Melhoria Contínua: o que é e como isso muda as empresas?

Melhoria Contínua
07 de dezembro de 2018
Última modificação: 07 de dezembro de 2018

Autor: Virgilio Marques Dos Santos
Categorias: Blog, Melhoria de Processos

O que é a melhoria contínua e como ela fortalece as empresas que adotam esta metodologia?

Noções básicas de melhoria contínua

Melhoria contínua é um processo essencial para o sucesso dos negócios no longo prazo. Ele age como uma força poderosa, em ação nos bastidores das empresas mais bem-sucedidas do mundo. Todos os dias, esta técnica promove inovação e eficiência nas diversas áreas do mercado.

Como o nome sugere, a melhoria contínua é um esforço ininterrupto pelo incremento na qualidade geral de produtos, processos e serviços. Estes incrementos podem vir por meio da redução do desperdício e do aumento da eficiência. Esse modelo de trabalho gera uma vantagem competitiva para as organizações que o sustentam, porém a consistência não é fácil de ser alcançada.

Não é incomum que a própria menção do termo melhoria contínua levante suspeitas no mercado devido a experiências negativas com a abordagem. Muitas vezes os líderes e funcionários foram submetidos a um “programa” de melhoria contínua que resultou em um grande esforço limitado à limpeza da área de trabalho, ou na utilização de quadros brancos.

Em primeiro lugar é necessário esclarecer que a melhoria contínua não é um programa. Ela não tem uma data de início ou fim, devendo ser adotada como processo de trabalho.

É fundamental deixar claro a todos os funcionários que o objetivo é a melhoria de resultados do negócio. Quando um líder tem um resultado comercial para alcançar, a última coisa que quer sentir é que outro departamento está interferindo em seu processo, criando distrações. Com a devida introdução da metodologia de melhoria contínua, todos os líderes devem estar compromissados com incrementos regulares nos resultados esperados.

Abastecendo o Mecanismo de Melhoria

A melhoria contínua está diretamente relacionada às estratégias adotadas pela empresa. Sem o alinhamento adequado da equipe de liderança e adesão do corpo empresarial, o compromisso com essa nova técnica será impossibilitado. Por esse motivo é necessário focar nos resultados obtidos a partir da implementação do processo de melhoria contínua.

É importante iniciar a conversa e introduzir a técnica como meio para atingir os objetivos da empresa e tornar os processos mais eficientes. Isso tornará a adoção pela chefia mais provável, fácil e sustentável.

Os nossos cursos de Lean e Six Sigma, por exemplo, podem ajudar no processo de implementação.

Lembre-se, é natural que as pessoas foquem em que tipo de vantagem elas poderão ganhar com essas novidades. Então não deixe de explicar os motivos este método ajudará no crescimento do negócio como um todo.

É possível ver reflexos nos processos de contratação e treinamento de empresas que adotaram essa prática como valor importante. Mudanças também ocorrem nos sistemas de avaliação e compensação de funcionários, que tendem a recompensar melhor e de maneira mais justa aqueles que estão investindo seu tempo para a manutenção da melhoria contínua. Ao você visitar uma empresa que se destaca por conta dessas metodologias, os sinais de melhoria contínua são visíveis em todos os aspectos da cultura.

Por que a melhoria contínua é importante?

Muitas empresas compreendem a importância do conceito de melhoria contínua, porém lutam para montar um plano de melhoria coeso. Para solucionar esses problemas, especialistas em eficiência e consultoria podem ser acionados.

Outra alternativa é certificar-se em metodologias como o Seis Sigma e o Lean. Se quiser saber mais sobre nossos cursos, é só acessar este link.

As organizações que aderem à melhoria contínua reconhecem a importância dessa prática para fortalecer a qualidade de um produto, melhorar a satisfação do cliente e oferecer serviços mais eficientes.

Quais resultados devemos esperar após adotar a técnica da melhoria contínua?

Ao ser implementada, a técnica da melhoria contínua mostrará resultados de duas maneiras:

  • Incremental: ocorrendo lentamente, com pequenos incrementos, ao longo do tempo
  • Explosão: mudança significativa e repentina

Embora existam mudanças súbitas a partir de novas descobertas, a maioria dos resultados da melhoria contínua aparecerão de forma incremental por um longo período de tempo.

Os seus processos atuais são hábitos arraigados em sua organização. Por isso, é importante lembrar que a mudança não será fácil e deve ser feita de maneira cautelosa. É necessário definir antecipadamente as novas expectativas e garantir que a empresa reconheça e recompense o comportamento correto criando a base para a verdadeira mudança cultural.

Como a melhoria contínua se manifesta na indústria?

  • Em indústria de processos intensos e de aplicações, o programa de melhoria contínua permite a identificação de ineficiências ou gargalos. Isso proporciona a oportunidade de simplificar os métodos identificando desperdícios e aumentando a eficiência.

A melhoria contínua é inerente ao Sistema Toyota de Produção ou às metodologias Lean e ao uso do Kaizen.

  • Em aplicativos centrados em produtos de hardware, um programa de melhoria contínua baseado no feedback do cliente permite que o fabricante melhore a qualidade do produto, aprimore sua capacidade em versões subsequentes e identifique oportunidades para agilizar os processos de fabricação.
  • Em indústrias focadas em serviços, a melhoria contínua é implementada para melhorar a eficiência e fortalecer a qualidade dos serviços prestados. De catering a lavagens de carros, empresas devem medir regularmente a satisfação do cliente e observar suas atividades para identificar oportunidades de melhorar seus resultados.
  • Em muitas atividades e metodologias de desenvolvimento de software, como as abordagens ágil e em cascata, a teoria e a prática da melhoria contínua já são integradas à essas práticas.

Na abordagem em cascata, um produto é desenvolvido de acordo com especificações detalhadas e o aplicativo completo é testado em busca de erros. Os chamados bugs são reparados e uma nova versão é testada, com a expectatIva de um número cada vez menor de falhas ao longo do tempo.

Os métodos ágeis incorporam ciclos de desenvolvimento mais curtos e fornecem feedback contínuo ao cliente, com incrementos menores, porém frequentes, na qualidade e no desempenho.

O que é o ciclo PDCA e a metodologia Kaizen?

O ciclo de Shewart, também conhecido como PDCA, e a metodologia Kaizen são os frameworks mais conhecidos para suportar a melhoria contínua.

O ciclo PDCA consiste em:

  • Planejar: identifique uma oportunidade e crie um plano para melhoria.
  • Fazer: teste as mudanças em pequena escala, onde os resultados podem ser observados e medidos.
  • Verificar: avalie os resultados dos testes e resuma as lições aprendidas.
  • Agir: De acordo com os resultados, implemente a alteração em uma escala maior e monitore os resultados.

Lembre-se, o processo é como uma espiral. Se o teste falhar, repita todo o algoritmo de forma a melhorar. Se funcionar, monitore os resultados e recomece com um plano para promover melhorias adicionais.

O Kaizen, originado do termo japonês que significa “mudar para melhor”. Apresenta a perspectiva de que tudo pode ser melhorado, mesmo que seja de forma sutil. Melhorias incrementais contínuas ao longo do tempo são vistas como desejáveis ​​e podem se traduzir em qualidade aprimorada, custos reduzidos, processos de trabalho simplificados, redução de desperdício e, por fim, melhor satisfação do cliente. O Kaizen é uma parte crítica do amplo Sistema Toyota de produção.

Em ambas as técnicas, a melhoria contínua é considerada uma filosofia que estará presente em todos os momentos.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =