As dificuldades de Jeff Bezos no lançamento da Amazon

Jeff Bezos
10 de janeiro de 2021
Última modificação: 10 de janeiro de 2021

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Blog, Carreira

A História de Jeff Bezos

Jeff Bezos desde sua adolescência já apresentava aptidão por ciência e tecnologia. Na adolescência criou um sistema de alarme para manter seus irmãos fora de seu quarto. Na época, se destacou por se tornar o orador da escola secundária Silver Knight Award e National Merit Scholar enquanto trabalhava como cozinheiro de fila de pedidos no McDonald’s.

O início do que mais tarde se tornaria a maior empresa de varejo do mundo começou com sua formação, um duplo diploma em engenharia elétrica e ciência da computação na Universidade de Princeton, na Flórida.

Tempos depois, Jeff Bezos foi procurado por várias empresas, de startups de telecomunicações a bancos e aos 30 anos ele já se tornara o vice-presidente sênior da DE Shaw & Co. Logo, Jeff Bezos estava em alta procura pelo mercado. Foi quando na década de 90, Jeff Bezos decidiu abrir uma livraria. Assim, ele se demitiu da DE Shaw & Co e fundou a Amazon em uma garagem.

O plano de negócios para a Amazon fora escrito em uma viagem de Nova York a Seattle. A princípio, ele utilizaria aproximadamente U$ 300.000 de sua mãe, se comprometendo a construir a Amazon inspirada no Rio Amazonas. Ao mesmo tempo, ele sabia que queria ter a maior empresa do mundo, mas para isso teria que expandir seu comércio para outros produtos além dos livros. Após três anos no negócio Jeff Bezos abriu o capital da Amazon. Dessa forma, levantou aproximadamente 54 milhões de dólares e o utilizou para iniciar sua expansão, diversificando a gama de produtos à venda.

As Dificuldades Enfrentadas por Bezos

O primeiro desafio enfrentado por Bezos foi a própria internet. Esse desafio consolidou-se no início de uma plataforma de negócios online. Naquela época centenas de empresas estavam explorando todo o potencial que a Internet trouxe. Assim, a Amazon teve que sobreviver à bolha das “pontocom” (uma bolha do mercado de ações causada pela especulação excessiva de empresas relacionadas à Internet no final dos anos 1990), e conseguiu devido à sua estrutura de negócios.

A Amazon simplesmente realizava as vendas no varejo para consumidores que pagavam com cartões de crédito ou débito, o que significa que os pagamentos eram instantâneos. Ou seja, não havia um gap entre pagamento de seus fornecedores e recebimento de clientes. Porém na época muitas empresas não souberam administrar essa “balança” entre receitas e despesas e acabaram fechando no início dos anos 2000. No auge da bolha “pontocom”, as vendas despencaram, afetando a receita da Amazon. Isso fez com que Bezos demitisse boa parte de seus trabalhadores chegando quase à falência.

No entanto, com um empréstimo de bancos no ano seguinte, a Amazon se recuperou e voltou a gerar lucros. Mas outro ponto que também dificultou no início foi o fato de que a Amazon não possuía nenhum dos livros que vendeu. Assim, depois que um pedido era feito, Jeff Bezos procuraria pessoalmente o item em livrarias antigas antes de enviá-lo.

A estratégia por trás do sucesso da Amazon

Ao final dos anos 90, a Amazon tornou-se uma empresa de capital aberto e assim, passou a adquirir concorrentes menores e a diversificar o negócio para atrair um público mais amplo.

Logo, ele lançou sua primeira subsidiária Amazon Web Services (AWS). Em suma, foi o serviço que permitiu que as pessoas e a empresa vissem o potencial da internet. Sua versão mais antiga era gratuita e ajudou as empresas a desenvolver aplicativos que lhes permitiriam incorporar o serviço da Amazon em seus sites. Agora o mundo não só pode fazer compras em seus sites, mas também vender seus produtos usando a Amazon. Isso transformou não apenas o varejo online, mas também a indústria de TI em nome da nuvem computação e os posicionou como líderes. Em seguida, lançou o Amazon Kindle, revolucionando a maneira como lemos livros.

“Se o seu foco estiver no seu concorrente, você sempre terá que esperar até que haja um concorrente fazendo algo. Porém, o foco no cliente permite que você seja pioneiro.” Jeff Bezos – Fundador da Amazon

A Amazon hoje em dia

Jeff Bezos conduziu a Amazon para a posição que ocupa hoje, ouvindo, sendo inovador, otimizando e entregando. Eles aprimoram continuamente seus processos para que possam ser mais eficientes para seus clientes. Assim, como um grande líder Bezos enxergou as oportunidades no momento certo e soube equilibrar o capital da empresa para manter-se no mercado de vendas.

No curso de Liderança para Novos Gestores FM2S, você vai entender os pontos relativos à gestão de pessoas que as empresas querem que seus novos gestores dominem. Confira na vídeoaula abaixo a apresentação do curso.

Por fim, hoje a Amazon não vende apenas livros aos clientes, mas também vende coisas que eles nem imaginavam. Observando o histórico de compras dos clientes, eles implementaram avaliações que apresentam itens com base em suas pesquisas de compra anteriores e tendências, quando introduziu o botão. Eles aumentaram a facilidade e a conveniência de fazer compras online de itens e artigos.

Nos últimos 15 anos, a Amazon ofereceu uma gama mais ampla de produtos. Assim, ganhou 1.029.528 novos vendedores, cujas vendas de produtos totalizaram aproximadamente cento e dezenove bilhões de dólares.

” Reclamar não é uma estratégia. Temos que lidar com o mundo tal como ele é, e não tal como gostaríamos que ele fosse.” Jeff Bezos – Fundador da Amazon

Da garagem à maior empresa de varejo do mundo

De um começo humilde, começando em uma garagem vendendo um livro por vez, a Amazon cresceu em um conglomerado imparável em vários setores, como tecnologia de clientes de logística de varejo, computação em nuvem e, mais recentemente, mídia e entretenimento. Seu fundador e líder Jeff Bezos é conhecido por sua transformação e o estilo de liderança mostrando seu carisma e poder para as coisas que eram necessárias na construção de seu negócio. Hoje, Jeff Bezos é o homem mais rico do mundo, com seu patrimônio líquido que superou U$ 200 billhões em 2020. Fortuna essa, originária da idealização de seu próprio negócio: a Amazon.

Gostou do nosso conteúdo? Então conta pra gente nos comentários: quais são as histórias que te inspiram?

Aproveite para conhecer os cursos gratuitos da FM2S.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − três =