Mercedes Benz: Conheça a história por trás da marca

26 de novembro de 2020
Última modificação: 26 de novembro de 2020

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Blog

A história da Mercedes Benz data de mais de um século, na Alemanha, e representa o fundamento da motorização veicular mundial. Neste artigo iremos nos aprofundar na sua fundação, na história de seus idealizadores Gottlieb Daimler e Karl Benz, suas conquistas inventivas em paralelo e qual a ligação dessa marca com a metodologia Lean Seis Sigma.

O nascimento da Mercedes Benz

A Mercedes Benz que conhecemos hoje partiu da união de ideias de dois inventores empenhados em desenvolver automóveis. Contudo, a união das empresas DMG e Benz & Cia não aconteceu de imediato. Em suma, a realidade da época tornava as empresas grandes concorrentes no mercado automobilístico, e seus fundadores eram homens extremamente instigados a continuar inovando no setor.

O pioneirismo paralelo de ambos fez com que também colecionassem conquistas adicionais como a construção do primeiro ônibus, o primeiro caminhão com motor a gasolina e também o primeiro caminhão a diesel no mundo.

Porém, foi no período pós Primeira Guerra Mundial que as empresas precisaram parar de trabalhar em paralelo e decidiram se unir. O motivo foi que a indústria automobilística sofreu drasticamente com a inflação e redução nas vendas. Para se manterem pertinentes e competitivas no mercado, as duas marcas se uniram sob o nome de Daimler Benz AG, produzindo principalmente motores, caminhões e automóveis em geral.

O nome Mercedes, contudo, veio um bom tempo depois quando Emil Jellinek, solicitou a alteração do nome de um modelo de automóvel, em específico. Em troca, Jellinek adquiriu 36 automóveis, a preço global de 550 mil marcos (atualmente algo próximo de 5,5 milhões de marcos.

Os idealizadores

Karl Benz, nasceu em 25 de novembro de 1844 na Alemanha. Filho de um condutor de locomotivas, Karl cresceu com recursos limitados e foi por algum tempo, educado por sua mãe. Em 1871, Karl fundou a Benz & Cia. e se tornou o criador do primeiro automóvel de três rodas e movido por motor de combustão interna. Vinte anos se passaram e a Benz & Cia. começava a fabricar e vender seus primeiros automóveis de quatro rodas. Assim, logo no início do século XX, a empresa se tornou a maior fabricante automobilística do mundo, dando ao inventor e engenheiro, o título de pioneiro como o inventor do automóvel movido a gasolina que conhecemos atualmente.

benz-fm2s-blog

Karl Friedrich Michael Benz

Gottlieb Daimler, nasceu em 17 de março de 1834 também na Alemanha. Daimler foi estudante de uma escola de desenho e teve a oportunidade de passar uma temporada na França, onde colocou em prática seus conhecimentos técnicos e adquiriu experiência na construção de máquinas. Além disso, Daimler estudou engenharia mecânica.

Gottlieb_Daimler_fm2s-blog_

Gottlieb Wilhelm Daimler

Cronologicamente, Daimler e Benz desenvolveram suas pesquisas e invenções no mesmo período, e atingiram o desenvolvimento do motor de combustão interna quase ao mesmo tempo. Contudo, Daimler tinha uma característica de pesquisador superior a de Benz, e assim criou um motor mais leve e de alta velocidade. Junto disso, após muito estudo, desenvolveu o carburador, o que possibilitou a inclusão da gasolina e do diesel como combustível nos automóveis. Sua patente da invenção ocorreu em 1885. Foi apenas cinco anos depois que a Daimler Motoren Gesellschaft (DMG) surgiu e começou a produção dos primeiros carros. 

A menina que virou carro

A história é um pouco confusa, mas a versão mais aceita diz que em abril de 1900, Emil Jellinek, um cônsul geral do Império Austro-Hungaro, batizou os carros que comprara da alemã DMG de Mercedes, nome de sua primeira filha. 

Contudo, há quem diga que na verdade, Jellinek morava com a família em Nice, na Riviera Francesa, e por isso quis evitar problemas judiciais ao encomendar e receber os carros da fabricante alemã para participar em corridas. Jellinek então mudou os nomes dos carros da Daimler para Mercedes e o primeiro veículo a, de fato ostentar o novo nome da marca foi o Mercedes 35 PS, que fez parte da Semana de Corrida de Nice, em 1901.

Mercedes 35 PS_

Mercedes 35 PS

Tudo isso foi possível pois após a morte de Gottlieb Daimler, então sócio de Wilhelm Maybach na DMG, a companhia após a venda o nome comercial “Daimler”. O contrato entre o cônsul e a DMG previa que seus carros fossem chamados Daimler-Mercedes, até que se formalizou Mercedes. Naquele ponto, a marca com maior referência e mais prestigiada no mundo se tornou a única no mundo com nome de mulher.

A estrela como logo

A estrela de três pontas, hoje reconhecida facilmente por qualquer consumidor, foi adotada como logotipo apenas em 1909, após a morte de Gottlieb Daimler. A ideia surgiu de um desenho de Daimler para sua esposa, que vinha com a legenda “um dia essa estrela brilhará sobre a minha obra”. As três pontas da estrela representavam, portanto, os produtos principais da empresa, os motores para uso terrestre, marítimo e aéreo.

Com os anos, o símbolo sofreu algumas alterações. Em 1923 o círculo foi acrescentado ao redor da estrela, e em 26, após fusão das empresas Daimler e Benz, a coroa de louros foi incluída. Foi apenas em 1933 que a versão definitiva foi adotada e desde então não sofre alterações.

A conexão com o Lean Seis Sigma

A Mercedes Benz é considerada um das maiores e mais consistentes player da indústria automobilística mundial. Para atingir isso, a marca pauta sua produção em princípios diretamente atrelados ao Lean Seis Sigma, como por exemplo:

Vale ressaltar que o Lean Seis Sigma é uma metodologia idealizada justamente para a indústria automobilística e, por sua vez, atende diferentes marcas em diferentes etapas da produção. No caso da Mercedes, a metodologia faz parte da cultura da empresa, e portanto está difundida – e é obrigatória – em todas suas fábricas, inclusive no Brasil.

Ficou interessado em desenvolver os mesmos princípios da Mercedes ai na sua organização? Então comece essa jornada através do nosso curso gratuito de White Belt Lean Seis Sigma

Mercedes Benz no Brasil

Atualmente, a Mercedes Benz é uma marca bastante forte e reconhecida no mercado brasileiro. Muito disso vem da sua diversidade de produção e constante busca por desenvolvimento tecnológico útil ao usuário.

Hoje, a atuação da Mercedes em território nacional é extremamente forte na linha de caminhões e ônibus. A grande necessidade brasileira de transportar cargas em grandes quantias vem da nossa extensa malha rodoviária e a Mercedes sabe explorar isso muito bem. Através de sistemas de consórcio, manutenção especializada e presença em eventos de suma importância para o mercado logístico, a marca é o principal player nesse segmento. 

Quanto aos ônibus, a presença e relevância da marca é visível. Diferentes empresas utilizam a Mercedes para atuar em transporte de passageiros, tanto urbano quanto rodoviário. Um dos principais fatores para o sucesso da marca nesse setor é o conforto de seus veículos e a compreensão das exigências do cliente brasileiro.

Para que tudo isso fosse possível, é claro que a empresa realizou benchmarking em solo brasileiro e demais países que atua. Além disso, o expertise de anos de atuação e visão de mercado são determinantes para que a estratégia da marca continue funcionando e trazendo resultados positivos.

Quer se tornar um profissional certificado Lean Seis Sigma e acelerar sua carreira? Então clique no banner abaixo e conheça a Assinatura FM2S, com ela você tem acesso a todos os belts, participa de grupos de networking e recebe conteúdo novo todo mês durante um ano!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *