Há Projetos Lean e Projetos Lean

projetos lean
23 de novembro de 2015
Última modificação: 23 de novembro de 2015

Autor: Virgilio F. M. dos Santos
Categorias: Blog

Projetos LeanProjetos Lean: Na sexta feira, gravamos o nosso novo curso de Lean que até o final desta semana, estará disponível no nosso EAD. Nós desenvolvemos nosso curso de uma maneira um pouco diferente da tradicional. Por que? Porque a maioria das tentativas de implementar Lean que vemos por aí é bem superficial. A razão para isto é que muitas empresas focam demais nas ferramentas, como 5S e just-in-time, sem entender o Lean como um sistema que deve permear toda a cultura da organização.

Na maioria das empresas, onde o Lean é implementado, a liderança sênior não é envolvida nas operações do dia a dia e na melhoria continua que são parte fundamental do Lean. No Sistema Toyota, empresa em que a coisa toda foi criada, a abordagem é muito diferente. Quando vejo algumas pessoas vendendo ferramentas como o caminho para implantar o Lean, fico um pouco preocupado.

E, o que significa o termo Lean Enterprise?

No livro Pensamento Enxuto, o autores definem a manufatura enxuta como um processo de 5 etapas: definir valor sob a ótica do cliente, definir o fluxo de valor, criar o fluxo continuo, tornar o cliente o responsável por puxar a produção e a estruturar a busca contiuna pela excelência.  Já Taiichi Ohno, criador do sistema Toyota de Produção, define o Lean de uma maneira bem mais sucinta:

“Tudo que fazemos é olhar para a linha do tempo no momento em que o cliente faz um pedido até o momento que recebemos o dinheiro. Focamos em reduzir este tempo por meio da remoção das perdas e do que não agrega valor ao cliente. “(Ohno, 1988 apud Liker, 2011).

O que são Projetos Lean?

A Toyota aprendeu, depois da segunda guerra mundial, que quando você reduz seu leadtime e foca em manter suas linhas de produção flexíveis, você consegue melhorar sua qualidade, a capacidade de responder ao seu cliente, a produtividade e a melhor utilização dos equipamentos e do espaço.

Infelizmente, muitas das empresas que nós encontramos implantando seu Projeto Lean por meio do 5S, VSM e outras ferramentas mais, ainda utilizam técnicas de produção em massa. A produção em massa focava na eficiência dos processos individualmente e fazia alusão às ideias do Frederick Taylor e a famosa Administração Científica. Esta abordagem tentava eliminar a perda do processo de produção.

Por isto, elaboramos este curso de Lean diferente. Falamos das ferramentas importantes do Lean, mas também falamos da importância de mudarmos a filosofia de gestão. Entregar o que o cliente quer cada vez mais rápido e com a flexibilidade que ele demanda, é nossa missão. Quando falamos de Lean, a visão do Taiichi Ohno é a que mais me  satisfaz. Além de extremamente simples, é muito atual, pois numa sociedade de cauda longa e com cada vez mais pessoas integradas por meio da internet, a disponibilidade de ofertas é enorme.

Quais são os tipos de Projetos Lean?

Quick-Win

  • Implementação de uma solução simples para um problema conhecido
  • O problema está contido em um departamento, a causa raiz é conhecida e a correção é indolor
  • Também chamado de “Just-Do-It” ou Fast Track

Melhoria de processos

  • Redução incremental de defeitos, tempo de ciclo ou custo
  • A questão tem uma causa desconhecida e as soluções não são predeterminadas
  • Usa um dos roteiros DMAIC, Lean ou PDCA

Projeto de processo

  • Criação de um processo novo e inexistente
  • Não existe um processo existente para análise que exija benchmarking e coleta de COV
  • Usa um dos roteiros DFSS ou DMADV

Redesign do processo

  • Revisão de processos não capazes e existentes
  • O processo existe, mas as melhorias incrementais não serão capazes de satisfazer os requisitos
  • Também chamado de Reengenharia

Implementação de infraestrutura

  • Estabelecimento de sistemas de medição de chave
  • O monitoramento da capacidade do processo e são estabelecidos para focar melhor os esforços de melhoria
  • Também chamado de Gestão de Processos

Desta forma, precisamos entregar cada vez mais rápido o que o cliente quer. A plataforma EAD da FM2S é um passo que demos neste sentido, pois é possibilidade assistir aos cursos da FM2S do jeito e quando você deseja. A FM2S acredita no modelo puxado de educação e por isto, desenvolvemos sob demanda muitos de nossos cursos. Grande abraço. E antes que me esqueça, se você gosta dos nossos assuntos, faça o Green Belt ou o Black Belt. Vai adorar.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + 8 =