Big Data: para que serve e quais suas aplicações?

Big Data para que serve e suas aplicações
05 de janeiro de 2022
Última modificação: 29 de dezembro de 2021

Autor: Gustavo Nogueira
Categorias: Análise de dados

Para que serve o Big Data ?

Big data é um termo que descreve grandes volumes de dados difíceis de gerenciar – estruturados e não estruturados – Isto é, aplicado aos negócios. Sendo assim, uma solução do dia-a-dia.

No entanto, o que realmente importa é o que você na verdade faz com estes dados. Ou seja, não basta apenas tê-los, é preciso organizá-los, criar valores neles, e assim, entendê-los. Pois dessa forma é possível gerar valor e informação relevante para seu empreendimento, ou organização.

Em síntese, o Big Data é uma análise em busca de insights que melhoram as decisões e dão confiança para fazer movimentos de negócios estratégicos. Aqui abordaremos suas principais aplicações no setores empresariais e industriais por meio da tecnologia.

Tipos de dados no Big Data

Antes de tudo, separar quais tipos de dados é o primeiro passo, quando se trata de Big Data. Dentre estes dados, encontra-se um grande volume de informações quando trabalhamos com diversas fontes, sejam elas: Imagens; Textos, Palavras; Arquivos; Vídeos; Etc.

Não necessariamente, o trabalho de Big Data precisa trabalhar com largas quantidades de dados, e sim, com suas devidas naturezas. Então separamos em tipos, sendo eles: 

  • dados estruturados, como transações e registros financeiros;
  • Já nos dados não estruturados, são como textos, documentos e arquivos multimídia;
  • E nos dados semiestruturados: como logs de servidor da web e dados de streaming de sensores.

Então, é aí que entra o Banco de Dados. Seguindo o raciocínio, dessa maneira, é necessário armazenar e separar organizadamente, cada tipo de dados destes. Pois então, cada empresa e negócio, possuem os “dados” que lhes interessam. Armazenadas em grandes bancos relacionais, ou não relacionais. Em nosso artigo falamos exatamente sobre o funcionamento de cada um deles.

Sua aplicação na Indústria

Atualmente o setor industrial e de construção, prezou pelos valores que estes dados possuem, para tomadas de decisões. Visto que, análises comparativas, são de grande efeito económico, quando falamos de valores de: Fornecedores; Insumos; colaboradores; E terceirizados.

Ou seja, é preciso uma análise atualizada em tempo mais real possível, do mercado de ações, quanto a valores, em dashboards como o Power BI, por exemplo. Dessa forma, separadas por categorias, é possível prever compras e gastos que, talvez, daqui uma semana, possam ser mais lucrativos. 

Ademais, vale destacar como o setor de suprimento possui um papel fundamental, em adquirir essas informações, por meio do contato direto com diversas empresas e orçamentos. Afinal, possuir uma boa Gestão de Dados é uma “cartada”, para indústrias e grandes construtoras, que valorizam essas informações, como também este profissional.

Outros setores:

É notório como a eficiência de compreender melhor o cliente, sem sombra de dúvidas, foi inovadora por meio do Big Data. 

Ou seja, sem “achismo”, é possível através dos dados nutridos nos mecanismos de busca e informação, entender qual é a necessidade do cliente. Sejam elas suas peculiaridades e exigências quanto a formulação de um produto, ou método de vendas em si.

Alguns setores se deram muito bem utilizando o Big Data em suas empresas. Como por exemplo no:

  • E-Commerce;
  • Varejo;
  • Marketing e Comercial;
  • Projetos de melhoria;
  • Construção Civil;
  • E financeiro.

Os 5 VS do Big Data

Embora sejam separados por categoria os tipos de dados, visto que, sua natureza varia conforme sua estrutura. Foi preciso padronizar os seus principais aspectos, quando se trata de Big Data. Então, definidos em 5 VS, com o conjunto, sendo: Volume; Variedade; Velocidade; Veracidade; Valor.

Volume

Aqui as organizações coletam dados de uma variedade de fontes, por meio de: Transações; Dispositivos inteligentes (IoT); Equipamentos industriais; Vídeos; Imagens; Áudio; Mídia social; E muito mais. 

Variedade

Variedade, ou seja, os dados vêm em todos os tipos de formatos – de dados numéricos estruturados em bancos de dados tradicionais a documentos de texto não estruturados. Por exemplo: E-mails; Vídeos; Áudios; Dados de cotações da bolsa; E transações financeiras.

Velocidade

Com o crescimento da Internet das Coisas, os dados fluem para as empresas em uma velocidade sem precedentes e devem ser tratados em tempo hábil. Por exemplo, etiquetas RFID, sensores e medidores inteligentes estão levando à necessidade de lidar com essas torrentes de dados quase em tempo real.

Veracidade

Além das velocidades e variedades crescentes de dados, os fluxos de dados são imprevisíveis, dessa forma, – mudando frequentemente e variando muito. É um desafio, mas as empresas precisam saber quando algo está se tornando uma tendência nas mídias sociais e como gerenciar estes picos de carga de dados diários, sazonais e acionados por eventos.

Valor

Se refere à qualidade dos dados. Isto é, como os dados vêm de muitas fontes diferentes, é difícil vincular, combinar, limpar e transformar dados entre sistemas. Em suma, as empresas precisam conectar e criar relacionamentos, hierarquias e múltiplas ligações de dados. Não feito isso, seus dados podem sair rapidamente do controle.

O Analista de dados, e suas ramificações

Torne-se especialista no ramo em que atua. Em outras palavras, a demanda é tão grande, que muito profissionais acabam fazendo uma migração para o Big Data, isto é, após concluir sua formação inicial. Ou até mesmo complementá-la.

Em resumo, todo este conhecimento e insights técnicos, como também o domínio de variados softwares de manipulação de dados, farão de você um completo profissional e apto para tal. Os mais conhecidos e utilizados são:

  • Hadoop;
  • Apache Spark.;
  • Apache Storm; 
  • Cassandra;
  • RapidMiner;
  • MongoDB;
  • Ferramenta de Programação R;
  • Neo4j;
  • Dentre outras.

Dito isso, fizemos um E-book gratuito da FM2S, de analise de dados, que irá te ajudar em seus negócios, projetos, e trabalhos organizacionais. Em resumo, te ensinando a fazer correlações usando: Excel; PDSA com análise de dados; E case reais de aplicação.

Comece já sua carreira em Big Data

Sobretudo, há uma grande falta destes profissionais no mercado de trabalho, e aqui na FM2S, temos como objetivo alavancar e agregar a carreira dos nossos alunos. Com as melhores aulas, metodologias e certificações exigidas da atualidade.

Então, em destaque, oferecemos nosso curso de visualização de dados: Excel Essencial, totalmente grátis e com certificado. Onde estará em sua grade, a aptidão e o conhecimento técnico a cerca de:

  • Entender as funcionalidades básicas da ferramenta com a finalidade de construir planilhas;
  • Criar dashboards (painéis) simples com base em informações coletadas de tabelas;
  • Acompanhar o desempenho de indicadores pré-definidos de acordo com suas necessidades;
  • E não só, como também, fazer análises críticas e relatórios de dados a partir do desenvolvimento de gráficos básicos.

Enfim, não perca tempo, e faça parte da carreira de maior oportunidade de emprego, da revolução 5.0 da indústria e tecnologia. 

Leia mais:

Gostou do nosso artigo? Deixe seu comentário aqui!

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.