3PL – Third Party Logistics: O que é e como funciona?

3PL
23 de maio de 2020
Última modificação: 23 de maio de 2020

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Blog

Introdução

Para os donos e trabalhadores de e-commerce, pode ser difícil dar conta de todos os pedidos que são registrados diariamente no seu site ou aplicativo. A empresa cresce e o atendimento interno à pedidos de cliente começa a não dar mais conta. A partir disso você começa a pensar em outras estratégias para dar conta da sua demanda. O que muitas empresas estão fazendo é aderindo ao 3PL – Third Party Logistics, ou em português, empresa de logística de terceiros.

Entender como funcionam os 3PL’s pode ser muito útil para traçar a sua estratégia de vendas e, principalmente concentrar esforços em outras áreas, além de reduzir custos, ganhar tempo e levar tecnologia à gestão da sua cadeia de suprimentos sem precisar de grandes mudanças e deixando-a mais ágil. Porém, nem tudo são flores! Escolher um parceiro logístico ideal para lidar com o seu produto, às vezes não é tão simples. Isso depende de alguns fatores como tipo do produto (perecível, frágil, etc), volume de vendas, tamanho e muitos outros.

Confira também: O que é logística? Como funciona? Quais os tipos?

Para os que estão interessados em entender mais sobre essa nova ferramenta do mercado logístico e como aproveitar seus benefícios, confira os pontos levantados neste artigo.

O que é Third Party Logistics (3PL)?

O termo refere-se à terceirização dos processos de logística de comércio eletrônico, incluindo gerenciamento de estoque, armazenamento e atendimento. Os provedores 3PL permitem que os comerciantes de comércio eletrônico realizem mais, com as ferramentas e a infraestrutura para automatizar o atendimento de pedidos. Entenda o 3PL como um parceiro que irá cuidar de todo serviço logístico da sua empresa (transporte, armazenamento, distribuição, delivery, etc.).

Não sabemos ao certo quem deu o nome de “logística de terceiros”, mas as empresas começaram a terceirizar serviços de logística nas décadas de 1970 e 1980. A Lei de Transporte de Motores de 1980 desregulamentou a indústria de caminhões, o que reduziu as taxas de circulação para caminhões e também aumentou a quantidade de concorrência, que contribuíram para os conceitos da 3PL.

O termo 3PL recebeu mais informações de consultores durante conferências na década de 1990, provavelmente vinculadas à evolução da tecnologia, incluindo o surgimento da internet.

Esse novo serviço começou a ganhar destaque a partir do crescimento do comércio eletrônico nos anos 90 e 2000, o termo 3PL tornou-se onipresente e os 3PLs expandiram seus serviços. Por fim, a integração da cadeia de suprimentos de operações de armazenamento e serviços de transporte tornou-se o que chamamos de logística de terceiros.

Como funciona?

Aqui está um exemplo de como os acordos da 3PL operam: Uma editora de livros contrata escritores, editores e designers gráficos para produzir publicações, mas pode não querer lidar com o processo de pedido do consumidor ou o transporte de remessas de livros. Em vez disso, a editora de livros usa um centro de atendimento para processar seus pedidos on-line e contrata uma transportadora para transportar seu frete. O centro de atendimento e a transportadora atuam como fornecedores de 3PL. É possível que um único fornecedor 3PL também atenda e envie pedidos de livros.

Ao contratar um fornecedor 3PL, a empresa de livros pode usar os serviços de suprimento e distribuição somente quando necessário, controlando os custos com mais eficiência e concentrando-se em sua principal competência na produção de livros.

Como escolher um parceiro 3PL?

Aqui estão algumas coisas que você deve considerar ao escolher seu parceiro 3PL:

1. Volumes atuais e previstos. Escolha um 3PL que possa lidar com o seu volume atual, mas que também estará pronto para lidar com o seu volume se você adicionar repentinamente um monte de ações novas, aumentar o volume das ações ou aumentar bastante as vendas. Você deseja escolher um 3PL que possa lidar com seus negócios agora e quando estiver a toda velocidade;

2. Referências e desempenho comercial. Confira as referências de outros clientes que usam o provedor 3PL e obtenha um relatório sobre o desempenho da empresa nos últimos anos. Procure referências e informações sobre entregas pontuais versus atrasos e como elas compensam os negócios quando há problemas. Veja o que seus clientes estão dizendo sobre eles – estudos de caso e cotações de clientes são um bom indicador de como o provedor 3PL construiu e manteve o relacionamento com o cliente;

3. Tecnologia compatível. Se você estiver usando um sistema de gerenciamento de inventário baseado na nuvem, provavelmente deverá escolher uma empresa de ponta e pronta para integrar-se ao seu software de controle de estoque. Verifique se a tecnologia do provedor 3PL funciona com a maneira como você trabalha.

Quais são os benefícios de usar um provedor 3PL?

Existem muitas vantagens no uso de um provedor 3PL. O maior é que, ao aderir essas logísticas, você pode se concentrar em outros aspectos do seu negócio, como vendas, marketing e desenvolvimento de produtos. A terceirização da 3PL deixa você com mais tempo e recursos.

Estão também entre outras vantagens:

  • Satisfação de clientes: com uma empresa especializada em realizar o serviço logístico, o produto tende a chegar em perfeitas condições e ainda mais rápido na mão do cliente, aumentando a credibilidade, imagem e confiança do consumidor na sua marca;
  • Redução de custos: os 3PLs têm mais influência nas empresas de frete do que os remetentes individuais. Trabalhando com operadoras em nome de vários clientes, os 3PLs podem negociar preços com base no volume e na frequência dos pedidos. O uso de um 3PL para gerenciar toda ou parte de sua cadeia de suprimentos também oferece a liberdade de investir em outras áreas-chave para crescer e desenvolver seus negócios;
  • Amplie ou diminua conforme necessário: a maioria das empresas experimenta flutuações na demanda ao longo do ano. O uso de um 3PL permite gerenciar picos e vales de maneira mais eficaz, sem a necessidade de comprometer-se com o capital quando não for necessário.

Existe também 2PL e 4PL?

Existe sim. Na verdade, esses termos crescem na cadeia logística indo do 1 ao 5. À medida que avançamos no espectro de modelos de logística de 1PL a 5PL, fica claro que cada vez mais a função de logística está nas mãos do fornecedor e não da própria empresa. A definição de cada um destes termos é dada a seguir:

  • 1PL – Logística Primária: Uma empresa que envia mercadorias ou produtos de um local para outro é um 1PL. Por exemplo, uma fazenda local que transporta ovos diretamente para um supermercado à venda é um 1PL;
  • 2PL – Logística de Terceiros: Uma empresa que possui ativos como veículos ou aviões para transportar produtos de um local para outro é uma 2PL. Essa mesma fazenda local pode contratar um 2PL para transportar seus ovos da fazenda para o supermercado.
  • 3PL – Logística de Terceiros: Em um modelo 3PL, uma empresa mantém a supervisão da gerência, mas terceiriza as operações de transporte e logística para um provedor que pode subcontratar parte ou toda a execução. Serviços adicionais podem ser realizados, como caixas e embalagens, para agregar valor à cadeia de suprimentos. No nosso exemplo de fazenda para supermercado, um 3PL pode ser responsável por embalar os ovos em caixas de papelão, além de mover os ovos da fazenda para o supermercado.
  • 4PL – Logística de quarta parte: Em um modelo 4PL, uma empresa terceiriza o gerenciamento das atividades de logística, bem como a execução em toda a cadeia de suprimentos. O provedor 4PL geralmente oferece uma visão e gerenciamento mais estratégicos da cadeia de suprimentos da empresa. Um fabricante usará um 4PL para terceirizar essencialmente todas as suas operações de logística. Nesse caso, o 4PL pode gerenciar a comunicação com o agricultor para produzir mais ovos à medida que o estoque da mercearia diminui.
  • 5PL – Logística de Quinta Parte: Um fornecedor 5PL fornece soluções logísticas inovadoras e desenvolve uma rede de cadeia de suprimentos ideal. Os provedores de 5PL buscam obter eficiência e maior valor desde o início da cadeia de suprimentos até o fim através do uso de tecnologia como blockchain, robótica, automação, sinalizadores Bluetooth e dispositivos de identificação por radiofrequência (RFID).

Os modelos mais comuns agora são 3PL e 4PL e veremos como cada um pode ajudar a solucionar os desafios da cadeia de suprimentos.

3PL vs. 4PL

Ao pesquisar 3PLs, você pode encontrar o termo 4PL. Um 4PL adiciona um grau adicional de separação entre os comerciantes de comércio eletrônico e os 3PLs que enviam seus produtos.

Normalmente, o 4PL não possui ativos de transporte ou armazém. Em vez disso, coordena esses aspectos da cadeia de suprimentos com os fornecedores. O 4PL pode coordenar atividades de outros 3PLs que lidam com vários aspectos da cadeia de suprimentos. O 4PL funciona no nível de integração e otimização, enquanto um 3PL pode estar mais focado nas operações do dia-a-dia. Um 4PL também pode ser conhecido como Lead Logistics Partner (LLP).

A principal vantagem de um relacionamento 4PL é que ele é um relacionamento estratégico focado em fornecer o mais alto nível de serviços pelo melhor valor, em oposição a um 3PL que pode ser mais focado em transações. Um 4PL fornece um único ponto de contato para sua cadeia de suprimentos. Com um 3PL, pode haver alguns aspectos que você ainda precisa gerenciar. O 4PL deve assumir esses processos para você, atuando como intermediário para 3PLs, transportadoras, fornecedores de armazém e outros participantes da sua cadeia de suprimentos.

Se você se interessa por logística, conheça os cursos de Supply Chain e Lean Logistics FM2S disponíveis em nossa Plataforma EAD.

Conheça gratuitamente o curso de Introdução ao Lean.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *