5 tipos de inovação: para sua empresa e negócio

5 tipos de inovação
22 de novembro de 2021
Última modificação: 10 de novembro de 2021

Autor: Gustavo Nogueira
Categorias: Inovação

O que é inovação a princípio? Inovação” significa incorporar novas ideias. Sendo elas em tecnologias, bens, sistemas, serviços, organizações, modelos de negócios, etc. Contudo, a corrida mercadológica é cada vez mais depressa, afinal, vivemos a 4.0 Indústria. E saber quais tipos de inovação, para alavancar sua empresa, é um fator determinante. Ou até mesmo, essencial para seu negócio.

Atualmente, a palavra “inovação” tem sido ouvida com frequência. Então, com valores sem precedentes, podem aparecer, e de repente mudar o mundo. Temos aí, por exemplo: o Metaverso. Cujo tema é “inovador” e revolucionário a graus globais. Tomando conta de todas as manchetes e atenção do mundo.

Pois aqui estamos. E neste artigo vamos te mostrar quais são os 5 tipos de inovação, que sua empresa e/ou negócio devem, primordialmente, estabelecer como premissas sólidas para ter sucesso. 

Inovação x Invenção

Antes de mais nada, deve-se atentar como estes modelos estão sendo praticados dentro de uma empresa. Sendo que, a diferença entre inovação e Invenção, podem causar um overthinking em seu negócio. Porquanto, quando usadas incorretamente.

Onde abordamos aqui na FM2S a importância de mapas mentais. Pois caso confundidas, quando em processos de aplicabilidade após discutidas. Podem trazer resultados não tão, quanto esperados. Sendo um método, claro e muito sintetizado. Muito prático, para processos de negócios e sistemas de suprimentos. 

A princípio, denotamos um estudo de Clayton Christensen, professor da Harvard Business School. Que classifica, os tipos de inovação em duas categorias: inovação sustentável e inovação disruptiva. 

  • Inovação sustentável:  Refere-se à melhoria de produtos e serviços na mesma direção, de acordo com o feedback do cliente e as necessidades do mercado. 
  • Inovação disruptiva: Como o nome indica, destrói o conceito de produtos e serviços já existentes no mercado e cria novos produtos.

E a invenção ? Nada mais é do que criar algo. Trazer de forma física, intelectual ou tecnológica inexistente até então. Cujo tema ressalta, para um negócio conseguidas de processos, e estudos de mercado aprofundados. 

Na qual, primeiro deve ter relevância para as pessoas, testes contínuos e análises de previsão, caso aquela invenção precise rapidamente de um aprimoramento ou não. Percebe-se que é um sistema mais complexo.

A importância do brainstorming para os 5 tipos de Inovação

Em suma, o Brainstorming é um Design Thinking. Que soluciona estes ocorridos, na qual é utilizado na fase de ideação. É extremamente popular para equipes de design, e de experiência de usuário (UX).

Porque podem se expandir em todas as direções. Onde visamos diretamente a um problema. Assim, cria-se um design de ideias e inovações. Logo a produzimos e as sintetizamos, dentro de um arsenal de soluções potenciais. 

Segue nossos artigos que são exemplares claros, e objetivos. Para entendimento e praticidade, das técnicas de inovação, criatividade e brainstorming:

  1. Mapa mental para negócios;
  2. Inovação e criatividade empresarial;
  3. Técnica de brainstorming.

Quais são os principais tipos de inovação ?

Analogamente, a inovação a cada dia se alinham, à tecnologia e às ideias disruptivas. Porque elas não ficam limitadas apenas a estes determinantes. Para uma empresa e negócio, são essenciais conhecer, como também saber aplicá-las.

Portanto, é essencial sempre ter uma boa receptividade de mercado e tendências. Pois está preparado para esses tipos de inovação , requer sensibilidade, e constantes análises de buscas de indicadores emergentes.

Sob o mesmo ponto de vista, tenha um ambiente inovador. Desta forma, a comunicação interna trará resultados positivos a todo sua equipe. A seguir, apresentamos quais são esses tipos de inovação:

1. Inovação de produtos

Primeiramente, a Inovação de produto, que significa criar produtos e serviços completamente novos e introduzi-los no mercado. Salvo que não só apenas em termos de funções. Mas também em termos de facilidade de uso e outras tecnologias.

Afinal, é a base de qualquer empreendimento. Analisar uma deficiência e estudar uma demanda recorrente, ou então até mesmo uma qualidade crescente. Por isso é muito importante se qualificar e compreender seu cliente. Pois então, atendê-lo e entregar um produto lucrativo e que atenda suas necessidades.

2. Inovação de processos

Decerto a inovação de processo, refere-se a inovação por meio de novos processos de produção. Para a criação de produtos e serviços. Mudando o processo de produção que até agora era considerado “lento”. 

Logo, é possível melhorar a eficiência do mesmo e reduzir custos. Desta forma, é possível automatizar a logística, informações, fornecedores, e-mails, conferências, dentre outros. 

Desta maneira, centralizando todo o processo a seu controle em cada ponto em específico, até porque, mudanças de melhorias são contínuas. Onde oferecemos aqui na FM2S, um e-book gratuito te ensinando como preencher e organizar todas essas informações coletadas de sua empresa/negócio.

3. Inovação de mercado

A Inovação de mercado refere-se a criar em um novo método e se revolucionar. Na qual o foco é: Cultivar destinos de vendas e consumidores. Revisar métodos de marketing. Inovar métodos de promoção de vendas existentes. E dessa forma, aplicar em seu negócio.

Isso também se aplica a empresas em diferentes setores, iniciando novos negócios e nichos de mercado. Muitas empresas criam novos valores utilizando os recursos de negócios já existentes, como habilidades e know-how.

Objetivando um número maior de variações. De como é entregado um serviço ou produto. A princípio, estas alterações podem ser consideravelmente atrativas aos olhos dos consumidores. Na qual, altera toda perspectiva de um produto em si no mercado de vendas.

4. Inovação de cadeia de suprimentos

A inovação da cadeia de suprimentos otimiza fornecedores de: Matéria-prima; Rotas de suprimento; E métodos de entrega para os consumidores fazerem os produtos. Inicialmente, uma cadeia de suprimentos é uma série de movimentos setoriais. Na qual representam o fluxo de produtos e serviços de uma empresa.

Ao inovar todos os processos de fornecimento, incluindo: compras, fabricação, transporte e vendas. Você será capaz de reduzir custos significativamente. Logo, criando novos valores, vemos como é muito importante se atentar, e construir um negócio que seja fluido e o mais prático possível.

Por fim, evitando atritos de vendas, burocratização de termos e o tempo de entrega. São determinantes que valem muito para se inovar. Em nosso artigo da FM2S, te explicamos exatamente como funciona um modelo de cadeia de suprimentos completo. E com técnicas Belts, para tal.

5. Inovação organizacional

A inovação organizacional, é indispensável para iniciar as quatro inovações citadas anteriormente. De fato, se você não está ciente disso, a probabilidade da inovação ocorrer será menor. Portanto, é importante criar um ambiente onde a inovação possa ocorrer e introduzir mecanismos e sistemas.

Visto que a influência dos valores de uma empresa, e a forma como é organizado as tarefas e distribuição de informações, ideias e serviços. São primordialmente, a base contínua deste processo. O Kaizen explica muito bem essa habilidade de melhoria e organização-inovação.

Em síntese: Altere o índice de avaliação; Forneça incentivos para ideias dos funcionários; E crie uma caixa de orientação. Isto é, para que as opiniões possam ser comunicadas diretamente à gerência. Com esse mecanismo, torna-se mais fácil gerar inovação.

Entenda os tipos de inovação com o curso FM2S

Antes de tudo, um recrutador ao contratar um profissional,  denota indicadores essenciais e atribuições de qualificações. Como preliminares, ou até mesmo de promoção da vaga.

Então sendo elas a capacidade e performance de Inovar. Como também, sendo uma expertise de aplicar ao seu próprio negócio/empresa, e se destacar. 

Pois então, oferecemos aqui nosso curso totalmente gratuito, de Criatividade – Princípios e Técnicas, onde são mais de 3.000 alunos que se qualificaram e obtiveram seu certificado.

Criatividade - Princípios e Técnicas

Cujo tema, que abordamos em nossa grade de qualificação na prática, são:

  • A técnica do SITSystematic Innovative Thinking. Que nos dá diversas maneiras de bolar ideias diferentes; Porém com objetivos bem aplicados;
  • Técnicas de Pensamento Lateral; Onde nos coloca a pensar fora da caixa. Com a finalidade de alternativas incrementais ou radicais. Com o proposito e intuito de suprir nossos objetivos;
  • O método Ingenious; Que diz quais aspectos podemos trabalhar do ponto de vista gerencial. Para criar ambientes mais criativos;
  • A técnica do TRIZ. Onde nos fornece diversos: Conceitos, inventivos, soluções de problemas, principalmente de engenharia e processos.

Leia mais

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *