O que é Gestão Financeira? Como aplicá-la na sua empresa?

Gestão Financeira
08 de junho de 2020
Última modificação: 08 de junho de 2020

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Blog, Gestão Financeira

Gestão Financeira

É comum encontrarmos pessoas que se dizem saber o que é gestão financeira, mas ao realizar essa tarefa, acaba cometendo equívocos que podem resultar em graves problemas. Este é um processo que envolve análises de dados e é fundamental não apenas em seu conceito, mas também em saber como tirar o melhor proveito sem cometer erros.

O gerenciamento financeiro é uma ação essencial para qualquer organização gerenciar recursos financeiros. Um gerente financeiro realiza atividades como planejamento de finanças, organização, direção e controle de fundos organizacionais. Esse gerenciamento diz respeito ao que o gerente faz para atingir metas e objetivos organizacionais.

Um bom gerente é um bom planejador, organizador, diretor e controlador de entrada e saída de fundos. O objetivo final de um gerente financeiro é maximizar o valor da organização. Vamos conhecer agora, no detalhe, o que é gestão financeira, qual a sua importância nos negócios e também alguns fatores que devem ser olhados com mais cuidado de onde podemos tirar conclusões poderosas.

O que é Gestão Financeira?

O processo de planejamento, organização, análise, decisões estratégicas relacionadas à captação, manutenção e administração de recursos são as atividades que fazem parte da gestão financeira, ou seja, todo o conjunto de medidas que visa potencializar as receitas de uma organização compõem a gestão financeira.

Algumas questões dizem muito respeito a saúde financeira da sua empresa e algumas destas questões são chave para você saber como anda o seu negócio, são elas:

  • O que gera mais despesa para sua empresa?
  • Quais são os principais clientes?
  • Onde se concentram os maiores investimentos?
  • Quais despesas lhe requerem mais atenção?

Essas questões são primordiais e você deve saber as respostas “na ponta da língua”. Para os que não sabem, tomem cuidado: é provável que você não tenha um bom controle financeiro do seu negócio.

Para uma análise aprofundada do seu negócio você deve estar atento a alguns fatores como o fluxo de caixa, estoques e a gestão de clientes. Vamos conferir como esses fatores impactam o bem estar financeiro da sua empresa, como ter controle e tirar o melhor proveito de cada um

Fluxo de caixa

Fluxo de caixa é a quantia líquida de caixa e seus equivalentes transferidos para dentro e para fora de uma empresa. No nível mais fundamental, a capacidade de uma empresa de criar valor para os acionistas é determinada por sua capacidade de gerar fluxos de caixa positivos ou, mais especificamente, maximizar o fluxo de caixa livre de longo prazo.

É através do fluxo de caixa que é possível tirar diversas conclusões a respeito de uma empresa, como atrasos de pagamentos, saber quais são as contas a pagar/receber e realizar projeções. Por exemplo: fluxo de caixa positivo indica que uma empresa está adicionando às suas reservas de caixa, permitindo reinvestir na empresa, pagar dinheiro aos acionistas ou liquidar pagamentos de dívidas futuras.

Estoques

Eis aqui uma questão complicada e importante para a gestão financeira da empresa e para falar a respeito disso, vou utilizar a visão da metodologia Lean Manufacturing.

Essa metodologia é aliada ao just-in-time, sistema de produção puxado, ou seja, a produção é comandada pela demanda, com baixos níveis de estoque. Essa premissa é muito importante pois deixar uma mercadoria parada por muito tempo significa dinheiro parado que, muitas vezes poderia estar sendo investido em outros setores.

Aproveite para conhecer mais da metodologia Lean Manufactruing, acesse a Plataforma EAD FM2S e confira nossa formação Lean.

Para produtos de demanda altamente flutuante, o recomendado é que se crie um estoque e segurança, porém este estoque deve ser calculado pois devemos considerar também os custos de aluguéis de armazéns, além da própria mercadoria. Sistemas ERP ajudam a integrar diversa áreas da empresa como produção, financeiro e estoque e, muitas vezes, pode ser a chave para o seu negócio.

Para você que quer se aprofundar na gestão de estoques, recomendamos os seguintes conteúdos:

Gestão de Clientes

A primeira pergunta que as pessoas costumam fazer é: o que a gestão de clientes tem a ver com a gestão financeira? Pois bem, os clientes são a fonte de renda da sua empresa e realizar uma boa gestão dos mesmos pode ser a chave para alavancar seu negócio ou até mesmo conseguir se estabelecer diante de uma crise.

Compreender as necessidades dos clientes e oferecer serviços de valor agregado são reconhecidos como fatores que determinam o sucesso ou o fracasso das empresas. Assim, cada vez mais empresas começam a atribuir grande importância ao gerenciamento eletrônico do relacionamento com o cliente, que se concentra nos clientes em vez de produtos ou serviços, ou seja, considerando as necessidades do cliente em todos os aspectos de uma empresa, garantindo a satisfação dos clientes.

É importante se atentar para o número de clientes fiéis a sua base, os novos clientes e, principalmente os clientes que deixaram de adquirir seus produtos. Procure saber quais foram os motivos que motivaram a saída deles e busque ações mediantes a isso. É importante ressaltar também que precisamos mudar a visão sobre uma venda: não é apenas a venda e entrega de um produto/serviço, é a experiência do usuário no relacionamento com a sua empresa.

Se você deseja entender mais sobre o relacionamento com clientes confira também:

CRM: Como esse processo pode revolucionar seus resultados?

Tributos

A questão tributária é uma outra questão que chama atenção dos gerentes financeiros. Deve-se estar atento às alíquotas de cada produto e realizar os pagamentos de uma maneira inteligente, principalmente nestes casos onde uma parcela de sua receita já tem um destino certo.

Acredito que a principal medida a se tomar conta aqui é evitar atrasos. Acredito que apenas isso já faria com que boa parte de um dinheiro fosse gasto desnecessariamente com juros e outras multas. Em contrapartida, enquanto não chega a hora de a sua empresa quitar essas obrigações não faça. Existem formas de investimento que tornam essa espera mais rentável.

Muitas vezes vale a pena conversar com o seu gerente do banco, especialistas ou até mesmo uma consultoria para ver algumas possíveis soluções e determinar uma opção mais inteligente.

Uso de Sistemas

Bem como foi proposto para o controle de estoques, o uso de sistemas ERP que integram recursos, finanças, estoques, produção e demanda, são ótimas saídas para as empresas, mas que também exigem grandes investimentos.

A ideia é concentrar todo o controle em um único local que possa ser acessado facilmente a título de alguma consulta ou até mesmo fiscalização. É uma forma também de você se proteger de possíveis desvios de mercadoria ou dinheiro, deixando todos os setores integrados.

Em geral esse tipo de sistema é recomendado para empresas de médio a grande porte, porém existem soluções para todos os tamanhos, vale a pena conferir o valor desse investimento e colocar na balança o quanto facilitaria o seu negócio em detrimento do dinheiro investido.

Importância da Gestão Financeira

A importância do gerenciamento financeiro é vital para uma organização. É um caminho para atingir metas e objetivos. O gerente financeiro mede a eficiência organizacional por meio de alocação, aquisição e gerenciamento adequados. Melhora a eficiência operacional, fornecendo um suprimento oportuno de fundos. As seguintes importâncias são encontradas na gestão financeira:

  • Fornece orientação no planejamento financeiro;
  • Auxiliar na aquisição de fundos de diferentes fontes;
  • Ajuda a investir a quantidade adequada de fundos;
  • Aumentar a eficiência organizacional;
  • Reduz o atraso na produção;
  • Reduzir os custos financeiros;
  • Ajuda a empresa a tomar decisões financeiras;

Se você tem problemas de orçamento na sua empresa, conheça o Lean Manufacturing e aprenda como enxergar e eliminar quaisquer desperdícios. Inicie já a sua formação com o curso de Introdução ao Lean.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *