Como ser um bom líder: seis qualificações e qualidades

bom líder
12 de outubro de 2019
Última modificação: 12 de outubro de 2019

Autor: Paula Louzada
Categorias: Blog, Liderança

Como ser um bom líder: seis qualificações e qualidades

Muitas pessoas igualam ser líder a ser chefe. Elas não poderiam estar mais erradas. “Liderança não se refere aos títulos ou mesmo elogios. Liderança eficaz é muito mais significativa, impactante e profunda. Não existe uma fórmula definida ou um plano passo a passo, depende da cultura e das necessidades da organização.” Não poderia haver uma declaração mais precisa. Ser um bom líder significa ter um impacto profundo em si mesmo, mas também mais importante, nos outros – e, por extensão, na organização ou grupo ao qual você pertence. É mais do que apenas distribuir pedidos ou delegar/atribuir tarefas.

Como ser um líder: Estabelecendo o básico

Vamos dar uma olhada em como ser um líder. Para começar, a liderança pode ser aprendida. Todos podem ser um bom líder, desde que tenham a atitude e mentalidade certas para isso. Um artigo da FastCompany, citando Vince Lombardi, o lendário técnico do Green Bay Packers, diz: “Ao contrário da opinião de muitas pessoas, os líderes não nascem. Líderes são feitos e são feitos por esforço e trabalho duro.” E não se trata apenas de “possuí-lo”, mas de realmente internalizar o que significa ser um líder e como liderar pessoas.

Algumas pessoas são líderes naturais, o que significa que elas naturalmente têm o que é preciso para liderar pessoas. Mas, novamente, você não pode simplesmente “liderar” a liderança. Muito é necessário para liderar efetivamente e liderar o suficiente para dar uma contribuição significativa para uma organização. E, novamente, você deve entender que liderança não significa simplesmente “assumir a liderança” levando as pessoas a fazerem seus lances ou fazendo com que as pessoas sigam suas ordens ou possuindo um escritório próprio. Liderança pode ser estressante e complicada, e envolve trabalho duro.

Um líder bom e eficaz inspira e motiva. Ele ou ela nem precisa ordenar as pessoas, na maioria das vezes. Todos são levados a fazer o que precisa ser feito – e vão além do necessário. Isso porque um líder dá o exemplo. Ele ou ela define o padrão, o que não é apenas o que é obrigatório; liderança é olhar para o quadro geral, para o que pode causar o maior e o maior impacto positivo. O guru da liderança John C. Maxwell diz melhor: “Um líder é aquele que conhece o caminho, segue o caminho e mostra o caminho”.

Ter bons líderes é essencial para o sucesso de uma empresa ou organizações; é por isso que todos devem tentar aprender a ser um bom líder, porque, a longo prazo, isso significa sucesso para todos os envolvidos.

Características de um bom líder

Mencionamos antes que uma liderança boa e eficaz implica uma mudança de mentalidade. Isso significa internalizar as qualidades de um bom líder. Aqui estão algumas características a serem lembradas, se você quiser aprender a ser um líder:

1. Honesto e confiável

Realmente não há como evitar – a honestidade É a melhor política quando você quer aprender a ser um líder. Quem gostaria de seguir alguém em quem não se pode confiar, alguém que diz uma coisa e faz outra? Mentiras, enganos e manipulação não são qualidades atraentes, mesmo em pessoas que não desejam liderar. Nenhum sucesso real é possível sem honestidade, confiabilidade e integridade.

Um estudo publicado pela Harvard Business Review cita “altos padrões éticos e morais” como o principal atributo que um líder deve ter. O estudo é retirado de 195 líderes globais, um testemunho da legitimidade dos resultados. Um alto nível de ética e moral significa criar uma atmosfera e cultura onde respeito, justiça, honra, honestidade e integridade são bem-vindos. Os locais de trabalho com esse tipo de cultura são alguns dos mais bem-sucedidos do mundo, pois todos podem ficar à vontade, livres para realizar a tarefa em questão, em vez de perder um tempo precioso se preocupando com críticas e políticas de escritório.

2. Boas habilidades de comunicação

comunicação leva a maus resultados. E isso não significa ser bom em discursos – muitas pessoas são boas em falar, mas falham miseravelmente quando é hora de conversar, por assim dizer. Não importa quão boas são suas palavras ou até mesmo quão carismático você é, se você não pode entregar quando é hora de agir.

Uma boa comunicação também significa ser capaz de ouvir. Nem todas as boas ideias vêm do topo. Aprender a ser um líder implica aprender a superar o orgulho (o que é uma coisa perigosa de se ter em primeiro lugar) e ter a mente aberta para receber sugestões de outras pessoas, além de receber críticas (construtivas).

A boa liderança e, com ela, a boa comunicação promovem um sentimento de pertencimento à organização e podem fazer maravilhas para motivar os outros e levá-los a se tornarem mais produtivos.

3. Claro, conciso e organizado

Uma e outra vez, foi dito que a comunicação é a chave para qualquer relacionamento. E assim é o mesmo quando se trata de liderança. Os líderes devem comunicar claramente metas, tarefas, intenções e até visão. É difícil acompanhar quando as coisas são vagas e desorganizadas. É importante que todos estejam na mesma página para que todos se movam em uníssono em direção a uma ou mais metas.

Organização significa saber o que, quando e como fazer as coisas. Significa atenção aos detalhes e não deixar pedra sobre pedra. Velocidade não significa nada se o produto final for defeituoso e/ou incorreto. Organização significa ser capaz de realizar as coisas com eficiência, porque existe um sistema que foi desenvolvido e aprimorado ao longo do tempo que faz o possível para não desperdiçar tempo, recursos e esforços de ninguém. No final, isso significa cumprir metas ou até alcançar mais do que o esperado, o que é sempre uma coisa boa. Os líderes organizados sabem o que está acontecendo ao seu redor, por isso, apesar de serem pegos desprevenidos, estão preparados para lidar com isso.

4. Flexível e decisivo

Coisas inesperadas acontecem. Na maioria das vezes, os planos podem dar errado e as coisas nem sempre aparecem da maneira que você espera. Bons líderesestão sempre prontos para se ajustar quando necessário. A inflexibilidade leva à indecisão, que é francamente improdutiva. Isso não quer dizer que é preciso sempre pular para fazer a primeira coisa que vem à mente quando as coisas não saem conforme o planejado – significa simplesmente que saber quando, onde e como agir é a marca registrada de um bom líder. Flexibilidade também significa ser capaz de ver a oportunidade e agarrá-la; na maioria das vezes, grandes oportunidades não podem ser previstas, mas muitos as perdem porque querem apenas manter algo confortável e rotineiro. Líderes bons e verdadeiros estão sempre à procura de coisas melhores para si mesmos, sua equipe e sua organização e estão preparados para agir de acordo quando o encontrarem.

5. Apaixonado

É difícil liderar quando você está simplesmente fazendo as coisas “porque é o meu trabalho”. Os líderes são apaixonados, não apenas pelo que fazem, mas também pelas pessoas, pela organização. Não faria sentido para os líderes não se importarem; e pessoas que não se importam nunca se tornam verdadeiros líderes e nunca deixam uma marca positiva. Eles estão sempre à margem, nunca equivalendo a nada, porque nunca se importam o suficiente para contribuir mais do que o esperado. Também é difícil seguir líderes que não são apaixonados – a paixão é contagiosa. Pode servir não apenas como motivação para si mesmo, mas também para as pessoas ao seu redor. Canalizada e focada adequadamente, a paixão é um fator essencial para realizar as coisas – e realizá-las bem.

6. Usa as ferramentas certas

Bons líderes sabem quais ferramentas usar para fazer o trabalho e bem. Atualmente, há diversos tipos de ferramentas e softwares que podem auxiliar os líderes quando se tratam da organização de tarefas, metas e prazos.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *