Como ser um bom líder?

27 de abril de 2018
Última modificação: 27 de abril de 2018

Autor: Raquel Monteiro
Categorias: Carreira

Ser um líder e responsável pelo bem-estar e sucesso de muitos funcionários é uma grande tarefa para assumir. Gerenciar seu próprio trabalho, gerenciar funcionários e garantir que a equipe esteja trabalhando de maneira coesa pode ser realmente difícil.

Por isso, destacamos aqui alguns pontos essenciais que você precisa saber sobre como ser um bom líder.

O que é liderança?

Um líder é alguém que estabelece uma visão clara e, em seguida, guia sua equipe em direção a essa visão, capacitando-os e orientando-os para a grandeza. É alguém que permanece calmo durante uma crise e permanece concentrado no seu objetivo final.

As habilidades necessárias para ser um bom líder são a comunicação, o respeito, a paixão e ser um bom treinador.

Liderança é algo que é continuamente desenvolvido ao longo do tempo, através de orientação e permanecendo curioso. Os melhores líderes estão sempre aprendendo e estão com fome de ser o melhor que podem ser para seus funcionários. Eles percebem que têm muitas pessoas confiando neles e precisam estar lá para eles.

Introdução à liderança

Ser um bom líder é a parte mais importante de ter uma equipe engajada e produtiva.

Segundo pesquisa da Gallup, os gerentes respondem por até 70% da variação no engajamento. Então, se você começar a pensar no engajamento dos funcionários e no tamanho de um papel que os gerentes desempenham, os efeitos financeiros dos maus gerentes são assustadores.

Esta é uma enorme oportunidade perdida em milhares de empresas em todo o mundo. Há muito potencial de produtividade sendo desperdiçado agora pelos gerentes que cometem alguns erros básicos.

Um dos melhores conselhos para os gerentes é desviar seu foco de si mesmo e redirecioná-lo para sua equipe. Isso está muito ligado a um conceito chamado de “liderança servil”, que diz que o líder deve ser servo primeiro.

Os melhores líderes entendem que é a equipe deles que impulsionará seu sucesso. Então faça o seu trabalho e tudo o que você pode para garantir que seus funcionários sejam bem-sucedidos.

CURSO DE PRIMEIRA LIDERANÇA PARA NOVOS GESTORES

Por que os funcionários desistem de seus empregos

Uma pesquisa de 2015 da Gallup descobriu que cerca de 50% dos 7.200 adultos entrevistados deixaram um emprego “para fugir de seu gerente”.

Ainda mais interessante, foi que mais da metade das pessoas entrevistadas que concordaram com a afirmação “Sinto que posso abordar meu gerente com qualquer tipo de pergunta” foram consideradas ativamente envolvidas em seu trabalho, mostrando que pode haver um vínculo entre um gerente ser aberto e engajamento dos funcionários.

Qualidades de um bom líder

Grandes líderes geralmente têm características semelhantes que os tornam tão agradáveis. Felizmente, a maioria dessas qualidades pode ser aprendida e desenvolvida ao longo do tempo com a prática. O que é preciso mais do que tudo é um compromisso genuíno de realmente querer ser um bom líder. Depois de ter esse objetivo em mente, você pode trabalhar conscientemente para desenvolver as habilidades de um líder, destacadas a seguir:

  • Eles motivam os funcionários com uma missão e visão atraentes;
  • Eles têm a assertividade para gerar resultados;
  • Eles criam uma cultura de responsabilidade clara;
  • Eles constroem relacionamentos que criam confiança, diálogo aberto e total transparência;
  • Eles tomam decisões com base na produtividade, não na política;
  • Eles são bons treinadores;
  • Eles capacitam sua equipe;
  • Eles manifestam interesse no sucesso e bem-estar pessoal de seus membros;
  • Eles são produtivos;
  • Eles são bons comunicadores;
  • Eles ajudam no desenvolvimento de carreira;
  • Eles têm uma visão clara e estratégia para a equipe;
  • Eles têm habilidades técnicas importantes que os ajudam a aconselhar a equipe.

Além dessas características, você pode usar suas próprias pesquisas e coletar feedback dos funcionários para entender as qualidades que seus funcionários valorizam em seus gerentes.

CURSO RÁPIDO DE GESTÃO DE EQUIPES

Frequência de comunicação

Com que frequência você está se comunicando com seus funcionários? É importante estar se comunicando com eles com muita frequência. Dê a eles feedback em tempo real, reúna-se com eles individualmente e verifique se você está se oferecendo para perguntas e ajuda a qualquer momento.

Qualidade de Relacionamento

Ainda mais importante do que a frequência com que você se comunica é a qualidade dessas interações. Os funcionários sempre se sentem bem depois de passarem tempo conversando com você? Você está consciente de como cada interação com seus funcionários está afetando-os? Como líder, você deve se concentrar em ter interações freqüentes e de alta qualidade com seus funcionários para construir um relacionamento forte ao longo do tempo.

Como os grandes líderes dão feedback

Dar feedback aos seus funcionários, seja por meio de avaliações formais de desempenho ou conversas informais, é a chave para ajudar os funcionários a se desenvolverem profissionalmente.

O feedback é uma coisa difícil de acertar, por causa de quão sensíveis podemos ser. A verdade é que os funcionários anseiam por feedback, mas não quando são entregues de maneira negativa ou prejudicial.

Vamos analisar alguns pontos importantes a serem lembrados ao dar feedback aos funcionários:

Não torne pessoal

É incrível o quanto a psicologia está envolvida no feedback dos funcionários. Os funcionários podem ser muito sensíveis, por isso é importante ter compaixão ao dar feedback. Quando você der um feedback, não faça disso um ataque pessoal. Concentre-se no comportamento em si, em vez da pessoa. Por exemplo, em vez de dizer “seu trabalho não é bom” (ataque pessoal), você pode dizer que “a apresentação provavelmente teria mais efeito se você fizesse dessa outra forma”.

Seja específico

Para que o feedback tenha o maior efeito, torne-o o mais específico possível. Você não quer ser vago, porque isso tornará menos provável que o comportamento mude. Também ajuda se você tiver recomendações específicas sobre como melhorar.

Cuidado com o feedback “sanduíche”

O feedback “sanduíche” é a ideia de colocar um feedback construtivo entre dois pontos positivos para torná-lo menos doloroso. O único problema é que isso pode não funcionar. A razão é porque muitas vezes o feedback negativo é vago e tão profundamente escondido entre os dois pontos positivos que passa despercebido. Uma ideia muito mais inteligente é ser honesto e direto, destacando o feedback construtivo.

Mude seu Mindset

É importante abordar o feedback a partir de um mindset de ajudar e treinar, em vez de repreender. Se você mudar seu mindset (sua mentalidade), isso ajudará a sua abordagem, e o feedback e o acompanhamento serão muito melhores.

KIT DE CURSOS: ESSENCIAL EMPREENDEDOR

Você também pode gostar dos posts:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *