Certificados Digitais: o que são? Qual a importância?

Certificados Digitais
11 de junho de 2020
Última modificação: 11 de junho de 2020

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Blog

Certificado Digital

Com o avanço da internet, de seu uso e de dispositivos para acesso a ela, muitas empresas têm migrado para opções remotas, seja de trabalho, vendas, serviços financeiros, e muitos outros. Porém ao passo em que houve avanço no uso da internet, as fraudes também aumentaram, principalmente no que diz respeito às transações eletrônicas. Dados são facilmente captados por hackers ou empresas maliciosas e podem ser usados em diversos meios e para diversos fins, dessa forma também cresceu a preocupação com a segurança das informações. A fim de solucionar este problema nasceram os certificados digitais.

Antes de nos aprofundarmos no assunto vamos imaginar a seguinte situação: recentemente na sua empresa, houve uma oportunidade de ouro em fechar negócio com um fornecedor que baixaria os custos com matéria-prima em 40%. Mas a condição determinava que você deveria assinar este contrato presencialmente, porém deveria viajar para uma cidade 800 km distante da sua no dia da entrega de seu maior cliente (o que lhe traz mais receita).

Ou até mesmo precisou realizar uma troca de documentos confidenciais na internet mas ambos (você e a outra empresa) ficaram receosos a respeito da legitimidade dos mesmos.

E aí, o que fazer?

São exatamente nestes casos que os certificados digitais entram em ação. Vamos conferir neste artigo o que é o certificado digital, qual é a sua importância e utilidade para as empresas.

Confira também:

O que é certificado digital?

Certificados digitais são credenciais eletrônicas que vinculam a identidade do proprietário do certificado a um par de chaves de criptografia eletrônica (uma pública chamada PKI e uma privada), que podem ser usadas para criptografar e assinar informações digitalmente. O principal objetivo do certificado digital é garantir que a chave pública contida no certificado pertença à entidade para a qual o certificado foi emitido, em outras palavras, para verificar se uma pessoa que está enviando uma mensagem é quem ele afirma ser, e então fornecer ao destinatário da mensagem os meios para codificar uma resposta de volta ao remetente.

O arquivo de computador do certificado digital contém um conjunto de informações proprietárias, garantindo segurança, autenticidade, confiabilidade e integridade no relacionamento entre uma chave de criptografia e um indivíduo, pessoa jurídica, máquina ou aplicativo.

A certificação digital garante, nos termos da legislação, validade legal e fiscal aos atos que a utilizam, que podem ser comércio eletrônico, assinatura de contratos, transações bancárias, apresentação de declarações ao governo, emissão de faturas, entre outros. São transações realizadas virtualmente, ou seja, sem a participação da parte interessada, mas exigem uma identificação clara dessa pessoa online.

Quais tipos de certificados digitais?

Certificado tipo A – Assinatura Digital

O tipo de certificado digital mais utilizado, é o certificado tipo A. Seu principal benefício é permitir ao usuário realizar assinaturas digitais, identificando os titulares, atestando a autenticidade de uma operação e garante a retidão do documento. Todo esse processo garante também validade jurídica.

Como ele é capaz de efetuar cópias de segurança e mais de um dispositivo (tablet, computador, celular), é bastante flexível e é o mais indicado em serviços de emissão de notas fiscais, transporte de cargas, obtenção de documentos digitais (como a CNH) e muitos outros.

Certificado Tipo S – Certificado de Sigilo

Esse certificado, como já indicado, garante sigilo a uma transação, havendo a possibilidade de criptografia de e-mails, com sua decodificação através de um certificado digital autorizado para abri-lo.

Certificado Tipo T – Certificado de Sigilo

Este certificado, diferentemente dos demais, funciona como um selo que comprova a existência de um documento ou assinatura digital em uma determinada hora e data, garantindo temporalidade e veracidade das informações e a não adulteração do documento.

Certificado tipo A CF-e-SAT

Só podem ser emitidos para equipamentos integrantes do Sistema de Autenticação e Transmissão do Cupom Fiscal Eletrônico – SAT-CF-e, seguindo a regulamentação do CONFAZ.

Certificados A1 e A3

1) A1 – Este é um arquivo digital instalado no computador ou navegador de internet do usuário e é válido por um ano.

2) A3 – Este certificado depende de um dispositivo externo (suporte criptográfico em token ou cartão USB), válido por um ou três anos. Se o cartão for escolhido (cartão inteligente), um leitor de certificado digital deve ser acoplado para usá-lo.

Qual certificado escolher?

Muitas pessoas procuram escolher os certificados digitais mais seguros, porém a questão aqui não se trata do certificado mais seguro, e sim o mais adequado. Existem certificados específicos para produtos, outros para documentos e outros para transações. Vale a pena se informar com profissionais especializados que saberão lhe indicar o que melhor se adequa ao seu negócio.

Por que a segurança é necessária na Internet?

O número de pessoas e empresas online continua aumentando. À medida que o acesso se torna mais rápido e mais barato, essas pessoas gastam ainda mais tempo conectado à Internet para comunicação pessoal e transações comerciais.

A Internet é uma rede de comunicações aberta que não foi originalmente projetada com a segurança em mente. Os criminosos descobriram que podem explorar suas vulnerabilidades para obter ganhos fraudulentos. Para que a Internet tenha êxito como ferramenta de negócios e comunicação, os usuários devem poder se comunicar com segurança.

Quais as vantagens do uso de certificados digitais?

As vantagens dos certificados digitais são inúmeras, listamos aqui algumas delas:

  • Mobilidade: Pode formalizar negócios a longa distância.
  • Agilidade e praticidade: O processo de assinar e gerir documentos é otimizando com maior rapidez e praticidade.
  • Identificação/autenticação: As pessoas e/ou entidades com quem estamos nos comunicando são realmente quem eles dizem que são.
  • Confidencialidade: As informações na mensagem ou transação são mantidas em sigilo. Só pode ser lido e compreendido pelo remetente e pelo destinatário pretendidos.
  • Integridade: As informações contidas na mensagem ou transação não são adulteradas acidentalmente ou deliberadamente, sem que todas as partes envolvidas tenham conhecimento da adulteração.
  • Não-repúdio: O remetente não pode negar o envio da mensagem ou transação e o destinatário não pode negar o recebimento.
  • Controle de acesso: O acesso às informações protegidas é realizado apenas pela pessoa ou entidade pretendida.

Conclusão

Certificados digitais foram criados com a intenção de garantir maior segurança às transações de documentos, dinheiro, mercadorias e informações na internet, garantindo autenticidade, validade legal e fiscal. Eles possuem diversos tipos e, para aderir a um deles é necessário conferir com especialistas, qual melhor se adéqua ao seu negócio. Tem sido requisitado devido ao grande número de fraudes que acontecem na internet e possui diversas vantagens.

Confira também:

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro − 3 =