O que é a técnica POMODORO de Gestão do Tempo?

pomodoro-fm2s-blog
05 de novembro de 2017
Última modificação: 05 de novembro de 2017

Autor: Virgilio Marques Dos Santos
Categorias: Blog, Gestão do tempo

Você costuma ter dificuldade em elencar suas tarefas diárias? Ou até mesmo se perder na lista e complexidade de cada uma? Confira nesse artigo tudo sobre a técnica Pomodoro. A técnica, hoje bastante difundida, foi criada sob a proposta de reduzir as distrações e procrastinação, e aumentar a produtividade, através da divisão de blocos de trabalho intercalados por pausas para descanso. Isso é aplicável tanto para estudos, quanto para tarefas diárias e trabalho.

O que é a técnica Pomodoro?

A técnica Pomodoro foi criada nos anos 80, por Francesco Cirillo que, até então, buscava algum método de aumentar seu desempenho nos estudos durante seus anos iniciais como universitário.

Utilizando um temporizador de cozinha – em formato de tomate -, Francesco dividia suas atividades de estudo em blocos (sprints). Isso melhorou em muito seu gerenciamento de tempo, pois, enquanto estudava, Francesco estava totalmente focado naquilo, os livros e cadernos a sua frente eram o foco. Ao fim de cada bloco o temporizador apitava, e ao ouvir, Francesco fazia uma pausa de 3 a 5 minutos. Isso se repetiu quatro vezes, até que a última pausa representasse um tempo de descanso maior.

Ao concluir os reais impactos em sua produtividade, Francesco divulgou o livro “The Pomodoro Technique for Time Management” em 92. 

Como funciona o Pomodoro?

A técnica Pomodoro treina, essencialmente, as pessoas a se concentrar melhor nas tarefas, limitando o tempo que tentam manter esse foco e garantindo quebras restauradoras do esforço. O método é projetado para superar a tendência de procrastinação e multitarefa, e para ajudar os usuários a desenvolver hábitos de trabalho mais eficientes.

Ao dividirmos o fluxo de trabalho em blocos de concentração mais intensa, estimulamos o cérebro a agir mais agilmente e mais focado em uma só linha de raciocínio. Ou seja, nos colocamos no controle.

Para colocar a técnica em prática, você precisa de:

  • Um timer que faça contagem regressiva;
  • Estruturar uma lista de tarefas a fazer.

Na prática:

Utilizando uma folha de papel, um documento no Word ou Excel, um bloco de notas, etc., é necessário que você ordene todas as tarefas que deseja desempenhar no dia. Elenque as mais importantes e saiba interpretar se existe interdependência entre elas, pois caso haja, será preciso se comprometer a cumpri-las em ordem, para que nada fique pendente.

Quanto ao timer, atualmente existem aplicativos e sites – como o TomatoTimer, por exemplo- que cumprem essa função e já vem 100% programados para os blocos de trabalho e período de pausas. Caso seu trabalho aconteça majoritariamente online, você pode seguir por essas opções ao invés de utilizar um timer físico. 

  • Inicie sua tarefa: Essa primeira etapa durará 25min e demandará seu foco total;
  • Primeiro toque: Ao fim dos 25min iniciais, pause tudo e assinale um X (ou descreva o andamento da atividade). Essa etapa pode durar de 3 a 5 minutos.

A partir do segundo ciclo as etapas se repetem. Novamente 25min com pausa de 3 a 5 minutos. Sugerimos que use esses pequenos períodos para levantar, andar um pouco, ir ao banheiro ou tomar água/café.

Pausa longa: Essa etapa consiste em 15 a 30 minutos de descanso. Faça alguma atividade contrária a que está realizando. Se está usando o computador, tente fazer algum exercício, por exemplo. Se está estudando, procure algo que possa ser realizado com as mãos ou os pés, mas aliviando a mente.

Quais as expectativas e resultados da técnica? 

A expectativa da técnica é, objetivamente, trabalhar na redução da ansiedade causada por distrações e altas cargas de atividades durante o dia do usuário. Além de melhor concentrar seu foco e, assim, aumentar sua produtividade. 

Algumas pessoas são bastante visuais, e o simples fato de anotar suas tarefas em um papel ou software já a colocam em ação. Para essas e as demais, sugerimos a prática do Pomodoro, pois seus resultados são facilmente identificáveis ao longo de alguns dias de aplicação e o maior benefício é compreender mais sobre si e o ambiente que o cerca.

Trabalhe com tempo, não contra

A técnica Pomodoro ensina a pessoa a melhor gerenciar seu tempo, tanto para cada tarefa individualmente, quanto para um projeto com várias etapas. Além disso, a pessoa que faz uso da técnica consegue compreender qual seu real ritmo de trabalho e o quanto as distrações, ou taxar-se pela baixa produtividade impactam verdadeiramente no seu cotidiano.

Reduza e elenque as distrações

Se você começa sua jornada e enquanto executa uma tarefa você se lembra das compras da semana, de reabastecer o carro, de um assunto nas redes sociais ou de pagar a mensalidade do curso X, isso prejudicará seu desempenho de maneira agravante. Aplicar a técnica Pomodoro faz com que seja possível entender, de maneira mais tangível, quais distrações impactam no seu trabalho, e em que nível. Desta forma, mesmo que todos esses tópicos ainda precisem ser resolvidos, sua mente terá claro a ordem de prioridades que deve seguir facilitando sua jornada.

Confira esse conteúdo sobre Prioridades, presente no nosso curso de Gestão do Tempo, disponível na Assinatura FM2S:

Elimine o burnout

Algo essencial para a técnica de Pomodoro é a noção de que pausas curtas e agendadas durante o trabalho eliminam a sensação de burnout que você sente quando se cobra, ou atrasa, demais. Com a técnica aplicada, torna-se quase impossível sobrecarregar-se. Afinal, você está no controle do sistema de trabalho e, assim, não direciona mais atenção aquilo que é improdutivo.

Crie uma melhor relação Trabalho e Vida

A maioria de nós está intimamente familiarizado com a culpa que vem de procrastinar. Se não tivermos um dia produtivo, é muito fácil acabar sentindo que não podemos aproveitar o nosso tempo livre. Com o Pomodoro você retira a carga de cobrança dos ombros e consegue receber “recompensas” ao longo das atividades, dando-o vazão para que os momentos de lazer sejam seguidos ao pé da letra.

Quem tira maior proveito?

A técnica Pomodoro, como dissemos, pode ser aplicada por qualquer pessoa. Contudo, existem certas profissões que extraem um maior proveito dessa prática. Listamos algumas para que você entenda melhor, confira:

  • Escritores: Limitam-se de distrações. Mantém os prazos de revisão. Destinam o tempo procrastinando para brainstorming e correções. Encontram maior motivação. Reduzem dores em geral.
  • Desenvolvedores: Focam na programação, dando menor atenção a e-mails e suporte técnico. Quebram tarefas em ciclos, o que já é bem comum por ser uma área que adota metodologias ágeis. Separa o tempo “mal usado” para revisar códigos. Reduz retrabalho.
  • Diretores e Gestores: Usam o tempo para mensuração de produtividade. Conseguem alocar o “tempo de procrastinação” para prestar apoio a equipe. Gerenciam distrações alheias, para que a equipe não tenha seus Pomodoro interrompidos.
  • Advogados: Aumentam o foco e quantia de relatórios de seus casos. Estruturam melhor sua argumentação. Abatem exigências rotineiras como checagem de e-mail em um ou dois ciclos.

Continue aprendendo

Lembre-se que a técnica Pomodoro o auxilia na organização de tarefas e gerenciamento do tempo. E isso é algo que entendemos bastante. Quer saber mais? Então clique no banner abaixo e torne-se um Assinante FM2S e tenha acesso aos cursos de Gestão da Rotina e Gestão do Tempo.

Através do conteúdo destes cursos, você será capaz de compreender como melhor gerir seu tempo, estabelecer prioridades e aplicar técnicas de gestão a você e sua equipe, sempre em busca de causar verdadeiros impactos positivos na produtividade. 

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + 8 =