Inteligência Artificial: quais as mudanças trazidas por ela?

inteligência artificial e as mudanças
16 de dezembro de 2018
Última modificação: 16 de dezembro de 2018

Autor: Virgilio Marques Dos Santos
Categorias: Blog, Melhoria de Processos

Como sobreviver às mudanças trazidas pelas ferramentas de Inteligência Artificial?

Os líderes e especialistas em RH preveem que mais inteligência artificial chegará ao ambiente de trabalho, inclusive em funções de chefia e gerenciamento de pessoas.

Um estudo realizado pela Oracle e pela Future Workplace contou com 1.320 entrevistados, entre líderes e funcionários de RH dos EUA, e descobriu que as pessoas estão prontas para adotar a IA como ferramenta fundamental no ambiente de trabalho.

Entretanto, a pesquisa também revelou que os funcionários acreditam que as empresas não estão fazendo o suficiente para que eles também desfrutem dos benefícios dessa nova tecnologia e se integrem aos novos modelos.

Se a inteligência artificial está chegando e as empresas não estão ajudando os funcionários a lidar com essa implementação, é sua responsabilidade aprender sobre essas novas tecnologias. É necessário incorporar esses conhecimentos para prosperar em um ambiente de trabalho equipado com a inteligência artificial.

Se você acredita que a IA irá automatizar muitos empregos, então você precisa fortalecer suas habilidades e conhecimentos singulares para competir no mercado de trabalho. Se você tem um emprego remunerado e deseja maximizar suas chances em um ambiente de IA que estão chegando ao mercado, aqui estão algumas dicas que o ajudarão a desenvolver as habilidades necessárias para prosperar nesse novo ambiente.

Mantenha-se flexível em como você gerencia suas atividades

Quando a inteligência artificial chegar aos ambientes de trabalho você poderá ser gerenciado por um computador! Por enquanto, é mais provável que você encontre mais colegas técnicos ocupando vagas de gerenciamento, à medida que a expertise em tecnologia se torna cada vez mais valorizada.

De qualquer maneira, haverá mudanças de gerenciamento à medida que as empresas começarem a incorporar a IA em seus processos, por isso não se apegue aos métodos gerenciais atuais.

Dica de sobrevivência: Sempre que você tiver uma mudança no gerenciamento (ou mesmo se já passou algum tempo desde que você está conectado com seu gerente atual), pergunte ao seu gerente especificamente como eles gostam de se comunicar – com que frequência e com quais ferramentas. Não assuma que seu gerente lhe dirá o que ele espera. Não assuma que seu gerente compartilha das mesmas preferências de comunicação que você.

Se a AI realmente cumprir sua promessa de aumento de produtividade, as empresas poderão fazer mais com menos, e seu papel como funcionário mudará, se não for eliminado completamente.

Conforme essa transição de produtividade acontece, os sistemas e processos de trabalho mudam e você precisará se adaptar. Assim como você não deve se acostumar com um tipo de gerente específico, também não deve ficar preso a uma maneira de trabalhar.

Dica de sobrevivência: preste atenção às alterações nos sistemas e processos de sua empresa. A mudança pode beneficiá-lo se você se tornar um especialista na nova tecnologia ou se for capaz de explorar os novos sistemas e processos para obter resultados melhores.

Você precisa reconhecer e aceitar as mudanças, se quiser permanecer relevante.

Crie sua própria rotina de treinamento

Seria bom se as empresas fornecessem treinamento e suporte quando ocorressem mudanças, mas, mesmo fora dos ambientes equipados com a inteligência artificial, as empresas nem sempre investem no aprendizado e no desenvolvimento de seus funcionários.

Dica de sobrevivência: descubra se sua empresa oferece treinamentos e mostre disposição para aprender e aperfeiçoar suas habilidades. Porém, esteja preparado para criar sua própria rotina de treinamento.

Se você tem interesse em inteligência artificial, por exemplo, descubra quem, na sua empresa, está trabalhando nessas iniciativas e ofereça sua ajuda. Essa pessoa ou grupo pode fazer sugestões sobre blogs, livros e outros recursos que você pode estudar para obter mais conhecimento sobre IA especificamente em sua área de atuação.

Torne-se indispensável para o seu empregador e indústria

Quando as empresas mudam seus modelos de negócio, seja devido à IA ou a outra inovação, os resultados serão medidos de maneira diferente. Diferentes habilidades ganham prioridade e diferentes papéis emergem, assim como algumas funções podem ser eliminadas.

Você deve ser flexível com relação às mudanças de gerenciamento, sistemas e processos. Conforme necessário, busque obter treinamento sobre as novas habilidades e os conhecimentos necessários. Você também precisa saber de forma clara o que seu empregador precisa, e garantir que você esteja envolvido em atender a essa necessidade. Dessa forma, você se torna indispensável para o sucesso de sua empresa.

Dica de sobrevivência: confirme como o seu empregador permanece no negócio e o faz crescer. Preste atenção em como são realizadas as mudanças na estratégia. Não esqueça de sempre se perguntar: você ainda está contribuindo para o resultado final? Você ainda está trabalhando em uma área prioritária para a empresa?

Existem diferentes maneiras de se tornar indispensável para o seu empregador – certifique-se de que você ainda é indispensável, apesar das mudanças no gerenciamento, nos sistemas, nos processos e nos requisitos.

Não entre em pânico – você tem tempo para se adaptar

Enquanto 70% das pessoas estão usando alguma forma de IA em sua vida pessoal, apenas 6% dos profissionais de RH adotam alguma ferramenta de inteligência artificial em suas empresas. Atualmente, apenas 24% dos funcionários estão usando essa nova tecnologia em seus locais de trabalho. Esse número irá crescer nos próximos anos, mas a passos lentos. A implementação dessas técnicas não é fácil, como discutimos neste texto.

Se 93% das pessoas estiverem prontas para receber pedidos de um robô, mas apenas 6% dos profissionais de RH estiverem implementando efetivamente a inteligência artificial, haverá uma desconexão entre a expectativa e a realidade.

Isso não significa que a mudança não está acontecendo ou que, quando se tornar o novo padrão, não será prejudicial, mas é claro que você tem tempo para se adaptar.

Dica de sobrevivência: defina lembretes agora para implementar seu plano de sobrevivência na carreira para que você não fique complacente, mas também para que possa avaliar o que está tentando alcançar em sua carreira.

Na próxima semana, você pode verificar com seu departamento de treinamento sobre as possibilidade de treinamento e as perspectivas sobre essas novas ferramentas. Se você já identificou um novo sistema que deseja aprender, reserve uma hora para encontrar uma turma ou para trabalhar com um colega que esteja disposto a treiná-lo.

Agende uma reunião com seu gerente para confirmar como ele gosta de se comunicar e para saber mais sobre as iniciativas em andamento. Não fique complacente, mas não entre em pânico.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *