Qual é a primeira lei da inovação digital? Como funciona?

inovação
28 de julho de 2019
Última modificação: 28 de julho de 2019

Autor: Paula Louzada
Categorias: Blog, Liderança

Qual é a primeira lei da inovação digital? Como funciona?

A maioria de nós já ouviu falar da lei de Moore. A “lei” criada há mais de 40 anos pelo co-fundador da Intel, Gordon Moore, ajudou a moldar o ritmo da inovação por décadas. Focando originalmente no poder de computação dos chips semicondutores, Moore afirmou em 1975 que a densidade do transistor dobra aproximadamente a cada dois anos. Como as tecnologias e as arquiteturas de computação mudaram, o tempo de duplicação e a medida de desempenho mudaram, mas a natureza da lei não mudou. O poder de computação cresce exponencialmente. Enquanto as pessoas agora estão prevendo o fim da lei de Moore, o crescimento exponencial do poder de computação continua à medida que surgem novas tecnologias e arquiteturas, além da inovação digital.

A marcha implacável da tecnologia é muito boa para empresas que vendem tecnologia e para analistas, jornalistas e consultores que vendem consultoria tecnológica para gerentes. Mas nem sempre é tão bom para os próprios gerentes. Isso porque a lei de Moore é apenas parte da equação da inovação digital. E é uma parte menor do que muitas pessoas imaginam.

Mas há também a proposta de uma nova lei, criada por George Westerman e que pode ser chamada de a primeira lei da transformação digital. É assim:

A tecnologia muda rapidamente, mas as organizações mudam muito mais lentamente.

Essa lei é a razão pela qual a transformação digital é mais um desafio de liderança do que técnico. Grandes organizações são muito mais complexas para gerenciar e mudar do que as tecnologias. Eles têm mais partes móveis, e essas partes, sendo humanas, são muito mais difíceis de controlar. Os sistemas de tecnologia agem em grande parte de acordo com suas instruções e os componentes de tecnologia fazem basicamente o que eles são projetados para fazer. Mas os sistemas humanos são muito diferentes. Embora seja relativamente simples editar um componente de software ou substituir um elemento por outro, não é nem de longe fácil mudar uma organização.

As organizações são um equilíbrio negociado entre as necessidades dos proprietários e as necessidades dos indivíduos. Esse equilíbrio é difícil de alcançar e ainda mais difícil de mudar. Pense na última vez em que você lançou uma nova transformação importante no seu negócio. Ou quando seu chefe fez. Simplesmente dizendo que você está se transformando, não faz isso. Você precisa convencer as pessoas de que elas precisam mudar e então você precisa ajudá-las a mudar na direção certa. Se você fizer certo, você os animará o suficiente para começar a sugerir maneiras de fazer mudanças ainda melhores.

Ajude sua organização a transformar

Como a transformação digital é mais um desafio de liderança do que técnica, é essencial concentrar a atenção gerencial no desejo das pessoas de mudar e na capacidade de mudança da organização. Você quer converter a transformação digital de um projeto em uma capacidade. Para fazer isso, concentre-se em três áreas principais:

Mude a visão

A maioria das pessoas não gosta de mudar. Se você está promovendo mudanças, precisa ajudar outras pessoas a ver os benefícios. É aí que entra uma visão transformadora. Ajude as pessoas a ver um motivo para mudar e como elas podem desempenhar um papel para que isso aconteça. Sem uma visão clara e convincente, as pessoas fornecerão, na melhor das hipóteses, apenas apoio morno. A maioria escolherá ignorar a mudança, esperando que ela desapareça. Alguns podem até optar por combatê-lo, quer abertamente ou, mais frequentemente, secretamente.

Grandes visões pintam uma imagem clara de uma empresa melhor – uma que é melhor para clientes e funcionários. Você precisa ajudar as pessoas a entender por que a nova visão é melhor que a maneira antiga de trabalhar. E você precisa ajudar os funcionários a entender como eles se encaixam no processo de transição e no futuro. Se você definir o estágio corretamente, eles podem até sugerir maneiras de transformar a visão em realidade.

Mude a plataforma

Embora a tecnologia não crie valor por si só, ela certamente pode inibir o valor quando mal feita. Em muitas organizações, as plataformas legadas – processos corporativos complicados e teias confusas de sistemas de TI desatualizados e entrelaçados – são a principal fonte de inércia e custo para a transformação digital. É difícil criar uma experiência unificada do cliente, por exemplo, se seus sistemas não fornecerem uma visão unificada do cliente. É difícil lançar novos modelos de negócios baseados em análises se seus dados estiverem confusos ou se seus processos não estiverem integrados.

Assim, para fazer com que as novas inovações digitais sejam bem-sucedidas, as empresas devem muitas vezes investir na correção de suas tecnologias antigas. Isso pode ser muito difícil. Geralmente, é necessário o lançamento de uma nova plataforma capaz de lidar com os requisitos do digital ao vincular-se aos sistemas antigos. E isso geralmente requer a limpeza de espaguetes de sistemas caóticos que podem retardar as mudanças e aumentar o risco. Construir um data warehouse ou data lake pode ser uma solução decente de curto prazo, mas em algum momento você precisará resolver problemas na própria plataforma legada.

Mude a maneira como a organização colabora

Em muitas empresas, equipes tradicionais e digitais não funcionam bem juntas. As questões de incentivo podem fazer com que as pessoas nas unidades tradicionais se concentrem mais em si mesmas do que em inovações digitais ou híbridos digitais/tradicionais valiosos. Enquanto uma visão poderosa pode começar a criar impulso, as questões de organização e incentivo podem parar a transformação em suas trilhas. A correção desses problemas organizacionais exige comunicação repetida, incentivos claros e, às vezes, ações visíveis para disciplinar as pessoas que estão trabalhando na direção errada.

Uma importante colaboração interna a ser feita é entre a TI e o restante dos negócios. As melhores empresas encontraram maneiras para os líderes de negócios e de TI trabalharem juntos na condução da transformação. As unidades de TI tornaram-se mais rápidas e com mais experiência em negócios, as unidades digitais encontraram formas de trabalhar com a TI e não em torno dela, e os líderes de negócios começaram a incluir as duas na tomada de decisões estratégicas. Mesmo quando as empresas construíram uma divisão digital separada, os líderes de TI e digitais nas melhores empresas colaboraram sem problemas para impulsionar a transformação.

Transforme a transformação digital de um projeto em uma capacidade

As pessoas não precisam ser uma fonte de inércia. Nas empresas digitais em movimento rápido que todos conhecemos, as pessoas são uma fonte de inovação e energia contínuas. Elas sabem para onde a empresa está indo, têm uma insatisfação saudável com a maneira como as coisas funcionam e constantemente sugerem formas de melhorar as coisas. Este pode ser o caso em todas as empresas, sejam elas digitais ou não. Mas é preciso mais do que palavras – e mais do que apenas novas tecnologias – para criar o tipo de transformação digital de que sua empresa precisa.

Aqui estão seus trabalhos, líderes:

  • Crie uma visão convincente do futuro com tecnologia digital.
  • Promova conversas para que as pessoas possam entender a visão e o que isso significa para elas.
  • Limpe situações herdadas – sistemas de informação, regras de trabalho, incentivos, práticas de gerenciamento ou funções disfuncionais – que retardam ou impedem mudanças.
  • Comece alguns pilotos para construir o momentum.
  • Crie conversas para estimular diferentes partes da empresa a usar e desenvolver o trabalho inovador de outras pessoas.

Você estará criando uma capacidade de transformar, e não apenas um conjunto de projetos de transformação. Quando isso acontece, a transformação digital nunca pára. Em vez disso, torna-se um processo contínuo em que os funcionários e seus líderes identificam continuamente novas formas de mudar a empresa para melhor.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + 17 =