25 ferramentas Lean para acelerar a sua carreira profissional

30 de julho de 2018
Última modificação: 19 de agosto de 2021

Autor: Virgilio F. M. dos Santos
Categorias: Blog, Lean

Uma maneira de se aprofundar na metodologia é pesquisar sobre as ferramentas lean. Se uma delas capturar seu interesse, explore-a ainda mais para acelerar sua carreira profissional, seja para conquistar uma promoção ou uma nova oportunidade no mercado de trabalho. Muitas dessas ferramentas podem ser aplicadas de forma individual, o que torna muito mais fácil começar. Por outro lado, os benefícios serão combinados à medida que mais ferramentas forem usadas, pois apoiam e reforçam umas às outras.

Quer aprender mais sobre Lean? Baixe nosso material e comece nosso curso gratuito de introdução ao Lean.

apostila introdução ao lean

As 25 ferramentas Lean essenciais para sua carreira

5S

O que é o 5S?

Organize a área de trabalho:

  • Classificar (eliminar o que não é necessário)
  • Definir em ordem (organizar os itens restantes)
  • Brilho (limpe e inspecione a área de trabalho)
  • Padronize (escreva os padrões acima)
  • Sustentar (aplicar regularmente os padrões)

Como o 5S ajuda?

Elimina o desperdício resultante de uma área de trabalho mal organizada (por exemplo, desperdiçando tempo procurando uma ferramenta).

Andon

O que é o Andon?

Sistema de feedback visual para o chão de fábrica que indica o status da produção, alerta quando a assistência é necessária e capacita os operadores a interromper o processo de produção.

Como o Andon ajuda?

Atua como uma ferramenta de comunicação em tempo real para o chão de fábrica que traz atenção imediata aos problemas à medida que eles ocorrem – para que eles possam ser abordados instantaneamente.

Análise de Gargalo

O que é análise de gargalos?

Identifique qual parte do processo de fabricação limita a taxa de transferência geral e melhore o desempenho dessa parte do processo.

Como o Bottleneck Analysis ajuda?

Melhora o rendimento fortalecendo o elo mais fraco no processo de fabricação.

Fluxo contínuo

O que é fluxo contínuo?

Fabricação onde o material em processo flui suavemente pela produção com o mínimo (ou nenhum) de buffers entre as etapas do processo de fabricação.

Como o fluxo contínuo ajuda?

Elimina muitas formas de desperdício (por exemplo, estoque, tempo de espera e transporte).

Gemba (o lugar real)

O que é o Gemba?

Uma filosofia que nos lembra de sair de nossos escritórios e passar tempo no chão de fábrica – o lugar onde a ação real ocorre.

Como o Gemba ajuda?

Promove uma compreensão profunda e completa dos problemas de manufatura do mundo real – pela observação em primeira mão e conversando com os funcionários do chão de fábrica.

apostila introdução ao lean

Heijunka (escalonamento de níveis)

O que é o Heijunka?

Uma forma de programação de produção que propositadamente fábrica em lotes muito menores por sequenciamento (mistura) de variantes de produto dentro do mesmo processo.

Como o Heijunka ajuda?

Reduz os prazos de entrega (uma vez que cada produto ou variante é fabricado com mais frequência) e inventário (uma vez que os lotes são menores).

Hoshin Kanri (Implantação de Políticas)

O que é o Hoshin Kanri?

Alinhar as metas da empresa (Estratégia), com os planos de gerência média (Táticas) e o trabalho realizado no chão de fábrica (Ação).

Como o Hoshin Kanri ajuda?

Assegura que o progresso em direção a metas estratégicas seja consistente e completo – eliminando o desperdício resultante da má comunicação e direção inconsistente.

Jidoka (Autonomação)

O que é o Jidoka?

Projete equipamentos para automatizar parcialmente o processo de fabricação (a automação parcial é normalmente muito mais barata que a automação completa) e para parar automaticamente quando os defeitos são detectados.

Como o Jidoka ajuda?

Depois do Jidoka, os trabalhadores podem monitorar frequentemente várias estações (reduzindo os custos de mão de obra) e muitos problemas de qualidade podem ser detectados imediatamente (melhorando a qualidade).

Just-In-Time (JIT)

O que é Just-In-Time?

Puxar peças através da produção com base na demanda do cliente, em vez de empurrar peças através da produção com base na demanda projetada. Depende de muitas ferramentas enxutas, como Fluxo Contínuo , Heijunka , Kanban , Trabalho Padronizado e Tempo Takt .

Como o Just-In-Time ajuda?

Altamente eficaz na redução dos níveis de estoque. Melhora o fluxo de caixa e reduz os requisitos de espaço.

Kaizen (Melhoria Contínua)

O que é Kaizen?

Uma estratégia em que os funcionários trabalham juntos de maneira proativa para obter melhorias regulares e incrementais no processo de fabricação.

Como o Kaizen ajuda?

Combina os talentos coletivos de uma empresa para criar um mecanismo para eliminar continuamente o desperdício dos processos de fabricação.

Kanban (Pull System)

O que é Kanban?

Um método de regular o fluxo de mercadorias dentro da fábrica e com fornecedores e clientes externos. Com base no reabastecimento automático através de cartões de sinal que indicam quando são necessários mais bens.

Como o Kanban ajuda?

Elimina desperdício de estoque e superprodução. Pode eliminar a necessidade de inventários físicos (em vez disso, confiar em placas de sinalização para indicar quando mais mercadorias precisam ser solicitadas).

KPIs (Key Performance Indicators)

O que são KPIs?

Métricas projetadas para rastrear e incentivar o progresso em direção a metas críticas da organização. Os KPIs fortemente promovidos podem ser condutores de comportamento extremamente poderosos – por isso, é importante selecionar cuidadosamente os KPIs que conduzirão ao comportamento desejado.

Como os KPIs ajudam?

Os melhores KPIs de fabricação:

  • Estão alinhados com os objetivos estratégicos de alto nível (ajudando assim a alcançar esses objetivos)
  • São eficazes na exposição e quantificação de resíduos (OEE é um bom exemplo)
  • São prontamente influenciados pelos funcionários do chão de fábrica (para que possam gerar resultados)

Muda (Resíduos)

O que é a Muda?

Qualquer coisa no processo de fabricação que não agregue valor da perspectiva do cliente.

Como o Muda ajuda?

Não faz. Muda significa “desperdício”. A eliminação do desperdício é o foco principal da manufatura enxuta.

Eficiência Geral do Equipamento (OEE)

O que é a eficácia geral do equipamento?

Estrutura para medir a perda de produtividade para um determinado processo de fabricação. Três categorias de perda são rastreadas:

  • Disponibilidade (por exemplo, tempo de inatividade)
  • Desempenho (por exemplo, ciclos lentos)
  • Qualidade (por exemplo, rejeita)

Como a eficácia geral do equipamento ajuda?

Fornece uma referência / linha de base e um meio de acompanhar o progresso na eliminação de resíduos de um processo de fabricação. 100% OEE significa produção perfeita (fabricando apenas peças boas, o mais rápido possível, sem tempo de inatividade).

PDCA (planejar, fazer, verificar, agir)

O que é o PDCA?

Uma metodologia iterativa para implementar melhorias:

  • Planejar (estabelecer plano e resultados esperados)
  • Faça (implemente plano)
  • Verificar (verificar os resultados esperados obtidos)
  • Aja (revise e avalie; faça de novo)

Como o PDCA ajuda?

Aplica uma abordagem científica para fazer melhorias:

  • Planeje (desenvolva uma hipótese)
  • Do (executar experimento)
  • Verificar (avaliar resultados)
  • Aja (refine sua experiência; tente novamente)

Poka-Yoke (prova de erros)

O que é o Poka-Yoke?

Projete detecção de erros e prevenção em processos de produção com o objetivo de alcançar zero defeitos.

Como o Poka-Yoke ajuda?

É difícil (e caro) encontrar todos os defeitos através da inspeção, e corrigir defeitos normalmente fica significativamente mais caro em cada estágio da produção.

Análise de causa raiz

O que é análise de causa raiz?

Uma metodologia de resolução de problemas que enfoca a resolução do problema subjacente em vez de aplicar correções rápidas que tratam apenas sintomas imediatos do problema. Uma abordagem comum é perguntar por que cinco vezes – cada vez que se aproxima um passo para descobrir o verdadeiro problema subjacente.

Como o Root Cause Analysis ajuda?

Ajuda a garantir que um problema seja realmente eliminado pela aplicação de ações corretivas à “causa raiz” do problema.

Troca de Dados de Minuto Único (SMED)

O que é troca de dados em um minuto?

Reduza o tempo de configuração (comutação) para menos de 10 minutos. Técnicas incluem:

  • Converter etapas de configuração para serem externas (executadas enquanto o processo está em execução)
  • Simplifique a configuração interna (por exemplo, substitua os parafusos por alavancas e alavancas)
  • Eliminar operações não essenciais
  • Criar instruções de trabalho padronizadas

Como o Single-Minute Exchange of Dies ajuda?

Permite a fabricação em lotes menores, reduz o estoque e melhora a capacidade de resposta do cliente.

Seis Grandes Perdas

O que são seis grandes perdas?

Seis categorias de perda de produtividade quase universalmente experimentadas na fabricação:

  • Separação
  • Setup / Ajustes
  • Pequenas paradas
  • Velocidade reduzida
  • Rejeições de inicialização
  • Rejeições de produção

Como o Six Big Losses ajuda?

Fornece uma estrutura para atacar as causas mais comuns de desperdício na fabricação.

Objetivos SMART

O que são objetivos SMART?

Metas que são: Específicas, Mensuráveis, Alcançáveis, Relevantes e Específicas do Tempo.

Como os objetivos do SMART ajudam?

Ajuda a garantir que as metas sejam eficazes.

Trabalho Padronizado

O que é trabalho padronizado?

Procedimentos documentados para fabricação que capturam as melhores práticas (incluindo o tempo para concluir cada tarefa). Deve ser uma documentação “viva” que é fácil de mudar.

Como o trabalho padronizado ajuda?

Elimina o desperdício aplicando consistentemente as melhores práticas. Forma uma linha de base para futuras atividades de melhoria.

Hora do Takt

O que é o Takt Time?

O ritmo de produção (por exemplo, fabricando uma peça a cada 34 segundos) que alinha a produção com a demanda do cliente. Calculado o tempo de produção planejado / demanda do cliente.

Como o Takt Time ajuda?

Fornece um método simples, consistente e intuitivo de produção de ritmo. É facilmente estendido para fornecer uma meta de eficiência para o chão de fábrica (peças reais / peças-alvo).

Manutenção Produtiva Total (TPM)

O que é manutenção produtiva total?

Uma abordagem holística para manutenção que se concentra na manutenção proativa e preventiva para maximizar o tempo operacional do equipamento. O TPM reduz a distinção entre manutenção e produção, colocando uma forte ênfase em capacitar os operadores para ajudar a manter seus equipamentos.

Como a Manutenção Produtiva Total ajuda?

Cria uma responsabilidade compartilhada pelo equipamento que incentiva um maior envolvimento dos trabalhadores do chão de fábrica. No ambiente certo, isso pode ser muito eficaz para melhorar a produtividade (aumentando o tempo de produção, reduzindo os tempos de ciclo e eliminando defeitos).

Mapeamento do Fluxo de Valor

O que é o mapeamento do fluxo de valor?

Uma ferramenta usada para mapear visualmente o fluxo de produção. Mostra o estado atual e futuro dos processos de uma maneira que destaca as oportunidades de melhoria.

Como o mapeamento do fluxo de valor ajuda?

Expõe o desperdício nos processos atuais e fornece um roteiro para melhoria através do estado futuro.

Fábrica Visual

O que é o Visual Factory?

Indicadores visuais, exibições e controles usados ​​em todas as fábricas para melhorar a comunicação de informações.

Como o Visual Factory ajuda?

Torna o estado e a condição dos processos de fabricação facilmente acessíveis e muito claros – para todos.

Para aprofundar seu conhecimento, baixe o material de Introdução ao Lean.

Leia mais:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *