Ética Profissional: O que é? Entenda o conceito
Ética Profissional

27 de fevereiro de 2021

Última atualização: 19 de maio de 2023

Ética Profissional: O que é? Entenda o conceito

A questão “o que é ética?” ou “o que é ética profissional?” nos circunda diariamente, pois trata-se de um termo referente ao comportamento humano amplamente divulgado em mídias, jornais e até mesmo no nosso cotidiano. Sem contar que, muitas vezes, é um termo utilizado como elogio.

Partindo do senso comum, dizemos que uma pessoa é ética quando age fazendo algo considerado honesto.

Por outro lado, o termo também é bastante associado à sua falta (antiética), em situações consideradas desonestas, como por exemplo: “o empresário faltou com ética”.

O que é ética profissional?

Ética profissional é agir de acordo com os princípios morais e da cultura social que foram aceitas no ramo profissional.

A cultura social do ramo profissional envolve o respeito à sua área de trabalho, às normas de conduta, ao conjunto de regras, aos companheiros e às demais pessoas que o circundam.

Sob o ponto de vista jurídico, cada empresa possui um código de ética, ou seja, um documento que atesta as atitudes dos funcionários, estabelecendo um padrão de comportamento esperado no dia a dia.

Por outro lado, existe ainda uma outra perspectiva da ética profissional.

Essa perspectiva é associada a cada pessoa e ela define as maneiras com que cada indivíduo deve agir em sua profissão e relações de trabalho, de acordo com seus próprios princípios, podendo ou não dar ênfase às características de uma conduta ética.

Em questões relativas às áreas de atuação, a ética profissional é responsável por conferir homogeneidade no comportamento entre os profissionais, proporcionando a ascensão de valores como o respeito, a justiça e a honestidade.

Por isso, ela protege os trabalhadores de pressões desconfortáveis em que existem conflitos de interesse, impedindo que os membros de uma companhia tirem proveito de boas condutas, cargos e informações privilegiadas.

ebook empatia no trabalho

Quais são as características e como construir a ética profissional?

A conduta ética tem base por uma série de características fundamentais. Entre elas destacam-se:

1. Honestidade

Entre as características e valores morais que compõem o comportamento ético, ser honesto faz parte delas, mesmo em situações em que você será prejudicado.

Assim, responsabilize-se pelos seus atos, erros, equívocos e omissões.

2. Altruísmo

Se preocupar com os interesses do outro de uma forma espontânea e positivista, ou seja, ser altruísta, é um grande valor que faz parte da conduta ética.

3. Respeito

O respeito consiste na base de qualquer relação saudável entre dois indivíduos, visto que ele se traduz em um sentimento positivo de apreço em relação ao outro.

Dentro da ética, ele pode assumir duas variantes: o respeito ao próximo e o respeito à lei.

4. Valores

Os valores de uma pessoa podem ser definidos como os atos e ações que fazemos em nossa vida diária. Os verdadeiros valores de uma pessoa íntegra são a devoção, o respeito, o trabalho duro e o amor.

Agir a partir desses valores tornam uma pessoa mais virtuosa, além de evidenciar o comportamento e as qualidades responsivas que ela pode possuir durante o trabalho.

5. Integridade

A integridade se caracteriza pela ação em prol do que é certo, ainda que existam pressões para que você faça o contrário ou simplesmente se omita diante de uma causa.

Quando qualquer pessoa mostra integridade em um ambiente profissional e em seu trabalho, isso significa que a pessoa pode ser confiável.

Quem é honesto e sincero sempre se sustenta por mais tempo na empresa do que os demais.

6. Justiça

Tratar as pessoas com igualdade, aceitando a diversidade e sendo imparcial, faz parte do compromisso de pessoas éticas.

7. Lealdade

Consiste na fidelidade e no compromisso que se assume, por exemplo, entre indivíduos e instituições. Ela é impreterível à face de adversidades.

8. Virtude

Define-se essa característica como a “excelência humana” ou aquilo que nos faz plenos e autênticos. É a conformidade com o Bem, com a excelência moral ou de conduta.

9. Solidariedade

A solidariedade faz parte dos princípios que, quando aplicados às relações sociais, orientam a vivência e convívio em harmonia entre o indivíduo e os demais.

Assim, valores como a compaixão e gentileza se fazem importantes para a ética. Isso, por sua vez, colabora no desenvolvimento da humildade, que é importante para uma atitude aberta ao aprendizado constante. 

Qual a importância da ética no ambiente de trabalho?

É fundamental entender que a ética profissional e humana é responsável por promover comportamentos positivos dos funcionários, ou seja, comportamentos que estimulam o desenvolvimento da empresa. A presença da ética profissional no ambiente de trabalho gera:

  • A melhoria do clima organizacional: criando um clima mais colaborativo e harmonioso entre funcionários;
  • Fortalecimento da imagem da empresa: o foco na ética profissional mostra, aos clientes e às pessoas em geral, um comprometimento com a sociedade, o que contribui para a criação de uma imagem positiva;
  • Aumento da produtividade: trabalhar em um ambiente ético e transparente aumenta a motivação e o engajamento dos envolvidos, o que gera mais produtividade e resultados melhores;
  • Redução de conflitos: com um enfoque em boa comunicação e convivência, a ética profissional diminui a possibilidade de conflitos entre colaboradores e previne problema jurídicos relacionados a práticas antiéticas ou ilegais.

Por outro lado, o comportamento antiético no local de trabalho pode inspirar uma imagem ruim que pode ocasionar a falência. Além disso, estimula os funcionários a cometerem fraudes, uma vez que não respeitam as políticas organizacionais.

Portanto, existe uma expectativa mútua de que as partes interessadas e as organizações empresariais ajam de maneira ética e no melhor interesse uns dos outros.

A ética e a moral

O termo “ética”, vem do grego ethos. Ethos pode assumir duas variantes, sendo êthos, que significa “caráter” e éthos, que significa “costume”.

Mais tarde, os romanos traduziram esse termo para o latim, que ganhou a forma mos (ou no plural mores), de onde vem a palavra “moral”.

Apesar do uso frequente de ambos os conceitos como sinônimos, eles são diferentes.

A diferença entre ética e moral se dá na relação entre os dois termos. A moral basicamente refere-se a um código de conduta que é criado socialmente, ou seja, por meio de hábitos ou da cultura de cada sociedade.

Enquanto isso, a ética dedica-se a racionalização ou reflexão em torno dessa moral, ou seja, envolve um questionamento que visa determinar o que é certo ou errado, a partir de princípios éticos, a fim de que seja mantido ou retirado dos costumes para melhor convivência entre as pessoas de um grupo social.

Em resumo, podemos dizer que a moral é construída pelos hábitos, pela cultura, pelos costumes e princípios que orientam a comunidade. Já a palavra ética consiste em uma filosofia da moral.

No idioma grego, havia uma distinção entre as palavras éthos e êthos, como já explicado acima. Porém, a confusão entre esses termos iniciou quando eles foram traduzidos para o latim por meio da palavra mores, que passou a significar uma única tradução para ambos os termos.

Leia Mais:

Equipe FM2S

Equipe FM2S

Blog realizado por um membro da equipe FM2S.