Engenharia Civil: Oportunidades, Cursos e Mercado de Trabalho

engenharia civil
20 de janeiro de 2020
Última modificação: 20 de janeiro de 2020

Autor: Guilherme Mendes
Categorias: Blog, Carreira

Engenharia Civil

Projetos como um aeroporto, ponte, satélite espacial, estrada ou túnel, os engenheiros civis são as pessoas que projetam, constroem e gerenciam todo o processo, do desenvolvimento à avaliação. Os graduados em engenharia civil são os cérebros por trás de todas as estruturas maiores que nos cercam, ou seja, edifícios, redes de transporte, abastecimento de energia e água. Assim, seu valor na sociedade é grande, portanto, viemos através desta postagem explicar um pouco mais sobre o curso, onde cursar, mercado de trabalho, especializações, a carreira, salário, entre outros. Neste artigo, você vai conferir:

  • O que é Engenharia Civil?
  • O curso de Engenharia Civil
  • Softwares da Engenharia Civil
  • A carreira em Engenharia Civil
  • Perfil profissional
  • Ambiente de Trabalho
  • Mercado de Trabalho
  • Como se tornar um engenheiro civil
  • Ênfases da Engenharia Civil
  • Os melhores cursos de Engenharia Civil

O que é Engenharia Civil?

A engenharia civil é a prática profissional de projetar e desenvolver projetos de infraestrutura. Isso pode ocorrer em grande escala, como por exemplo o desenvolvimento de sistemas de transporte ou redes de abastecimento de água em todo o país, ou em menor escala, como o desenvolvimento de estradas ou edifícios individuais.

Todos os aspectos da construção de uma estrutura são da responsabilidade de um engenheiro civil. Isso pode incluir planejamento, projeto, orçamento, levantamento, gerenciamento além de e análise de construção. Muitas vezes, as carreiras de engenharia civil englobam uma combinação de todos esses elementos.

Em suma, a grande vantagem da engenharia civil no mundo real é que é uma indústria que se adapta perpetuamente às demandas e desejos da sociedade. Assim, nos últimos anos, a engenharia civil se adaptou para considerar muitas preocupações ambientais contemporâneas, ajudando a resolver questões de poluição e escassez de abastecimento de água, ao mesmo tempo em que considera o potencial da energia sustentável na indústria.

O curso de Engenharia Civil

Em primeiro lugar, se você estudar engenharia civil em nível de graduação, aprenderá a aplicar os conhecimentos matemáticos e científicos (particularmente a física) a situações e problemas da vida real que surgem da criação e manutenção de estruturas, levando em consideração fatores ambientais, financeiras, legais e éticas.

Em sua essência, a engenharia civil é uma combinação de muitas especialidades científicas, incluindo mecânica, hidráulica, geotécnica (usando o conhecimento da crosta terrestre para resolver problemas de construção), ciência de materiais e análise estatística. Portanto, o estudo desses elementos fundamentais terá grande destaque nos primeiros anos dos cursos de engenharia civil.

Apesar de ser um curso essencialmente presencial, hoje em dia existem algumas universidades que oferecem a engenharia civil Ead, também conhecida como ensino à distância.

Softwares da Engenharia Civil

Além do lado mais científico, quem estuda engenharia civil desenvolverá suas habilidades de design, principalmente o design auxiliado por computador. O trabalho de projeto é fundamental, assim, nos últimos anos de sua graduação, você será capaz de concluir seus próprios projetos de design individualmente ou em equipe. Entre as ferramentas computacionais mais utilizadas pelos engenheiros civis estão:

  • AutoCAD: é um programa de desenho auxiliado por computador (computer-aided drafting). Além disso, com ele é possível realizar projetos de hidráulica e sistemas elétricos. O suporte adicional de precisão digital ajuda com medições e cálculos, componentes 3D e compartilhamento de dados;
  • Revit: é um software amplamente usado por arquitetos, engenheiros e empreiteiros para criar um modelo unificado que todas as disciplinas e profissões podem usar para concluir seu trabalho, logo é usado para coordenar diversas entradas de dados (incluindo CAD);
  • Eberick: é um software usado em projetos de estruturas em concreto armado. Nele há análises de estruturas, dimensionamentos e detalhamentos.

A carreira em Engenharia Civil

Em primeiro lugar, a profissão de engenheiro civil é regulamentada pelo Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA). Para exercer essa profissão você deve ter um diploma em curso reconhecido pelo MEC no CREA. Devido a grande expansão que o mercado da construção civil vem enfrentando, esta profissão está em alta.

Porém um engenheiro civil não atua apenas como engenheiro de obras, existem outras vertentes que ele pode também atuar, como:

  • Engenheiro Ambiental: em um cenário onde prezamos pelo desenvolvimento sustentável, além da viabilidade econômica é muito importante analisar se o meio ambiente será comprometido. Assim, o profissional especializado na área ambiental ganha muita importância por estar envolvido no processo de licenciamento, que autoriza o início de uma obra;
  • Engenheiro de Segurança do Trabalho: Por estar diretamente ligado a ambientes onde existem grandes riscos de acidentes ele pode exercer a função de engenheiro de segurança. Logo, a saúde e a integridade física dos trabalhadores devem ser preservadas ao máximo, pois, além de outros fatores, influenciam no clima organizacional e na produtividade do funcionário;
  • Gestor de Empresas: Por uma questão vocacional ou até mesmo de gosto, um profissional graduado pode não necessariamente seguir a área de engenharia e atuar como empresário, onde assume a responsabilidade de administrar, realizar consultorias e gerir negócios;
  • Carreira acadêmica: A carreira acadêmica também é uma ótima opção. Dessa forma, uma boa alternativa é aproveitar a experiência adquirida para seguir a carreira docente e ensinar aos estudantes os principais fundamentos da profissão.

Outras Especializações

No entanto, existem outras especializações como a certificação Lean Six Sigma, especializada em qualidade e gestão de processos, ou até mesmo a própria gestão de projetos que podem colaborar com um diferencial na carreira de um engenheiro. Estes cursos estão disponíveis na Assinatura FM2S.

Durante 1 ano você tem acesso a cursos da área de melhoria contínua e excelência operacional, e um acervo de materiais de apoio que irão enriquecer seu repertório profissional. Além disso, você também tem acesso aos seguintes benefícios: grupos de networking para assinantes, conteúdo prático, mentoria online, professores com ampla bagagem teórica e prática, materiais e cursos exclusivos, webinars e outros eventos.

Perfil Profissional em Engenharia Civil

Não só nesta, como em todas as engenharias, o profissional precisa ter aptidão em trabalhar com números, já que a atividade deste profissional envolve muitos cálculos. Além disso, precisa ter um bom senso de organização e ser bastante cuidadoso.

Estar atento às tendências do setor e acompanhar as novas tecnologias é uma outra importante competência de um bom profissional desta área, afinal novas soluções e formas de realizar determinados serviços surgem ao tempo todo.

Ambiente de Trabalho

Os engenheiros civis geralmente trabalham em ambientes fechados nos escritórios. No entanto, muitos passam o tempo ao ar livre nos canteiros de obras para monitorar as operações ou resolver problemas no local. A maioria dos engenheiros civis empregados no setor privado trabalha para grandes empreiteiras de construção ou como consultores. Instituições governamentais que empregam engenheiros civis incluem departamentos estaduais de transporte e militares.

Mercado de Trabalho

Os engenheiros civis no Brasil estão entre as profissões mais requisitadas entre as engenharias e mais bem pagas. São vastamente contratados, principalmente pelas empreiteiras.

Uma análise simples e interessante de se fazer é observar o número de edifícios em construção que encontramos por aí. Da mesma forma o fazemos para estradas, pontes, shoppings e mercados. Aliás, especialmente no Brasil, este ramo experimentou um crescimento exponencial nas duas últimas décadas.

Apesar do crescimento deste ramo, principalmente com os adventos da copa do mundo e olimpíadas nos anos de 2014 e 2016 respectivamente, agora sofre com uma queda em serviços devido a crise econômica e o envolvimento de empreiteiras em escândalos de corrupção. Por outro lado, o cenário vem melhorando a passos rasos, porém com a economia aquecida, é um ramo extremamente promissor.

Dentre os setores que um engenheiro civil pode atuar estão:

  • Construção Civil;
  • Saneamento;
  • Estruturas e Fundações;
  • Rodovias e Transporte.

Como se tornar um engenheiro civil?

Em primeiro lugar, engenheiros civis precisam de um diploma de bacharel em engenharia civil, em uma de suas especialidades ou em tecnologia de engenharia civil. Eles precisam, sobretudo, de um diploma de graduação e licenciamento para promoção a cargos seniores. A forma mais comum de ingresso em cursos de engenharia é através de vestibulares específicos ou, para as universidades federais através das inscrições do SISU 2020.

Embora os requisitos de licenciamento variem, os engenheiros civis geralmente precisam ser licenciados se prestarem serviços diretamente ao público. O CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) é o órgão responsável por licenciar e monitorar a certificação dos engenheiros no Brasil.

Ênfases da Engenharia Civil

No Brasil, são poucas as ênfases dadas ao curso em determinadas áreas, ainda assim, listamos algumas delas. No entanto, é importante que o candidato a essa engenharia também saiba qual o leque de opções que essa engenharia oferece. São elas:

  • Estruturas metálicas;
  • Empresarial;
  • Aeroportos e heliportos;
  • Engenharia de produção civil;
  • Estruturas, fundações e transportes;
  • Engenharia civil e ambiental.

Os melhores cursos de Engenharia Civil

Por fim, de acordo com o ENADE – 2017 (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) as melhores universidades para realizar o curso são:

  1. ITA – Instituto Tecnológico da Aeronáutica;
  2. IME – Instituto Militar de Engenharia;
  3. UFTM – Universidade Federal do Triângulo Mineiro;
  4. UEM – Universidade Estadual de Maringá;
  5. UFPE – Universidade Federal de Pernambuco;
  6. UFV – Universidade Federal de Viçosa;
  7. Unifil – Centro Universitário Filadélfia;
  8. IFS – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe;
  9. UEPG – Universidade Estadual de Ponta Grossa;
  10. UNB – Universidade de Brasília.

Para você que deseja se tornar um engenheiro de sucesso, conheça nossa certificação Lean Six Sigma. Acesse nossa Plataforma EAD e conheça nossos cursos de Green Belt e Black Belt.

Não sabe por onde começar? Que tal conhecer o curso White Belt FM2S gratuito?
Aproveite!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 1 =