder que entra no pipeline de liderança e dedicam tempo e atenção a ele.
  • Instituem uma cultura de desempenho explicitando os valores da empresa e garantindo que eles sejam seguidos, e estabelecendo metas e mensurações de desempenho com recompensas e consequências claras.
  • Estabelecem o tom para diálogos abertos e insistem para que as avaliações sejam realizadas com franqueza.
  • Elevam continuamente os padrões de aprendizado e desempenho.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *