Como lidar com perguntas de entrevista de maneira mais eficaz?

entrevista
24 de maio de 2019
Última modificação: 24 de maio de 2019

Autor: Paula Louzada
Categorias: Blog, Carreira

Como lidar com perguntas de entrevista de maneira mais eficaz?

Você está no meio de uma entrevista para uma promoção que você realmente quer e você acha que está indo bem até agora. De repente, o entrevistador faz uma pergunta que você não sabe como responder e isso te pega despreparado. Seu coração afunda e você começa a falar sem saber como terminará a frase. Você não precisa ver o rosto do entrevistador para saber que você lidou mal com essa questão.

Como você responde a perguntas em uma entrevista pode te ajudar ou acabar com sua chance de conseguir uma promoção ou um novo emprego. Neste artigo, exploraremos como você pode responder às perguntas mais difíceis de maneira elegante e inteligente.

A importância da preparação

É comum que os entrevistadores façam perguntas difíceis. Eles não estão fazendo isso para te enganar, eles simplesmente querem ver o quão bem você se comporta sob pressão e se você pode pensar por si próprio. É por isso que a preparação é tão importante.

Quando você se prepara completamente para uma entrevista, você se sente menos estressado e sua autoconfiança aumenta. Isso ajuda você a ter uma boa primeira impressão e mostra que você é organizado, atencioso e capaz de lidar com a pressão.

A preparação ajuda você a refletir sobre experiências significativas no local de trabalho, incluindo realizações e histórias que mostrarão seus pontos fortes e habilidades. Pode ser difícil pensar nessas coisas na hora e você pode perder uma oportunidade importante de demonstrar suas habilidades se você fizer um espaço em branco durante a entrevista.

Como se preparar para as perguntas da entrevista

Entrevistas não precisam ser estressantes; quanto mais você se preparar, menos nervoso você estará. Siga as seis etapas abaixo para lidar com as perguntas da entrevista de maneira eficaz.

Etapa 1: Colete informações

Você precisa coletar mais informações sobre o trabalho. Isso pode ajudá-lo a prever as questões que você pode enfrentar durante a entrevista, especialmente as que dizem respeito aos seus pontos fortes e fracos e aos fracassos e sucessos do passado.

Reserve um tempo para ler atentamente a descrição do trabalho e fale com as pessoas que trabalham no departamento ou equipe para a qual você está sendo entrevistado. Faça um brainstorm de perguntas que os entrevistadores possam fazer com base no que você encontrar. Por exemplo, que conhecimentos, habilidades ou experiências você precisa? Quais habilidades você desenvolveu em sua função atual que o ajudarão? Como sua compreensão da organização beneficiará sua nova equipe? Quais problemas você deverá resolver? Quem se reportará a você?

Etapa 2: Pesquise você mesmo

Qual é a sua reputação dentro da organização? O que os membros da sua equipe e seu chefe diriam sobre você? Você gasta tempo com colegas fora do trabalho ou as pessoas acham que você é anti-social? Mesmo que você tenha uma ótima reputação no trabalho, sabe o que aconteceria se um entrevistador buscasse seu nome on-line? Existem imagens, comentários, perfis ou associações que possam prejudicar sua imagem profissional?

Pesquisando a si mesmo, você pode descobrir o que seu entrevistador verá e será menos provável que você se surpreenda com uma pergunta que não esperava. Ele também lhe dará a chance de remover ou preparar respostas ponderadas a quaisquer fotos, tweets, postagens de blogs ou comentários que sejam questionáveis ​​ou negativos.

Passo 3: Pense em seus pontos fortes e fracos

O entrevistador provavelmente pedirá que você fale sobre seus pontos fortes e fracos. Faça uma lista destes de antemão, para que você possa fornecer uma resposta rápida e honesta que o coloque em uma boa luz. (Você pode usar o autoteste StrengthsFinder ou executar uma análise SWOT pessoal para identificá-los.)

Seja honesto quando falar sobre suas fraquezas, mas mantenha seus comentários breves e positivos. Concentre-se em um que você está trabalhando e forneça exemplos de seu progresso. Por exemplo, “Minha maior fraqueza costumava ser minha habilidade de comunicação. Mas eu tenho melhorado através da auto-estudo e prática e agora eu entro em contato com todos os membros da equipe no início da manhã para compartilhar as atualizações do projeto pessoalmente.”

Quando falar sobre seus pontos fortes, concentre-se naqueles que mais usará nessa função e defina sua resposta para ilustrar como os específicos ajudam a atender às necessidades da organização.

Além disso, passe algum tempo pensando sobre seus próprios objetivos de carreira e como essa posição o ajudará a alcançá-los. Os entrevistadores querem saber sobre sua paixão e o que a motiva, então você precisa ser capaz de articular claramente como esse papel o ajudará a progredir.

Etapa 4: Identifique as suas principais competências

Analise cuidadosamente a descrição do trabalho, pois isso ajudará você a identificar as competências necessárias para desempenhar a função com eficiência. Observe os anúncios de quaisquer outros trabalhos no mesmo departamento, pois eles também podem usar a mesma estrutura de competências. Por exemplo, você precisará demonstrar responsabilidade, foco no cliente, conhecimento do setor, boa capacidade de comunicação, trabalho em equipe ou visão?

Reflita sobre como você as cumpre em seu papel atual e prepare cinco a sete exemplos para demonstrar isso. Em seguida, pratique responder perguntas positivas e negativas baseadas em competências. Certifique-se de que você pode se lembrar deles, mas evite memorizá-los – caso contrário, você parecerá inautêntico.

Passo 5: Aprenda a pensar em seus pés

Muitos entrevistadores vão colocá-lo no local para ver o quão bem você trabalha sob pressão. Eles costumam fazer isso fazendo uma pergunta difícil, como “Conte-me sobre o seu maior fracasso como gerente de projeto”.

Você precisa saber como pensar sozinho, para que possa responder adequadamente a perguntas difíceis. Comece respirando fundo; Isso inundará seu corpo com oxigênio e o ajudará a relaxar. Em seguida, reserve alguns segundos para pensar sobre sua resposta e não comece a falar até saber o que deseja dizer.

Repita a pergunta lentamente para confirmar que você entendeu, se você precisa de mais tempo para pensar ou pedir esclarecimentos. Você também pode solicitar mais tempo para formular sua resposta.

Etapa 6: Pratique

Usar o role-playing é uma das melhores maneiras de praticar respondendo perguntas da entrevista. Você pode descobrir como você pode reagir quando você é colocado no local, agindo em cenários com outra pessoa. Ele também ajuda você a ensaiar lidar com o estresse e pensar em seus pés, e isso pode aumentar sua autoconfiança.

A prática é essencial se você quiser se sentir confortável, confiante e autêntico durante a entrevista. No entanto, evite dar respostas escritas, o que provavelmente causará uma má impressão. Então, pratique até se sentir confiante e preparado e pare.

Perguntas comuns sobre entrevistas

Abaixo estão quatro estratégias que você pode usar para responder a perguntas típicas da entrevista.

1. “Conte-me sobre você.”

Este é um abridor de entrevista comum e previsível. Use essa oportunidade para contar ao entrevistador sobre seus interesses e experiências, mas certifique-se de que eles sejam relevantes para o papel. Fale sobre sua educação, histórico de trabalho, principais realizações e prêmios e metas futuras. Não gaste muito tempo falando sobre assuntos não relacionados ao trabalho, como família ou hobbies, a menos que o entrevistador pergunte sobre eles.

2. “Por que você quer mudar de trabalho?”

Essa é uma pergunta difícil e é importante manter sua resposta positiva. Não use isso como uma oportunidade para verbalizar suas reclamações, mesmo que tenha tido uma experiência ruim com seu último chefe ou departamento. Em vez disso, explique o que você aprendeu e dê motivos positivos para a sua transição profissional.

3. “Por que você está interessado neste trabalho?”

Sua resposta deve demonstrar porque você é um bom par para essa posição. Explique por que você está empolgado com o uso de seus pontos fortes, habilidades e conhecimentos para ajudar a organização a crescer e atingir seus objetivos.

4. “Conte-me sobre o pior chefe que você já teve antes de se juntar a essa organização.”

Os entrevistados se encolhem quando surge essa pergunta e com boas razões. É difícil responder porque você não quer falar mal de um ex-chefe, mas é exatamente o que você está sendo solicitado a fazer.

Responda honestamente falando sobre um aspecto do comportamento dessa pessoa que criou desafios para você e, em seguida, explique como isso o ajudou a crescer. Não cometa o erro de falar sobre um chefe ou líder dentro da organização!

Gostou das dicas? Conta pra gente sua opinião!

E você? Está procurando por recolocação, quer enriquecer seu currículo ou simplesmente investir no seu desenvolvimento profissional? Confira então a Assinatura FM2S, que proporciona acesso por 12 meses a mais de 55 cursos EaD, de temas que variam da Certificação Seis Sigma até Gestão da Cadeia de Suprimentos, aos quais se soma um novo curso a cada mês. Conheça!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *