O que é OEE? Quais os componentes da sua estrutura e benefícios?

OEE
16 de outubro de 2019
Última modificação: 16 de outubro de 2019

Autor: Paula Louzada
Categorias: Blog, Lean, Melhoria de Processos

OEE O que é?

OEE consiste no principal indicador de efetividade global de equipamentos utilizados na manutenção TPM. Além disso, sua aplicação se estende para avaliar também a efetividade global das indústrias de manufatura ou fabricação. A sigla é uma abreviação da expressão Overall Equipment Effectiveness e começou a ser vastamente aplicada com a popularização do Lean Manufacturing.

Em outras palavras, o OEE nos diz de forma simples e direta, quão um equipamento foi efetivamente utilizado, isto é, a quantidade de produtos finais produzidos comparado com a quantidade de produtos finais que o equipamento é capaz de produzir, identificando assim as perdas não planejadas do equipamento.

Traduzindo para língua portuguesa o significado de OEE é: “Efetividade Geral do Equipamento”. O índice OEE foi introduzido por Seiichi Nakajima, um dos fundadores da metodologia TPM – Total Productive Maintenance e sua composição é função do produto de três outros fatores que são a disponibilidade, performance e qualidade.

Diagrama OEE

Figura I. Diagrama OEE

Associados a esses indicadores existem três perguntas que o OEE deve ser capaz de responder em um cenário de produção:

  • Disponibilidade: qual a frequência com que os equipamentos estão disponíveis para operação?
  • Performance: Quão rápida é a minha produção em relação ao ideal?
  • Qualidade: quantos produtos, que não geraram perdas na produção, foram produzidos?

O OEE, portanto, leva em consideração esses três componentes do processo de fabricação – Disponibilidade, Desempenho e Qualidade, onde o resultado é expresso em porcentagem, ou seja:

OEE = Disponibilidade X Qualidade X Performance

Essa porcentagem pode ser vista como um recorte instantâneo da atual eficiência de produção de uma máquina, linha ou célula.

No entanto, um equívoco muito cometido por diversos gestores é que o uso de indicadores de desempenho financeiro não reflete a realidade da manufatura levando, assim, a tomarem decisões erradas.

Na vídeo aula do curso de OEE FM2S você confere com mais detalhes o que é OEE, além de seus objetivos, como e quando usá-lo. Confira! Este curso está disponível na Assinatura FM2S.

Por fim, em sua raiz, o OEE não diz apenas quanto houve de perda, mas também onde estão as perdas, facilitando a vida de quem cuida da produção e precisa tomar ações para atingir as metas de produção.

Confira também:

Exemplo: OEE Cálculo

Através deste exemplo, vamos ensinar como calcular OEE:

Uma indústria de bebidas trabalha em 3 turnos diferentes de 8 horas cada:

  • 1º Turno: 06h-14h;
  • 2º Turno: 14h-20h;
  • 3º Turno: 20h-06h;

Nela, existem equipamentos que operam 24 horas por dia. Dessa forma, vamos realizar uma análise de acordo com os indicadores que compõem o OEE.

Indicador de Disponibilidade

A disponibilidade é um indicador onde consideram-se todos os tempos de parada de linhas de produção, ou seja, as paradas planejadas e não planejadas.

  • Paradas Planejadas: horário em que o equipamento está programado para produção, mas não está em execução devido a eventos planejados. Por exemplo: troca, ajuste de ferramentas, limpeza, manutenção planejada e inspeção de qualidade. Pausas para descanso pagas, reuniões, palestras;
  • Paradas não planejadas: horário em que o equipamento está programado para produção, mas não está em execução devido a eventos não planejados. Os exemplos incluem quebras de equipamentos, manutenção não planejada, falta de operadores ou materiais, falta de equipamentos na entrada do processo ou saída.

Para calcular o nosso indicador de disponibilidade, vamos considerar que, em cada turno do chão de fábrica, há uma parada programada de 1 hora para refeições. Portanto o tempo de produção total é de 21 horas por dia.

No entanto, não é sempre que um equipamento funciona durante todas essas horas. Se considerarmos, por exemplo, um dia o equipamento ficar parado por 3 horas, o tempo total de produção (deste dia) cai para 18 horas. Assim, teríamos o seguinte cálculo para a disponibilidade:

Figura II. Fórmula da Disponibilidade para OEE

Figura II. Fórmula da Disponibilidade para OEE

Disponibilidade = 18/21 (x 100) = 85,71%

Performance

Por outro lado, no que diz respeito à performance, seu cálculo é dado pela razão do tempo produtivo ideal, considerando a velocidade de trabalho para a qual o equipamento foi projetado, pelo tempo de produção na linha. Assim a equação fica:

Figura III. Fórmula da Performance para OEE

Figura III. Fórmula da Performance para OEE.

A produção ideal é de 1800 peças boas em 18 horas, porém produziram-se apenas 1300 peças em 16 horas, sendo que as outras 2 horas faltantes perderam-se porque a máquina trabalhou abaixo de sua velocidade ideal. Assim, para o indicador de performance temos que:

Performance = 16/18 (x 100) = 88,88%

Qualidade

Já a qualidade é um indicador que relaciona a quantidade produzida que atende a um padrão de qualidade pela quantidade total produzida, como descrito na fórmula abaixo:

Figura IV. Fórmula da Qualidade para OEE

Figura IV. Fórmula da Qualidade para OEE

De um total de 500 peças produzidas, 10 se classificaram como refugo e outras 14 tiveram que ser retrabalhadas. Logo, temos

Qualidade = (500-10-14)/500 (x 100) = 95,20%

Como calcular o OEE?

Por fim, para de fato calcular o indicador OEE, basta multiplicar os três indicadores, ou seja, disponibilidade, performance e qualidade para saber o valor do seu OEE.

OEE = Disponibilidade x Performance x Qualidade

O que é World Class OEE?

Consiste em um indicador utilizado como Benchmarking, ou seja, um indicador de referência mundial das empresas como:

  • Disponibilidade de classe mundial quando maior ou igual 90%.
  • Performance de classe mundial quando maior ou igual 95%.
  • Qualidade de classe mundial quando maior ou igual à 99,9%.

Logo, salta-se a vista que um índice OEE de 85% não significa que ele será de classe mundial, pois antes ele teria que bater cada um dos indicadores mínimos. Assim, um equipamento que consegue igualar ou superar cada um dos indicadores individualmente, é considerado como sendo um equipamento que possui um desempenho de classe mundial.

As empresas mais eficientes do mundo possuem OEE em torno de 85%.

Vantagens do OEE

Por si só, o OEE fornece apenas dados sobre o seu processo de fabricação. As empresas que usam o OEE como métrica obtiveram sucesso ao combiná-lo com programas gerais de manufatura enxuta e também como parte dos sistemas Lean TPM, cujo curso esta disponível através da Assinatura FM2S!

Ao usar o OEE com esses sistemas, os benefícios se tornam significativos:

  • Vincula diretamente a eficiência da produção aos relatórios fiscais;
  • Reduz o tempo de investigação para análise de causa raiz;
  • Reduz o ROI do equipamento através do aumento da utilização;
  • Diminuir custos com a eliminação de resíduos;
  • Aumentar a satisfação do cliente através da melhoria da qualidade;
  • O OEE permite que as empresas juntem funções comerciais separadas com uma única métrica útil;

Quer aprender mais? Confira também:

Cursos:

Conteúdos:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *