Quais as diferenças entre paradigmas e mindset?

Diferenças entre paradigmas e mindset
29 de julho de 2020
Última modificação: 19 de julho de 2021

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Blog

Os conceitos de mindset e paradigma tem muitas semelhanças, porém também tem muitas diferenças. Se você se refere a um mindset por exemplo, está falando sobre o hábito de pensar. Já um paradigma, está falando de um padrão de comportamento ou de um conjunto de regras para trabalhar.

Neste artigo você vai conferir as diferenças entre paradigmas e mindset.

O que é mindset?

Em uma tradição literal para o português, mindset significa mentalidade. Uma mentalidade se refere a se você acredita que qualidades como inteligência e talento são traços fixos ou mutáveis.

A mentalidade pode ditar como você se vê e o mundo ao seu redor. Mas também pode criar limitações auto-impostas dentro do seu próprio sistema de crenças. A definição tradicional de mentalidade refere-se à maneira de pensar de um indivíduo. Mas o significado de mentalidade pode diferir de pessoa para pessoa.

Existem dois tipos de mindset: fixo e de crescimento.

Em um mindset fixo, as pessoas acreditam que suas qualidades são características fixas e, portanto, não podem mudar. Dessa forma, essas pessoas documentam sua inteligência e talentos, em vez de trabalhar para desenvolvê-las e melhorá-las. Eles também acreditam que o talento por si só leva ao sucesso, e não é necessário esforço.

Como alternativa, em uma mentalidade de crescimento, as pessoas têm uma crença subjacente de que seu aprendizado e inteligência podem crescer com o tempo e a experiência. Assim, quando as pessoas acreditam que podem se tornar mais inteligentes, percebem que seu esforço afeta o sucesso e, portanto, dedicam mais tempo, levando a maiores conquistas.

Se você deseja saber mais sobre mindset, confira também:

Uma vez pontuado o que é um mindset, vamos conferir o conceito de paradigma.

O que é paradigma?

Segundo Thomas Kuhn, um paradigma é essencialmente uma visão particular do mundo. Paradigmas emergem para fornecer uma estrutura geral para a compreensão de fenômenos específicos. Dessa forma, um paradigma ganha aceitação se a comunidade de cientistas interessados ​​concordar que se encaixa na maioria dos dados observáveis.

Se deseja entender mais sobre Paradigmas, confira também:

A relação entre Paradigmas e Mindsets

Antes de pontuarmos as diferenças entre paradigmas e mindset, vamos conferir como esses conceitos se relacionam.

Contexto

Por mais de um século o sistema de ensino, especialmente o sistema educacional americano, foi guiado pela visão de mundo da Era Industrial, o paradigma de controle. Esse sistema fornece meios e serviços de educação às crianças, ensinando-as em grupos, exigindo que aprendam um pouco sobre o conteúdo em um período fixo de tempo e fazendo com que seus professores sirvam como diretores do aprendizado (os modelos mentais para apoiar o paradigma).

Acontece que o paradigma e toda a sua mentalidade são modelos engessados, extremamente resistentes à mudança. No entanto, há uma consequência inevitável dessa visão de mundo: ela sempre deixará algumas crianças para trás. Assim, a visão de mundo mencionada acima é constantemente chamada de paradigma da educação na Era Industrial. Ironicamente, é chamado de modelo-fábrica de ensino e aprendizagem.

Aqui já podemos perceber um grande contraste com mindsets fixos. Como vimos, em mindsets fixos as pessoas acreditam que suas qualidades são características fixas e, portanto, não podem mudar, não acreditando no esforço próprio para chegar ao mesmo nível das outras crianças.

Mudanças na visão de ensino

No entanto, há um movimento crescente nos Estados Unidos para deslocar esse paradigma de visão de mundo, substituindo-o por uma visão de mundo de ensino e aprendizado mais alinhada às demandas da sociedade do século XXI e mais adequada às necessidades e interesses de aprendizagem.

Ou seja, há um movimento em direção ao acompanhamento da educação das crianças de forma a não deixá-las para trás, no caso deste paradigma de educação da era industrial. Dessa forma, esse paradigma, por si só, pode condicionar as crianças a desenvolverem um mindset de crescimento.

O novo paradigma, às vezes, é chamado de paradigma da Era do Conhecimento, de ensino e aprendizagem. Mais comumente, é chamado de paradigma centrado no aluno. Esse conceito baseia-se na crença sincera de que cada aluno é uma criança com uma mente que merece uma experiência de aprendizado adaptada às suas necessidades, interesses e habilidades pessoais de aprendizagem, para que ele possa alcançar os padrões exigidos de aprendizagem e se tornar um cidadão bem-sucedido e produtivo em nossa sociedade.

Aproveite para conhecer a Assinatura FM2S! Por um valor mensal, você tem acesso a todo conteúdo de nossa Plataforma EAD durante 1 ano.

assinatura

É a oportunidade perfeita para se desenvolver! Você escolhe o curso que melhor se adéqua ao momento de sua carreira. Temos cursos nas áreas de Lean, Seis Sigma, Visualização de dados, Carreira, Liderança e muito mais.

Diferenças entre Paradigmas e Mindsets

Paradigmas, modelos mentais e mentalidades estão intimamente entrelaçados, mas são diferentes. Eles interagem para influenciar as estratégias comportamentais dos educadores sobre como obter sucesso em sua profissão e em seus sistemas escolares.

As estratégias comportamentais resultam em comportamentos observáveis ​​que representam os princípios centrais do paradigma de controle, modelos mentais e mentalidades. Esses três fenômenos, portanto, representam teorias de ação sobre como obter sucesso dentro de uma profissão, dentro de um distrito escolar, dentro de uma equipe e como indivíduo.

como acelerar sua carreira profissional

Alguns especialistas classificam os paradigmas, modelos mentais, mentalidades e estratégias comportamentais como “teorias de ação adotadas”, enquanto comportamentos observáveis ​​são “teorias de ação em uso”. Dessa maneira, paradigmas, modelos mentais, mentalidades, estratégias comportamentais e comportamentos observáveis ​​podem ser organizados como hierarquia de teorias de ação aninhadas. Nesta hierarquia temos paradigmas, modelos mentais, mindsets, estratégias comportamentais e comportamentos observáveis, da mais alta hierarquia para a mais baixa, respectivamente.

Esse alinhamento reforça e sustenta o paradigma. À medida que os educadores estão em conformidade com os requisitos do paradigma e dos modelos mentais, desenvolvem mentalidades (atitudes) sobre o valor e a eficácia do paradigma e dos modelos mentais relacionados. Dessa forma, as mentalidades influenciam a escolha de estratégias comportamentais dos educadores; isto é, suas atitudes em relação ao paradigma e aos modelos mentais os ajudam a elaborar estratégias de como realizar seu trabalho. À medida que implementam suas estratégias, o comportamento observável se manifesta. Comportamentos bem-sucedidos são recompensados, o que, por sua vez, reforça a mentalidade, os modelos mentais e o paradigma.

Aproveite para conhecer na Formação Carreira e Liderança FM2S o curso de Liderança para novos gestores. Conheça também os cursos gratuitos da FM2S!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *