Ferramentas de Gestão Ágil: tudo o que você precisa saber sobre o assunto

Ferramentas de Gestão Ágil tudo o que você precisa saber sobre o assunto
29 de abril de 2022
Última modificação: 29 de abril de 2022

Autor: Augusto Fontoura
Categorias: Gestão de Projetos

As ferramentas e técnicas para gestão Ágil são fundamentais para otimizar demandas empresariais. Curioso (a)? Acompanhe o conteúdo a seguir! 

Ter as melhores metodologias e ferramentas de gestão são fundamentais para que a equipe trabalhe de maneira estratégica e focada. 

No entanto, é preciso compreender quais são os objetivos e necessidades de um determinado projeto. 

É importante ressaltar que cada ferramenta e estratégia atende um tipo de necessidade. Mas, todas possuem recursos imprescindíveis para atender as necessidades do seu negócio. 

Sabendo da importância de boas ferramentas para o dia a dia empresarial, preparamos um conteúdo completo para você; onde te apresentamos as melhores soluções. 

Para entender mais, confira o artigo a seguir: 

O que são técnicas de gestão?

As técnicas de gerenciamento permitem que as empresas melhorem o seu fluxo de trabalho e facilitem os processos operacionais internos, de modo com que os procedimentos sejam simplificados. 

A gestão também permite que os gestores façam um monitoramento eficiente do desempenho da equipe. 

De modo com que as informações sejam utilizadas para estabelecer novas estratégias visando a melhora da qualidade da performance. 

Neste sentido, tanto as ferramentas, quanto os profissionais estão voltados para a melhora da rotina e da motivação do time.  

Consequências da escolha de uma técnica de gestão de projeto ágil

Uma metodologia inconsistente e sem ferramentas podem implicar em um maior gasto de recursos e até mesmo o fracasso do projeto. 

Além disso, a ausência de uma técnica impacta na satisfação dos membros da equipe e causa problemas com o cliente – uma vez que também pode acontecer a redução de recursos em uma área que não poderia ser reduzida. 

Características devem ser consideradas na gestão ágil?

No momento em que for escolher uma metodologia de gestão do seu projeto ágil, é fundamental que o gestor conheça o projeto a fundo.

Em outras palavras: é preciso conhecer quais são os propósitos daquele projeto e quais são as expectativas sobre ele. 

Quando se tem funcionalidades definidas, o ideal é utilizar métodos tradicionais como, por exemplo, PMBOK. 

No entanto, caso não haja definição, o uso de gestão de projetos ágeis é a melhor solução. 

Mas, caso você esteja se perguntando “Quais são essas técnicas?” Não se preocupe! Iremos detalhar a seguir, tudo o que você precisa saber sobre cada uma delas: 

SCRUM 

é um método de gestão ágil, que pode ser adotado em qualquer tipo de demanda. Isso porque, essa técnica é flexível e muito utilizada em projetos que podem haver mudanças repentinas. 

Dentro dele, os projetos são divididos em etapas; ou sprints que se tornam metas menores, que devem ser cumpridas em um tempo menor, geralmente 3 ou 4 semanas. 

Ao final de cada sprint, os líderes avaliam os resultados, onde erros e acertos são detectados a fim de estabelecer melhorias para as próximas etapas. 

Faz parte do SCRUM, reuniões diárias com o intuito de avaliar o que foi concluído no dia anterior e definir as prioridades do dia. 

Esse tipo de alinhamento permite que o projeto esteja alinhado com as suas necessidades e os gestores podem dar feedbacks regularmente. 

Kanban

O Kanban é um sistema de organização que permite o controle das mais diversas tarefas – é como uma linha de produção.

Ele pode ser facilmente utilizado em projetos onde não há tempo para consultas em planilhas ou em outros sistemas de gestão. 

Para tanto, é preciso que ele esteja visível para todos os envolvidos e claro, que haja uma boa combinação de elementos visuais que permitam o melhor entendimento. 

O sistema Kanban é utilizado de maneira simples: basta criar colunas indicando cada etapa e nelas, são adicionadas post its coloridos para cada tarefa a ser realizada. 

A quantidade de colunas varia de acordo com as necessidades do seu projeto e para cada tarefa ou etapa concluída, esse post é mudado de coluna. 

Entre as colunas mais utilizadas nesse método estão: 

  • A fazer;
  • Para hoje;
  • Em andamento; 
  • Feito. 

No entanto, vale ressaltar que essas são as mais utilizadas, mas podem ser alteradas de acordo com o gestor. 

Extreme Programming

O Extreme Programming é a técnica ideal para a gestão de prazos curtíssimos, cenários instáveis e projetos complexos. 

Ele também é uma excelente alternativa para ambientes onde podem acontecer mudanças repentinas. 

O modelo não é focado no agendamento de tarefas, mas atua no mindset dos líderes e das suas equipes. 

Sendo assim, ele auxilia a equipe a passar por situações que não estão sob o seu controle de maneira mais produtiva. 

Feature-Driven Development

É um método ágil, que pode ser aplicado no desenvolvimento por requisito funcional de um projeto. 

Enquanto o SCRUM é focado no gerenciamento de tarefas, o Feature-Driven Development foca no desenvolvimento das funções e ele é baseado em:

  • Análise orientada a objetos;
  • Criação da lista de funcionalidades ou decomposição funcional;
  • Planejamento incremental por funcionalidade;
  • Detalhamento de funcionalidade orientado a objetos;
  • Construção por funcionalidade.

Por mais que se planeje todas as funcionalidades, elas são desenvolvidas de maneira que só haja continuidade, após testes de funcionalidade e  alinhamento com o cliente. 

O FDD pode ser utilizado em paralelo ao SCRUM e demais metodologias, mas isso depende das necessidades do projeto. 

 Adaptive Software Development

Mais utilizado em projetos de TI onde há mudanças repentinas, o Adaptive Software Development permite que os usuários criem demandas de acordo com as suas expectativas. 

Esse método permite que a estrutura seja detalhada e o andamento é realizado por etapas. Onde há a possibilidade de analisar cada uma delas e se necessário, realizar mudanças. 

Pode-se dizer que esse modelo é muito flexível e pode ser combinado com outros métodos. 

O seu projeto não pode esperar!

Agora que você conhece os melhores métodos de gestão ágil, certamente o seu projeto tem tudo para ser um sucesso. 

No entanto, somente uma equipe capacitada poderá obter os melhores resultados. Isso porque, não basta apenas experiência; é preciso ter conhecimento estratégico dos métodos e isso você só adquire quando investe em um curso que te qualifica. 

Para isso, é fundamental que você tenha a certificação que te colocará pronto para atuar na área. 

Nós temos como objetivo acelerar o crescimento profissional de nossos alunos por meio de uma experiência educacional única, fundamentada em conceitos sólidos, linguagem simples, ferramentas e exemplos práticos.

Aqui na FM2S, com o curso de Gestão e Projetos, você irá aprender:

  • Entenda os 47 processos e os conceitos-chave de gerenciamento de projetos, conforme as melhores práticas do Guia PMBOK® do PMI®;
  • Desenvolva um projeto para que tenha contato com o ambiente de um gerente de projetos profissional, e aplicar os modelos e ferramentas dos exercícios em seus próprios projetos.

E ainda terá acesso a:

  • Apostila digital para acompanhamento das aulas;
  • Exercícios para fixação do aprendizado;
  • Suporte às dúvidas dentro da plataforma EaD da FM2S;
  • Certificado de conclusão em “Gestão de Projetos PMBoK”;
  • Carga horária: 40 horas distribuídas em 64 aulas.

Em caso de dúvidas sobre o curso de Gestão e Projetos, acesse aqui e dê um passo a mais na sua carreira 


Leia mais:

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.