Currículo: Aprenda a criar o seu para se dar bem nos processos seletivos

Currículo Aprenda a criar o seu para se dar bem nos processos seletivos
20 de agosto de 2018
Última modificação: 20 de agosto de 2018

Autor: Virgilio F. M. dos Santos
Categorias: Blog, Carreira

O currículo é a primeira forma de contato com um recrutador ou empresa, portanto, ele precisa agir como a ferramenta que irá comunicar de maneira clara e objetiva quem é você e qual seu background educacional e profissional. Mas como criar um currículo vencedor? É isso que vamos discutir nesse artigo. Confira a função, detalhes e dicas de montagem desse documento.

Qual a função do currículo?

O currículo serve como um reflexo de quem você é profissionalmente, e por isso deve apresentar clara e objetivamente suas experiências e vivências, bem como o que já aprendeu e sabe colocar em prática.

Em geral, o currículo serve como o primeiro contato entre o candidato e a empresa e, por isso, expor sua personalidade, falar sobre você e adicionar informações devem ser coisas pensadas para um segundo momento. 

A proposta criada pelas organizações ao abrir um processo seletivo, criar uma aba de trabalhe conosco ou divulgar vagas em redes sociais, é captar currículos de candidatos diversos para que os recrutadores tentem entender os atributos mais aderentes às vagas abertas. É a famosa “busca pelo match”. A partir desse filtro a empresa pode selecionar os mais aderentes e dar seguimento ao processo seletivo, agendando entrevistas. Essas entrevistas podem acontecer, por exemplo, por telefone, vídeo-chamada ou presencialmente.

Se você ficou interessado no assunto, confira nosso curso exclusivo de Estruturação de Currículos CLICANDO AQUI. Aproveite para assistir ao vídeo introdutório:

Como fazer um currículo? Existe um formato ideal?

A resposta para essa pergunta é quase um paradoxo, pois idealmente um currículo deve abordar pontos focais da sua carreira. Esses pontos são, em geral, comuns a todas as vagas e organizações. Contudo, há processos seletivos, vagas e organizações que preferem um modelo específico, e nesses casos o candidato deve se assegurar de estruturar seu documento com base nesse modelo, não necessariamente seguindo ao padrão consensual. 

Portanto, o ponto mais importante é que a formatação do documento seja aderente às expectativas da vaga. Em nosso curso o professor Matheus Bueno traz sua vasta experiência como gestor de RH para nos orientar sobre a importância e requisitos de um currículo adequado. Confira essa aula aberta:

Seguindo o modelo tradicional que contempla os pontos focais de um profissional, temos a seguinte estruturação:

Cabeçalho do currículo

O cabeçalho do currículo deve obrigatoriamente conter:

  • Nome;
  • Endereço;
  • Número de telefone;
  • E-mail.

É de suma importância que todos esses dados estejam atualizados e que você tenha fácil acesso. Vale ressaltar que seu endereço de e-mail deve ser o mais profissional possível e não muito complicado. 

Outros dados como: idade, número da residência, estado civil e carteira de habilitação, por exemplo, não são obrigatórios. Contudo, se a vaga em específico requisitar tais dados, assegure-se de mencioná-los também no cabeçalho.

Objetivo

O objetivo deve expressar sua intenção profissional em uma ou duas frases. Apesar de vir logo abaixo do cabeçalho não é considerada uma seção de alta importância, contudo, pode ser uma boa chance de, incisivamente, emparelhar suas expectativas e objetivos profissionais com a vaga apresentada.

Justamente por esse motivo, a seção de objetivo pode ser constantemente alterada, tendo direcionamento para uma posição x ou y. Portanto, lembre-se de duas coisas:

  • Tenha certeza de não enviar um currículo contendo objetivo diferente do que a vaga propõe. Assim como, assegure-se de que não está enviando o nome de uma empresa para outra;
  • Use essa seção para expressar as razões pelas quais a vaga lhe é interessante e compatível a seu plano profissional.

Formação Acadêmica

Use essa seção para apresentar informações relevantes sobre sua educação, como por exemplo: instituições de ensino, diplomas, especializações, etc. Foque de fato no aspecto acadêmico, na construção do seu saber e mantenha isso simples.

Exemplo: 
Bacharelado em Ciências Contábeis
Universidade Brasil, Pernambuco – Dezembro/2018

Vale ressaltar que algumas pessoas utilizam esse campo para apresentar certificados, intercâmbios, cursos livres e seminários. Todos são elementos válidos, contudo, não é recomendado. Para certificados e seminários você pode utilizar a seção de “Certificados e Conquistas” e para os intercâmbios e cursos livres opte pela seção de “Outras Atividades”. 

Em suma, evite informações que apenas darão volume e priorize aquilo que de fato vai impactar o recrutador no momento que ele ler seu currículo.

Experiências

Também disposta como “Experiências Profissionais”, essa seção serve para que você apresente aos recrutadores tudo aquilo que lhe agregou em termos profissionais. Descreva as experiências citando o nome da organização, suas responsabilidades, período e, se houverem, projetos que participou e obteve resultados significativos.

Para isso, inverta a ordem cronológica, citando a experiência profissional mais recente primeiro e as anteriores após ela.

Exemplo:
Assistente Contábil na Empresa Z – Mar/2018 a Jan/2019
Responsável pelo acompanhamento do departamento financeiro, bem como assistência aos analistas e supervisores. Análise de fluxo de caixa e responsabilidades fiscais da instituição. Atividades desempenhadas com uso das ferramentas: X, Y e Z.

Perceba que, essa seção diz respeito a experiências, portanto, se você participou de empresa júnior, centro acadêmico ou participou de iniciação científica, você pode descrever essas vivências aqui.

Outras Atividades

Como dito anteriormente, essa seção pode ser usada para descrever seus cursos livres e intercâmbios. Em suma, todas as atividades e experiências que você julgar como formativas para seu perfil profissional podem constar aqui.

Lembre-se que este não é o momento de se aprofundar no lado pessoal, mesmo que suas atividades sejam vastas e em diferentes frentes como: ONGs, projetos extracurriculares ou cursos de verão, tente descrevê-las com objetividade e ressaltando aspectos de validação profissional apenas.

Habilidades

Tal qual a seção de experiências, essa é uma seção importantíssima e obrigatória. Destaque seus principais conhecimentos sobre ferramentas ou metodologias que sejam relevantes para a vaga que está se candidatando. Portanto, assim como o objetivo, pode ser alterada conforme a candidatura.

As habilidades devem ser descritas de forma sucinta e elencadas sob as métricas de: básico, intermediário ou avançado. Tenha em mente que o que for descrito aqui pode ser determinante para seu avanço no processo, além de servir base para se aprofundar num assunto em uma entrevista presencial. 

Idiomas

Descreva sua proficiência em outros idiomas e, assim como as habilidades, elenque usando: básico, intermediário, avançado e fluente. Se você possui um certificado que comprove essa fluência, como uma nota TOEFL ou TOEIC por exemplo, você pode descrever junto do local e período que estudou.

Certificados e Conquistas

Use esse campo para inserir todos os certificados de cursos online, participações em congressos e seminários. Junto disso, reserve algumas linhas para trazer suas conquistas como em feiras acadêmicas, projetos individuais ou reconhecimentos e méritos anteriores. 

Tenha em mente que a proposta não é se gabar, mas sim deixar claro para o recrutador o impacto que você, e suas ações, tiveram em um cenário de competitividade, por exemplo.

O que colocar em um currículo de início de carreira?

Grande parte dos jovens enfrentam esse problema, pois tendo pouca ou nenhuma experiência se veem perdidos no momento de trazer conteúdo para seus currículos.

Contudo, a resposta é simples: pense em tudo que você experienciou até então. Atividades extracurriculares como voluntariado, esportes, competições escolares, etc. podem servir como aspectos importantes para garantir uma primeira entrevista de emprego. Afinal, experiências desse tipo exigem dedicação, planejamento e desenvolvem conhecimentos e habilidades

Outro ponto é se manter ativo e buscar se capacitar, se você é um estudante e busca uma vaga de estágio, procure cursos técnicos ou online, participe de projetos que demandem atitude e prática. Nesse momento de início de carreira, o que mais importa é mostrar às empresas que você é alguém interessado e que está disposto a conquistar algo, se alguma dessas atividades calhar de se relacionar a vaga, perfeito, você terá um diferencial frente aos outros candidatos.

Mas tenha em mente uma coisa: é melhor possuir pouca experiência que mentir. Volume no currículo chama a atenção, mas se você não souber articular uma explicação no momento da entrevista estará comprometendo sua chance atual e chances futuras com a empresa.

Dicas adicionais:

  • Antes de se candidatar a uma vaga, leia todo os requisitos, expectativas da função e benefícios. Assim terá certeza de que está ou não aderente a seu objetivo;
  • Pesquise sobre a empresa. Seja no momento de candidatura ou após o agendamento  da entrevista busque conhecer o ramo, concorrentes, produtos e notícias recentes sobre a organização;
  • Existem modelos de currículo online, se preferir e fizer sentido para a vaga em que quer se candidatar, você pode baixar e preencher com seus dados;
  • Não busque o currículo perfeito, procure ser sincero com os recrutadores e consigo mesmo apresentando experiências e informações reais;
  • Opte por salvar e enviar seu currículo em PDF;
  • Tenha alguns currículos impressos em caso de entrevistas marcadas de última hora;
  • Use seu currículo como representação, mas saiba complementá-lo com uma fala profissional e sem vícios de linguagem.

Gostou do conteúdo? Quer continuar aprendendo a como acelerar seu desenvolvimento profissional? Então se torne um Assinante FM2S e tenha acesso a cursos como a Elaboração de Currículos, Preparatório para Processos Seletivos, Certificação Green Belt, Introdução ao Lean e muito mais! Tudo isso explicado com uma linguagem simples e fundamentado em conceitos sólidos do mercado. Clique no banner para saber mais:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *