O que é Metodologia? Qual a importância?

Metodologia
06 de junho de 2020
Última modificação: 23 de setembro de 2021

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Blog

Quando se fala em metodologia, a primeira coisa que vem à cabeça são relatórios onde você descreve uma pesquisa realizada. Neles, geralmente você descreve a metodologia científica utilizada na sua pesquisa e ela vem acompanhada de análise de dados e da famosa conclusão.

Metodologia: entenda os principais tipos e quando usá-los

Mas a metodologia também se faz presente em outras áreas. Em diversas situações do nosso dia a dia como no trabalho e até mesmo na resolução de problemas, o uso de metodologias se faz necessário uma vez que descrevem uma abordagem para chegar a determinado objetivo. Além disso são importantes aliadas pois descrevem em detalhes cada etapa a ser seguida e segmentam um objetivo maior em pequenos objetivos que compõem a meta maior. Neste artigo, confira o que é metodologia, quais são os benefícios de implantar, além de exemplos.

O que é metodologia?

A palavra metodologia é uma derivação da palavra “método” (do Latim “methodus“), cujo significado, que tem origem latina é “caminho ou via para realização de algo.” Já a palavra “metodologia”, consiste no campo que estuda os melhores métodos praticados.

Assim, uma metodologia é a justificativa para a abordagem de pesquisa e a lente através da qual a análise ocorre. Dito de outra maneira, uma metodologia descreve a estratégia geral de pesquisa que dita a maneira pela qual a pesquisa deve ser realizada. A metodologia deve impactar quais métodos para um empreendimento de pesquisa são selecionados, a fim de gerar dados convincentes.

As metodologias são aplicáveis em diversos ramos como: ensino, pesquisa, projetos, ciência, direito, engenharia, carreira e muitas outras áreas.

Qual a importância da escolha de uma metodologia?

Não apenas focando em um trabalho acadêmico, como o TCC, mas também em situações reais no dia-a-dia de trabalhadores, a escolha da metodologia se faz imprescindível, pois como já foi visto acima, ela ditará qual o caminho ou abordagem do problema a ser resolvido.

O maior problema na escolha de uma metodologia, é selecionar uma que não irá resolver o seu problema, pois dependendo da aplicação, a má escolha poderá resultar em perdas excessivas de tempo e, principalmente dinheiro.

Mas qual é a melhor metodologia?

Na questão de escolher uma metodologia, não existe uma metodologia que seja melhor do que outra e sim, mais adequada. A metodologia mais adequada, será aquela que melhor solucionará o seu problema.

Cada metodologia seguirá uma abordagem diferente, adequando-se às condições do problema a ser enfrentado. Neste quesito é importante seguir metodologias que se relacionam com a sua área de atuação. Por exemplo, se você atua na área do direito, provavelmente deve estudar metodologias relacionada, como a metodologia fuzzy. Se você atua na área da engenharia, deve compreender outras metodologias como o Lean Manufacturing e o Seis Sigma.

Tipos de Metodologias

Existem diversos tipos de metodologias que são aplicáveis às mais diversas áreas do conhecimento. Vamos conhecer algumas metodologias mais gerais.

Metodologia científica

A metodologia científica consiste no estudo do método que um cientista irá utilizar para conduzir a sua pesquisa, ou seja, é busca pelo caminho/procedimento que irá ser seguido para realização de uma pesquisa científica. A partir disso, seguem uma série de regras e técnicas para o desenvolvimento de uma pesquisa científica, bem como todos os meios para realização do mesmo e os objetivos que queremos alcançar.

Esta metodologia possui aplicação em atividades relacionadas com a elaboração de conteúdo e respostas de questões com base em tópicos, etapa e processos, situações, projeções e ideias.

Metodologia de Ensino

As metodologias de ensino envolvem todas as ferramentas utilizadas pelos educadores para transmitir conhecimentos aos alunos. Nesse processo, podem ser utilizadas ferramentas como a leitura (livros) e também os recursos áudio visuais. Ou seja, a metodologia de ensino é o direcionamento/caminho para a realização do objetivo de ensinar. O construtivismo e as metodologias ativa, Montessoriana e Freiriana são as mais clássicas metodologias de ensino, vamos entender um pouco mais sobre cada uma delas:

  • Tradicional: possui como objetivo preparar o aluno, de forma intelectual e moral para assumir uma posição na sociedade. Para tal, as práticas mais comuns desta metodologia são feitas através da exposição verbal e elucidações do educador sobre o conteúdo ensinado;
  • Construtivismo: semelhante a metodologia ativa e desenvolvida pelo epistemólogo Jean Piaget, essa metodologia é fundamentada no questionamento do conceito e na estrutura do conhecimento e da aprendizado. A ideia central parte do princípio que o conhecimento é construído e não adquirido;
  • Montessoriano: esse método possui como princípio o respeito e a compreensão da individualidade da criança. Portanto seu foco está no desenvolvimento da autonomia das pessoas;
  • Pikler: bem como a metodologia montessoriana, esta metodologia é fundamentada em dois princípios fundamentais: segurança afetiva e motricidade livre. A segurança afetiva se concentra no fato dos adultos respeitar a individualidade da criança, reconhecendo suas necessidades, expectativas, sonhos e desejos. Já a motricidade livre envolve o fato da criança se encontrar livre para explorar objetos e descobrir possibilidades de modo livre e autônomo;
  • Waldorf: sendo essa a metodologia mais utilizada pelas escolas brasileiras, o método Waldorf se concentra em três pilares: pensar, querer e agir. Focada na justiça social da educação, tem como objetivo formar pessoas livres e responsáveis em todos os aspectos (físico, emocional e intelectual)

Metodologia de Pesquisa

Metodologia de pesquisa são os procedimentos ou técnicas específicas usadas para identificar, selecionar, processar e analisar informações sobre um tópico bastante utilizada no trabalho científico ou mesmo em trabalho de conclusão de curso (tcc). Em um artigo de pesquisa, a seção de metodologia permite ao leitor avaliar criticamente a validade e confiabilidade geral de um estudo. A seção de metodologia responde a algumas questões principais:

  • De quem coletar dados? (projeto de amostragem)
  • Como foi feita a coleta de dados ou como os dados foram gerados?
  • Como foram analisados?

Em outras palavras, quando utilizada em artigos e pesquisa, o capítulo de metodologia deve justificar as escolhas de projeto, mostrando que os métodos e técnicas escolhidos são os mais adequados para os objetivos e metas da pesquisa de campo e fornecerão resultados válidos e confiáveis. Uma boa metodologia de pesquisa fornece resultados cientificamente sólidos, ao passo que uma metodologia pobre não.

Metodologias de Gestão de Projetos

Usar metodologias na gestão de projetos permite uma execução adequada de todas as atividades envolvidas e garante eficiência. Para o caso das metodologias de gestão de projetos, estas ditarão as formas como o mesmo será desenvolvido. Em palavras mais claras é basicamente definir qual a receita que devemos seguir para fazer um bolo. É importante que o método escolhido esteja alinhado com os valores da empresa, melhorando seus resultados e unificando os setores envolvidos. Entre as metodologias de gestão de projetos, a mais tradicional é o modelo cascata.

Atualmente já existem muitos outros métodos que contrariam o modelo cascata, pois especialistas afirmam este ser um modelo mais engessado. A metodologia ágil, Scrum e o PMBoK já são vertentes mais atuais que quebraram antigos padrões, com um novo modo de se realizar a gestão de projetos.

Aproveite e acesse já a formação em gestão de projetos FM2S e conheça mais a fundo as metodologias ágeis e Scrum.

Metodologias da Engenharia

Na engenharia, existem diversos métodos sobre como resolver problemas específicos. Inclusive, se há algo em que a engenharia é realmente excelente é no estudo de métodos para solução de problemas.

Além disso, a engenharia ensina a importância de se atentar aos métodos, pois estes são imprescindíveis para que se chegue ao resultado final esperado. Quaisquer divergências dos resultados esperados são frutos de desvios de regras, impostas por essas metodologias. Vamos conferir agora, algumas das metodologias mais requeridas no mercado da engenharia.

Seis Sigma

O Seis Sigma é uma metodologia para melhoria de processos que se baseia em fatos e dados na busca de mudanças que vão gerar melhorias. Tradicionalmente, ela emprega uma série de ferramentas de análise de processos e de dados, com forte viés estatístico, para buscar tais mudanças. Possui um grande foco em qualidade e produtividade.

White belt

Se você se interessa pelo Seis Sigma, confira gratuitamente o curso de White Belt FM2S!

Ou confira também nossa apostila sobre a certificação mais buscada da metodologia Seis Sigma:

Lean Manufacturing

Lean Manufacturing, pela frequente e esmagadora cultura popular, consiste em um grupo de técnicas que, quando combinadas e amadurecidas, permitem a redução de desperdícios com foco em maximizar o valor do cliente. Em sua raiz, ser Lean significa criar mais valor com menos recursos. Para saber mais, baixe nossa apostila gratuita sobre Introdução ao Lean clicando no banner abaixo.

Metodologia PDCA

A metodologia PDCA é um método para solução de problemas cuja causa não é conhecida ou não está clara. Geralmente, são problemas que não foram resolvidos, apesar de várias tentativas de solução, ou são aqueles desafios que todos sabem que a empresa enfrenta, mas que ninguém resolveu eliminá-lo.

O ciclo PDCA faz parte das ferramentas da qualidade e tem foco na Gestão da Qualidade Total (Total Quality Management – TQM). O ciclo PDCA é de a aplicação é bastante ampla, usado para prever falhas, planejar  e aprimorar processos em um ciclo iterativo. Pode ser utilizado por diferentes tipos de empreendimentos, atuando em diversas áreas com foco na melhoria contínua.

Pensando naqueles, como você, que decidiram lidar com esse tipo de situação, escrevemos este post. Por isso, esperamos que goste!

Esse método divide-se, como a sigla indica, nas seguintes etapas:

  • Plan (Planejar): Identificação, observação e análise do problema, juntamente com o planejamento da ação;
  • Do (Fazer): Mãos à obra;
  • Check (Checar): Verificação se o plano de ação deu certo;
  • Act (Agir: Padronização e Conclusão.

Dica: Baixe nossa Planilha de PDCA e domine essa ferramenta incrível!

Se preferir, podemos resumir a fase do Plan do Ciclo PDCA como a definição das metas e a escolha dos métodos para alcançá-las. A fase Do (Ação), por sua vez, pode ser entendida como o momento de treinar os responsáveis e executar o trabalho. Já o Check (Verificação), é a análise da execução do trabalho e se seus efeitos foram positivos. Por fim, no Act (Ação), é hora de atuar no processo em função dos resultados obtidos.

Leia mais no blog:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *