Gerenciamento de projetos e teoria dos jogos!

o que é projetos
26 de fevereiro de 2018
Última modificação: 26 de fevereiro de 2018

Autor: Virgilio F. M. dos Santos
Categorias: Blog, Gestão de Projetos

Gerenciamento de projetos e teoria dos jogos!

Os conceitos de teoria dos jogos podem ser aplicados a praticamente qualquer disciplina em que pelo menos algum grau de estratégia seja necessário. Continue conosco na leitura para descobrir como os elementos da teoria dos jogos podem ser usados ​​no gerenciamento de projetos, especialmente durante a negociação e os processos de tomada de decisão.

jogos

O que é?

A teoria dos jogos é um ramo da matemática aplicada. A teoria do jogo analisa a tomada de decisões entre grupos de pessoas onde o resultado para cada pessoa ou “jogador” em uma determinada situação ou “jogo” depende das ações de todos.

A teoria dos jogos tenta prever o sucesso de um indivíduo na tomada de decisões, dependendo das escolhas dos outros.

Se você é um jogador em algum jogo qualquer, ao escolher seu curso de ação, você deve levar em consideração as escolhas dos outros. No entanto, ao pensar sobre as escolhas deles, você deve reconhecer que eles também estão pensando sobre as suas. Assim, quando você está pensando em uma estratégia para tomar alguma decisão, você deve levar em conta o seu pensamento, o pensamento dos outros e, como se não bastasse, tentar levar em consideração o seu pensamento sobre o pensamento dos outros jogadores, e assim por diante.

Um exemplo: “O dilema dos prisioneiros”

dilema do prisioneiro

O jogo do Dilema dos Prisioneiros é um exemplo clássico na teoria dos jogos. Dois presos são mantidos como suspeitos em um roubo. A cada um é oferecido os seguintes negócios:

  • Se ambos os prisioneiros confessarem, ambos irão cumprir uma pena de prisão de três anos.
  • Se um prisioneiro confessa e concorda em testemunhar contra o outro, mas o outro não confessa, então o prisioneiro confessado será liberado, enquanto o prisioneiro silencioso vai para a prisão por cinco anos.
  • Se nenhum prisioneiro confessa, ambos irão para a prisão por um ano.

O que seria legal aos prisioneiros é que ambos não digam nada e aceite um ano cada um de prisão.

O problema é que nenhum prisioneiro tem certeza se o outro confessará ou não. A teoria dos jogos nos diz que o cenário mais provável é que ambos os prisioneiros confessarão e servirão três anos, em vez de apenas um.

Ok, mas como aplico isso a gerenciamento de projetos?

Hoje, a teoria dos jogos se expandiu para tratar uma ampla gama de situações e interações, incluindo jogadores humanos e não humanos (computadores, por exemplo). Como tal, a teoria do jogo é uma excelente ferramenta para gerenciamento de projetos.

Os gerentes de projetos gerenciam o link entre projetos relacionados, decidem as prioridades dos recursos e relatam o progresso do projeto para as pessoas apropriadas. Essa autoridade e responsabilidade são um papel importante e necessário. Isso envolve principalmente lidar com pessoas; negociando com eles e chegando a uma solução que mantém o projeto em progresso. É nessas negociações que a teoria do jogo pode ser uma ferramenta essencial para o gerenciamento de projetos.

No dia-a-dia, os gerentes de projetos precisam resolver problemas para manter os projetos em trilha e garantir que todos os envolvidos sejam motivados. Como mencionado, isso geralmente envolve negociação.

Aqui estão algumas coisas que os gerentes de projeto precisam pensar em qualquer processo de negociação:

  • Qual é o problema que você está tentando resolver?
  • Quem são os jogadores?
  • Quais jogadores terão impacto no sucesso da sua decisão?

Para usar a teoria dos jogos para o gerenciamento de projetos, escreva uma lista de jogadores que mantenham as questões acima em mente. Para cada jogador, responda as seguintes perguntas:

  • Há algum problema de tempo? Quem está com pressa e quem pode se dar ao luxo de demorar? Os jogadores tomarão decisões independentemente ou aguardam que outros jogadores tomem decisões?
  • Quais jogadores podem assumir o compromisso de ajudar você e o projeto? Priorize esses jogadores.
  • Você tem um ângulo para negociar? O ganho mútuo é possível se os jogadores tiverem diferentes preferências, prioridades ou capacidades. Onde o ganho mútuo é provável, um resultado negociado é possível.
  • Quais são os objetivos dos jogadores? Coloque-se no lugar de cada jogador e assuma seus objetivos e suas as ações serão mais aceitas do ponto de vista deles, mesmo que você não consiga concordar.

É útil colocar essas perguntas e jogadores em uma tabela simples para mostrar claramente escolhas diferentes ou diagramas de árvores que seguem etapas de uma interação. Ao analisar os possíveis resultados e trabalhar na direção oposta, os gerentes de projeto podem escolher a estratégia mais apropriada para dar os melhores resultados.

Usar a teoria dos jogos da maneira acima ajuda a entender como as pessoas agem e interagem – uma habilidade essencial necessária para gerenciar projetos com sucesso.

Curiosidades

 

john nashA Teoria dos Jogos é um campo de estudo de caráter bastante geral, que deveu grande parte de seu desenvolvimento aos trabalhos do brilhante matemático norte-americano John Nash, cuja vida e obra foi retrata no filme Uma Mente Brilhante. Sua aplicação é extremamente vasta, podendo ser aplicada à política, conflitos bélicos e, o mais comum, à microeconomia e competições de mercado.

Os dois conceitos centrais na Teoria dos Jogos são o conceito de jogoe o conceito de estratégia ótima:

  • Jogo é a situação em que dois participantes de uma interação, os chamados jogadores ou agentes, tomam decisões que levem em consideração as atitudes e as respostas do outro. Não existe um máximo de jogadores possível, e, ao final de uma interação, cada jogador recebe uma recompensa (“payoff”) que pode ou não ser favorável.
  • Estratégia ótima é aquela que maximiza a recompensa esperada de um jogador. É um objetivo crucial desta teoria a busca de métodos que permitam uma análise objetiva de qual é esta estratégia.

 

Para outras informações, leia nosso outro post sobre teoria dos jogos

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *