Analista PCP qual a função dessa profissão

Analista de PCP: descubra a função desse profissional

O Analista de PCP é um profissional cada vez mais requisitado no mercado. Afinal, esse sistema de gestão empresarial traz uma série de vantagens para os negócios, principalmente no processo de produção. 

Neste aspecto, separamos esse post para explicar tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Desde o ramo de atuação, com suas funções, até as médias salariais. Boa leitura! 

O que é PCP e qual sua função 

Primeiramente, vamos definir o que exatamente é essa sigla e porque ela vem se popularizando nos negócios de sucesso. 

Dessa forma, PCP é o Planejamento e Controle da Produção. Na prática, é um sistema de gestão que se refere aos processos de produção da empresa. 

Assim, é esse sistema que se usa para definir os detalhes de quando, quanto e onde a produção vai acontecer, considerando uma ordem. Ao mesmo tempo, permite que o negócio seja verificado de forma contínua. 

Como resultado, é mais fácil agir diante de erros e problemas, evitar ou resolver imprevistos e garantir que o potencial máximo seja alcançado. 

Inicialmente, o PCP é implantado para melhorar aspectos gerais de produção. Mas, rapidamente, isso permite uma otimização da indústria. Ou seja, maior vantagem competitiva que agrega valor e autoridade. 

Então, esse sistema atua sobre diversas áreas. Entretanto, o foco está na manufatura, já que é onde existe uma necessidade vigente de planejamento e controle de recursos. 

Curso PCP FM2S

Neste cenário, o planejamento funciona através de 4 objetivos básicos, sendo eles: 

  • Programação da produção da empresa; 
  • Carregamento de postos de trabalho/máquinas; 
  • Definição da sequência considerando as prioridades; 
  • Monitoramento do processo. 

Pensando nesses objetivos, também chegamos aos pilares do planejamento e controle de produção. Ou seja, os aspectos que vão garantir que esse sistema funcione e traga benefícios para a empresa. 

No planejamento é definido todos os produtos que serão produzidos e quando isso vai acontecer, ou seja, há uma definição geral da ordem das coisas. 

Na programação de produção, são definidos todos os recursos a serem utilizados do início ao final. Então, temos um fluxo de produção.

Ao final, no controle, é possível fazer um monitoramento para saber exatamente o que está ou não funcionando. Portanto, é aqui que os possíveis erros, como atrasos, são identificados e corrigidos. 

Benefícios 

O principal objetivo do PCP é garantir ordem para os negócios, trazendo uma organização geral e facilitando a produção. Mas, além disso, as empresas começam a ter: 

  • Fluxos de trabalho mais inteligente; 
  • Melhor aproveitamento de material, principalmente a matéria-prima; 
  • Redução geral de custos; 
  • Atuação mais racional sobre o mercado; 
  • Facilita a integração das várias áreas da empresa; 
  • Eleva os dados de análise; 
  • Facilita a tomada de decisões; 
  • Reduz perdas e danos, que podem ser custosos; 
  • A gestão de estoque é otimizada. 

O que é um Analista de PCP? 

Sabendo o que é essa sigla, chegamos ao Analista de PCP, que é o profissional que fica por trás desse sistema. 

Dessa forma, esse analista é o responsável por auxiliar na definição, mas principalmente por analisar o planejamento da empresa, fazer o controle e a programação. 

Entretanto, sua função vai muito além disso. Já que este é o profissional que possui um grande conhecimento interno sobre a indústria. 

Logo, é ele quem analisa e controla a matéria-prima e insumos. Com isso, facilita a organização e funcionamento do estoque, evitando paradas ou falta de material. 

Além disso, o analista planeja para que todos os equipamentos passem por manutenções periódicas conforme o fluxo de produção. Assim, evita paradas bruscas por quebras, mantém o funcionamento e promove a qualidade que o negócio precisa. 

Tudo isso é feito através de fichas, relatórios e demais instrumentos de trabalho. 

Cabe destacar que o analista de PCP fica, principalmente, no setor de logística e produção. Atuando a partir de relatórios e inventários, elaborando os cronogramas, bem como na análise crítica para pedidos, estoques e mais. 

Quem pode ser Analista de PCP? 

O Analista de PCP é um profissional que estuda de forma regular, atualizando-se no mercado. Principalmente em relação as novas técnicas que vão surgindo. 

Então, quem segue essa área costuma ter formação em Administração e Engenharia de Produção, além de outros estudos voltados para a manutenção de processos. 

Ao mesmo tempo, existem diversos ramos de atuação para esses analistas. Como indústrias, recursos humanos, varejo, siderúrgica e metalúrgica, etc. 

Nestes casos, há empresas que podem requerer conhecimentos específicos. Considerando o tipo de matéria-prima utilizada, riscos e assim por diante. 

Qual o salário de um Analista de PCP?

Os salários sempre são questões trazidas à tona quando avaliamos qualquer carreira. Afinal, há grandes investimentos realizados com estudos, workshops, etc. 

Porém, há divergências quanto a isso. Segundo o site Vagas, por exemplo, a média salarial desse profissional no Brasil é de R$ 3.043,00. Enquanto o site Glassdoor apresenta a média de R$ 6.277,00 para sêniors. 

A realidade é que, mesmo com essas médias, o salário varia a partir da região e área de atuação. Algumas empresas investem mais nesse profissional, outras menos. 

Na plataforma Salario, o teto salarial fica em torno de R$ 8 mil. Mas há indústrias que pagam o triplo disso. Tudo considerando a oferta, demanda, qualificação profissional e as tarefas inclusas. 

Logo, ficamos com a média de R$ 3 mil, com possibilidades de lucros maiores. O ideal é sempre definir bem qual será o seu trabalho ali dentro. 

Principais funções 

Por fim, separamos algumas das principais tarefas realizadas por um analista de PCP nas indústrias. Assim, você se familiariza com o que pode encontrar nos requisitos básicos para contratação. 

Análise de previsão de venda 

Antes de realmente começar a definir um plano, você precisa conhecer a previsão de venda daquele negócio. Afinal, vai atender essa demanda.

Sendo assim, ter esses números, considerando todos os setores, como marketing e comercial, lhe dará um norte quanto as tendências e expectativas. 

Plano de produção 

Com a análise feita, o analista de PCP tem as informações que precisa para elaborar um plano de produção. 

Dessa forma, são avaliadas as entradas (registros de estoque, carteira de pedidos, etc) e saída (plano de produção), bem como prazos de entrega, solicitações, quantias e mais. 

Esse é o principal momento de atuação desse profissional e, geralmente, um dos que demanda mais tempo. 

Rodar o MRP 

Com o plano pronto, a sua tarefa envolve definir tudo o que a empresa deve comprar e produzir, escolher os melhores momentos para investir nisso, e definir a ordem de produção. 

Lembre-se que uma indústria só funciona de forma adequada quando possui a matéria e os equipamentos necessários para tal. 

Junto a isso vem a análise da carga e capacidade, necessidade de insumos e as solicitações de compra. Logo, é possível acompanhar esse processo. 

Liberação das ordens de produção 

Após a realização das ordens de produção, é hora de confirmar tudo e faze a liberação. 

Neste ponto, ocorrem as divisões por pastas. Como fichas de inspeção, ficha técnica, roteiro de produção, programa CNC, etc. 

Seguindo a isso, há um gerenciamento dos indicadores, controle de qualidade, cumprimento de prazos e avaliação contínua do aumento/redução de capacidade de produção. 

Entretanto, as funções do analista de PCP não param por aí, incluindo outras demandas essenciais para as indústrias, como: 

  • Programação da produção; 
  • Apoio ao comercial;
  • Acompanhamento dos processos/etapas; 
  • Auxiliar no cumprimento de prazos; 
  • Acompanhamento de clientes no diligenciamento; 
  • Gerenciamento de indicadores; 
  • Verificação dos custos; 
  • Alinhamentos quanto a produção (redução ou aumento). 

Enfim, agora que você conhece essa profissão, ficou com alguma dúvida? Não perca tempo e aproveite a promoção do curso de PCP da FM2S!

Certifique-se agora!

Leia mais:

Augusto Fontoura

Augusto Fontoura

Estudante de Engenharia de materiais na UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa), atua no setor de marketing da FM2S