Por que tornar-se um Green Belt?

18 de maio de 2020
Última modificação: 13 de julho de 2021

Autor: FM2S
Categorias: Blog

Entenda como o Green Belt acelera sua carreira, principalmente num mercado competitivo e dinâmico

A meSix Sigma Green Belttodologia Six Sigma é hoje, junto com inovação, um das maiores fontes de competitividade e vantagem competitiva. Quem, no início dos anos 2000 começou a dedicar-se a melhorar processos fazendo um curso de Green Belt, ocupa hoje posições relevantes no mundo corporativo.

Atualmente, na era do Data Mining, Google e Aplicativos, a análise de dados é uma das competências mais procuradas por todas as empresas. Nenhuma empresa de destaque deixa que profissionais sem habilidade com dados ocupem posições de liderança na organização, pois somente quem as tem consegue transformar planilhas em redução de custos e aumento da produtividade.

Quando me tornei Green Belt, um mundo novo se abriu para mim. Entender como prever o volume de vendas em função do tipo de produto foi à primeira coisa que fiz na empresa. A segunda, foi a elaboração de um experimento que mostrou que tínhamos falhas em nosso sistema de medição e nos fez entender o porquê aquele cliente devolvia as mercadorias. Isto me destacou em relação aos demais engenheiros do meu setor e ajudou a alavancar minha carreira.


Por que tornar-se um Especialista Green Belt?

NetworkAo longo da minha carreira, tanto acadêmica como empresarial, muita gente me procura solicitando a indicação de especialistas Green Belt para ocupar posições estratégicas nas organizações. Frequentemente me deparo com algum e-mail ou ligação de diretores de empresas que leem nosso blog e perguntam se eu não posso indicar alguém que consiga elaborar análises semelhantes na empresa. Nestas horas me encho de orgulho e índico os alunos de nossos cursos de Green Belt ou Black Belt.

O orgulho vem de conseguir ajudar um amigo diretor e também, inserir um entusiasta do Six Sigma numa posição chave em que ele poderá fazer a diferença. Esta é uma das formas em que conseguimos executar nossa missão de transformar a produtividade do Brasil por meio da educação em melhoria continua.

Mais orgulho ainda eu tenho em saber que isto também ajuda na disseminação da melhoria pelo Brasil, pois muitos destes alunos indicados acabam chamando colegas que conheceram em nossas salas de aula. Recentemente, fui convidado para assumir um grande projeto numa empresa de bebidas e lá chegando, encontrei vários ex-alunos ocupando posições importantes e destacando-se nos projetos complexos.

Além do destaque em análise de dados, os especialistas Green Belts também são capazes de mapear processos, liderar equipes, propor mudanças que levam à melhoria (pois nem toda mudança é melhoria) e técnicas de criatividade. Semanas atrás, um de nossos alunos nos ligou para contar como ele tinha aplicado as técnicas de criatividade que ensinamos para criar um portão eletrônico com um no-break acoplado. Com isto, ele conseguiu reduzir a zero os problemas de energia e a triplicar a venda.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 1 =