Desafio: como reduzir atrasos? Conheça algumas dicas

zika e microcefalia
11 de setembro de 2015
Última modificação: 11 de setembro de 2015

Autor: Virgilio F. M. dos Santos
Categorias: Blog

O que é atraso?

O dicionário de Webster define um atraso como: parar, deter ou impedir por um tempo; Para mover ou agir devagar; Para causar atraso ou atraso no movimento ou no progresso. Os sinônimos incluem: retardar, diminuir, diminuir, deter, adiar e adiar. Como você pode ver, nenhum destes são termos particularmente lisonjeiros para o seu processo.

Como reduzir atrasos dos processos?

A maioria dos atrasos ocorre em pontos de transição de uma etapa de processo para outra. Ao reduzir o número de transições ou etapas do processo, podemos reduzir significativamente os atrasos nos processos. A pesquisa mostrou que fornecer a mesma capacidade em todas as etapas dentro do processo é a melhor maneira de eliminar os atrasos. A adição de capacidade flexível para possíveis mudanças na demanda em apenas um passo levará a atrasos crescentes mais tarde no processo. Assim, você deve fazer todos os esforços para projetar em igual capacidade em todas as etapas dentro de seus processos para eliminar atrasos.

Como Reduzir Atrasos?

No post de hoje, gostaria que você respondesse as questões abaixo com sinceridade. Sim, isto mesmo. Nada melhor para melhorar, do que se sincero consigo mesmo e assim, buscar as mudanças necessárias. As dicas aqui são algumas que falamos em nosso Green Belt e Black Belt.

  • Vocês tem um processo de programação e controle de produção estruturado?
  • A empresa sofre com grandes variações na demanda ao longo do mês? Há picos de demanda durante o mês?
  • Qual é o tamanho do parque fabril? Quantas máquinas?
  • Há muitas operações por produto/serviço?
  • Há muitos contratos em que o atraso é importante?

Respondeu sim para alguma dessas?

Se sim, veja algumas dicas rapidas…

Avalie as operações com antecedência e muitas vezes

Antes de começar a reduzir o tempo de inatividade e melhorar a produção, é importante ter uma imagem clara do estado atual das operações. Ao examinar o processo de construção do início ao fim, você terá uma melhor ideia de onde pode haver fraquezas ou espaço para melhorias. É importante olhar para todos os aspectos da produção, desde o gerenciamento de estoque e desempenho do empregado até as máquinas que estão sendo usadas e a forma como seus produtos são criados. À medida que você começa a fazer mudanças e melhorias, você deve continuar monitorando a produção.

Configure uma programação de manutenção preventiva (TPM)

Ao invés de esperar que sua maquinaria se quebre, manter-se à frente dos problemas mecânicos com PM reduzirá significativamente o risco de quebras de equipamentos. O PM envolve a substituição de peças em um cronograma fixo para garantir que eles não se desgastam.

Existem programas de software PM disponíveis que podem examinar uma variedade de informações de diagnóstico e desempenho para avaliar melhor quando as máquinas precisarão de trabalho. Isso reduzirá o tempo de inatividade e terá a vantagem adicional de uma fabricação mais econômica. É importante notar que provavelmente haverá um investimento inicial nas ferramentas de monitoramento e treinamento para usar o software, mas os benefícios a longo prazo irão rapidamente compensá-lo.

Invista em um programa de inventário gerenciado de fornecedores (VMI)

Grande parte do tempo de inatividade de um OEM pode resultar de estoques de inventário e entregas atrasadas, mas um programa VMI pode ajudar a combater esses problemas. O fornecedor é responsável por não só entregar os itens que você precisa, como fixadores e componentes de classe C, mas também armazenar o inventário adicional fora do site. Isso significa que você tem menos que se preocupar em casa. Seus trabalhadores não terão que passar o tempo ordenando por uma sala de suprimentos cheia, e quando você deriva em certas partes, o fornecedor pode facilmente e rapidamente entregar mais para reduzir o risco de lacunas na produção.

Dê aos incentivos de seus funcionários sucesso

O erro humano é uma grande parte do tempo de inatividade. Os funcionários que cometem erros, bem como aqueles que não estão operando de forma eficiente, podem criar atrasos. Oferecer incentivos para um trabalho bem feito é outra rota efetiva de inspirar os trabalhadores das fábricas para fazer seus trabalhos bem. Estabelecer metas pequenas, como passeios em equipe ou cartões de presente, não apenas incentiva os trabalhadores a se tornarem melhores artistas, mas também poderá mudar o ambiente do OEM e fortalecer a retenção de funcionários. Os trabalhadores felizes são muito mais propensos a acompanhar o cronograma.

Utilize o método kanban

Esta estratégia de produção pode ajudar a melhorar o fluxo de trabalho em toda a linha de produção. Em cada etapa, os trabalhadores podem indicar quando as compilações estão concluídas e prontas para o próximo passo no processo. Kanban também facilita a bandeira de problemas como peças defeituosas ou outros problemas que poderiam criar problemas maiores se eles passassem despercebidos até mais tarde. Quando você capta problemas no início, é muito mais fácil corrigi-los e recuperar as operações.


  • Vocês possuem problema de atraso na entrega dos pedidos?
  • Há máquinas que ficam ociosas no começo do mês e sobrecarregadas no final?
  • Há problemas no gerenciamento da produção da máquina gargalo?
  • As ordens de produção são deixadas para o final do mês?
  • Há falta de gerenciamento das ordens de produção?
  • A programação da produção não é seguida devido as prioridades e urgências que entram pelo meio do caminho?
  • Os funcionários tem dificuldade em enxergar a real capacidade da fábrica? O comercial acaba vendendo mais do que a fábrica tem capacidade de atender?

  • Há dados sobre o quanto de dinheiro é perdido com os problemas de atraso?
  • Vocês sabem quantos % dos pedidos estão em atraso?
  • Atrasar os pedidos implicam em multas para vocês ou perda de clientes?
  • Os atrasos da empresa implicam em problemas nos contratos dos clientes?
  • Qual o valor perdido com horas improdutivas das máquinas no final do mês?

  • Quais os benefícios se nós conseguíssemos reduzir seu atraso pela metade?
  • Seria interessante se fosse possível visualizar o nível de alocação de cada etapa do processo do produtivo?
  • Quais os benefícios se vocês conseguissem antecipar parte da demanda para os momentos de baixa produção?
  • Quais os benefícios se vocês reduzissem o tempo parado por falta de ordem?

Dicas para Reduzir Atrasos

Qual é o Histórico de redução de atrasos?

Um dos problemas que mais castiga as pequenas e médias indústrias, durante os períodos de crescimento econômico, são os atrasos. Nada deixa mais o empresário angustiado do que ver uma enxurrada de pedidos em sua empresa e não conseguir atendê-los. O não atendimento, além do desconforto, provoca multas e perdas de contrato e se não resolvido a tempo, pode levar a empresa a falência. Durante o curso foi desenvolvido um sistema de controle da programação da produção numa indústria metalúrgica. O sistema permitiu ao programador visualizar num mesmo gráfico as ordens e as horas disponíveis de cada equipamento. Esta inovação simples e poderosa deverá ajudar muitas outras empresas a resolver problemas semelhantes. O projeto resultou numa redução de 50% de atraso já no primeiro mês de utilização.

Quem é o Público alvo?

Empresas cuja programação da produção estejam entre as atividades chave do negócio.

Quais os Resultados esperados?

A empresa reduziu o atraso em 50% após implantar um sistema de controle de produção que leva em conta o carregamento de cada operação. O sistema antecipa ou posterga pedidos no intuito de reduzir o tempo improdutivo e evitar super alocação, gerada pela programação de data mais tarde.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *