Qual a diferença entre reparo e manutenção?

Diferença entre manutenção e reparo
18 de julho de 2020
Última modificação: 18 de julho de 2020

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Lean

Diferença entre reparo e manutenção

Toda vez que você vai com seu carro até uma oficina, é comum ouvir sobre os termos: “reparo” e “manutenção”. Ambos os serviços são vitais para o funcionamento correto e um bom desempenho do carro durante seu funcionamento, além de sua vida útil. O problema é que muitas pessoas não têm certeza sobre a diferença entre reparo e manutenção. A manutenção são as atividades necessárias realizadas para garantir a duração prolongada do seu veículo. Essas atividades incluem trocas de óleo e fluido de freios, rotação, alinhamento e balanceamento de pneus, trocas de pastilhas de freio e muitas outras atividades. É importante lembrar também que a maioria dos fabricantes possui algumas recomendações de agendamentos de manutenção que informam o que precisa ser feito e quando. Você pode encontrar esse agendamento de manutenção recomendado no manual do proprietário. Os Reparos são serviços necessários quando não há o funcionamento correto de uma peça ou dispositivo. A peça está com defeito ou foi gasta até o ponto em que precisa ser substituída para manter o desempenho do seu veículo.

É muito comum que as pessoas não saibam traçar a diferença entre esses conceitos, sendo que são conceitos diferentes. Nas empresas, máquinas precisam de manutenção contínua para se manter em funcionamento e componentes e dispositivos demandam de reparos. Agora que você já se contextualizou com o tema, vamos conceituar essa diferença.

Confira também:

Qual a diferença entre reparo e manutenção?

De acordo com a ABNT (NBR 5462/1994) manutenção é o conjunto de ações técnicas e administrativas que tange como um todo o ramo e área industrial como um sistema único que destina manter ou recolocar um equipamento, instalação ou maquinário de um determinado setor, ou seja, sua principal função é manter em ordem o funcionamento dos equipamentos através de intervenções corretas e oportunas.

De maneira geral, a manutenção de equipamentos e maquinários consiste no grupo de atividades necessárias para aumentar a longevidade desses dispositivos, reduzindo a incidência de paradas de máquina e consequentemente, da manutenção corretiva. Além disso, a manutenção é responsável por reduzir o número de reparos e com isso, reduz os custos.

Já o reparo consiste em restaurar o bom estado de funcionamento, corrigir ou melhorar a condição danificada; remendar; remediar ou reparar pode ser transferir-se para outro local ou reparar pode ser emparelhar novamente. Ou seja, o reparo envolve o dano ou mau funcionamento de uma determinada peça ou equipamento como um todo.

Importância do Reparo e Manutenção

Para equipamentos mecânicos, o gerenciamento de manutenção envolverá reparo, substituição e serviço de ferramentas. Também garante o funcionamento adequado e intercepta as flutuações que ocorrem durante o processo de produção.

O fato é que, qualquer tipo de alteração, mesmo um pequeno tempo de inatividade, poderia reduzir a efetividade geral das máquinas, ou seja, o indicador OEE, o que levaria a grandes perdas de produção. Abaixo deixamos uma vídeo aula gratuita do curso de OEE FM2S pra você conferir.

Portanto, é importante para o seu negócio obter e implementar uma boa estratégia de manutenção. Sem ou na ausência de gerenciamento de equipamentos, pode ser possível enfrentar algumas consequências na reversão de decisões descuidadas. Alguns deles são:

  • Perda de produção;
  • Reprogramação de projetos completos;
  • Desperdício de material de recursos que ainda não foram utilizados;
  • Perda de tempo de trabalho, devido ao tempo de inatividade;
  • Descarte de máquinas e equipamentos antes do final de sua vida útil;

Confira também:

MTTR, MTBF e MTTF

Além de afetar o indicador de efetividade geral das máquinas OEE e trazer os problemas elencados acima, a manutenção e reparos afetam os indicadores de MTTR, MTBF e MTTF.

MTBF

O tempo médio entre falhas (MTBF) refere-se à quantidade média de tempo que um dispositivo ou produto funciona antes de falhar. Esta unidade de medida inclui apenas o tempo operacional entre falhas e não inclui os tempos de reparo, assumindo que o item foi reparado e começa a funcionar novamente. Os valores de MTBF são frequentemente usados para projetar a probabilidade de uma única unidade falhar dentro de um certo período de tempo.

Seu cálculo é dado por: MTBF = (Tempo total disponível – Tempo perdido) / (Número de paradas)

MTTR

O tempo médio de reparo (MTTR) é uma medida da capacidade de manutenção de um item reparável, que informa o tempo médio necessário para reparar um item ou componente específico e retorná-lo ao status de trabalho. É uma medida básica da manutenção de equipamentos e peças. Isso inclui o tempo de notificação, o diagnóstico e o tempo gasto no reparo real, além de outras atividades necessárias para que o equipamento possa ser usado novamente. O tempo médio para reparo também é conhecido como tempo médio de reparo.

O MTTR é calculado dividindo o tempo total necessário para reparo ou manutenção pelo número total de reparos realizados em um período de tempo específico. Quanto menor o MTTR, maior a qualidade de um item ou equipamento específico.

MTTR = (Tempo total de reparo) / (quantidade de falhas)

MTTF

O tempo médio que um item irá funcionar antes de falhar (MTTF) é o tempo médio entre falhas é o tempo de uma falha para outra. Essa distinção é importante se o tempo de reparo for uma fração significativa do MTTF.

Aqui está um exemplo. Uma lâmpada em um candelabro não é reparável; portanto, o MTTF é o mais apropriado. (A lâmpada será substituída). O MTTF da lâmpada pode demorar 10.000 horas.

Se deseja saber mais sobre esses indicadores, acesse:

Aproveite para conhecer a assinatura FM2S. Com ela, por um valor mensal você tem acesso a todos os cursos da nossa plataforma durante 1 ano. Assim, você pode escolher o curso que melhor se adéqua ao seu momento de carreira.

Assinatura FM2S

Acesse a Plataforma EAD FM2S e confira nossos cursos.

Vimos neste artigo a diferença entre reparo e manutenção, onde a manutenção é caracterizada pelo conjunto de ações que irão promover o aumento da vida útil das máquinas. Já os reparos são ações mais pontuais que acontecem mediante defeitos ou mau funcionamento de equipamentos. Ambos são responsáveis por afetar a efetividade global dos equipamentos, o tempo médio de reparo, entre falhas e de funcionamento do equipamento antes do mesmo falhar. Além disso, uma série de consequências como perda de produtividade, material e grandes tempos de inatividade podem ser consequências da falta de manutenção e reparos.

Aproveite para conferir o curso de Manutenção Lean (TPM), disponível em nossa Plataforma EAD!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *